Audi Audi 50GL de 1975

Diários de Bordo

Audi Audi 50GL de 1975

pedrogbranco

Clássico
d3d55b0fe3a2d4033e67fe3eeb9fdc60.jpg fda46e35374c7748fb3b9fe17ec12111.jpg ed1be68d1cd4cf7e9e85f3ebb18331f0.jpg

Para quem quiser saber mais sobre o Audi 50 em geral veja o post GARAGEM onde aos poucos irei colocar tudo o que sei sobre o veículo.

Irei escrever a história deste veículo por capítulos (deverão ver este texto sempre a crescer e tentarei colocar imagens de todos os capítulos)

CAPÍTULO I - Despertar do interesse
Desde que o meu pai comprou um Audi 80 1.6TD importado da Alemanha em 1998 que a marca dos quatro aneís me ficou atrás da orelha). Fã também dos carros e dos desportos motorizados a paixão foi crescendo ao conhecer o Grupo B/S e toda a história da marca (em especial nos anos 80 e 90).
Comprei o meu primeiro Audi em 2010 (um A3 8L 1.8NA agn de 1997, primeiro de 3 deste modelo, um dos quais ainda tenho) e sempre andei com ela fisgada de comprar um Audi A2 para oferecer à minha mãe.

É quando compro o A2 a um amigo e quando a pensar seriamente em comprar um clássico (na altura a pensar num 80 Coupé ou Cabrio) que descubro que a Audi já tinha feito um carro pequeno na década de 1970 e que ao que parece é bastante raro.
Na altura comecei a procurar por carros destes mas só achei no OLX a carcaça de um.
Através de pesquisa online parece que existe um a circular branco no Norte, uma senhora que tem um vermelho na Póvoa de Santa Iria, e no ano passado estava um no OLX preto para venda.


CAPÍTULO II - Aquisição
Numa bela sexta-feira venho de Lisboa e quando estou já pela zona de Santarém eis que me deparo com este carro na berma da estrada. Estava com pressa mas parei e fui ter com o senhor que, comprava e vendia carros clássicos mas também estava muito ocupado de volta dos carros deles e não podia ser incomodado. Perguntei só se o vendia, o preço e segui caminho para casa dos meus pais e nem o número de telefone do homem apontei (onde vou passar às vezes o fim de semana). Comentei com o meu pai para irmos nesse final de semana lá e tentar fechar um negócio mas ele não estava para ai virado (já vão perceber porquê) e a coisa murchou porque tinha de voltar para Lisboa.
Durante essa semana comentei com um amigo meu, também fã dos carros, e ele disse que tinha visto um Audi 50 numa feira de carros antigos, e não é que era o carro.
Audi_50_03.jpg Audi_50_04.jpg Audi_50_01.jpg

A Audi/SIVA estava a comemorar os 50 anos e pediu ao senhor para emprestar o carro para uma feira de clássicos em Santarém. Eu nessa semana ia fazer anos na sexta e fiquei mais determinado que nunca a voltar no final de semana e comprar um presente para mim mesmo. Durante a semana volto a ligar ao meu pai e ele sempre "não compres, deve tar todo podre, etc etc".
Na sexta feira saio do trabalho e volto a fazer a viagem para casa dos meus pais onde ia ser o jantar do meu aniversário e até comentei com um colega "queres ver que chego lá e tenho o carro na garagem".
Mal cheguei a caso do meu pai, fui directo à garagem mas não estava lá nada, MAS, a meio do jantar os meus país chamaram-me e deram-me a chave do carro, que seria entregue na semana seguinte. Eu não sabia mas o meu pai já andava com ela fisgada para me dar uma mota ou carro mas não sabia e que escolher, e quando lhe falei que tinha encontrado o carro na borda da estrada, ele foi na segunda seguinte logo lá fechar o negócio.
E foi assim que fiquei dono do um Audi 50 GL de 1975...


CAPÍTULO III - Restauro
Todo o processo de restauro pode ser visto na thread de Oficina de Restauro » Outras Oficinas » Audi 50 de 1975

CAPÍTULO IV -Primeiro passeio
Brevemente...
 

