Honda Acura Integra LS 1988

Dinis Figueira

Portalista
Portalista
Olá a todos,

Acho que está na hora de apresentar a minha máquina Japonesa/Americana, um pouco da sua história e também do que quero fazer com ele.
Ora aviso desde já que vai ser uma jornada longa e que não sou o melhor a actualizar posts devido a ter muita coisas nas mãos mas espero poder mostrar a evolução.

1142342
Isto é um Acura Integra de 1988, com o motor D16A1 blacktop de 118cv (tecnicamente é um D16A3 mas oficialmente é A1). Foi o número 12470 fabricado nesse ano e já deu algumas voltas no mundo. Veio do Japão para os Estados Únidos onde foi vendido em Los Angeles e em 89 foi importado para North Stockton em Inglaterra. Em 1996 foi Importado para Portugal onde ficou registado como Honda Acura LS e veio para a zona de Faro e por final acabou em Lagos onde o fui buscar em Agosto do ano passado.

É um carro interessante. Tem sistema de barra de torção independente na frente e suspensão normal atrás com uma barra Panhard. Traz AC, direcção assistida e cruise control. Tenho o rádio e o visor do teto de abrir original. Tem teto de abrir eléctrico mas não tenho vidros elétricos nem luzes de nevoeiro (opção muito rara de origem, sendo que quase todos que saíram de origem com as luzes foram vendidos no Japão embora houvesse um kit da Bosch que actualmente também é raro que se poderia aplicar nos vendedores).
Tenho as jantes originais mas só tenho 2 centros. No meio disto tudo tenho um spoiler aftermarket também mas de época (foi fabricado em finais de 80).

Porque é que eu fui buscar? Basicamente foi por sorte mesmo e também por impulso. Andava à procura de um Honda acessível visto ser o único da minha família que ainda não teve um. Após alguns meses de procura, um dia à noite numa esplanada do café, vi o anuncio deste carro. Fiquei logo todo maluco porque era um carro diferente. No dia seguir fui logo a correr à casa dos meus pais falar sobre o carro. Caso para dizer que o meu pai ainda ficou mais excitado com a ideia e depois de falar com a pessoa, lá fomos nós ao Algarve ver e buscar o carro (a minha 1ª vez no Algarve :xD:). As primeiras impressões não foram boas. O carro não estava no estado "perfeito" que estava descrito mas mesmo antes de o conduzir, já o queria. Lá se comprou e veio o 1º stress e nem tinha saído do Algarve - rebentei a torneira da sofagem. Não me querendo alongar muito por aqui, mas o carro só veio finalmente parar às mão e a casa 3 semanas depois.

Assim que veio a primeira coisa que se fez foi tratar do óleo e do filtro. Mudar o óleo (estava completamente lastimável) e tratar da parte da refrigeração que estava uma porcaria autentica. Nem o tubo principal agarrado ao motor estava montado no sitio certo com a braçadeira a deixar passar água por não estar no vinco... e outras cenas do outro mundo :mad:

Com isto o tempo passou. Andava a tentar idealizar o que iria fazer no carro. Passei por várias fases. Mais à volta do rebaixamento, jantes bonitas, luzes amarelas, retirar alguns acessórios de origem e ficar com uma máquina engraçada. Quando comecei a ver o custo do material perdi a ideia. Mas ao mesmo tempo, mais o conduzia mas eu percebia uma coisa. É um carro que só sai ao sol e quando preciso de espairecer. "Se o carro me diverte assim, porquê ir gastar dinheiro só porque fica mais bonito? Tenho outros projectos em mente com outros carros - acho que este será melhor ser o meu projecto até reforma." E assim será... provavelmente com uns upgrades de época mas é dentro desta linha.

