como limpar tablier em couro

alguem tem sugstões? já me falaram desde gracha até creme nivea mas antes de meter mãos à obra gostava de ouvir outras soluções...
Obrigado
 
alguem tem sugstões? já me falaram desde gracha até creme nivea mas antes de meter mãos à obra gostava de ouvir outras soluções...
Obrigado
 
alguem tem sugstões? já me falaram desde gracha até creme nivea mas antes de meter mãos à obra gostava de ouvir outras soluções...
Obrigado
 
Eu costumo usar sempre o velho método do pano húmido e do sabão neutro. Para limpar mas também depende do estado em que se encontram os materiais a limpar.
Graxa, nivea, ou cera de abelha são sempre propostas válidas mas depois da limpeza feita.
Por exemplo no volante do meu 325i, após algumas buscas e conselhos de estofadores cheguei à conclusão que forra o volante era a melhor coisa a fazer, no entanto antes disso resolvi experimentar a graxa e o resultado foi surpreendentemente bom. Já lá vão 4 anos e dois tratamentos e o volante está tão aceitável que nem penso em forrar ;)
Já vi nivea a ser aplicada também num 325i e gostei do resultado, os estofos ficaram bem mais macios.
Já com a cera de abelha, a experiência foi menos animadora já que o resultado não foi tão bom e durou muito tempo até alguém se poder sentar no banco.
Existem outros métodos mais radicais e mais específicos, mas também mais caros tipo o tratamento da http://www.leatherique.com (só para falar num caso)) que diz fazer maravilhas mas que o único caso que conheço se revelou problemática na colocação da tinta. Não é que seja mau antes pelo contrario mas no caso do volante não me agradou o aspecto final tendo em conta o gasto. Se calhar a experiência do artista era pouca...
 
Eu costumo usar sempre o velho método do pano húmido e do sabão neutro. Para limpar mas também depende do estado em que se encontram os materiais a limpar.
Graxa, nivea, ou cera de abelha são sempre propostas válidas mas depois da limpeza feita.
Por exemplo no volante do meu 325i, após algumas buscas e conselhos de estofadores cheguei à conclusão que forra o volante era a melhor coisa a fazer, no entanto antes disso resolvi experimentar a graxa e o resultado foi surpreendentemente bom. Já lá vão 4 anos e dois tratamentos e o volante está tão aceitável que nem penso em forrar ;)
Já vi nivea a ser aplicada também num 325i e gostei do resultado, os estofos ficaram bem mais macios.
Já com a cera de abelha, a experiência foi menos animadora já que o resultado não foi tão bom e durou muito tempo até alguém se poder sentar no banco.
Existem outros métodos mais radicais e mais específicos, mas também mais caros tipo o tratamento da http://www.leatherique.com (só para falar num caso)) que diz fazer maravilhas mas que o único caso que conheço se revelou problemática na colocação da tinta. Não é que seja mau antes pelo contrario mas no caso do volante não me agradou o aspecto final tendo em conta o gasto. Se calhar a experiência do artista era pouca...
 
Eu costumo usar sempre o velho método do pano húmido e do sabão neutro. Para limpar mas também depende do estado em que se encontram os materiais a limpar.
Graxa, nivea, ou cera de abelha são sempre propostas válidas mas depois da limpeza feita.
Por exemplo no volante do meu 325i, após algumas buscas e conselhos de estofadores cheguei à conclusão que forra o volante era a melhor coisa a fazer, no entanto antes disso resolvi experimentar a graxa e o resultado foi surpreendentemente bom. Já lá vão 4 anos e dois tratamentos e o volante está tão aceitável que nem penso em forrar ;)
Já vi nivea a ser aplicada também num 325i e gostei do resultado, os estofos ficaram bem mais macios.
Já com a cera de abelha, a experiência foi menos animadora já que o resultado não foi tão bom e durou muito tempo até alguém se poder sentar no banco.
Existem outros métodos mais radicais e mais específicos, mas também mais caros tipo o tratamento da http://www.leatherique.com (só para falar num caso)) que diz fazer maravilhas mas que o único caso que conheço se revelou problemática na colocação da tinta. Não é que seja mau antes pelo contrario mas no caso do volante não me agradou o aspecto final tendo em conta o gasto. Se calhar a experiência do artista era pouca...
 