Anexos

  • 1613158539841.png
    1613158539841.png
    61.2 KB · Vistos: 0
Última edição:

Miguel L. Catarino

Portalista
Portalista
Ver anexo 1201988Ver anexo 1201989Ver anexo 1201990
Irei escrever a história deste veículo por capítulos (deverão ver este texto sempre a crescer e tenatrei colocar imagens de todos os capítulos)

CAPÍTULO I - Despertar do interesse
Desde que o meu pai comprou um Audi 80 1.6TD importado da Alemanha em 1998 que a marca dos quatro aneís me ficou atrás da orelha). Fã também dos carros e dos desportos motorizados a paixão foi crescendo ao conhecer o Grupo B e toda a história da marca (em especial nos anos 80 e 90).
Comprei o meu primeiro Audi em 2010 (um A3 8L 1.8NA agn de 1997, primeiro de 3 deste modelo, um dos quais ainda tenho) e sempre andei com ela fisgada de comprar um Audi A2 para oferecer à minha mãe.
É quando compro o A2 a um amigo e quando a pensar seriamente em comprar um clássico (na altura a pensar num 80 Coupé ou Cabrio) que descubro que a Audi já tinha feito um carro pequeno na década de 1970 e que ao que parece é bastante raro.
(por continuar assim que tenha mais tempo)

CAPÍTULO II - Aquisição
Brevemente...

CAPÍTULO III - Restauro
Brevemente...(penso que tenho de abrir um tópico diferente para esta parte certo?

CAPÍTULO IV -Primeiro passeio
Brevemente...
Desconhecia este audi!
Faz lembrar um pouco o Golf Mk1....

Quanto ao Capítulo III penso que sim!

Boa sorte!
 

joao p vasconcelos

Portalista
Portalista
Parabéns pelo carro e pela bonita história!
Só tive contato com uma unidade ainda na década de 80', era cor de "vinho". Já naquela altura era raro, agora, muito mais.
O Audi A3, sendo o 1.8 20V 125 cv's, deve ser a motorização menos comum no 8L.
Cá em casa passou um Audi Coupe B3 2.2 10v, era/é um carro muito agradável de conduzir e com uma sonoridade a lembrar os Grupo B.

Bom restauro!
 
OP
OP
pedrogbranco

pedrogbranco

Clássico
A3 8L ainda tenho um mais raro (1.8T Quattro, mas não é o S3). Mas mais raros é achar os 1.9tdi quattro. E este já o terceiro, porque ainda tive outro 1.8T pelo meio.
 

joao ruivo quelhas

Veterano
Premium
Portalista
Ver anexo 1201988Ver anexo 1201989Ver anexo 1201990

Para quem quiser saber mais sobre o Audi 50 em geral veja o post GARAGEM onde aos poucos irei colocar tudo o que sei sobre o veículo.

Irei escrever a história deste veículo por capítulos (deverão ver este texto sempre a crescer e tenatrei colocar imagens de todos os capítulos)

CAPÍTULO I - Despertar do interesse
Desde que o meu pai comprou um Audi 80 1.6TD importado da Alemanha em 1998 que a marca dos quatro aneís me ficou atrás da orelha). Fã também dos carros e dos desportos motorizados a paixão foi crescendo ao conhecer o Grupo B e toda a história da marca (em especial nos anos 80 e 90).
Comprei o meu primeiro Audi em 2010 (um A3 8L 1.8NA agn de 1997, primeiro de 3 deste modelo, um dos quais ainda tenho) e sempre andei com ela fisgada de comprar um Audi A2 para oferecer à minha mãe.

É quando compro o A2 a um amigo e quando a pensar seriamente em comprar um clássico (na altura a pensar num 80 Coupé ou Cabrio) que descubro que a Audi já tinha feito um carro pequeno na década de 1970 e que ao que parece é bastante raro.
Na altura comecei a procurar por carros destes mas só achei no OLX a carcaça de um.
Através de pesquisa online parece que existe um a circular branco no Norte, uma senhora que tem um vermelho na Póvoa de Santa Iria, e no ano passado estava um no OLX preto para venda.