O que vou fazer com ele?
- Uma mega revisão para começar. Há peças que se tornam complicadas para este motor. O tubo de agua em ferro é único neste modelo e a bomba de água igual (overnight parts from Japan :blush:). Ele sofre de incontinência por causa disto mas já está a ficar controlada. Correia de distribuição, mais uma muda de óleo, filtros, velas, termostato e afinações. O habitual dentro dessas linhas. Trocar também os foles da direcção visto um deles já ter sido trocado mas sem entrada do tubo da direcção assistida (foi um pincel encontrar um fole. No final encontrei 2 perdidos numa loja em Torres). E o mais difícil - afinar as barras de torção. Tenho ideia que já mexeram nas barras mas o que vou tentar é meter com a altura de origem. Já arranjei manual para me seguir com as medidas de origem. Isto inclui um set novo de pneus (195/60/14) que vou pôr entretanto.
- Após a parte da mecânica à volta do motor e assim estar controlada, quero trocar a suspensão de traseira por uma nova. Felizmente os amortecedores vendem-se cá por isso não há problemas mas os atais estão estafados.
- A seguir, encontrar 2 centros de jantes originais ou outra solução. Vou permanecer com as jantes originais. Provavelmente no futuro, irá passar por umas Mugen CF-48 que eram vendidas na altura. Não só quero arranjar os centros mas também pintar as jantes para ficarem como deve ser.
- A seguir a isto tudo, ainda é um bocado incógnita. Quero forrar o volante ou arranjar outro aro para trocar. Arranjar o AC. Trocar algumas placas de plástico por novas. E retirar as riscas ou arranjar uma solução... é que nem a risca no capô está direita... Por aí mas vou actualizando...

E com isto, espero que gostem :p
 
Última edição:

Dinis Figueira

Portalista
Portalista
E mais algumas fotos para conhecerem um pouco do que se arranjava para este modelo na altura. De avisar que todo este material é super raro. Especialmente os kits Mugen que não eram comercializados ao público nos Integras de 1ª geração. Embora, em 87 saiu uma edição especial que trazia embaladeiras diferentes para o modelo de 5 portas. O chamado special edition. De momento, em aftermarket, só existe que até admito que seja bem sexy KA90301 - Integra body kit 1988-1989 2-Door - FRP | Kaminari

Também de relembrar que o Honda Integra no Japão podia trazer o D16ZC com duplo carburador de origem...
E havia quem metesse o motor do D16A1 com as cams do ZC e 2 carburadores de corpo duplo. Mas não consegui encontrar nenhuma informação actual sobre isto ainda. Não sei ainda existe algures.


12045580_995750270497405_6523510254398915118_o.jpg 12711308_995750343830731_6093704712232169027_o.jpg 36679830_1789823674434058_1611494836383252480_n.jpg 52606076_2373579169320169_1372147209604169728_n.jpg 52684467_2373580385986714_290913236063092736_n.jpg 52880624_2373578315986921_6916227119974449152_o.jpg 53207590_2373582225986530_8032995806086692864_n.jpg 53229615_2373579839320102_7427253298199003136_n (1).jpg 475993_10150643687951319_1479269633_o.jpg 575921_10150643875136319_1867163374_n.jpg 10256949_10152089854526319_2075549840944536853_n.jpg 52153219_10155868308056319_2099009500341075968_n.jpg 22382071_1725325914145501_2225968869202192539_o.jpg
 
Última edição:

Dinis Figueira

Portalista
Portalista
Espetacular!
Adoro carros fora da caixa como este. Como é a condução?

Essa versão vermelha com as jantes brancas fica brutal.
Em termos de condução ainda não consigo precisar totalmente. O carro balanceia um bocado e não tenho tido oportunidade de puxar por ele em curvas devido a isso e aos pneus.
Mas em retas... eheh
Nunca imaginei que 118cv fossem tão divertidos. O carro é mais alto que um CRX e não sei porquê, sinto que puxa mais que a versão de 130cv. Parece ter uma força boa para arrastar os 1100kg (1200 comigo).
0 aos 100 oficialmente fica marcado nos 10 segundos mas a direito consigo fazer na ordem dos 9. Não é nenhum canhão mas é muito divertido. Nem quero imaginar quando puder fazer umas curvas com ele.

E o barulho do motor torna-se fabuloso... quando conduzi o carro pela primeira vez a puxar, fiquei todo contente porque já não me lembrava da última vez que ouvia um D16 a roncar em altas sem ter o barulho do escape a passar por cima.

A única coisa que me custou a habituar foi à direcção assistida. O meu ZX não tem e estava super habituado. O Integra tem... e é super leve. Mais leve que um 206 ou um Ibiza. Tão leve que me atrofiou todo.

