BMW BMW 1602 - Apresento-vos o Velho, ou usando termo politicamente correto, o Sénior!

André Pedro

Portalista
Portalista
E é agora... vamos lá começar isto!
Espero que tenham tempo. Vai ser uma série tipo novela portuguesa, 1 temporada 500 episódios e quem me conhece sabe que falo muito... Quando me estiver a esticar, mandem-me calar!

Capítulo I - Pré Antes, Antes, Decisão, Escolha e Compra!

Pré - Antes:
No início de 2018 comecei um negócio chamado OpenRoad, com o mote: Dar oportunidade a todos aqueles que não têm possibilidade de ter um desportivo, poderem sentir toda a adrenalina do que é conduzir, seja no autódromo ou numa estrada mítica deste nosso Portugal.

Durante este tempo, sendo o segundo ano da minha vida em Lisboa, comecei a conhecer pessoas do mundo dos carros desde youtubers, que me deram a conhecer muitos projetos que eu não conhecia, a proprietários de máquinas e a organizadores de eventos, para a partir daí nunca mais parar a minha integração neste mundo automobilístico (foto do carro no último dia que o tive no Sintra Clássicos).

FB_IMG_1541947603564.jpg

Com esta integração o meu amor pelos carros alimentava-se da paixão dos outros e crescia sem parar (sim, para mim o amor por carros é sem limites) e após ter que desistir do projeto por N motivos e alterações na minha vida pessoal e profissional, decidi vender o carro com que iniciei a OpenRoad, mas sempre com uma contrapartida que me fazia não sentir tão frustrado com este fecho de negócio que tanto suor, esforço e dinheiro me levou, que era:
TEM DE VIR OUTRO CARRO PARA A GARAGEM!

Antes:

Após ter vendido a minha querida QUeen, decidi que o carro não era um carro mas sim um Velho. Eu trato o meu tio mais velho por Velho de forma carinhosa, pelo que peço que não se ofendam que eu trate o meu carro por Velho também, é com o mesmo intuito, carinho!

De pesquisa atrás de pesquisa, tinha definido, com limite oficial aprovado pela autoridade cá de casa, 5.000€ para comprar um clássico/pré-clássico/carro/qualquer coisa, que andasse - é um bom critério :rolleyes:
Os dados estão lançados e arrancaram as pesquisas, OLX, Standvirtual, Custo Justo apenas com 2 critérios, abaixo de 5.000€ e gasolina.

Decisão:
Na altura falei com um amigo que tinha um Toyota AE86 - overbudget - que me disse "Bem, se não queres japoneses, os Alfa Romeos têm a fama de não serem tão fiáveis e os preços estão a subir, porque não vês os BMW 2002?".
Bela pergunta... Ficou decidido depois de 2 ou 3 leituras sobre o modelo que era um belo BMW VELHO QUADRADO QUE EU QUERIA.

O meu tio, fã de carros desportivos, tinha tido um 1602 nos anos 80 e eu tinha na memória ter visto uma foto dele num álbum antigo a atravessar uma poça de água com água por todo o lado e o carro meio de lado. Não sei se a minha memória imaginou, pelos vídeos que via do Carlos Sainz a partir tudo de Toyota Celica ou se era mesmo verdade. (ainda não confirmei na foto, mas hei-de fazê-lo).

Com os 2002 e suas variantes a serem completamente fora de preço ou não andavam, critério essencial, comecei a procurar os 1802, sabia que existiam mas não sabia onde e percebi pouco tempo depois que não tinham sido oficialmente importados para Portugal.
Assim, voltei a riscar da lista mais um modelo, sobrando apenas 1, o 1502 nunca teve na equação, não sei muito bem porquê, mas tenho as minhas pancadas:

BMW 2002;
BMW 1802:

BMW 1602 - You win!!

Como já estava escolhido o carro, até comecei pelo manual de reparações :lol::

IMG_20181207_165610.jpg

Escolha:
Os filtros na pesquisa ficaram bloqueados a mais alguns, afinal não ia procurar por 5.000, mas sim 6.000 (podia sempre negociar ou tentar aumentar o plafond cá em casa sem ninguém saber...), BMW e antes de 1980. Infelizmente as pessoas não sabem colocar anúncios pelo que decidi eliminar o filtro "gasolina" eu próprio faria a escolha...

Carro 1 (não tenho fotos deste):
Apareceu-me o primeiro 1602 no facebook market, aqui perto de casa já com carburadores duplos com bom aspecto fotográfico, incluíndo IPO e dentro do orçamento.
Combinámos ver o carro num sábado de manhã, chego ao sitio combinado e nada de carro, bem se não está cá, ou vem de reboque ou vem a andar, até aqui correu tudo bem... vinha a andar e com um ronco fenomenal!

Quando o carro se aproximou, vinha sem pára-choques da frente, e quando parou vi que também não tinha o de trás. A pintura estava baça e com mau aspeto mas o carro também estava sujo, borrachas ressequidas mas é um carro com quase 45 anos... Vamos ver o resto! Abri o capô e apesar de sujo e mal cuidado estava com duplo carburador e mais vale potente que bonito, portanto decidi naquela altura, seja este ou outro BMW, tem que ter ou vai levar 4 sugadores de ar sem dúvida!

Depois de falar com o vendedor, percebi que iria ter acesso à nota de encomenda original, fatura, manuais e tudo o que estava em falta no carro existia bem como outras peças suplentes, para além de ser um carro montado pela antiga Batista & Russo, cá no nosso Portugal.

Experimentei o carro e ai menino, o que aquilo andava... travar pronto, é outra conversa, a direção tremia e acima de 70km/h no mostrador já não me sentia seguro a andar nele. Na minha cabeça, alinhamento de direção, sangrar travões, terminais de direção novos, ok tudo se faz e acessível até aí.