CAPÍTULO II - Aquisição
Numa bela sexta-feira venho de Lisboa e quando estou já pela zona de Santarém eis que me deparo com este carro na berma da estrada. Estava com pressa mas parei e fui ter com o senhor que, comprava e vendia carros clássicos mas também estava muito ocupado de volta dos carros deles e não podia ser incomodado. Perguntei só se o vendia, o preço e segui caminho para casa dos meus pais e nem o número de telefone do homem apontei (onde vou passar às vezes o fim de semana). Comentei com o meu pai para irmos nesse final de semana lá e tentar fechar um negócio mas ele não estava para ai virado (já vão perceber porquê) e a coisa murchou porque tinha de voltar para Lisboa.
Durante essa semana comentei com um amigo meu, também fã dos carros, e ele disse que tinha visto um Audi 50 numa feira de carros antigos, e não é que era o carro.
Ver anexo 1202065

A Audi/SIVA estava a comemorar os 50 anos e pediu ao senhor para emprestar o carro para uma feira de clássicos em Santarém. Eu nessa semana ia fazer anos na sexta e fiquei mais determinado que nunca a voltar no final de semana e comprar um presente para mim mesmo. Durante a semana volto a ligar ao meu pai e ele sempre "não compres, deve tar todo podre, etc etc".
Na sexta feira saio do trabalho e volto a fazer a viagem para casa dos meus pais onde ia ser o jantar do meu aniversário e até comentei com um colega "queres ver que chego lá e tenho o carro na garagem".
Mal cheguei a caso do meu pai, fui directo à garagem mas não estava lá nada, MAS, a meio do jantar os meus país chamaram-me e deram-me a chave do carro, que seria entregue na semana seguinte. Eu não sabia mas o meu pai já andava com ela fisgada para me dar uma mota ou carro mas não sabia e que escolher, e quando lhe falei que tinha encontrado o carro na borda da estrada, ele foi na segunda seguinte logo lá fechar o negócio.
E foi assim que fiquei dono do um Audi 50 GL de 1975...


CAPÍTULO III - Restauro
Brevemente...(penso que tenho de abrir um tópico diferente para esta parte certo?

CAPÍTULO IV -Primeiro passeio
Brevemente...
Pelo relato já sei quem vendeu o carro, e sim este carro esteve nessa exposição no CNEMA em Santarém. O meu Alfa 33 foi comprado ao Filho.
 

António José Costa

Regularidade=Navegação, condução e cálculo?
Premium
Portalista
Ver anexo 1201988Ver anexo 1201989Ver anexo 1201990

Para quem quiser saber mais sobre o Audi 50 em geral veja o post GARAGEM onde aos poucos irei colocar tudo o que sei sobre o veículo.

Irei escrever a história deste veículo por capítulos (deverão ver este texto sempre a crescer e tenatrei colocar imagens de todos os capítulos)

CAPÍTULO I - Despertar do interesse
Desde que o meu pai comprou um Audi 80 1.6TD importado da Alemanha em 1998 que a marca dos quatro aneís me ficou atrás da orelha). Fã também dos carros e dos desportos motorizados a paixão foi crescendo ao conhecer o Grupo B e toda a história da marca (em especial nos anos 80 e 90).
Comprei o meu primeiro Audi em 2010 (um A3 8L 1.8NA agn de 1997, primeiro de 3 deste modelo, um dos quais ainda tenho) e sempre andei com ela fisgada de comprar um Audi A2 para oferecer à minha mãe.

É quando compro o A2 a um amigo e quando a pensar seriamente em comprar um clássico (na altura a pensar num 80 Coupé ou Cabrio) que descubro que a Audi já tinha feito um carro pequeno na década de 1970 e que ao que parece é bastante raro.
Na altura comecei a procurar por carros destes mas só achei no OLX a carcaça de um.
Através de pesquisa online parece que existe um a circular branco no Norte, uma senhora que tem um vermelho na Póvoa de Santa Iria, e no ano passado estava um no OLX preto para venda.