Sobre as jantes, sim. Adorava ter umas iguais e seguia a mesma ideia - pintar de branco. Até o spoiler da Mugen vinha só que as duas cenas são super caras.
A única coisa é que a versão do meu já traz os frisos em preto e mesmo à volta dos para choques é em preto. Presumo que o dono tenha pintado o capô, tecto e a traseira de forma a acentuar isso. Na traseira até comia visto que depois com umas umas linhas à antiga ficava engraçadito. Mas não sei se as jantes em branco ficariam assim tão bem.

As linhas que estava a falar é isto. O meu pai usou muito disto quanto estava na parte automóvel da Honda nos anos 80.
1142366
 

JorgeMonteiro

...o do "Boguinhas"
Membro do staff
Premium
Portalista
Adoro japoneses desportivos. Adoro faróis escamoteáveis. Está está quase perfeito, não fossem as maldades pretas que lhe fizeram. No teu lugar, tentava remediar isso o mais rápido possível.

Não tinha achado piada nenhuma à traseira quando vi as tuas fotos, só agora ao ver as do catálogo é que percebi como a pintura preta estragou a traseira do carro.
 

Dinis Figueira

Portalista
Portalista
Adoro japoneses desportivos. Adoro faróis escamoteáveis. Está está quase perfeito, não fossem as maldades pretas que lhe fizeram. No teu lugar, tentava remediar isso o mais rápido possível.

Não tinha achado piada nenhuma à traseira quando vi as tuas fotos, só agora ao ver as do catálogo é que percebi como a pintura preta estragou a traseira do carro.
Pois as maldades é um bocado a mais. Como disse, a traseira até gosto assim. Mas o resto não. Pintar o carro já é outro pincel. Não há peças. O que se arranja é uma borracha ou outra no Japão e os preços são de doer. E desmontar este carro é um pincel em si fora as coisas que se partiriam pelo caminho. Vai ter que ser para o fim. Poderá passar por arranjar outro ou arranjar os problemas que tenho e levar banho mas vai ser um processo :eek:

E sim, partilho o mesmo gosto. Qualquer carrinho japonês com faróis escamoteáveis é um sim. Especialmente os modelos mais antigos :blush:
 

HugoSilva

"It’s gasoline, honey. It’s not cheap perfume."
Premium
Portalista
Eventos Team
Pois as maldades é um bocado a mais. Como disse, a traseira até gosto assim. Mas o resto não. Pintar o carro já é outro pincel. Não há peças. O que se arranja é uma borracha ou outra no Japão e os preços são de doer. E desmontar este carro é um pincel em si fora as coisas que se partiriam pelo caminho. Vai ter que ser para o fim. Poderá passar por arranjar outro ou arranjar os problemas que tenho e levar banho mas vai ser um processo :eek:

E sim, partilho o mesmo gosto. Qualquer carrinho japonês com faróis escamoteáveis é um sim. Especialmente os modelos mais antigos :blush:
Pode parecer arriscado mas e se fores a uma boa oficina de pintura pedir um orçamento para te pintarem apenas o capot? Segundo sei hoje em dia as boas casas conseguem reproduzir a tonalidade que está noutros painéis. Não seria obviamente o ideal mas eu exploraria ;)
 

Dinis Figueira

Portalista
Portalista
Pode parecer arriscado mas e se fores a uma boa oficina de pintura pedir um orçamento para te pintarem apenas o capot? Segundo sei hoje em dia as boas casas conseguem reproduzir a tonalidade que está noutros painéis. Não seria obviamente o ideal mas eu exploraria ;)
O risco é se a cor ficar diferente. Mas sim, também pensei nisso. Tenho ideia que a cor que foi usada para pintar na segunda vez tenha sido a original (Rio Red) mas queria evitar ter o capô mais claro/escuro.

Tenho de ir ver uma boa oficina para isso. Recomendam alguma? É tirar o simbolo, arranjar e pintar o que for preciso e reaproveitar os autocolantes originais (pancas).
 

JorgeMonteiro

...o do "Boguinhas"
Membro do staff
Premium
Portalista
Tudo é possível, mas tens que ver o que justifica financeiramente. Não podemos avaliar o estado do carro só pelas fotos, mas se é assim tão arriscado fazer uma pintura de fundo por causa dos plásticos e borrachas, então pode ser melhor opção o chamado "fuminho". Não é um trabalho perfeito, mas pode ser o melhor compromisso para resolver os problemas das "manchas pretas".
 