Perguntei o preço para tudo incluindo todas as peças que ele disse que eu iria trazer e combinámos que lhe dizia alguma coisa caso tivesse interesse.

Como gajo que sou, impulsivo, decidi respirar fundo virar costas, pensar a frio e continuar a pesquisa.

Carro 2:
Continuando a pesquisa apareceu-me um BMW 1602 num local perto de Pombal.
Depois de várias tentativas telefónicas lá cheguei ao proprietário e combinámos, mais uma vez um sábado de manhã.

Arranquei com uma viagem de 180 km para fazer logo pela manhãzinha.
A sair de Lisboa:
IMG_20181117_090945.jpg

Café pelo caminho e a chegada:
IMG_20181117_104627.jpg

Restava aguardar e esperar pela máquina.

Telefono ao senhor que em 5 minutos apareceu ao pé de mim.
Duas pessoas mais velhas um cunhado do outro com o BMW já com um som não tão fabuloso e com provavelmente a ventoinha a bater no radiador, sinal de apoios do motor gastos.

Vejo o carro e conduzo-o.

Este estava com muito melhor condições de exterior e interior e mais original apesar de não ter IPO. O carro esteve parado muitos anos e como tal até tinham tido o cuidado de ligar o tubo da gasolina diretamente a uma garrafa com gasolina nova para não estar a consumir possíveis resíduos do tanque com combustível antigo e tinham ligado a bateria, que era de um Opel, a uma outra bateria dentro do carro, que era maior e não cabia no cofre do motor (estas coisas que nós aprendemos com quem viveu na época de arranjar e não comprar novo!)

IMG_20181117_115940.jpg

Alguma conversa depois o senhor convida-me a ir a sua casa porque tinha gostado de conversar comigo e porque me queria mostrar mais 2 ou 3 coisas que tinha na garagem...
Sigo-o até sua sua casa, depois de ver as 3 vespas dos anos 60/70 e de me ter mostrado um Austin ainda com portas em madeira do ano em que o senhor nasceu (anos 40/50 não me recordo) ainda tinha o seu primeiro carro recuperado ao parafuso.

Bem, se não ficar com o carro, a viagem já basta pelos carros e histórias que já ouvi hoje, pensei eu.
IMG_20181117_115958.jpg

O mesmo processo e a mesma informação, o carro tinha todos os documentos e tinha apenas 2 donos.
Basicamente o carro foi comprado novo por um professor do atual dono e vendeu-o ao aluno quando ele percebeu que o aluno tinha gosto por aquelas máquinas bávaras.

Perguntei o preço para tudo incluindo todas as peças que ele disse que eu iria trazer e depois de mais de 45 minutos a negociar e trocar histórias pelo meio, ficámos num impasse por 250 euros e ficou combinado que ambos iríamos pensar melhor.

Mais uma vez, como gajo que sou, impulsivo, lutei contra mim, fiquei firme no valor máximo que podia, que já era acima do valor acima que tinha decidido :xD:, decidi respirar fundo virar costas e continuar a pesquisa.

Carros, vários...

Vários telefonemas depois, trocas de mensagens, carros que não andavam, carros em projeto, ia aguardando para ver se chegavam mais oportunidades e nada.

Até que apareceu este abaixo, apesar do lettering 2002 é um 1602, por metade do meu orçamento e com uma aparência fenomenal, decidi vou ao Norte sábado e compro este carro, porque deixa-me manobra para poder gastar dinheiro a arranjar o que for necessário:

IMG-20181126-WA0022.jpg

Falo com o Senhor, digo-lhe que tenho interesse no carro e que vou sábado ao Norte, todo contente pensei já tenho o meu carro vai ser este.
Esta ansiedade e ilusão durou cerca de 3h, quando o senhor me ligou a dizer que afinal já tinha vendido o carro porque apareceu lá alguém com o dinheiro e comprou, fiquei pior que estragado, mas dinheiro vale mais que palavras e entendo a parte do vendedor.

Mais mensagens, telefonemas, OLX, Custo Justo, Facebook Market e tudo o que havia, incluindo os classificados dos jornais locais, podia haver por aí um barn find.

Resultado: NADA!

Compra:
Mas... estava na hora, o meu ser impaciente já me tinha sido útil no passado, pelo que vou arriscar, vou comprar o meu BMW 1602.
O carro escolhido já não estava para venda... Liguei para o vendedor que me disse que sim, ainda podia vender o carro e mantinha os preços que já tínhamos falado.

Negociações, mais peças suplentes e de substituição e carro comprado, mas não na minha garagem :unsure:

Pelo menos já tenho rodas e pára-choques a mais e tudo!
IMG_20181212_134327.jpg

Como o carro já não estava para venda, continuava a ser um projeto em andamento e já estava no pintor / bate chapas porque iria ser cortada chapa para aplicar o kit em fibra do turbo bem como para dar uma limpeza facial ao carro, já que ele estava com mau aspeto de pintura e chapa.

Assim, sem mais demoras, segue o Sénior, no dia que o vi pela segunda vez: (reparem no autocolante da primeira foto no vidro traseiro, sim é um autocolante Portal dos Clássicos :wub:).

IMG_20181213_191707.jpg
IMG_20181213_191637.jpg IMG_20181213_191735.jpg

Não percam os próximos episódios, porque nós também não...
 

MartimSilva

Portalista
Portalista
E é agora... vamos lá começar isto!
Espero que tenham tempo. Vai ser uma série tipo novela portuguesa, 1 temporada 500 episódios e quem me conhece sabe que falo muito... Quando me estiver a esticar, mandem-me calar!

