Mini Aventuras do MINI Speedy Gonzalez - Mini 1000 HLE - 1984

António Barbosa

Red Line
Portalista
Salve caros amigos!

É a primeira vez que aqui venho depois da última vez que aqui estive... onde é que eu já ouvi isto? Certamente há muitos anos ainda puto; bem.. vamos ao que interessa:

No passado dia 14 recebi o material para poder pôr outra vez o Speedy a bulir: :)


A refª GEG302 da junta recebida não é a da junta encomendada (GUG702506HG); disseram-me que não estava em stock e que demoraria a voltar a estar, a enviada fará o mesmo serviço; tenho muitas dúvidas que aguente, a ver vamos! :cool:


É pra desmontar? Lá terá de ser! :eek:


O tesouro que encontrei depois da escavadela: :eek:






Após uma boa esfrega e um plano de lixa: :)




Aplicada a duvidosa nova junta: :cool:


A culassa no sítio: :)


E todo o resto, com a nova bobine Lucas Sport incluída:



Mas que grande alegria senti quando ao pôr o motor a trabalhar ele me mandou pastar, o filho da mãe :mad:. Não chegava corrente às velas, que maravilha! Depois de muita procura e alguns testes, suspeitei de insanidade no módulo electrónico da Accuspark que há alguns anos substituiu o jogo de platinados. Esta substituição, na altura, eliminou a instalação eléctrica original da bobine ao distribuidor (os dois fios do módulo ligavam directamente aos bornes da bobine) tendo eu com o tempo perdido-lhe o tino. Lá troquei o módulo pelo regressado jogo de platinados; na altura de ligar o fio dos platinados, cadê o fio da original instalação eléctrica :eek:? Encontrei só um e com o comprimento e encaixe correctos, só pode ser este, pensei, e sem confirmar fiz a ligação... brilhante ideia :xD:! Agora tenho a certeza de que vai trabalhar; pois sim, querias não querias, fui pastar mais um pouco :mad:. Já cansado e com a mente toda tolhida, para não dizer outra coisa, achei melhor sentar-me, beber um copo de água e contar até 100; deu resultado, perdi a vontade de pegar na marreta e lembrei-me de ligar ao António Barbosa cujas preciosas indicações me fizeram encontrar o sacana do fio desaparecido que ligado aos platinados fez com que o coração do Speedy reanimasse ^_^. Muitíssimo obrigado, amigo António!





Depois dos carburadores e do ponto do motor acertados, mais ou menos isto, e ao fim de quatro meses de castigo o Speedy ficou outra vez pronto a bulir: ^_^



A actual junta GEG302 é um pouco mais delgada do que a rebentada GUG702506HG (esperado aumento da taxa de compressão), daí eu não estar muito confiante. A rebentada só aguentou 830 Km feitos sempre de acelerador a fundo e mais de metade com uma bobine enlouquecida que terá liquidado o módulo electrónico da Accuspark.

A partir de agora vou tentar exigir menos do Speedy e até ao reaperto da culassa não o deixarei passar das 4000 Rpm que só serão atingidas esporadicamente... que sacrifíííício! :eek: :(

O actual valor da compressão em cada cilindro:
1º cilindro Ver anexo 1187176

2º cilindro Ver anexo 1187177

3º cilindro Ver anexo 1187178

4º cilindro Ver anexo 1187179



Estou curioso!!! :)

Abraço a todos!
Viva António, parabéns pelo regresso do Speedy.
Qual a diferença máxima na compressão dos cilindros? Passa de 1bar?
Também pensei nisso @Rafael Isento , o 4º cilindro estará com compressão a mais.... de notar que de todas as juntas que queimaram neste bolide, queimaram entre o cilindro 3 e o 4.
A hipótese que ponho é a câmara de combustão do cilindro 4 estar com menos cc's que as outras. Será uma diferença mínima mas suficientemente irritante para o dono.
 

Nelson C. Santos

Powered by Taunus
Membro do staff
Premium
Portalista
Também reparei nesta foto...
Ver anexo 1187230

...que as válvulas (bábulas em calão d'oficina) assinaladas a amarelo, têm marcados 3 pontinhos, tipicamente para indicar que são da câmara de combustão nº3.
Ora se na esquerda da foto se vê claramente a zona do termostato (cilindro 1) então as válvulas com os 3 pontinhos não serão dali...
Que olho de lince! Será essa a causa de queimar as juntas?
 

António M. Vieira e Sousa

Gentleman Driver
Portalista
O aspecto actual das velas depois de alguns quilómetros:
2020.10.18 Velas.jpg



Afinal a vontade apareceu António ... Habemus Speedy , mas claro sem fumo ...
Abç
Olá Luís,

Realmente já estava a ser altura de voltar a pôr o Speedy a rolar, quanto ao fumo... tenho a certeza que sairá algum pelo escape. :blush:

Abraço!


