A opção da não legalização

Pedro M Ferreira disse:
E esqueci-me de dizer a todos, é o que eu estou agora a fazer.
Estou a trazer todos os meus classicos e os que ficarem comigo vão todos para nome do meu irmão e eu irei conduzir. Já que eu vou voltar a ter residência Portuguesa de novo e o meu irmão continuar com a residência Inglesa.
Saudações.
Inglaterra pertence à Comunidade Europeia. Suiça, Estados Unidos, Russia, Touaquitounochão, etc.. é que não pertencem.
 
Jorge Neves disse:
Mais ''lenha para a fogueira'', recomendações da Comissão Europeia em relação á importação e matriculação de Veiculos entre Estados Membros.

P.S. - Não tenho a certeza se não haverá algo mais actualizado sobre o assunto, mas de qq modo, aqui ficam os principios gerais...
Depois de ler os dois textos na diagonal, fiquei com as seguintes opiniões:

1) - A harmonização fiscal vai ter em conta apenas o CO2 até 2016.
2) - O direito português sobrpõe-se ai comunitário, dado que as directivas existem mas não são transpostas pois "não convém perder a nossa galinha dos ovos de ouro".
3) - Os impostos a pagar mesmo no caso dos usados importados, e neste caso, os clássicos, terá em linha de conta com os novos, e com o respectivo CO2 que os mesmos emitem. Ora se os veiculos novos tem tendência a diminuir as emissões como será feita a equivalência?
 

Pedro M Ferreira

MARAFADO POR CLASSICOS
Fabricio Estebes disse:
Inglaterra pertence à Comunidade Europeia. Suiça, Estados Unidos, Russia, Touaquitounochão, etc.. é que não pertencem.
Sim neste momento falo de Inglaterra (país que o meu irmão reside) mas no quadro anterior referia-me a um país fora da europa (no qual eu estava a residir naquele momento em que meu irmão foi mandado parar).
Isto só vem a preposito de ajudar a esclarecer o sr. Jota Silva que naquela altura a Brigada fiscal disse-nos que somente familiares directos do propriatário do veículo podiam conduzi-lo.
E se assim for neste momento vou usar a residência do meu irmão para circular com os carritos por cá mas com matricula Inglesa.
Admito que a mensagem pode não ter sido muito clara, mas vem no seguimento da dúvida do sr. Jota Silva.
Saudações.
 

Nuno C

Nuno Castelhano
Pedro M Ferreira disse:
E esqueci-me de dizer a todos, é o que eu estou agora a fazer.
Estou a trazer todos os meus classicos e os que ficarem comigo vão todos para nome do meu irmão e eu irei conduzir. Já que eu vou voltar a ter residência Portuguesa de novo e o meu irmão continuar com a residência Inglesa.
Saudações.

Caro Pedro:

Eu aconselhava-o a informar-se, porque não me parece que essa situação se coadune com o actual regime.

O seu irmão não é seu asecendente ou descendente.
 

Moises Trovisqueira

MTrovisqueiraF
Portalista
Jota Silva disse:
:rolleyes: Ok :rolleyes:

Então a não legalização não puderá funcionar comigo.... :wacko:
Enfim...

Fabricio, obrigado pelo esclarecimento.... ;)

Abraços
Jota Silva, se o carro é realmente importante para si e se a sua cunhada não pretende regressar nos proximos 7 anos porque é que não legaliza o bmw no nome dela como emigrante?, e assim fica isento dos impostos.
 

Jota Silva

Clássico
Moises Trovisqueira disse:
Jota Silva, se o carro é realmente importante para si e se a sua cunhada não pretende regressar nos proximos 7 anos porque é que não legaliza o bmw no nome dela como emigrante?, e assim fica isento dos impostos.
Moises, ela nunca vai regressar...O que me estás a dizer é possivel? Não é ao contrario? Em que se um emigrante regressar fica isento de impostos legalizando um carro que tinha na sua posse ha X meses?
Eu acho que tenho as duas hipoteses, porque a minha namorada estudou na alemanha e regressou a Portugal este ano, a minha cunhada ficou lá...

Podes aprofundar mais um pouco ;) ?

Abraço e obrigado
 

Moises Trovisqueira

MTrovisqueiraF
Portalista
Na Lei antiga, quer dizer até julho ultimo, agora não sei se mudou alguma coisa mas pensso que não, um emigrante pode em Portugal legalizar um carro proveniente do pais onde vive e trabalha à mais de 181 dias dentro do regime emigrante isento de imposto,(especialidade Portuguesa) o carro tem de estar no nome da pessoa emigrante à 6 meses e tem de ser legalizado em nome dela, depois de legalizado tu podes pedir um certificado de propriedade em teu nome. A tua cunhada é que não poderà legalizar outro nos 7 anos seguintes ;)
 
Jota Silva disse:
E então fica-se livre de impostos? Não se paga mesmo nada?
Bem, afinal ainda ha uma luz lá no fundo....