Capítulo I - Pré Antes, Antes, Decisão, Escolha e Compra!

Pré - Antes:
No início de 2018 comecei um negócio chamado OpenRoad, com o mote: Dar oportunidade a todos aqueles que não têm possibilidade de ter um desportivo, poderem sentir toda a adrenalina do que é conduzir, seja no autódromo ou numa estrada mítica deste nosso Portugal.

Durante este tempo, sendo o segundo ano da minha vida em Lisboa, comecei a conhecer pessoas do mundo dos carros desde youtubers, que me deram a conhecer muitos projetos que eu não conhecia, a proprietários de máquinas e a organizadores de eventos, para a partir daí nunca mais parar a minha integração neste mundo automobilístico (foto do carro no último dia que o tive no Sintra Clássicos).

Ver anexo 1165751

Com esta integração o meu amor pelos carros alimentava-se da paixão dos outros e crescia sem parar (sim, para mim o amor por carros é sem limites) e após ter que desistir do projeto por N motivos e alterações na minha vida pessoal e profissional, decidi vender o carro com que iniciei a OpenRoad, mas sempre com uma contrapartida que me fazia não sentir tão frustrado com este fecho de negócio que tanto suor, esforço e dinheiro me levou, que era:
TEM DE VIR OUTRO CARRO PARA A GARAGEM!

Antes:

Após ter vendido a minha querida QUeen, decidi que o carro não era um carro mas sim um Velho. Eu trato o meu tio mais velho por Velho de forma carinhosa, pelo que peço que não se ofendam que eu trate o meu carro por Velho também, é com o mesmo intuito, carinho!

De pesquisa atrás de pesquisa, tinha definido, com limite oficial aprovado pela autoridade cá de casa, 5.000€ para comprar um clássico/pré-clássico/carro/qualquer coisa, que andasse - é um bom critério :rolleyes:
Os dados estão lançados e arrancaram as pesquisas, OLX, Standvirtual, Custo Justo apenas com 2 critérios, abaixo de 5.000€ e gasolina.

Decisão:
Na altura falei com um amigo que tinha um Toyota AE86 - overbudget - que me disse "Bem, se não queres japoneses, os Alfa Romeos têm a fama de não serem tão fiáveis e os preços estão a subir, porque não vês os BMW 2002?".
Bela pergunta... Ficou decidido depois de 2 ou 3 leituras sobre o modelo que era um belo BMW VELHO QUADRADO QUE EU QUERIA.

O meu tio, fã de carros desportivos, tinha tido um 1602 nos anos 80 e eu tinha na memória ter visto uma foto dele num álbum antigo a atravessar uma poça de água com água por todo o lado e o carro meio de lado. Não sei se a minha memória imaginou, pelos vídeos que via do Carlos Sainz a partir tudo de Toyota Celica ou se era mesmo verdade. (ainda não confirmei na foto, mas hei-de fazê-lo).

Com os 2002 e suas variantes a serem completamente fora de preço ou não andavam, critério essencial, comecei a procurar os 1802, sabia que existiam mas não sabia onde e percebi pouco tempo depois que não tinham sido oficialmente importados para Portugal.
Assim, voltei a riscar da lista mais um modelo, sobrando apenas 1, o 1502 nunca teve na equação, não sei muito bem porquê, mas tenho as minhas pancadas:

BMW 2002;
BMW 1802:

BMW 1602 - You win!!

Como já estava escolhido o carro, até comecei pelo manual de reparações :lol::

Ver anexo 1165757

Escolha:
Os filtros na pesquisa ficaram bloqueados a mais alguns, afinal não ia procurar por 5.000, mas sim 6.000 (podia sempre negociar ou tentar aumentar o plafond cá em casa sem ninguém saber...), BMW e antes de 1980. Infelizmente as pessoas não sabem colocar anúncios pelo que decidi eliminar o filtro "gasolina" eu próprio faria a escolha...

Carro 1 (não tenho fotos deste):
Apareceu-me o primeiro 1602 no facebook market, aqui perto de casa já com carburadores duplos com bom aspecto fotográfico, incluíndo IPO e dentro do orçamento.
Combinámos ver o carro num sábado de manhã, chego ao sitio combinado e nada de carro, bem se não está cá, ou vem de reboque ou vem a andar, até aqui correu tudo bem... vinha a andar e com um ronco fenomenal!

Quando o carro se aproximou, vinha sem pára-choques da frente, e quando parou vi que também não tinha o de trás. A pintura estava baça e com mau aspeto mas o carro também estava sujo, borrachas ressequidas mas é um carro com quase 45 anos... Vamos ver o resto! Abri o capô e apesar de sujo e mal cuidado estava com duplo carburador e mais vale potente que bonito, portanto decidi naquela altura, seja este ou outro BMW, tem que ter ou vai levar 4 sugadores de ar sem dúvida!

Depois de falar com o vendedor, percebi que iria ter acesso à nota de encomenda original, fatura, manuais e tudo o que estava em falta no carro existia bem como outras peças suplentes, para além de ser um carro montado pela antiga Batista & Russo, cá no nosso Portugal.

Experimentei o carro e ai menino, o que aquilo andava... travar pronto, é outra conversa, a direção tremia e acima de 70km/h no mostrador já não me sentia seguro a andar nele. Na minha cabeça, alinhamento de direção, sangrar travões, terminais de direção novos, ok tudo se faz e acessível até aí.

Perguntei o preço para tudo incluindo todas as peças que ele disse que eu iria trazer e combinámos que lhe dizia alguma coisa caso tivesse interesse.

Como gajo que sou, impulsivo, decidi respirar fundo virar costas, pensar a frio e continuar a pesquisa.

