Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Portalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

VW Pão de Forma & Companhia

Tópico em 'O nosso hobby: Clássicos' iniciado por Ricardo Cunha Carreiras, 2 Nov 2008.

Tópico em 'O nosso hobby: Clássicos' iniciado por Ricardo Cunha Carreiras, 2 Nov 2008.

  1. Boa Noite.

    Não quero de modo algum substimar o prestigio e o reconhecimento pela tão afamada e com um carisma inigualável VW pão de forma, mas eis que surgem recentemente, por força dos elevados preços praticados, ou até por o nascimento de novos interesses, outras carrinhas que começam a ser recuperadas.

    é tradição noutros paises recuperar veiculos comerciais e até autocarros, que muitas vezes os portugueses deitam ao lixo.

    pergunto eu então, se não serão estes veículos suficientemente dignos de serem recuperados e aproveitados como veículos clássicos que também o são e de podermos desfrutar deles plenamente.

    Lanço o debate, e gostava de saber quais as carrinhas que os carissimos membros apontem todas aquelas que considerem aproveitaveis e as respectivas virtudes.

    Esperando que este tópico seja pacifico e encontremos aqui futuros projectos.

    VW-T1b-Samba-Bus-weiss-blau.jpg
     

    Ficheiros Anexados:

  2. Para além da Vw gosto muito da Renault Estafeete, mas as Peugeot´s(única experiência) também têm uma palavra a dizer..

    mas deixo o assunto para os expert´s..
     
  3. ze, podes dar a tua opiniao e por as tuas fotos!
    é para todos participarem e se exprimirem.
    isto é um topico informal...
    ate pode dar origem a uma ficha se for recolhida informaçao, como acredito que vai ser!
     
  4. Há carrinhas muito interessantes para além da afamada Pão-de-Forma! Eu tenho uma Ford Taunus transit de 1964 igual a essa da foto! Por acaso até a tenho á venda no mercado, por falta de espaço! É contruída com base no Taunus 12M, tem 1495cc. e caixa de 3 velocidades! O acesso ao motor é feito por dentro do habitáculo, á semelhança das Citroen HY! Uma carrinha realmente interessante e pouco vista!
     

    Ficheiros Anexados:

  5. realmente é invulgar!
     
  6. King Richard,

    Como dizes e com o devido respeito pelas demais carrinhas clássicas, mas "Pão de Forma" é "Pão de Forma" B)
     

    Ficheiros Anexados:

  7. Mas entretanto existiram grandes carrinhas, reconhecidas pela sua durabilidade, como por exemplo estas:
     

    Ficheiros Anexados:

  8. Hoje trago à memória a Biblioteca Itinerante, da Fundação Calouste Gulbenkian, que durante muitos anos percorreu o país de lés-a-lés, especialmente em aldeias onde o acesso aos livros e à leitura era inexistente.
    Não pretendo aqui fazer a história deste fantástico serviço, até porque há locais onde isso já é feito e pela Internet não faltam referências ao mesmo. Apenas de referir que o serviço foi criado pelo administrador da Fundação, Branquinho da Fonseca, em 1958.
    Sei também que oficialmente o serviço durou de 1958 a 2002. Durante esse período adquiriu cerca de cinco milhões de livros (de todos os géneros) e fez 97 milhões de empréstimos. Os serviços foram então entreguesas às autarquias que serviam.
    Por tudo isto, toda a malta da minha geração tem uma profunda memória e admiração pelo serviço da Biblioteca Itinerante, já que graças a ele viajámos no tempo por reinos maravilhosos, com histórias fascinantes e aprendemos coisas do mundo que nos rodeia. Enfim, crescemos ajudados por tudo quanto aprendemos através dos livros que num momento mágico chegavam ao largo da aldeia naquelas carrinhas maravilhosas.
     

    Ficheiros Anexados:

  9. Eu de algum modo, sempre tive alguma admiração pelos veículos pesados e comerciais, quem sabe por haver algo de "mal amados" neles. (Por acaso, uma pão de forma foi um dos primeiros clássicos que adquiri, em estado de sucata, e que demorei oito anos a recuperar. Ainda a tenho.)