Obrigado ;)
Paga-se sempre alguma coisa, ou não vivessemos nós em Portugal.
Lei a lei 22A pois lá está explicito estas hipoteses.
 

Moises Trovisqueira

MTrovisqueiraF
Portalista
Jota Silva disse:
E então fica-se livre de impostos? Não se paga mesmo nada?
Bem, afinal ainda ha uma luz lá no fundo....

Obrigado ;)
Do Imposto chamado IA ficas livre claro que tens despesas como por exemplo as inspeções e o custo dos papeis etc pode ir até 500€ informa-te numa boa agencia de legalizações, eles são capazes de te informar corretamente.
 

Jota Silva

Clássico
Moises Trovisqueira disse:
Jota Silva, se o carro é realmente importante para si e se a sua cunhada não pretende regressar nos proximos 7 anos porque é que não legaliza o bmw no nome dela como emigrante?, e assim fica isento dos impostos.
Bom dia...

Moises, liguei para uma agencia automobilistica, e o Sr. disse-me que tal não era possivel...

Depois de ficar esperançado, voltei a ficar sem esperanças....

MOISES, DÁ-ME ESPERANÇAS OUTRA VEZ... ;);):D

Abraços

PS: o Caps lock não é de gritaria, é de chamada de atenção...
 

filipe dias

Clássico
Boas, só podes circular com o carro se tiveres residencia e emprego lá. Nem de pai para filho dá. Tive um caso na familia, entre pai e filho. Quando foi autuado pela policia, pagou uma coima e os decumentos da viatura foram presos. Espero terte ajudado.
 
Fui posto perante uma situação semelhante nas férias com um amigo meu que circulava com o carro de matrícula estrangeira de um familiar, e para tirarmos as dúvidas fomos perguntar a um GNR que informou que só o proprietário do veículo e respectiva esposa podiam... Nem os descendentes directos poderiam circular com o carro.... Agora se era a opinião daqueele GNR especifico ou a lei é que já não sei... Mas pelo sim pelo não, o carro parou...;)



Editado pela moderação: atenção à linguagem SMS. Para o amigo poupar uns segundos, outros terão de os perder a editar...
 

Jorge Neves

YoungTimer
filipe dias disse:
Boas, só podes circular com o carro se tiveres residencia e emprego lá. Nem de pai para filho dá. Tive um caso na familia, entre pai e filho. Quando foi autuado pela policia, pagou uma coima e os decumentos da viatura foram presos. Espero terte ajudado.
Só uma questão que nunca vi cabalmente respondida... Residencia é simples, pois existem cartões de residente, BI's, passaportes, etc... Mas em relação ao emprego, ou rendimento...? Não conheço disposição legal nenhuma que obrigue uma pessoa a andar com a declaração do IRS no carro, além disso uma pessoa pode ter residencia num país sem lá ter emprego ou qualquer tipo de rendimentos, pelo menos sendo cidadão comunitário e dentro da comunidade... conheço bastantes casos de portugueses aqui em Espanha.
Por exemplo, reformados Portugueses que vivem aqui e dos quais os rendimentos são provenientes de Portugal...
Alguém me sabe dizer o que a lei prevê numa situação em que uma pessoa é residente num país terceiro, mas os seus rendimentos têm proveniência em Portugal?
 

Moises Trovisqueira

MTrovisqueiraF
Portalista
Jota Silva disse:
Bom dia...

Moises, liguei para uma agencia automobilistica, e o Sr. disse-me que tal não era possivel...

Depois de ficar esperançado, voltei a ficar sem esperanças....

MOISES, DÁ-ME ESPERANÇAS OUTRA VEZ... ;);):D

Abraços

PS: o Caps lock não é de gritaria, é de chamada de atenção...
Porquê? explicaram-te? as Leis também se modificaram para o regime de Imigrante?
acho que deves procurar outras agencias mais competentes, isso dà pra fazer porque eu legalizei um CLK novo dessa forma e so paguei 700€.
Até breve.
 