Carro 2:
Continuando a pesquisa apareceu-me um BMW 1602 num local perto de Pombal.
Depois de várias tentativas telefónicas lá cheguei ao proprietário e combinámos, mais uma vez um sábado de manhã.

Arranquei com uma viagem de 180 km para fazer logo pela manhãzinha.
A sair de Lisboa:
Ver anexo 1165752

Café pelo caminho e a chegada:
Ver anexo 1165753

Restava aguardar e esperar pela máquina.

Telefono ao senhor que em 5 minutos apareceu ao pé de mim.
Duas pessoas mais velhas um cunhado do outro com o BMW já com um som não tão fabuloso e com provavelmente a ventoinha a bater no radiador, sinal de apoios do motor gastos.

Vejo o carro e conduzo-o.

Este estava com muito melhor condições de exterior e interior e mais original apesar de não ter IPO. O carro esteve parado muitos anos e como tal até tinham tido o cuidado de ligar o tubo da gasolina diretamente a uma garrafa com gasolina nova para não estar a consumir possíveis resíduos do tanque com combustível antigo e tinham ligado a bateria, que era de um Opel, a uma outra bateria dentro do carro, que era maior e não cabia no cofre do motor (estas coisas que nós aprendemos com quem viveu na época de arranjar e não comprar novo!)

Ver anexo 1165754

Alguma conversa depois o senhor convida-me a ir a sua casa porque tinha gostado de conversar comigo e porque me queria mostrar mais 2 ou 3 coisas que tinha na garagem...
Sigo-o até sua sua casa, depois de ver as 3 vespas dos anos 60/70 e de me ter mostrado um Austin ainda com portas em madeira do ano em que o senhor nasceu (anos 40/50 não me recordo) ainda tinha o seu primeiro carro recuperado ao parafuso.

Bem, se não ficar com o carro, a viagem já basta pelos carros e histórias que já ouvi hoje, pensei eu.
Ver anexo 1165755

O mesmo processo e a mesma informação, o carro tinha todos os documentos e tinha apenas 2 donos.
Basicamente o carro foi comprado novo por um professor do atual dono e vendeu-o ao aluno quando ele percebeu que o aluno tinha gosto por aquelas máquinas bávaras.

Perguntei o preço para tudo incluindo todas as peças que ele disse que eu iria trazer e depois de mais de 45 minutos a negociar e trocar histórias pelo meio, ficámos num impasse por 250 euros e ficou combinado que ambos iríamos pensar melhor.

Mais uma vez, como gajo que sou, impulsivo, lutei contra mim, fiquei firme no valor máximo que podia, que já era acima do valor acima que tinha decidido :xD:, decidi respirar fundo virar costas e continuar a pesquisa.

Carros, vários...

Vários telefonemas depois, trocas de mensagens, carros que não andavam, carros em projeto, ia aguardando para ver se chegavam mais oportunidades e nada.

Até que apareceu este abaixo, apesar do lettering 2002 é um 1602, por metade do meu orçamento e com uma aparência fenomenal, decidi vou ao Norte sábado e compro este carro, porque deixa-me manobra para poder gastar dinheiro a arranjar o que for necessário:

Ver anexo 1165756

Falo com o Senhor, digo-lhe que tenho interesse no carro e que vou sábado ao Norte, todo contente pensei já tenho o meu carro vai ser este.
Esta ansiedade e ilusão durou cerca de 3h, quando o senhor me ligou a dizer que afinal já tinha vendido o carro porque apareceu lá alguém com o dinheiro e comprou, fiquei pior que estragado, mas dinheiro vale mais que palavras e entendo a parte do vendedor.

Mais mensagens, telefonemas, OLX, Custo Justo, Facebook Market e tudo o que havia, incluindo os classificados dos jornais locais, podia haver por aí um barn find.

Resultado: NADA!

Compra:
Mas... estava na hora, o meu ser impaciente já me tinha sido útil no passado, pelo que vou arriscar, vou comprar o meu BMW 1602.
O carro escolhido já não estava para venda... Liguei para o vendedor que me disse que sim, ainda podia vender o carro e mantinha os preços que já tínhamos falado.

Negociações, mais peças suplentes e de substituição e carro comprado, mas não na minha garagem :unsure:

Pelo menos já tenho rodas e pára-choques a mais e tudo!
Ver anexo 1165758

Como o carro já não estava para venda, continuava a ser um projeto em andamento e já estava no pintor / bate chapas porque iria ser cortada chapa para aplicar o kit em fibra do turbo bem como para dar uma limpeza facial ao carro, já que ele estava com mau aspeto de pintura e chapa.

Assim, sem mais demoras, segue o Sénior, no dia que o vi pela segunda vez: (reparem no autocolante da primeira foto no vidro traseiro, sim é um autocolante Portal dos Clássicos :wub:).

