Alfa 156 - Brevemente será um clássico

Alfa Romeo 156


Em 1993 a Alfa Romeo decidiu que era a hora de projetar o sucessor do Alfa Romeo 155. Havia três projetos concorrentes: um de Pininfarina, um do estúdio Italdesign e outro do Centro Stile, departamento de design da própria Alfa Romeo. Este último, sob o comando do projetista Walter de Silva foi o projeto escolhido para a o desenvolvimento e fabrico do novo carro.

A idéia era dar ao novo 156 a personalidade que o 155 nunca teve. O design foi inspirado no modelo conceptual Nuvola, que por sua vez foi baseado em três modelos históricos da Alfa Romeo: o 1900, Giulietta e Giulia. A principal característica do projeto era a utilização de linhas arredondadas, ao contrário das linhas rectas utilizadas nos modelos anteriores.

A empresa estava em dificuldades financeiras e precisava que o novo modelo fosse um sucesso comercial. O projeto do substituto do Alfa Romeo 164 também estava em andamento, mas não havia recursos suficientes para o desenvolvimento simultâneo dos dois carros. O projeto do Alfa 166 foi então adiado por cerca de um ano, pois esperava-se um volume maior de vendas do 156.

Tentou-se dar ao carro um ar desportivo com referências aos antigos pilotos e aos míticos modelos GT, todos os elementos de estilo que fazem um Alfa Romeo estão presentes: estilo marcante ainda que sóbrio e tenta evocar a presença de um motor forte e potente. Visto de lado, o carro evoca um tigre esguio e pronto para o ataque.

Os dois grandes mostradores de velocidade e rotação do motor, bem como os três mostradores da consola central são visíveis quase que exclusivamente pelo motorista, o que acentua a sensação de desportividade.

O Alfa Romeo 156 foi lançado em 9 de outubro de 1997 no Salão do Automóvel de Genebra. No ano seguinte recebeu o prêmio de Carro do Ano na Europa.

Em março de 2000 foi apresentado o Sportwagon, modelo station wagon do 156.

Em junho de 2003 sofreu um grande restaling que foi aplicada a toda a linha. As mudanças foram mais significativas na dianteira, que ganhou nova grade e faróis.

Em 2005 o 156 teve sua produção encerrada, sendo substituido pelo Alfa Romeo 159.

É de referir que esta máquina foi considerada um dos carros mais belos de sempre e que ainda hoje, mesmo depois do fim da sua produção, deixa muitos automobilistas de boca aberta.


É um carro que daqui a uns anos será certamente um clássico.;)



Tenho pena de os meus pais terem vendido o 156.
 
Algumas fotos do futuro clássico.

(A qualidade do interior aquando do seu lançamento era muito superior à dos seus principais rivais)
 

Anexos

Joao Rodrigues

Clássico
Guilherme Coutinho disse:
Algumas fotos do futuro clássico.

(A qualidade do interior aquando do seu lançamento era muito superior à dos seus principais rivais, nomeadamente o serie 3 da BMW)
Não desfazendo as qualidade do alfa 156 até porque eu ando a namorar um selespeed por um preço capaz de desgraçar qualquer um, mas o lado racional não me está a deixar avançar...:cool:

Dizer que a qualidade aquando do lançamento era muito superior a serie 3 da BMW parace-me um pouco optimista, que é muito mais bonito é agora com mais qualidade...
 

Vitor Dinis Reis

Pre-War
Membro do staff
Premium
Portalista
Puxando a brasa à minha sardinha (porque tenho um 156 à porta :p ): tem todas as condições para ser um clássico! Arrisco mesmo que do ponto de vista do coleccionador venha a ser uma das berlinas mais interessantes da década de 90!

Filipe, com todo o respeito, não vás na conversa do "ouvi dizer que..."! Os motores são todos brilhantes e não têm nenhum defeito. São tão fiáveis como os Rolls-Royce, VW ou outra marca qualquer que queiras escolher... com a vantagem de terem performances bastantes superiores a praticamente todos os concorrentes do mesmo valor. Não vamos é falar de consumos :D

Face às regras em vigor, será considerado clássico dentro de 19 anos!

Nota: apaguei algumas mensagens que estavam off... peço a vossa atenção para as distracções ;)
 
Topo