CAPÍTULO II - Aquisição
Numa bela sexta-feira venho de Lisboa e quando estou já pela zona de Santarém eis que me deparo com este carro na berma da estrada. Estava com pressa mas parei e fui ter com o senhor que, comprava e vendia carros clássicos mas também estava muito ocupado de volta dos carros deles e não podia ser incomodado. Perguntei só se o vendia, o preço e segui caminho para casa dos meus pais e nem o número de telefone do homem apontei (onde vou passar às vezes o fim de semana). Comentei com o meu pai para irmos nesse final de semana lá e tentar fechar um negócio mas ele não estava para ai virado (já vão perceber porquê) e a coisa murchou porque tinha de voltar para Lisboa.
Durante essa semana comentei com um amigo meu, também fã dos carros, e ele disse que tinha visto um Audi 50 numa feira de carros antigos, e não é que era o carro.
Ver anexo 1202065

A Audi/SIVA estava a comemorar os 50 anos e pediu ao senhor para emprestar o carro para uma feira de clássicos em Santarém. Eu nessa semana ia fazer anos na sexta e fiquei mais determinado que nunca a voltar no final de semana e comprar um presente para mim mesmo. Durante a semana volto a ligar ao meu pai e ele sempre "não compres, deve tar todo podre, etc etc".
Na sexta feira saio do trabalho e volto a fazer a viagem para casa dos meus pais onde ia ser o jantar do meu aniversário e até comentei com um colega "queres ver que chego lá e tenho o carro na garagem".
Mal cheguei a caso do meu pai, fui directo à garagem mas não estava lá nada, MAS, a meio do jantar os meus país chamaram-me e deram-me a chave do carro, que seria entregue na semana seguinte. Eu não sabia mas o meu pai já andava com ela fisgada para me dar uma mota ou carro mas não sabia e que escolher, e quando lhe falei que tinha encontrado o carro na borda da estrada, ele foi na segunda seguinte logo lá fechar o negócio.
E foi assim que fiquei dono do um Audi 50 GL de 1975...


CAPÍTULO III - Restauro
Brevemente...(penso que tenho de abrir um tópico diferente para esta parte certo?

CAPÍTULO IV -Primeiro passeio
Brevemente...


Parabéns e excelente gostei bastante da história, admiro o Audi 50 pelo que representou apesar do insucesso comercial, um carro pouco comum e aparenta não estar mau.
Aqui no Portal existe um um tópico sobre utilitários onde se escreveu um pouco sobre o 50 d Audi, clica aqui se quiseres ver Utilitários de 1960 a 1979
O mais importante será a chapa, e eventualmente peças especificas, o resto à partida trata-se com calma, força de vontade e algum dinheiro.

Algumas notas se me permites,
Efectuares os capítulos todos no mesmo post vai tornar-se mais "complicado" para os utilizadores perceberem o que vais escrevendo eu efectuaria no mesmo tópico indo colocando novos posts com as atualizações, aliás colocaria um capitulo por tópico (se conseguires colocar pelo menos uma imagem, melhor).
Para o restauro podes iniciar se assim pretenderes um novo tópico aqui: Restauro Outras Marcas

Bons passeios com o Audi 50 e pelo Portal também.
 
OP
OP
pedrogbranco

pedrogbranco

Clássico
Parabéns e excelente gostei bastante da história, admiro o Audi 50 pelo que representou apesar do insucesso comercial, um carro pouco comum e aparenta não estar mau.
Aqui no Portal existe um um tópico sobre utilitários onde se escreveu um pouco sobre o 50 d Audi, clica aqui se quiseres ver Utilitários de 1960 a 1979
O mais importante será a chapa, e eventualmente peças especificas, o resto à partida trata-se com calma, força de vontade e algum dinheiro.

Algumas notas se me permites,
Efectuares os capítulos todos no mesmo post vai tornar-se mais "complicado" para os utilizadores perceberem o que vais escrevendo eu efectuaria no mesmo tópico indo colocando novos posts com as atualizações, aliás colocaria um capitulo por tópico (se conseguires colocar pelo menos uma imagem, melhor).
Para o restauro podes iniciar se assim pretenderes um novo tópico aqui: Restauro Outras Marcas

Bons passeios com o Audi 50 e pelo Portal também.
O do retauro vai ser nessa secção de garagens.
 
Parabéns pelo carro. Este é um dos carros que sempre achei piada para ter na minha garagem de clássicos, mas é tão raro ver algum á venda...
Este carro foi aproveitado pela VW para criar o Polo mk1, e vê-se claramente que serviu de base para o grande sucesso que salvou a VW, o Golf1. As linhas e formato não enganam.
Acho especialmente interessante os interiores com as suas cores dos estofos e alcatifa.
Se fosse meu tentaria recuperar sem inventar nem desvirtuar a sua originalidade.
 