Ver anexo 1165760
Ver anexo 1165762Ver anexo 1165759

Não percam os próximos episódios, porque nós também não...
André! Simplesmente espetacular! Ainda melhor do que eu pensava. Adorei o teu impasse na compra dos 02. Acontece-nos a todos. A parte difícil é nos sabermos controlar:lol: Adorei saber a história do teu Velho! É muito interessante. Mais interessante ainda é que vem com aquela papelada toda que uma pessoa gosta ter!:p Já aprendi uma coisa. A ventoinha a bater no radiador é sinal de apoios gastos. Vou ter que tratar disso no meu:lol:
Tópico espetacular que vou acompanhar capítulo a capítulo! Subscrito!;)
Espero por mais!:)
 

André Pedro

Portalista
Portalista
A roer as unhas, á espera pelo resto da história.
Ainda deve sair hoje outro... ao final do dia! ;)
André! Simplesmente espetacular! Ainda melhor do que eu pensava. Adorei o teu impasse na compra dos 02. Acontece-nos a todos. A parte difícil é nos sabermos controlar:lol: Adorei saber a história do teu Velho! É muito interessante. Mais interessante ainda é que vem com aquela papelada toda que uma pessoa gosta ter!:p Já aprendi uma coisa. A ventoinha a bater no radiador é sinal de apoios gastos. Vou ter que tratar disso no meu:lol:
Tópico espetacular que vou acompanhar capítulo a capítulo! Subscrito!;)
Espero por mais!:)
@MartimSilva Também há a hipótese de estar montada ao contrário... as diferenças são muito pequenas! Relembro que sou pior que um leigo em mecânica. O que faço é depois de muita pesquisa e sempre com a hipótese de ter de levar ao mecânico no dia seguinte! :xD: São só coisas que li ou que me apercebi quando desmontei a minha.
 

Francisco Relvas

OLIO FIAT
Portalista
E é agora... vamos lá começar isto!
Espero que tenham tempo. Vai ser uma série tipo novela portuguesa, 1 temporada 500 episódios e quem me conhece sabe que falo muito... Quando me estiver a esticar, mandem-me calar!

Capítulo I - Pré Antes, Antes, Decisão, Escolha e Compra!

Pré - Antes:
No início de 2018 comecei um negócio chamado OpenRoad, com o mote: Dar oportunidade a todos aqueles que não têm possibilidade de ter um desportivo, poderem sentir toda a adrenalina do que é conduzir, seja no autódromo ou numa estrada mítica deste nosso Portugal.

Durante este tempo, sendo o segundo ano da minha vida em Lisboa, comecei a conhecer pessoas do mundo dos carros desde youtubers, que me deram a conhecer muitos projetos que eu não conhecia, a proprietários de máquinas e a organizadores de eventos, para a partir daí nunca mais parar a minha integração neste mundo automobilístico (foto do carro no último dia que o tive no Sintra Clássicos).

Ver anexo 1165751

Com esta integração o meu amor pelos carros alimentava-se da paixão dos outros e crescia sem parar (sim, para mim o amor por carros é sem limites) e após ter que desistir do projeto por N motivos e alterações na minha vida pessoal e profissional, decidi vender o carro com que iniciei a OpenRoad, mas sempre com uma contrapartida que me fazia não sentir tão frustrado com este fecho de negócio que tanto suor, esforço e dinheiro me levou, que era:
TEM DE VIR OUTRO CARRO PARA A GARAGEM!

Antes:

Após ter vendido a minha querida QUeen, decidi que o carro não era um carro mas sim um Velho. Eu trato o meu tio mais velho por Velho de forma carinhosa, pelo que peço que não se ofendam que eu trate o meu carro por Velho também, é com o mesmo intuito, carinho!

De pesquisa atrás de pesquisa, tinha definido, com limite oficial aprovado pela autoridade cá de casa, 5.000€ para comprar um clássico/pré-clássico/carro/qualquer coisa, que andasse - é um bom critério :rolleyes:
Os dados estão lançados e arrancaram as pesquisas, OLX, Standvirtual, Custo Justo apenas com 2 critérios, abaixo de 5.000€ e gasolina.

Decisão:
Na altura falei com um amigo que tinha um Toyota AE86 - overbudget - que me disse "Bem, se não queres japoneses, os Alfa Romeos têm a fama de não serem tão fiáveis e os preços estão a subir, porque não vês os BMW 2002?".
Bela pergunta... Ficou decidido depois de 2 ou 3 leituras sobre o modelo que era um belo BMW VELHO QUADRADO QUE EU QUERIA.

O meu tio, fã de carros desportivos, tinha tido um 1602 nos anos 80 e eu tinha na memória ter visto uma foto dele num álbum antigo a atravessar uma poça de água com água por todo o lado e o carro meio de lado. Não sei se a minha memória imaginou, pelos vídeos que via do Carlos Sainz a partir tudo de Toyota Celica ou se era mesmo verdade. (ainda não confirmei na foto, mas hei-de fazê-lo).

Com os 2002 e suas variantes a serem completamente fora de preço ou não andavam, critério essencial, comecei a procurar os 1802, sabia que existiam mas não sabia onde e percebi pouco tempo depois que não tinham sido oficialmente importados para Portugal.
Assim, voltei a riscar da lista mais um modelo, sobrando apenas 1, o 1502 nunca teve na equação, não sei muito bem porquê, mas tenho as minhas pancadas:

BMW 2002;
BMW 1802:

BMW 1602 - You win!!

Como já estava escolhido o carro, até comecei pelo manual de reparações :lol::

Ver anexo 1165757

Escolha:
Os filtros na pesquisa ficaram bloqueados a mais alguns, afinal não ia procurar por 5.000, mas sim 6.000 (podia sempre negociar ou tentar aumentar o plafond cá em casa sem ninguém saber...), BMW e antes de 1980. Infelizmente as pessoas não sabem colocar anúncios pelo que decidi eliminar o filtro "gasolina" eu próprio faria a escolha...

Carro 1 (não tenho fotos deste):
Apareceu-me o primeiro 1602 no facebook market, aqui perto de casa já com carburadores duplos com bom aspecto fotográfico, incluíndo IPO e dentro do orçamento.
Combinámos ver o carro num sábado de manhã, chego ao sitio combinado e nada de carro, bem se não está cá, ou vem de reboque ou vem a andar, até aqui correu tudo bem... vinha a andar e com um ronco fenomenal!