    O que se passa, é que o restauro de veículos clássicos está muitas vezes condicionado aos conhecimentos e espaço disponível dos entusiástas, bem como à função social que estes pretendem imprimir aos veículos.

    Não é sustentável, por exemplo, adquirir uma camioneta de caixa aberta para utilizar em passeios de família. Dai, compreende-se que o veículo de passageiros seja o formato mais procurado pelos entusiastas, porque oferece mais suporte logístico do que um comercial , ou pesado.

    Por exemplo, não dá jeito nenhum ter na marquise dois caixotes de madeira de duzentos quilos cada um, com chaves de torque, ferramentas a ar, e chaves de caixa a partir do número 36. E alavancas de ferro e tubos atrás da porta, e calços de madeira e mangueiras de ar debaixo do lava-loiças. E usar "garrafas" quase sempre, para desapertar porcas e retirar pinos e tirantes calcinados.

    ( Não queiram saber o que é ter um AEC...)

    Para um MG ou um Minor, basta uma caixinha na arrecadação.

    Eu gosto de comerciais e pesados. Adoro. Adoro principalmente, quando me ponho a falar de bombas,repartidores e válvulas,tubos hidráulicos e garrafas de acetileno e os mocinhos dos Austin A30 ficam a olhar para mim a coçar a cabeça.

    Há algo de "permanente" num pesado. Os pneus, duram até 2020, e os calços se calhar,até depois disso. Numa utilização puramente entusiasta de ir aos encontros. O motor, normalmente, é um bocado de ferro sem nada, onde se pode bater com uma marreta sem nada acontecer. Em caso de necessidade, desaperta-se tudo á porrada com um martelo ( Just kidding). As molas, de vez em quando querem é "massa para cima", e um calorzinho com as garrafas para "voltarem ao sítio.( Depois de fazer este serviço, tem de se lavar a cabeça com Sonasol, mas isso agora não vem ao caso.)

    Depois, é tudo 24 Volts, e tudo parece que foi esculpido em ferro. Mesmo o interruptor das luzes, é em metal! A capacidade do carter é medida em LATAS de cinco litros, e não em litros. O mesmo com o radiador.

    Nada bate um pesado, ou um comercial num encontro. Experimentem parar uma camioneta velha, ou um autocarro velho num encontro de clássicos, que vão ver a enxurrada de interesse que geram.

    Custos? Não me venham falar em custos. Os drogados tambem não falam acerca de quanto custa uma dose, ou falam?
     
  10. Tópico engraçado, VW Pão de Forma & Companhia

    Também eu, como muitos de nós em determinada fase da vida contraí a doença do caravanismo, (a qual não a curei por completo, estando em estado de hibernação) modificando um comercial, e como não podia deixar de ser Pão de Forma é Pão de Forma adquiri uma Vw duma fabrica de curtumes por 18.000$00 em Alcanena ,transformação feita íei-la a andar para o Algarve de férias. Dois anos mais tarde a de um casal amigo ardeu perto perto do Torrão ,:(- (motor atrás ,aqueceu muito ,o tubo da gasolina rompeu, e incendiou-se) Como tive medo comprei uma Austin J 4,transformação feita,:D férias Portugal ponta a ponta, a gasóleo motor Bmc,6 litros/100km que maravilha ,igual a da imagem mas Austin e sem tecto alto ,mas como “não há bela sem senão” tinha que andar curvado lá dentro vendi-a, pois já namorava uma ambulância da Santa Casa da Misericórdia, peça linda Peugeot D3a, dos anos 50 motor de três velocidades, blindada, uma autentica relíquia.:D
    Hoje em dia conservo uma carrinha Datsun Sado, adquirida em 1979 mas na versão caixa aberta, motor 1200 a gasolina com uma “brecagem” digna de relevo .
    Aqui fica a companhia da minha primeira Pão de Forma:D


    ..
     