António José Costa

Regularidade=Navegação, condução e cálculo?
Premium
Portalista
Parabéns pelo carro. Este é um dos carros que sempre achei piada para ter na minha garagem de clássicos, mas é tão raro ver algum á venda...
Este carro foi aproveitado pela VW para criar o Polo mk1, e vê-se claramente que serviu de base para o grande sucesso que salvou a VW, o Golf1. As linhas e formato não enganam.
Acho especialmente interessante os interiores com as suas cores dos estofos e alcatifa.
Se fosse meu tentaria recuperar sem inventar nem desvirtuar a sua originalidade.

Permita-me discordar caro Ricardo Nunes, não sou nada apreciador de Fiat's, mas é comummente reconhecido que o modelo que serviu de base para o desenvolvimento do Golf e o seu respetivo posterior sucesso foi o Fiat 128 carro do ano em 1970.
O Audi 50 foi se quisermos uma cobaia ao Vw Polo, lançado um ano após o Audi 50, exactamente com a mesma base.
 
Permita-me discordar caro Ricardo Nunes, não sou nada apreciador de Fiat's, mas é comummente reconhecido que o modelo que serviu de base para o desenvolvimento do Golf e o seu respetivo posterior sucesso foi o Fiat 128 carro do ano em 1970.
O Audi 50 foi se quisermos uma cobaia ao Vw Polo, lançado um ano após o Audi 50, exactamente com a mesma base.
Talvez, não digo o contrário. Penso que se refere á conceção mecânica, nomeadamente á tração dianteira.
No meu comentário referia-me ás linhas do carro e seu design. Diria que o VW Polo foi o irmão gémeo, mas o VW Golf foi o primo. ;)
 

Nuno Filipe Pinto Ferreira

Titulo
Portalista
Talvez, não digo o contrário. Penso que se refere á conceção mecânica, nomeadamente á tração dianteira.
No meu comentário referia-me ás linhas do carro e seu design. Diria que o VW Polo foi o irmão gémeo, mas o VW Golf foi o primo. ;)
Permite-me discordar eu passo a explicar , o Audi 50 nao foi percusor porque antes ja tinhas o Audi 100 e depois o 80 com motor a frente e quando a Auto Union , rebatisada Audi tomou posse da NSU eles pegaram no projecto em desenvolvimento do que Viria a ser o Audi 50 de referir que o Audi 50 levou toda a mecanica do golf e nao o contrario o golf saiu antes do Audi 50 e o polo saiu 6meses depois do Audi 50 e é o irmao gemeo do Audi 50 tirando uma où outra coisa a unica grande diferença era o preço . O Audi 50 foi condenado pela politica do grupo VAG e pelo Polo substancialmente mais barato fruto Da mesma politica Da VAG .
Permita-me discordar caro Ricardo Nunes, não sou nada apreciador de Fiat's, mas é comummente reconhecido que o modelo que serviu de base para o desenvolvimento do Golf e o seu respetivo posterior sucesso foi o Fiat 128 carro do ano em 1970.
O Audi 50 foi se quisermos uma cobaia ao Vw Polo, lançado um ano após o Audi 50, exactamente com a mesma base.
Concordo contigo em relaçao ao Fiat mas permite-me dar uma precisão , o Audi nao foi cobaia do polo , foi mais a politica do grupo VAG , o polo saiu 6 meses depois do Audi 50 um pouco depois da NSU ter sido comprada pela Audi
Isto tudo e mais alguma informação mais precisa e com datas etc encontram na Net . Mas a Auto-Union era um conglomerado de 4 constructores em que o inico sobrevivente dos 4 foi a DKW mas a certa altura aquando Da compra Da Auto-union pela VW a VW decidiu mudar o nome e dar-lhe o nome de Audi umas das outras 4marcas que compunham inicilamente a Auto-Union dai os quatro aneis simbolo da uniao dos quatro constructores . Depois para explicar à historia do Audi 50 a Audi absorbeu/comprou a NSU que havia pertencido a fiat e pegou num projecto que estavam a désenvolver o famoso Audi 50 .
 
Última edição:
OP
OP
pedrogbranco

pedrogbranco

Clássico
fotos atualizadas. iniciada thread sobre o restauro. tenho andado bem ocupado mas a ver se deixo mais material quando o for buscar daqui a umas semanas
 
Topo