Quando o carro se aproximou, vinha sem pára-choques da frente, e quando parou vi que também não tinha o de trás. A pintura estava baça e com mau aspeto mas o carro também estava sujo, borrachas ressequidas mas é um carro com quase 45 anos... Vamos ver o resto! Abri o capô e apesar de sujo e mal cuidado estava com duplo carburador e mais vale potente que bonito, portanto decidi naquela altura, seja este ou outro BMW, tem que ter ou vai levar 4 sugadores de ar sem dúvida!

Depois de falar com o vendedor, percebi que iria ter acesso à nota de encomenda original, fatura, manuais e tudo o que estava em falta no carro existia bem como outras peças suplentes, para além de ser um carro montado pela antiga Batista & Russo, cá no nosso Portugal.

Experimentei o carro e ai menino, o que aquilo andava... travar pronto, é outra conversa, a direção tremia e acima de 70km/h no mostrador já não me sentia seguro a andar nele. Na minha cabeça, alinhamento de direção, sangrar travões, terminais de direção novos, ok tudo se faz e acessível até aí.

Perguntei o preço para tudo incluindo todas as peças que ele disse que eu iria trazer e combinámos que lhe dizia alguma coisa caso tivesse interesse.

Como gajo que sou, impulsivo, decidi respirar fundo virar costas, pensar a frio e continuar a pesquisa.

Carro 2:
Continuando a pesquisa apareceu-me um BMW 1602 num local perto de Pombal.
Depois de várias tentativas telefónicas lá cheguei ao proprietário e combinámos, mais uma vez um sábado de manhã.

Arranquei com uma viagem de 180 km para fazer logo pela manhãzinha.
A sair de Lisboa:
Ver anexo 1165752

Café pelo caminho e a chegada:
Ver anexo 1165753

Restava aguardar e esperar pela máquina.

Telefono ao senhor que em 5 minutos apareceu ao pé de mim.
Duas pessoas mais velhas um cunhado do outro com o BMW já com um som não tão fabuloso e com provavelmente a ventoinha a bater no radiador, sinal de apoios do motor gastos.

Vejo o carro e conduzo-o.

Este estava com muito melhor condições de exterior e interior e mais original apesar de não ter IPO. O carro esteve parado muitos anos e como tal até tinham tido o cuidado de ligar o tubo da gasolina diretamente a uma garrafa com gasolina nova para não estar a consumir possíveis resíduos do tanque com combustível antigo e tinham ligado a bateria, que era de um Opel, a uma outra bateria dentro do carro, que era maior e não cabia no cofre do motor (estas coisas que nós aprendemos com quem viveu na época de arranjar e não comprar novo!)

Ver anexo 1165754

Alguma conversa depois o senhor convida-me a ir a sua casa porque tinha gostado de conversar comigo e porque me queria mostrar mais 2 ou 3 coisas que tinha na garagem...
Sigo-o até sua sua casa, depois de ver as 3 vespas dos anos 60/70 e de me ter mostrado um Austin ainda com portas em madeira do ano em que o senhor nasceu (anos 40/50 não me recordo) ainda tinha o seu primeiro carro recuperado ao parafuso.

Bem, se não ficar com o carro, a viagem já basta pelos carros e histórias que já ouvi hoje, pensei eu.
Ver anexo 1165755

O mesmo processo e a mesma informação, o carro tinha todos os documentos e tinha apenas 2 donos.
Basicamente o carro foi comprado novo por um professor do atual dono e vendeu-o ao aluno quando ele percebeu que o aluno tinha gosto por aquelas máquinas bávaras.

Perguntei o preço para tudo incluindo todas as peças que ele disse que eu iria trazer e depois de mais de 45 minutos a negociar e trocar histórias pelo meio, ficámos num impasse por 250 euros e ficou combinado que ambos iríamos pensar melhor.

Mais uma vez, como gajo que sou, impulsivo, lutei contra mim, fiquei firme no valor máximo que podia, que já era acima do valor acima que tinha decidido :xD:, decidi respirar fundo virar costas e continuar a pesquisa.

Carros, vários...

Vários telefonemas depois, trocas de mensagens, carros que não andavam, carros em projeto, ia aguardando para ver se chegavam mais oportunidades e nada.

Até que apareceu este abaixo, apesar do lettering 2002 é um 1602, por metade do meu orçamento e com uma aparência fenomenal, decidi vou ao Norte sábado e compro este carro, porque deixa-me manobra para poder gastar dinheiro a arranjar o que for necessário:

Ver anexo 1165756

Falo com o Senhor, digo-lhe que tenho interesse no carro e que vou sábado ao Norte, todo contente pensei já tenho o meu carro vai ser este.
Esta ansiedade e ilusão durou cerca de 3h, quando o senhor me ligou a dizer que afinal já tinha vendido o carro porque apareceu lá alguém com o dinheiro e comprou, fiquei pior que estragado, mas dinheiro vale mais que palavras e entendo a parte do vendedor.

Mais mensagens, telefonemas, OLX, Custo Justo, Facebook Market e tudo o que havia, incluindo os classificados dos jornais locais, podia haver por aí um barn find.

Resultado: NADA!

Compra:
Mas... estava na hora, o meu ser impaciente já me tinha sido útil no passado, pelo que vou arriscar, vou comprar o meu BMW 1602.
O carro escolhido já não estava para venda... Liguei para o vendedor que me disse que sim, ainda podia vender o carro e mantinha os preços que já tínhamos falado.

Negociações, mais peças suplentes e de substituição e carro comprado, mas não na minha garagem :unsure:

Pelo menos já tenho rodas e pára-choques a mais e tudo!
Ver anexo 1165758

Como o carro já não estava para venda, continuava a ser um projeto em andamento e já estava no pintor / bate chapas porque iria ser cortada chapa para aplicar o kit em fibra do turbo bem como para dar uma limpeza facial ao carro, já que ele estava com mau aspeto de pintura e chapa.