    Ficheiros Anexados:

  11. A minha pão de forma.
    A excelência da engenharia Volkswagen

    IMG_0258b.jpg
    IMG_0266b.jpg
    IMG_0272b.jpg
     

    Ficheiros Anexados:

  12. Linda amigo João,:Da minha era desse modelo,as portas eram como essas,os vidros da frente só era fechada para trás.
     

    Ficheiros Anexados:

  13. Rodrigues, ao ver o excelente trabalho efectuado na sua, ficamos todos a crer que a VW é insubstituível e inigualável!
     
  14. Todas as carrinhas de que se falou até agora são veículos interessantíssimos e que todos gostariamos de ter nas nossas garagens.

    Tenho-me apercebido que as carrinhas, com excepção de algumas, são mal-amados e que muitas vezes não lhes dispensa a atenção merecida.

    Por ser assim e por as carrinhas "ainda" não estarem na moda, sinto-me cada vez mais tentado a adquirir uma, se houver oportunidade!

    Ainda ontem no decorrer de uma conversa com o meu irmão observava-mos com atenção uma TOYOTA HIACE LH50 de 9 lugares que achamos o máximo.
    Bem sei que é a mais recente de todas as que foram aqui faladas, mas não deixa de ser igualmente interessante, com características muito apreciáveis!
     
  15. Como amante de Fiat´s que sou tenho de lembrar a Fiat 850T,que é o meu comercial Fiat preferido.
    Apesar de andar a uns anitos á procura de uma ainda não encontrei nenhuma que "me estivesse pelos ajustes"...

    Mas para alem da 850T há a prima 900T ou 900E.
    Na classe seguinte temos a 238 ,a partir dai já não conheço...

    Agora não ponho fotos que estou com pressa:rolleyes
     
  16. Renault Estafette

    RenaultEstafetteI.jpg

    RenaultEstafetteII.jpg

    RenaultEstafette.jpg

    Estafette Milésime - 1959
    motor: 4 cilindros em linha
    cilindrada: 845cm3
    carburador: Solex28mm
    potência:30cv
    chassis: casco autoportante

    Houve também motores de 1100cm3.

    Em 1965 a Estafette cresce 38cm e a carga útil aumenta para 1000kg.

    Chegou a ser estudada uma versão diesel, que não singrou.

    No ano de 1968 o motor 1100 desaparece e dá lugar ao 1300cc3.

    Durante os longos anos de produção vai evoluindo em vários aspectos quer a nível de segurança activa (travagem) quer a nível de segurança passiva com a introdução de cintos de segurança como opcional.

    Em 1980 é substituida pela Renault Traffic.
     

    Ficheiros Anexados:

  17. O problema é o espaço! Não é fácil acomodar uma carrinha em condições! A minha Ford Taunus está na rua, com muita pena minha! Por isso a pus á venda! Oxalá alguém que tenha espaço cuide dela, porque é um belo modelo! Eu vou-me ficando pelos mais pequenos....
     
  18. um tio meu tinha duas destas...

    Ver anexo 79679

    Ver anexo 79680


    a de caixa fechada era 1300CC m e tinha os vidros da frente que abriam para a frente,
    a de caixa aberta 1600CC, ainda me lembro de ir com ela a acartar areia para casa com ela!! mandava cada rater! :p

    foram as 2 vendidas a muitos anos:( por 100 contos:( :( eu é que era um puto na altura devia ter os meus 12 /13 anos, porque se fosse agora era restaurada:huh: é assim a vidao_O o carrocha da minha mae tambem foi vendido passado pouco tempo por 50 contos ao mesmo individuo (mas esse nao tive grande pena, pois andava sempre com avarias... :(-)

    sao as memorias que tenho destas fantastcas carrinhas que marcam e marcam gerações :feliz:
     

    Ficheiros Anexados:

  19. TOYOTA HIACE (2ª Geração)

    Toyota20Hiace.jpg
     

    Ficheiros Anexados:

  20. sem dúvida a mais bonita SAMBA em Portugal.....:D

    seventropical
     

    Ficheiros Anexados:

Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página