Dinis Figueira

Portalista
Portalista
Tudo é possível, mas tens que ver o que justifica financeiramente. Não podemos avaliar o estado do carro só pelas fotos, mas se é assim tão arriscado fazer uma pintura de fundo por causa dos plásticos e borrachas, então pode ser melhor opção o chamado "fuminho". Não é um trabalho perfeito, mas pode ser o melhor compromisso para resolver os problemas das "manchas pretas".
Até poderia ser uma questão mais fácil... podia ser só o tecto e o capô. Mas no geral o carro tem alguns problemas de chapa. Nada de mais felizmente mas pintaram por cima de bolhas e afins. Na traseira o que está de preto é o centro e dá para tirar sem problemas. Só teria que mandar alguém fazer um "template" da parte que diz Integra (é um autocolante) ou quem pintasse teria que ter especial atenção a essa parte.

Mas tudo com o seu tempo. Não gosto de estar agarrado a um só projecto por isso tenho de meter o carro a andar sem problemas 1º e também quero ver se vou buscar outro Honda até ao final do ano/principio do próximo para ter mais um charuto onde trabalhar :xD:

Entretanto mais um mimo... tenho o pisca inferior do lado do passageiro partido e foi remediado à pancada sendo que já estou à espera de uma resposta do lado dos EUA que tem um lip para vender mas preciso de saber 1º os portes antes que me doa.

. 1142479
De exterior por agora só me falta um pisca curvo que está lascado e o Lip da frente que presumo que tenha sido arrancado após mexerem na suspensão.

Para quem não sabe (se não quero mentir, o Civic de terceira geração e o CRX de primeira geração são iguais), o sistema da suspensão das barras de torção têm um parafuso para poder ajustar de forma a subir o carro ao longo do tempo quando as barras vão perdendo a força. Ora, quem quisesse rebaixar, tinha a ideia de desapertar o parafuso de forma a tirar força.
Ora o Integra é o mais pesado dos 3 carros que tinham esta suspensão. O máximo que se podia fazer isso era até 3 cm de forma o carro não raspar todo em saltos, depressões etc. Há quem até tenha a experiência se disparar os pequenos amortecedores da frente pela coluna da suspensão a cima. Como remediar isto?
Barras de torção mais largas (original é 27mm, metia-se 27.5mm até 31mm) de forma às barras terem mais força ou para os mais aventurados, desmontar tudo e torcer a barra dentro do tubo. Existe até um kit de uma subsidiaria da Tein nos Estados Unidos que têm barras de várias medidas, suspensão traseira à medida com molas da Eibach e uma barra Panhard ajustável. O problema é o custo (para cima de 2000€ com taxa de importação etc).

1142480
 

Anexos

António José Costa

Regularidade=Navegação, condução e cálculo?
Portalista
Gostei bastante da ideia do integra ser para ficar. Uma bela versão fora da bolha e pouco, muito pouco conhecida por cá.
Tipicamente 80’s tipicamente asiático.
Adoro o carro e espero que com tempo, paciência e resiliência circule regularmente para teu é nosso deleite, pelo menos nas imagens.
Por favor não “tunnizar” não precisa e a raridade que tem é mais que suficiente para chamar a atenção e deliciar o dono e transeuntes :).
Para finalizar Parabéns pela compra e coragem de o trazeres de volta a uma boa utilização.
 

Dinis Figueira

Portalista
Portalista
Gostei!!
Sem pressas para ficar ainda mais top... força nisso!
Gostei bastante da ideia do integra ser para ficar. Uma bela versão fora da bolha e pouco, muito pouco conhecida por cá.
Tipicamente 80’s tipicamente asiático.
Adoro o carro e espero que com tempo, paciência e resiliência circule regularmente para teu é nosso deleite, pelo menos nas imagens.
Por favor não “tunnizar” não precisa e a raridade que tem é mais que suficiente para chamar a atenção e deliciar o dono e transeuntes :).
Para finalizar Parabéns pela compra e coragem de o trazeres de volta a uma boa utilização.
Obrigado! Para tunnizar vou ter outro para o final do ano mas já é mais um projecto de gosto pessoal que quero fazer à mt tempo. Aliás, se alguém souber de um EF pré 91 1.4 de carburador duplo, ando à procura de um. Preciso de vender o meu Citroen entretanto.