Assim, sem mais demoras, segue o Sénior, no dia que o vi pela segunda vez: (reparem no autocolante da primeira foto no vidro traseiro, sim é um autocolante Portal dos Clássicos :wub:).

Ver anexo 1165760
Ver anexo 1165762Ver anexo 1165759

Não percam os próximos episódios, porque nós também não...
Muito bom! Parabéns pela compra! Já vi esse 02 pelo Instagram acredito! ;):thumbs up:
 

AndréFernandes

Portalista
Premium
Portalista
Ainda deve sair hoje outro... ao final do dia! ;)

@MartimSilva Também há a hipótese de estar montada ao contrário... as diferenças são muito pequenas! Relembro que sou pior que um leigo em mecânica. O que faço é depois de muita pesquisa e sempre com a hipótese de ter de levar ao mecânico no dia seguinte! :xD: São só coisas que li ou que me apercebi quando desmontei a minha.
Força aí! Só custa começar na mecânica , estou como tu sempre a ver quando desfiz de vez alguma coisa e tenho de comprar nova/levar a alguém que saiba
E sim leio tudo que consigo antes de mexer no que seja...
 

André Pedro

Portalista
Portalista
Força aí! Só custa começar na mecânica , estou como tu sempre a ver quando desfiz de vez alguma coisa e tenho de comprar nova/levar a alguém que saiba
E sim leio tudo que consigo antes de mexer no que seja...
Faz parte! Até agora não só ficou a andar, como pega melhor, anda melhor e está com melhor aparência! Alguma coisa boa devo ter feito! :lol::lol:
 

luis sousa

Portalista
Portalista
Parabéns pela aquisição! Grande máquina! Tópico subscrito e aguardar a continuação :)

Edit: Como está o projeto OpenRoad? Parece algo bem interessante, se quiseres manda alguns detalhes por PM. Obrigado.
 
Última edição:

André Pedro

Portalista
Portalista
Fogo demorou mas foi!!

Agora queremos mais :thumbs up:

Gosto muito de ver o carro sem os para-choques. Eu sei... é o racer em mim. E as jantes também gosto delas apesar de não me parecerem do período correcto mas já vi que tens as originais para por.

:thumbs up:
Tu não viste foi nada... :xD::xD: Quanto ao modo Racing manteve-se, mas não digas a ninguém, não sejas curioso antes do tempo!
 

Tiago Baptista

Portalista
Portalista
Estas aventuras, durante a fase da procura por um clássico, são deliciosas para quem as lê e, estou seguro, também, para quem as vivência.

Muito curioso para conhecer as cenas dos próximos capítulos.

Parabéns pela compra e... tópico subscrito.:thumbs up:

Nota: Também adoro ver o BMW sem pará-choques.
 

Ivo António Santos

Portalista
Portalista
@André Pedro , quero desde já congratular-te pela audácia, pela escolha, pela história e pela forma como aqui a contas! :)

Aguardo ansiosamente pelos próximos capitulos! Este '02 promete! :D Quaisquer que sejam as decisões tomadas e o rumo do projeto já se consegue antever que vai ser sempre um reflexo da tua visceral forma de estar em relação ao automóvel! E isso por aqui é o mais importante! ;)

Grande abraço e tópico subscrito! :thumbs up:
 

André Pedro

Portalista
Portalista
Olha olha,temos fã de DragonBall.

Tanto tempo pra arrancar com a coisa e afinal gostas de escrever...

Ainda estou a decidir se gosto do escolhido, da história gosto muito até ver.
Eu avisei que não era boa ideia começar... :rolleyes: Ver se consigo pelo menos adicionar um episódio por semana, já que este remonta a Novembro de 2019.
@André Pedro , quero desde já congratular-te pela audácia, pela escolha, pela história e pela forma como aqui a contas! :)

Aguardo ansiosamente pelos próximos capitulos! Este '02 promete! :D Quaisquer que sejam as decisões tomadas e o rumo do projeto já se consegue antever que vai ser sempre um reflexo da tua visceral forma de estar em relação ao automóvel! E isso por aqui é o mais importante! ;)

Grande abraço e tópico subscrito! :thumbs up:
Obrigado!! Assim o vou fazer, sempre com meu melhor português e a tentar diminuir o fastio de ler aquela quantidade de letras! Os próximos episódios serão mais engraçados... penso eu! (pelo menos vão ter mais fotos).
 

André Pedro

Portalista
Portalista
Estas aventuras, durante a fase da procura por um clássico, são deliciosas para quem as lê e, estou seguro, também, para quem as vivência.

Muito curioso para conhecer as cenas dos próximos capítulos.

Parabéns pela compra e... tópico subscrito.:thumbs up:

Nota: Também adoro ver o BMW sem pará-choques.
É como ele vai ficar, mas não digas a ninguém! :rolleyes:
 

Ivo António Santos

Portalista
Portalista
Obrigado!! Assim o vou fazer, sempre com meu melhor português e a tentar diminuir o fastio de ler aquela quantidade de letras! Os próximos episódios serão mais engraçados... penso eu! (pelo menos vão ter mais fotos).
Ahahahah! :xD: Fastio de ler a tua agradável prosa automóvel? Não o deves encontrar por aqui certamente! ;) A história e os clássicos andam de braço dado! (mesmo com esta treta do COVID-19) As imagens cativam sempre, claro... mas se complementarem um bom artigo escrito tanto melhor! :) E faz todo o sentido que contes as peripécias e as histórias para todos quantos aqui te acompanham e que uses tantas palavras quantas para ti forem necessárias! ;) Força aí! :thumbs up:
 

André Pedro

Portalista
Portalista
Nota pré-capitulo 1: O primeiro capítulo foi no último semestre de 2018, tendo terminado no final de tarde do dia 13 de dezembro!
Nota pré-capitulo 2: Não percebo nadinha de mecânica e nesta fase muito menos, era o carro onde iria estar disposto a aprender.