Viva António, parabéns pelo regresso do Speedy.
Qual a diferença máxima na compressão dos cilindros? Passa de 1bar?
Olá Rafael, muito obrigado! Já estava na hora.

Quando meço a compressão dos cilindros utilizo a unidade de medida PSI (pound per square inch) que dizem ser equivalente a aproximadamente 0,069 bar (nome derivado da palavra grega que significa peso e cuja unidade é aproximadamente igual à pressão atmosférica ao nível do mar).

Depois de alguns quilómetros feitos e depois do motor arrefecer voltei a medir a compressão nos cilindros:

Da esq. Para a dir. , 1º, 2º, 3º e 4º cilindros:
2020.10.18 1º cilindro 160 PSI.jpg 2020.10.18 2º cilindro 165 PSI.jpg 2020.10.18 3º cilindro 165 PSI.jpg 2020.10.18 4º cilindro 170 PSI.jpg
1º - 160 PSI = 11,04 bar
2º - 165 PSI = 11,38 bar
3º - 165 PSI = 11,38 bar
4º - 170 PSI = 11,73 bar

Recordo que a junta actual é a GEG302, mais delgada que a anterior.

Da vez anterior utilizei a junta GUG702506HG, um pouco mais espessa que a actual tendo obtido os seguintes valores:
2020.02.11 1º cilindro 150 PSI.jpg 2020.02.11 2º cilindro 150 PSI.jpg 2020.02.11 3º cilindro 150 PSI.jpg 2020.02.11 4º cilindro 155 PSI.jpg
1º - 150 PSI = 10,35 bar
2º - 150 PSI = 10,35 bar
3º - 150 PSI = 10,35 bar
4º - 155 PSI = 10,69 bar

Tentando responder à tua pergunta:

Fazendo as contas considerando os valores acima; entre juntas, sim, passa de 1 bar; dentro de cada junta, não, não passa de 1 bar.


Também pensei nisso @Rafael Isento , o 4º cilindro estará com compressão a mais.... de notar que de todas as juntas que queimaram neste bolide, queimaram entre o cilindro 3 e o 4.
A hipótese que ponho é a câmara de combustão do cilindro 4 estar com menos cc's que as outras. Será uma diferença mínima mas suficientemente irritante para o dono.
Receio que seja isso mesmo!

Também reparei nesta foto...
Ver anexo 1187230

...que as válvulas (bábulas em calão d'oficina) assinaladas a amarelo, têm marcados 3 pontinhos, tipicamente para indicar que são da câmara de combustão nº3.
Ora se na esquerda da foto se vê claramente a zona do termostato (cilindro 1) então as válvulas com os 3 pontinhos não serão dali...
Também já tinha reparado nisso desde a primeira vez que lhe substituí a junta, mas como há quem considere, erradamente, o 1º cilindro o primeiro a contar da esquerda, as marcas batem certo e como nunca notei qualquer falta de vedação em alguma válvula nunca dei grande importância e mantive-as nessas posições aquando da primeira vez que as tirei, que foi na vez anterior que substituí a junta (em Janeiro deste ano), se reparares as válvulas da câmara 4 têm 1 marca as da 3 têm 2 marcas e as da 1 não têm marca alguma, mas... também se nota que a câmara 1 (a mais próxima do termostato) tem 1 marca (que acho desnecessária) indicando claramente que as suas válvulas deveriam também ter 1 marca, as câmaras seguintes logicamente seriam as 2, 3 e 4 não necessitando de qualquer marca; sendo assim, algures no tempo, numa das vezes que a junta foi mudada numa oficina e a culassa foi à fiambreira alguém terá achado que o certo seria contar da esquerda para a direita não reparando na marca da câmara 1, trocando-as de posição :(.

Terá sido o preparador inglês quem fez essas marcas? Acredito que sim, mas com toda a certeza não foi ele quem trocou de posição as válvulas. Como já referi nunca notei mau funcionamento das válvulas; a troca aconteceu há muitos anos, já tiveram tempo suficiente para acamarem :confused:!?!


Que olho de lince! Será essa a causa de queimar as juntas?
Também pelo que expus atrás, não creio, mas... tudo é possível, até o peso do pé direito!