Jota Silva

Clássico
Moises Trovisqueira disse:
Porquê? explicaram-te? as Leis também se modificaram para o regime de Imigrante?
acho que deves procurar outras agencias mais competentes, isso dà pra fazer porque eu legalizei um CLK novo dessa forma e so paguei 700€.
Até breve.
Moisés, liguei para duas agências automobilísticas, uma na Maia outra em Aveiro,
foram as que encontrei numa rápida pesquisa na net...Acontece, que ambos me disseram que um Imigrante só tem benefícios fiscais, em termos de legalização, quando regressa definitivamente a Portugal, quando dá baixa da residência no pais para onde tinha Imigrado, ninguem me falou em, "A lei mudou"....Agora, não sei se estas casas são as mais aconselhadas em termos de legalização, ou se existe alguem mais competente....Podes me dizer quem tratou da tua legalização!?!? Um contacto!?


Abraços

Filipe Dias, João Pessoa e Jorge Neves, a questão não é essa...estamos a falar de um Imigrante que legalize o carro em Portugal, não de uma pessoa que circule com um carro de um imigrante doutro país...


Abraços
 
Jota Silva disse:
Moisés, liguei para duas agências automobilísticas, uma na Maia outra em Aveiro,
foram as que encontrei numa rápida pesquisa na net...Acontece, que ambos me disseram que um Imigrante só tem benefícios fiscais, em termos de legalização, quando regressa definitivamente a Portugal, quando dá baixa da residência no pais para onde tinha Imigrado, ninguem me falou em, "A lei mudou"....Agora, não sei se estas casas são as mais aconselhadas em termos de legalização, ou se existe alguem mais competente....Podes me dizer quem tratou da tua legalização!?!? Um contacto!?


Abraços

Filipe Dias, João Pessoa e Jorge Neves, a questão não é essa...estamos a falar de um Imigrante que legalize o carro em Portugal, não de uma pessoa que circule com um carro de um imigrante doutro país...


Abraços
Nas entrelinhas acima escritas tem a sua resposta. E legal!
 

Jota Silva

Clássico
Fabricio, não percebi...


A questão é a seguinte (a ver se não estamos a fazer confusão)....

Eu quero muito um carro, carro esse, que aqui em Portugal me parece dificil de encontrar a preços de "gente"...

Na Alemanha, encontro esse carro a preços muito convidativos, mas a legalização fica quase ao dobro do preço do mesmo...


Acontece que a minha cunhada vive e trabalha na Alemanha...

O Moisés diz, que ela pode legalizar o carro em Portugal, e fica isenta de impostos, salvo as tais tretas burocráticas (mas isso é o menos), sem ter que regressar em definitivo a Portugal, e depois passado uns tempos eu comprava-lhe o carro...


Ora, mas ela continuará a viver na Alemanha... Eu informei-me em duas agências automobilísticas, perguntando se a minha cunhada ficava isenta de impostos, caso ela quisesse legalizar um carro em Portugal, para as ferias, ou para quando tivesse que cá vir...E a resposta foi, que, ela só ficava isenta se regressasse em definitivo a Portugal...

Em que ficamos amigos?!?! Há benefícios ou não, independentemente de ela regressar ou não?! :huh:


Eu quero, muito, acreditar que o Moisés tem razão.... :huh:

Por isso volto a pedir para ele me dar os contactos de quem lhe tratou da legalização do seu CLK...

Abraços
 

Jorge Neves

YoungTimer
Jota Silva disse:
Fabricio, não percebi...


A questão é a seguinte (a ver se não estamos a fazer confusão)....

Eu quero muito um carro, carro esse, que aqui em Portugal me parece dificil de encontrar a preços de "gente"...

Na Alemanha, encontro esse carro a preços muito convidativos, mas a legalização fica quase ao dobro do preço do mesmo...


Acontece que a minha cunhada vive e trabalha na Alemanha...

O Moisés diz, que ela pode legalizar o carro em Portugal, e fica isenta de impostos, salvo as tais tretas burocráticas (mas isso é o menos), sem ter que regressar em definitivo a Portugal, e depois passado uns tempos eu comprava-lhe o carro...


Ora, mas ela continuará a viver na Alemanha... Eu informei-me em duas agências automobilísticas, perguntando se a minha cunhada ficava isenta de impostos, caso ela quisesse legalizar um carro em Portugal, para as ferias, ou para quando tivesse que cá vir...E a resposta foi, que, ela só ficava isenta se regressasse em definitivo a Portugal...

Em que ficamos amigos?!?! Há benefícios ou não, independentemente de ela regressar ou não?! :huh:


Eu quero, muito, acreditar que o Moisés tem razão.... :huh:

Por isso volto a pedir para ele me dar os contactos de quem lhe tratou da legalização do seu CLK...

Abraços
Eu penso que percebi... mesmo que um emigrante regresse, não há lei nenhuma que o proiba de voltar a emigrar... mesmo que seja na semana a seguir ao ''regresso definitivo''...:huh:
 
Topo