Rui Coelho

Clássico
Caro amigo

Como o amigo Jorge disse, a melhor coisa é desmontar lavar bem com água e sabão inglês ou na falta sabão azul, depois passar abundantemente água e aplicar um produtos desses normais para tablier, de maneira a dar brilho.

A nivea também faz bem, amacia cabedal e napa, também é uma opção, mas para brilho é necessário depois um produto.

Um abraço
 

Rui Coelho

Clássico
Caro amigo

Como o amigo Jorge disse, a melhor coisa é desmontar lavar bem com água e sabão inglês ou na falta sabão azul, depois passar abundantemente água e aplicar um produtos desses normais para tablier, de maneira a dar brilho.

A nivea também faz bem, amacia cabedal e napa, também é uma opção, mas para brilho é necessário depois um produto.

Um abraço
 

Rui Coelho

Clássico
Caro amigo

Como o amigo Jorge disse, a melhor coisa é desmontar lavar bem com água e sabão inglês ou na falta sabão azul, depois passar abundantemente água e aplicar um produtos desses normais para tablier, de maneira a dar brilho.

A nivea também faz bem, amacia cabedal e napa, também é uma opção, mas para brilho é necessário depois um produto.

Um abraço
 
obrigado pelas sugestões, acabei por exprimentar graxa preta de ceras naturais aplicado com uma esponja e o resultado foi muito bom. devolveu a cor que estva um bocado desmaiada e não suja depois de seco.
Abraço
 
obrigado pelas sugestões, acabei por exprimentar graxa preta de ceras naturais aplicado com uma esponja e o resultado foi muito bom. devolveu a cor que estva um bocado desmaiada e não suja depois de seco.
Abraço
 
Pedro Miguel Cunha disse:
obrigado pelas sugestões, acabei por exprimentar graxa preta de ceras naturais aplicado com uma esponja e o resultado foi muito bom. devolveu a cor que estva um bocado desmaiada e não suja depois de seco.
Abraço

O facto da graxa não sujar depois de aplicada também foi uma surpresa para mim :feliz:
 
Pedro Miguel Cunha disse:
obrigado pelas sugestões, acabei por exprimentar graxa preta de ceras naturais aplicado com uma esponja e o resultado foi muito bom. devolveu a cor que estva um bocado desmaiada e não suja depois de seco.
Abraço

O facto da graxa não sujar depois de aplicada também foi uma surpresa para mim :feliz:
 

Eduardo Relvas

fiat124sport
Portalista
Olá a todos,

Estes materiais precisam antes de mais de ser limpos. Como são porosos por natureza, precisam de algo com um leve poder detergente para libertar a sujidade acumulada.

Recentemente limpei um banco que tinha na garagem para montar no meu 127, e a única coisa que tinha à mão era uma lata de Supergel (aquele de limpar as mãos que se compra nos supermercados). Como também é indicado para tecidos e afins, resolvi experimentar.

O resultado foi francamente surpreendente. A napa estava dura e lisa, depois de várias passagens com o pano a sair quase preto, e uma última passagem só com o pano humedecido, deixei-o a secar durante a noite. No outro dia, a napa estava macia, com a textura correcta, e um toque espectacular.

Entretanto não lhe voltei a fazer mais nada, e tem-se aguentado bastante bem, mas penso que deveria levar um tratamento para alimentar a napa. De qualquer forma, passo a ideia... uma boa limpeza faz maravilhas. Mesmo o couro assenta no mesmo princípio, e pode mesmo ser esfregado com força com uma escova dura se estiver muito sujo. Hoje temos tendência a ver o couro como um material delicado, mas é uma ideia errada. O que levou o couro a ser usado em muitos clássicos foi justamente a sua facilidade de ser limpo.

A pior ideia de todas penso que será a graxa, embora algumas possam dar algum alimento ao couro, na generalidade o que fazem é apenas colocar uma camada adicional de "pintura" em cima do material sujo.

Espero que isto ajude...

Um abraço a todos!
 
Topo