Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Portalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

uma pequena historia

Tópico em 'Legislação' iniciado por Fernando Joel, 11 Dez 2006.

Tópico em 'Legislação' iniciado por Fernando Joel, 11 Dez 2006.

  1. vou partilhar uma pequena historia, que ainda se passa comigo em relação a uma viatura que comprei á cerca de 2 anos.
    A cerca de 2 anos comprei a um senhor de idade avançada um ford cortina mk2 de 1970, e comecei desde logo o seu restauro, podem ver algumas fotos na minha garagem, em Fevereiro deste ano resolvi passar o carro para o meu nome, tinha tudo direito, doumentos do carro, documentos do antigo dono, e a respectiva declaraçao de venda, dirigi-me a conservatoria do registo automovel, larguei cerca de 80€ para passar a respectiva viatura para o meu nome, até aqui tudo bem, fui me embora todo contente, pensava eu, passaram 60 dias e nada, nada de documentos, dirigi-me outra vez a conservatoria e + um carimbo e + 60 dias, e com a resposta que esta atrazado mas que o documento ia para casa, mas nada.
    E assim lá fui eu para uma viagem até a conservatoria, e ai uma funcionaria + atenta, é que por acaso desconfiou de estar tão demorado e meteu a matricula do veiculo e reparou que nao havia registo eletronico na dgv, (por acaso é que reparou) e eu perguntei o que é que tinha que fazer, resposta dirigir-me á dgv, e eu perguntei, mas porque é que nao me disseram logo que este problema podia ja ter sido rezolvido no prazo de dias. IMAGINEM- 60 DIAS + 60DIAS+30DIAS para me darem esta resposta, larguei 80€ e ésta camada de dias e ainda me falta ir a dgv meter o registo eletronico que secalhar faz-se isso em 5 minutos, e agora vamos la ver como vai acabar isto...
     
  2. È a tal situação mais um processo para o monte e depois fica lá esquecido, hoje fiz a transferencia de propriedade de um Mini, mas como os documentos foram estraviados teve de ser pedido uma 2ª via em simultaneo com a mudança de propriedade, e como as novas declarações de venda não têm sitio para colocar as caracteristicas da viatura, quero ver o que eles vão colocar no livrete se este carro não estiver no sistema deles.
     
  3. Pois, só que eu ainda tenho os documentos da viatura antigos, é só eles meterem o registo no sistema da dgv e pronto, mas nao era preciso estar tanto tempo á espera.
     
  4. Havendo burocracia a nota cai sempre lá, de outra forma a função publica ia á vida.
     
  5. Também fiz a mudança de registo espero não vir a ter o mesmo problema. Foi feito directamente na Dgv e não na conservatória de registo automóvel. Pode-se fazer nos dois sítios?.Aceitaram-me os papeis.Fico a aguardar.o_O
     
  6. Boas.
    Eu não sei qual foi o problema, mas sei que os documentos do registo do mini do meu pai foram colocados, para alteração da propriedade para ele, desde maio e so vieram agora, e eles também não deviam ter o carro em registo electrónico.

    Um abraço!
     
  7. bem grande cena. a isto é que eu chamo portugal no seu melhor...tambem tou a espera dos novos documentos para o meu opel, ja la vai mais de um mes vamos la ver como vai correr...
     
  8. Recebi hoje o certificado do registo único demorou pouco mais de um mês.

    Luis
     
  9. pois isto esta acontecer-me pois fo ao registo em dezembro de 2005 e ainda não tenho o documento , pois sabendo destas historias vou de certeza à DGV obrigado a todos pela informação.
     
