Cromagem

Genival Silva

YoungTimer
Olá Sr. Miguel, só faltou citar como localizar a sua empresa pois procuro alguem que consiga cromar alumínio, mas na cor dourada. Pois acho que na verdade tem até outro nome ao invés de cromo. qualquer coisa contatar [email protected]
 

carlos cunha

YoungTimer
Joao Rodrigues disse:
Bom dia ao fórum.

Estou a preparar umas peças para cromar ( espelhos aros frisos...) como gosto de saber como as coisas funcionam fui espreitar uma empresa de cromagem e a primeira coisa que me disseram foi
"o preço!? de pende de quanto queres gastar e de qual o acabamento a dar às peças."
assim explicou-me que pode dar uma simples lavagem aos olhos e apesar de caro é barato!
ou então passando por vários processos nomeadamente "estes" e que o preço Upa Upa.:p

fiz uns contactos com uma professora de química que acrescentou um pormenor, disse-me que se uma peça for inicialmente Cobreada o Crómio "Adere" melhor e que as imperfeições no material melhoram!
Estou tentado a experimentar só preciso saber quem me faz a cobreagem... pq cromagem depois tem de ser uma de qualidade:D
e estou disposto a contactar o Pinheiro!
 

Samuel A Costa

YoungTimer
Genival Silva disse:
Olá Sr. Miguel, só faltou citar como localizar a sua empresa pois procuro alguem que consiga cromar alumínio, mas na cor dourada. Pois acho que na verdade tem até outro nome ao invés de cromo. qualquer coisa contatar [email protected]
Aluminio julgo que o processo se chama anodizar, tenho um colega de trabalho que tem uma mini empresa com um amigo em que fazem anodização do aluminio em diferentes cores (vermelho, azul, preto e dourado) mas só a pequenas peças tipo do tamanho de um telémovel, vou lhe perguntar mais sobre este processo de anodização, entretanto se quiseres o contacto manda-me uma PM.

abraço
 

João Pereira Bento

128coupe
Portalista
Eu mandei cromar dois parachoques e 4 escudentes há dois anos e ficaram perfeitos, agora paguei foi quase 500€ (sem IVA) por esse trabalho quando tinha quem o fizesse por menos de metade.:D
 

Fernando Salgueiro

Gran Turismo
Eu tenho num carro uns pára-choques cromados há 7 anos e continuam impecáveis. Penso que ficou em cerca de 20 contos na altura. Mas por vezes, mais vale comprar outros pára-choques.
 

Ruben Frutuoso

Clássico
pois, isto dos restauros não é para todos, e eu no meu caso acabei mesmo por comprar um para-choques novo na concorencia que me custou 50euros, vamos a ver quanto tempo dura....
 
Jorge Faustino disse:
Não tenho duvidas que hajam empresas em Portugal que façam trabalhos dignos de nota, o problema é que a grande maioria não o faz. Como prova disso temos os mais diversos relatos de restauros em que as cromagens ficam muito aquém do que seria de esperar. Em muitos casos os trabalho fica péssimo logo à partida, noutros começam a aparecer ferrugens passado pouco tempo.
Sou ainda do tempo em que os carros usavam para choques cromados e já nesse tempo os que por acidente tinham de endireitar e cromar os referidos para choques andavam a queixar-se de que passado pouco tempo a ferrugem nascia...
Ainda há pouco tempo testemunhei um péssimo trabalho de uma conhecida empresa da zona da grande Lisboa. Como tinha os ferros de de uns encostos de cabeça para cromar, acabei por pedir ajuda a um amigo que passa a vida a restaurar motos antigas.
O resultado em termos de trabalho acabado foi excelente pois entreguei os ferritos todos ferrugentos e veio tudo como novo. ;)
Agora vamos lá ver o que nos reservam o passar dos anos.
É uma empresa pequena que até luta contra algumas dificuldades mas que tem muitos clientes espanhois...
Lá está, há quem faça bons trabalhos, mas... não são tentos assim e é preciso ter sorte ou procurá-los bem.
Uma coisa é certa, pelo que vi até estou tentado a arriscar 150 euros no pára choques...:rolleyes: espero que fique bem e durável...o_O
Curiosamente já vi o nome da empresa referido aqui como uma das que fazem um bom trabalho.
Seria possível dar-me o endereço dessa empresa? É que tenho algumas peças de uma scooter para cromar e ainda não descobri quem o faça com profissionalismo. Obrigado
 
Boa tarde

Por favor, tenho móveis com armações de metal cromado, que estão enferrujados e necessitando de recuperação. Sendo móveis não estariam expostos ao ar livre, como os automóveis, mas, por outro lado, moro próximo ao mar (Copacabana, Rio de Janeiro, Brasil).

Pergunto: para conseguir uma recuperação realmente durável, além do bom acabamento, seriam necessárias todas aquela etapas que o sr. descreve em sua mensagem?

Se não for necessário todas aquelas etapas, quais aquelas que o sr. recomendaria?

Obrigado antecipadamente pela resposta,

João Carlos
 

Renato Caldas

YoungTimer
Viva,

José Guimarães disse:
Boas !!! E melhor tarde do que nunca e de certeza que vai satisfazer muita gente!!!
Eu por acaso mandei esta semana cromar num local perto da zona industrial de matosinhos!!!
E um colega que leva la e conhece o senhor!!!!
Vamos la ver o resultado!!!!
mas deixe a morada e contacto para o pessoal contactar consigo
sera utiL

cumprimentos

jose guimaraes
Eu sou dessa zona. Como ficou? Será que me poderia dar a morada e contacto da empresa?

