BMW 1602 Sem Documentos

Rui Porto

Clássico
Hoje estive a ver um BMW 1602 numa sucata.Estava em bom estado de chapa, e suponho que a pintura era de origem ainda.Tinha o tablier rachado , mas trabalhava muito bem, só tinha colado o pedal da embraiagem.Querem por ele 1.700 euros. Até aqui tudo bem mas o assunto complica-se porque o carro não tem documentos,tem as chapas de matricula, e é vendido nesse estado. A história que me contaram foi esta : O proprietário morreu há uns anos , e o filho desse proprietário também morreu há cerca de um ano. Há cerca de 6 meses o neto quiz esvaziar a garagem e vendeu o carro sem documentos para a sucata. Agora isto não me contaram sou eu que imagino , o sucateiro viu que era pena mandá-lo para a sucata e quer fazer negócio com a viatura. Ele diz que tem um "papel branco " assinado pelo neto em como ele lhe vendeu o carro.Diz também que passa uma factura em meu nome descrevendo o carro, nº de chassis e respectiva matricula. Antes de meter o pé na poça, gostava que um expert deste site me dissesse se este negócio é válido juridicamente, e como posso eu efectuar o registo do mesmo, uma vez que na conservatória o registo está em nome do primeiro proprietário.
 
1700 euros é um pouco caro. Por esse preço só mesmo se a carroçaria estivesse praticamente nova, pois não tem documentos e pelos vistos também não anda.
 
Rui Porto disse:
Hoje estive a ver um BMW 1602 numa sucata.Estava em bom estado de chapa, e suponho que a pintura era de origem ainda.Tinha o tablier rachado , mas trabalhava muito bem, só tinha colado o pedal da embraiagem.Querem por ele 1.700 euros. Até aqui tudo bem mas o assunto complica-se porque o carro não tem documentos,tem as chapas de matricula, e é vendido nesse estado. A história que me contaram foi esta : O proprietário morreu há uns anos , e o filho desse proprietário também morreu há cerca de um ano. Há cerca de 6 meses o neto quiz esvaziar a garagem e vendeu o carro sem documentos para a sucata. Agora isto não me contaram sou eu que imagino , o sucateiro viu que era pena mandá-lo para a sucata e quer fazer negócio com a viatura. Ele diz que tem um "papel branco " assinado pelo neto em como ele lhe vendeu o carro.Diz também que passa uma factura em meu nome descrevendo o carro, nº de chassis e respectiva matricula. Antes de meter o pé na poça, gostava que um expert deste site me dissesse se este negócio é válido juridicamente, e como posso eu efectuar o registo do mesmo, uma vez que na conservatória o registo está em nome do primeiro proprietário.
Quer um conselho rápido, esqueça...

Por 1000 euros compra um 2002 a andar aqui www.competiauto.com secção de clássicos
O 1602, nunca o vai legalizar no seu nome e trocar matriculas e numeros de chassi é trapalhada certa e vai por-se em apuros. É crime.
Ainda por cima é carissimo, e vai ter que gastar outro tanto para o por em condições de andar(sem documentos), o que não se serve de nada.

Os conselhos (ainda) são de graça...:D

Moreira

Moreira
 
Ricardo Moreira disse:
Quer um conselho rápido, esqueça...

O 1602, nunca o vai legalizar no seu nome e trocar matriculas e numeros de chassi é trapalhada certa e vai por-se em apuros. É crime.
Ainda por cima é carissimo, e vai ter que gastar outro tanto para o por em condições de andar(sem documentos), o que não se serve de nada.

Os conselhos (ainda) são de graça...:D

Moreira

Moreira

Nem mais....
 
concordo plenamente com o sr ricardo...
Nao faça asneira isso iria dar muita confusao e depois o carro esta carissimo mesmo pois para esse preço tinha que estar como novo e com documentos...
S ainda fosse 300 euros para peças!!!!:huh:

cump.
 
Topo