  10. Fernando Joel, comigo passou-se rigorosamente o mesmo:huh:

    Os documentos do meu Fiat deram entrada em Janeiro de 2006 e chegaram em Janeiro de 2007, foi tratado na direcção geral de viação ali perto do marquês de Pombal:huh:

    Uma vez disseram que não tinham registo dos dados do carro e tinha que levar um fotocópia do livrete, aquele que eles meteram um carimbo como inutilizado e se esqueçeram de tirar os dados, no inicio do mês fui lá como já tinha feito dezenas de vezes, armando em mau e disseram-me "não vejo razão para não ter dado saida aos seus documentos, vou fazer agora e o senhor aguarda no máximo dez dias pelos documentos em sua casa"

    A folha porvisória já tinha uns quatro carimbos a prolongar a data:oo

    Fui lá várias vezes e nunca estava lá uma tal senhora com quem tinha que falar:p

    O documento único não tem o número de antigos proprietarios?
     
  11. Boas.
    É um problema.
    O amigo Luis silveira teve a mesma sorte que eu, porque o meu demorou um mês porque na DGV aqui em Leira existe la tb a conservatoria de maneira que da-me ideia que é muito mais rapido.
    Já ca canta e teve um problema ainda maior no qual tive de pagar 45 Euros.
    Tinha o numero de quadro trocado no livrete.
    De maneira que teve de solicitar a apreciação em virtude de terem colocado o numero de quadro mal.
    Pois é claro os srº inspectores aquando da inspeção periodica fizeram o "favor" de anotar tal lapso como é obio.
    Mais um episodio.
    Saudações.
     
  12. Os carros de há uns anos para cá têm um registo informático, e é com base nisso que eles tratam dos assuntos "relacionados" com o antigo livrete.
    Claro que quando se deu inicio ao processo de informatização alguem deve ter criado critérios de prioridades e os carritos mais antigos ficaram para tras até porque a maioria já deve estar empalhada. Também culpa nossa que nunca damos baixa dos carros que desmontamos...
    Claro que os velhotes foram remetidos para o arquivo morto e cada vez que alguem queria mudar a cor ou fazer alterações do tipo aumento de cilindrada(coisa rara ) é que a DGV os informatizava.
    Com esta história do documento único e com os carros a mudar de mão a DGV viu-se com mais um problema, muitos dos carros do arquivo morto pereceram vivos:D
    Como estamos em Portugal e falamos da DGV só temos que aguardar.
    Vocês queixam-se porque lhes falta um papel, mas podem andar, fazer seguro, ir à inspecção e até mostrar os docs provisórios ao "xenhor axente". Mas eu, por causa disso tive o carro prontinho e guardado durante dois meses à espera dessa informatização para poder fazer uma inspecção B. :wacko:
     
  13. olha tive a mesma sorte com o registo do meu mini de1975:wacko: ,ca na conservatoria de paredes so me demoraram desde março de 2006 ate fevereiro de 2007:wacko:
    lamentavel.....
     
  14. todo o arquivo está guardado em Evora dentro de dois armazens na zona industrial.

    Assim que alguem quiser mudar um automovel antigo de nome tem que pedir a Evora para verificarem os documentos originais e só depois autorizam.

    E como nós somos alentejanos.... demora

    um abraço
     
  15. Pois, tenho medo que me aconteça isso, mas e que os documentos do carro que pretendo adquirir estao perdidos... o_O
     
  16. olá pessoal, voltei, e com boas noticias, para quem viu o meu topico sabe perfeitamente de que é que eu estou a falar, mas finalmente apos + de 1 ano e 5 meses a transferencia de propriedade do carro que comprei já passou para o meu nome, pelo menos já esta registado informaticamente na dgv e no notario, mas é de lamentar o tempo que tive de perder com isto tudo, e sem mencionar os 80€, porque tive que pagar 80€ pela transferencia. um concelho que eu aqui ofereço, é que quando alguem compra uma viatura classica, se dirija á dgv da sua area de residencia ou á loja do cidadão, e faça primeiro o registro informatico e depois o passe para o seu nome no notario, agora só espero que o novo documento venha com as caracteristicas da viatura certas:D :D :D
     
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página