Tenho tentado contactar algumas empresas na zona do Porto, mas por causa das férias não tenho tido muita sorte... Até agora, para além de ter descoberto empresas que já não fazem cromagem, ou que só fazem cromagem a peças de latão, pouco mais consegui. Tenho o contacto da "cromagem SIPAR", em Rio Tinto, sendo que os apanhei por telefone mesmo no último dia de trabalho. :rolleyes: Ainda tenho que passar lá, para discutir os detalhes antes de me decidir.

Já agora, hoje em dia talvez faça sentido usar um verniz sobre os cromados e peças polidas, para evitar a ferrugem ou oxidação. Estou a pensar usar um produto do tipo Glisten PC. Há um distribuidor em Espanha, e o preço não é mau. Parece-vos boa ideia?
 
Eu ando há um porradão dee tempo à procura de alguma casa que me faça a cromagem das ponteiras de escape da minha Harley, o que se passa é que ninguém me dá garantia da cromagem dizendo que a cromagem vai saltar com a temperatura...
Seria uma coisa perfeitamente aceitável se eu não tivesse ainda visto escapes com dezenas de anos e milhares de Km's a brilhar, mas quando eu falo disso dizem-me que já não se faz cromagem como se fazia dantes, mais uma coisa que para mim não faz sentido, tendo em conta que qualquer trabalho que se faça hoje em dia deveria ter sofrido desenvolvimento em termos de qualidade e durabilidade uma vez que dispomos nesta altura, teóricamente, mais avanços técnicos em relação há 50 anos atrás...
 
Olá Miguel Ramos

A cromagem da panela não pode saltar com a temperatura, o que pode acontecer é na zona da curva de escape, o cromado ficar com um tom azulado ou acastanhado, ou seja, o cromado queima, o que já é bem diferente de saltar. Mas isto pode acontecer pelo facto de as vezes os motores se encontrarem mal afinados.

Abraço
 

Vitor Patricio

Portalista
Portalista
Miguel Ângelo M Ramos disse:
Eu ando há um porradão dee tempo à procura de alguma casa que me faça a cromagem das ponteiras de escape da minha Harley, o que se passa é que ninguém me dá garantia da cromagem dizendo que a cromagem vai saltar com a temperatura...
Seria uma coisa perfeitamente aceitável se eu não tivesse ainda visto escapes com dezenas de anos e milhares de Km's a brilhar, mas quando eu falo disso dizem-me que já não se faz cromagem como se fazia dantes, mais uma coisa que para mim não faz sentido, tendo em conta que qualquer trabalho que se faça hoje em dia deveria ter sofrido desenvolvimento em termos de qualidade e durabilidade uma vez que dispomos nesta altura, teóricamente, mais avanços técnicos em relação há 50 anos atrás...


Mais avanços tecnicos e muitas mais normas ambientais, alguns vapores das cromagens antigas eram altamente toxicos.


Para além disso o que faz a cromagem durar é levar um bom banho de cobre, e isso é caro, logo como não se vê, o que se vê é o niquel e o seu polimento para ficar muito brilhante, o cliente leva para casa uma peça toda linda e reluzente que passado pouco tempo está toda picada.
 

luis vieita

YoungTimer
bom dia, vou agora começar um restauro de uma Gnome Rhone M2, é uma moto que não é muito conhecida. é uma 350cc de 1932. tenho algumas peças que vou mandar cromar, mas fiquei um pouco assustado ou ler que as cromagens do escape saltam com o calor! alguma empresa dá garantia disso?
 

João Kramer

Clássico
Alberto Miguel Gomes disse:
Olá Miguel Ramos

A cromagem da panela não pode saltar com a temperatura, o que pode acontecer é na zona da curva de escape, o cromado ficar com um tom azulado ou acastanhado, ou seja, o cromado queima, o que já é bem diferente de saltar. Mas isto pode acontecer pelo facto de as vezes os motores se encontrarem mal afinados.

Abraço
Ó conterraneo ... Tu entendes alguma coisa de cromagens ... Lol Lol Lol
Não sei se já te contei, mas o Vandan Plas Princess que era da minha avó foi cromado ai faz ums 10 a 15 anos, e até hoje está impec., no restauro nem foi necessário voltar ao banho!
O problema mais grave eram os estofos (couro / napa) e os tampões "completos" !!!
Um abraço amigo para a tua familia!
JK
 

Emilio Pereira

YoungTimer
Este assunto por acaso é super interessante mas para um leigo é completamente desesperante... sou de Lisboa, preciso de cromar umas peças e ando a uns dias a procura de algum sitio para as cromar... de todas as casas que leio, ha quem fale bem e quem fale muito mal...

Assim fica dificil de decidir... independentemente do preço, o que aconselham na zona de Lisboa? Podem mandar mensagem... sff
 
Boa tarde!

Encontrei este fórum que me interessa, pois pretendo cromar os pára-choques de um Mercedes W123 240D de 1977. Dado que a informação acima é já antiga, peço-vos que me actualizem quanto às boas oficinas de cromagem na região de Lisboa. Desde já grato.
 
Topo