Para mais novidades:
- Na semana passada fui a um pintor para ele me dar uma opinião. Ele deu-me a ideia de que tudo se faz com tempo e dinheiro e que conseguia-se pintar o carro todo mas que de certeza ia apanhar mais surpresas ao desmontar. Por isso, ele está à espera da maquina da leitura da tinta e vou aguardar mas em principio vou só pintar o capô primeiro. Tenho que esperar que outros projectos me dêem capital suficiente para me meter nesta aventura;
- Neste momento estou a ver pneus. O carro anda muito pouco mas queria meter algo que durasse um bom tempo mas a medida torna-se cara. A Nourato está com uns bons preços no que toca a uns Bridgestone ou mesmo Uniroyal (não ando à Chuva com este carro mas falam muito bem deles);
- Andei a informar-me da linha de escape visto precisar de fazer uma. Alguém recomenda um bom sitio para fazer uma como deve ser à medida com o maior cuidado possível? Já estou a ver que vou ter que deixar o carro algures para isto...
- E por último ando à procura de uma base da antena com a junta em borracha. Encontro para Rover de volante à direita mas igual para volante à esquerda não encontro e embora não vá usar o rádio visto não dar estações de cá, não queria anular a antena. Embora seja o mais fácil com uma base sem saida;

E é isto... :mellow:
Ver se esta semana tiro o bicho da garagem que tem sido difícil gerir o tempo...
 

HugoSilva

"It’s gasoline, honey. It’s not cheap perfume."
Premium
Portalista
Eventos Team
(...)
- Neste momento estou a ver pneus. O carro anda muito pouco mas queria meter algo que durasse um bom tempo mas a medida torna-se cara. A Nourato está com uns bons preços no que toca a uns Bridgestone ou mesmo Uniroyal (não ando à Chuva com este carro mas falam muito bem deles);
Seria hipótese pedires averbamento de medidas adicionais, mais modernas e baratas? Também ganharias alguma coisa a nível de eficiência de travagem com mais borracha em contacto com o solo, se calhar com poucas mudanças dos 4 pneus recuperarias o investimento ;)
- Andei a informar-me da linha de escape visto precisar de fazer uma. Alguém recomenda um bom sitio para fazer uma como deve ser à medida com o maior cuidado possível? Já estou a ver que vou ter que deixar o carro algures para isto...
Sei que há uma casa já antiga em Santarém que faz linhas normais (não são inox) por valores interessantes, não sei o nome nem sei se terias facilidade em lá ir.
(...)
 

Dinis Figueira

Portalista
Portalista
Já estive para aumentar a medida para 205/50/15 (até tenho aqui a declaração assinada) ou mesmo para 195/50/15 mas logo aí deixaria de usar as jantes que tenho e tinha que ir arranjar outras. Ora, nenhumas OEM da Honda fica bem neste carro e jantes Acura não há cá (As jantes do Integra GSR ficam muito bem neste carro) por isso tinha que ir para "aftermarket". Só os euros envolvidos para aí... e a ideia por agora é, se algum dia trocar de jantes, ou é por umas Mugen de época (ou réplica caso arranje mais barato) ou umas SSR Mesh de época embora as últimas estejam fora da equação devido ao custo :xD:. Ambas as opções caras mas ficam muito bem e usam medida 14. Entre 50 a 60 de altura. (As mugen têm jante 15 mas são brutalmente caras).

Essa casa é boa? Eu quero linha normal - o inox com o carro fechado em garagem começa a dar aso a estragar a parte de baixo do carro.
E a ideia seria simples. Flexivel, ressonador e panela final. Acho que a única coisa que está a mais é o catalisador mas já arranjei solução nas emissões. Existe uns kits de "Oil breather catch can" que existiam na altura e ainda se vende hoje em dia que são fáceis de aplicar e ajudariam neste aspecto pelo que percebi. A ideia é ganhar alguma saída e ficar com um ronco. Só que tenho de ter cuidado porque estes motores facilmente ficam com aquele som estridente à Honda. De certeza que já se ouviu por aí :p
Mas se for com catalisador também não morro.
Em termos de facilidade, fica-me a 40 minutos de AE, depende se seria algo que me conseguissem fazer durante o dia ou ficar lá durante uns dias. Seria possível partilhar o contacto?

Obrigado!
 
Topo