Como já referi em posts anteriores vou esforçar-me por manter o pé direito bem levezinho a ver o que acontece; só espero ter paciência suficiente para tal. :rolleyes:
 
Última edição:

António M. Vieira e Sousa

Gentleman Driver
Portalista
Olá António, um pequeno reparo: compressão devias medir a quente, isto é, com o motor na temperatura normal de funcionamento.
A frio não dá valores fiáveis.
Abraço.
Muito obrigado pelo reparo, ainda tenho muito a aprender; pensando bem, isso faz todo o sentido; vou tratar disso, só que deixarei de ter valores para comparação. :)

Também entendo assim .... É uma chatice por causa dos calores.
:D :D
:lol:
Quanto aos calores... para quem já passou pelo cancro da "prosca" e quatro semanas de dilatações a sangue-frio, qualquer queimadelazita num motor será "pinâtes", qualquer palavrão proferido resolverá fácil. :lol:
 
Última edição:

António M. Vieira e Sousa

Gentleman Driver
Portalista
Olá António, um pequeno reparo: compressão devias medir a quente, isto é, com o motor na temperatura normal de funcionamento.
A frio não dá valores fiáveis.
Abraço.
Também entendo assim .... É uma chatice por causa dos calores.
:D :D
Hoje, depois de uns bons quilómetros, medi a compressão dos cilindros com o motor à temperatura normal de funcionamento:
2020.10.20 1º C 155 PSI a quente.jpg 2020.10.20 2º C 160 PSI a quente.jpg 2020.10.20 3º C 165 PSI a quente.jpg 2020.10.20 4º C 165 PSI a quente.jpg

1º Cilindro – 155 PSI = 10,69 bar

2º Cilindro – 160 PSI = 11,04 bar

3º Cilindro – 165 PSI = 11,38 bar

4º Cilindro – 165 PSI = 11,38 bar

Que raios, existem sempre diferenças! :confused:

Notei que as velas 3 e 4 tinham uma temperatura bem mais alta do que a das 1 e 2.
Quando as tirei:

1:- Contava que estivesse mais quente! Mas não aguentei mais de 5 segundos.

2: - Eh láááá, poooorra!

3: - C'um (b)aralho... (r)ooooda-se, queima mesmo!

4:- Ah... filha da (l)uta... (lu)ta que te par(t)iu, (b)aralho... na próxima uso um pano, (r)ooooda-se!


A chuva de hoje deixou gotas de água na bobine, distribuidor e motor de arranque, por isto a grelha de Outono/Inverno voltou ao serviço :
2020.10.20 Grelha Inverno.jpg
Apesar das manchas maiores e no cimento serem de água, percebe-se perfeitamente a sua personalidade! :p

A FACET... a bomba eléctrica de gasolina, custou a acordar e não lhe faltava corrente, não percebi tendo ficado com a pulga atrás da orelha, de resto, o ralenti está certinho e em andamento o motor responde muito bem (sem engasganços e sem falhas) ao acelerador em qualquer relação da caixa desde baixas rotações, neste aspecto estou a gostar! :)
 

Guilherme Bugalho

BUGAS03
Portalista
Hoje, depois de uns bons quilómetros, medi a compressão dos cilindros com o motor à temperatura normal de funcionamento:
.........................

1º Cilindro – 155 PSI = 10,69 bar

2º Cilindro – 160 PSI = 11,04 bar

3º Cilindro – 165 PSI = 11,38 bar

4º Cilindro – 165 PSI = 11,38 bar

Que raios, existem sempre diferenças! :confused:
..................................
..............................

A FACET... a bomba eléctrica de gasolina, custou a acordar e não lhe faltava corrente, não percebi tendo ficado com a pulga atrás da orelha, de resto, o ralenti está certinho e em andamento o motor responde muito bem (sem engasganços e sem falhas) ao acelerador em qualquer relação da caixa desde baixas rotações, neste aspecto estou a gostar! :)
Diferenças vão existir sempre ... podem é não ser significativas ... O que eu penso é que a compressão está alta em todos eles ...

Sobre a bomba de gasolina (que não conheço na prática) mas deixo palpite; pode ser se tiver o platinado ... ...
 

Rafael Isento

33 Veloce
Membro do staff
Premium
Portalista
1º Cilindro – 155 PSI = 10,69 bar

2º Cilindro – 160 PSI = 11,04 bar

3º Cilindro – 165 PSI = 11,38 bar

4º Cilindro – 165 PSI = 11,38 bar

Que raios, existem sempre diferenças!
Essas diferenças são valores dentro do normal (até 10psi ou ~0.7bar), não precisas te assustar.
Já as velas mais quentes correspondem aos cilindros com maior compressão.
Se a diferença para as outras 2 não for grande não é preocupante mas, se for, tem de se analisar se toda a ignição está boa para esse motor.
 

Luis Antonio Cardoso

Portalista
Premium
Portalista
Hoje, depois de uns bons quilómetros, medi a compressão dos cilindros com o motor à temperatura normal de funcionamento:
Ver anexo 1187505 Ver anexo 1187506 Ver anexo 1187507 Ver anexo 1187509

1º Cilindro – 155 PSI = 10,69 bar

2º Cilindro – 160 PSI = 11,04 bar

3º Cilindro – 165 PSI = 11,38 bar

4º Cilindro – 165 PSI = 11,38 bar

Que raios, existem sempre diferenças! :confused:

Notei que as velas 3 e 4 tinham uma temperatura bem mais alta do que a das 1 e 2.
Quando as tirei:

1:- Contava que estivesse mais quente! Mas não aguentei mais de 5 segundos.