Capítulo II - Pré-Chegada, Chegada e primeiros pensamentos!

Pré-Chegada:

...Quando cheguei ao dia em que vi pela segunda-vez o carro, ponderei deixar o carro logo no bate-chapas para fazer o trabalho que era suposto ser feito de recuperação de chapa, lixar e pintar!

Como o desejo e a ânsia era ter o carro comigo a juntar ao preço que começou demasiado barato, rapidamente trepou para preço impossível à data de compra, pensei para mim: "Não és tu que me vais arranjar o carro e vou é trazer o carro para casa, aproveitar e logo se vê!"

Assim foi, 2 dias depois perto da hora de almoço pedi a um colega de trabalho para me ir levar onde estava o carro e o trazer para onde ele tem de estar por direito: Garagem!

Cheguei ao local, uma "mangueirada" de água por cima para poder ao menos ver a estrada e lá vamos nós.
O antigo dono tinha colocado uns pneus 250 atrás e avisou-me: "Cuidado! Quando vim para o Bate-Chapas tive de ir devagar porque os pneus roçam na carroçaria." E eu a pensar belo dono que este carro tinha... :unsure:

Arranco de Caneças (para quem não conhece é arredores de Lisboa) direção Odivelas (para quem não sabe é arredores de Lisboa também).
Os pneus não roçavam na carroçaria, os pneus comiam a carroçaria, para não falar do belo fumo de óleo com graduação muito abaixo que o carro tinha!

IMG_20181215_012818_01.jpg

Chegada:

Depois dos dolorosos 7 km onde só ouvia carroçaria a tocar no pneu e via fumo a sair, quer da cava da roda quer do escape, lá chegou ao destino:

IMG_20181215_192343.jpg

Apesar do aspeto ridiculamente "Racing", com uns pneus de pista para chuva - não legais para utilização em via publica! - não podia ser assim que o queria e muito menos o podia ter já que nem sequer o conseguia conduzir de forma não só legal como não desgastante para o carro, literalmente.

Primeiros Pensamentos:

Com a sua chegada foi tempo de começar a analisar as peças que por lá tinha a mais e começar a financiar a compra com vendas de produtos que não fizessem sentido para mim e para a ideia generalizada do projeto.
Não sabia o que queria, mas sabia o que não queria!

Primeiras peças a ir para um recém conhecido dos mundos do 02, um coletor de escape soldado por um talhante e o para-choques traseiro a mais:

IMG_20181217_202243.jpg

Do outro lado a destruir já o orçamento, chegaram as borrachas para os apoios de escape e as borrachas para os vidros (na altura ainda ponderava fazer o trabalho de chapa e as borrachas dos vidros iam ser a primeira coisa, mais cara, a comprar)

IMG_20181218_205527.jpg

Depois de ter conseguido montar um apoio de escape (na altura tudo metia medo, inclusive abrir o capô), desisti de tentar trocar o outro, já que como disse tudo metia medo e não queria fazer muita força para tirar aquele apoio porque podia não conseguir colocar o novo!

Entretanto chegou o Natal e as prendas eram fáceis de entender e faziam todo o sentido na mente de qualquer um, ora então sai mala de ferramentas de 100 peças, 4 preguiças, 1 macaco hidráulico e um volante para o BMW (este ficou na alfandega...)

O volante, réplica OMP made in China, tinha de vir depressa, porque o negócio era idêntico a quando compramos uma Bicicleta, compras a bicicleta e não traz pedais, no caso deste carro não trazia o volante incluído.
Daí ser OMP made by Covid, 20 euros e estaria cá antes do natal (só chegou em fevereiro de 2019).

Quem tem sogros e cunhados assim, não pode pedir mais! :thumbs up:

Chegado este material todo e passando as épocas festivas é hora de levantar o carro no ar e trocar as rodas, tirar aquela matrícula com fita-cola horrível e ir por gasolina e ver a pressão do ar nos pneus deste menino:

IMG_20190102_190332.jpg

IMG_20190102_194524.jpg

e uma sessão fotográfica - frente e trás - no regresso à garagem:

IMG_20190102_195607.jpg

IMG_20190102_195542.jpg

Depois ter matado o bichinho de o conduzir por 10 minutos, 20 euros de 95 aditivada no estômago (não me crucifiquem, na altura não percebia nada disto e acreditei no antigo dono, agora já leva o substituto de chumbo) e ver que o ar das rodas estava perfeito, estava na hora de o encostar e começar a perceber no que fazer mais!

Horas e horas pelas internets e pinterest da vida para tirar ideias do que fazer a nível de aspeto, do que fica bem e do que fica mal, o que posso fazer hoje e o que não posso fazer hoje, o dinheiro que posso gastar e faço eu ou faz o mecânico.

Depois destas indecisões todas, era hora de vamos mas é para a garagem olhar para o carro e pensar como faço, e assim foram várias noites a apreciar os seus pormenores:

IMG_20190105_131125.jpg

IMG_20190105_131305.jpg

IMG_20190105_131427.jpg

Depois de vários dias nesta vida, os passos estavam definidos...

Queres saber quais foram? É uma semanita de espera... acontece no Netflix? Então também acontece no Portal dos Clássicos!

Não percam os próximos episódios, porque nós também não...
 
Topo