2: - Eh láááá, poooorra!

3: - C'um (b)aralho... (r)ooooda-se, queima mesmo!

4:- Ah... filha da (l)uta... (lu)ta que te par(t)iu, (b)aralho... na próxima uso um pano, (r)ooooda-se!


A chuva de hoje deixou gotas de água na bobine, distribuidor e motor de arranque, por isto a grelha de Outono/Inverno voltou ao serviço :
Ver anexo 1187510
Apesar das manchas maiores e no cimento serem de água, percebe-se perfeitamente a sua personalidade! :p

A FACET... a bomba eléctrica de gasolina, custou a acordar e não lhe faltava corrente, não percebi tendo ficado com a pulga atrás da orelha, de resto, o ralenti está certinho e em andamento o motor responde muito bem (sem engasganços e sem falhas) ao acelerador em qualquer relação da caixa desde baixas rotações, neste aspecto estou a gostar! :)
Viva António ,

Relativamente aos teste de compressão, serem com o motor frio ou depois de ter rodado e estar a temperatura de funcionamento , existem opiniões a favor de um ou do outro , mas a ressalva e o que interessa analisar , se não existem diferenças muito grandes entre os cilindros até 10% é aceitável ,
Em quente deverá apresentar o valor ligeiramente mais alto , mas mais uma vez é análise dos valores que interessam , , outra questão é tentar sempre rodar o motor em cada medição/cilindro , sempre o mesmo número de voltas , para a medição ser o mais fiável possível , no caso por exemplo de árvores de cames
com mais lift , mais tempo de abertura os valores também podem ser afetados se a árvores de cames tiverem um desgaste que não seja uniforme , pois tempo de abertura das válvulas irá ser diferente .

Um fato é que para analisar a má vedação dos cilindros/segmentos o teste deve ser realizado em frio , quando analisamos em quente dará para ver se as tolerâncias todas estam dentro normal .

A quem faça o teste em faça o teste em frio, e seco faz-se as leituras e depois deita a mesma quantidade de óleo pela orifício das velas , tipo uma colher de sopa e fazem o wet test , e nesse caso a compressão deve aumentar ligeiramente é o efeito selante do óleo , valores até mais 5% pode indicar desgaste ao nivel das válvulas e mais 10% será mais desgaste a nivel dos segmentos/cilindros .

Em suma fizeste o teste em frio e em quente e o que importa retirar é que não existem diferenças
significativas entre os cilindros.

Relativamente a temperatura das velas é normal , até porque no motor do mini a cabeça do motor atinge temperatura mais elevadas no 3° e 4° , daí ser o local que queima mais juntas .

Boas Speedy voltas!
Abc
 

Guilherme Bugalho

BUGAS03
Portalista
Existe ainda outra possibilidade ... menor caudal de agua nessa zona da cabeça/bloco, por entupimento ou deposito de calcário,
Para não haver "grande trabalho" o mais normal, quando queima a junta, é retirar a cabeça e voltar a colocar junta nova; sem retirar o bloco do carro, e verificar.

Enfim um manancial de possíveis "problemas" .............
 

Luis Antonio Cardoso

Portalista
Premium
Portalista
Existe ainda outra possibilidade ... menor caudal de agua nessa zona da cabeça/bloco, por entupimento ou deposito de calcário,
Para não haver "grande trabalho" o mais normal, quando queima a junta, é retirar a cabeça e voltar a colocar junta nova; sem retirar o bloco do carro, e verificar.

Enfim um manancial de possíveis "problemas" .............
Bom dia Guilherme

Sim poderia ser uma das causas , os motores A-Series ,é mesmo feito e não tanto defeito, o 3° e o 4° cilindro atingem sempre temperaturas mais altas do que o 1° e 2° , como referiu que os sistema de refrigeração estiveram ok , canais de água ,bomba de água , termostato, radiador e tubagens , não deveram existir problemas.
Se eventualmente mexermos no motores para
Colocar mais potência, claro que o sistema terá que ser revisto para não trazer problemas de aquecimento aliás e motores mais “puxados” , existe o kit Dry Deck para tentar resolver esta questão , que consiste em furar a cabeça precisamente no 4° cilindro e colocar um tubo externo ligado a bloco em U , aumentando o caudal de água .

Aqui no caso do António , além do problema do pé direito ,e já falei com ele acerca disso , para minimizar ou evitar os problemas de detonação na câmara de combustão no caso de taxa de compressão elevadas como é este caso e o elo mais fraco é sempre a junta.
Passaria pelo combustível 98 e até colocar octane booster , e a questão do timing da ignição .

Cps
 
Topo