Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Postalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

Um monte de ferrugem especial... Fiat 125 de 1969

Tópico em 'Fiat' iniciado por Eduardo Relvas, 13 Abr 2010.

Tópico em 'Fiat' iniciado por Eduardo Relvas, 13 Abr 2010.

  1. Olá a todos,

    Conforme já deixei antever em vários tópicos, no passado mês de Março comprei mais uma relíquia. Como não podia deixar de ser, foi comprada por trocos, mas também não deixou de manter a tradição das últimas que cá chegaram, e está cheio de uma coisa que nós adoramos e tememos ao mesmo tempo... ferrugem!

    Cá está o monstro...

    100_3354Small.jpg

    Às escuras tem aquele ar quadrado e sinistro da linha brutalista da escola italiana da década de 60... mas quando acendemos a luz, é uma pilha de ferrugem:

    100_3353Small.jpg

    A fera é um Fiat 125, neste caso na versão Normale, ou seja, com 90 cv (de origem, ainda não decidi quantos lhe oferecerei a mais se praí me der...) fornecidos por uma das mais emblemáticas versões do twin-cam Fiat... o 1608 cc. Infelizmente ainda não tenho fotos dessa parte tão interessante do carro, porque... o fecho do capot tá agarrado! :D

    Mais algumas linhas:

    100_3346Small.jpg

    Pneus grandes para um motor a sério... este menino calça de origem 175 SR 13... na década de 60, um pneu deste tamanho era exclusivo de uma máquina com intenções muito sérias.

    100_3345Small.jpg

    Uma frente cheia de distinção... e ferrugem! :D

    100_3337Small.jpg

    A frente e a traseira são as únicas partes da carroçaria que são exclusivas do 125, que no que resta é um puzzle muito bem conseguido: Coque central do 124, e plataforma do 1500. Ainda assim, tem um estilo muito próprio... e foi um enorme sucesso na sua época, especialmente na sua Itália natal, e na Alemanha, para não mencionar as mais variadíssimas provas de competição, onde a sua performance aliada à robustez de construção lhes valeu imensas conquistas.

    100_3341Small.jpg

    Um interior digno de um Gentleman, pai de família, mas com pressa... :D

    100_3342Small.jpg

    Estofos vermelhos, sim... eu confesso, tenho um fetiche por interiores vermelhos... :D

    100_3344Small.jpg

    Mais uma do posto de comando. Apesar de significativamente maduro, a mecânica não parece muito maltratada, o carro circulou até 2002, por incrível que pareça... Infelizmente daí em diante esteve ao abandono e ao relento, o que explica o estado miserável... Enfim!

    Apesar disso, o destino do bicho ainda está por decidir. Por um lado apetece-me desfazê-lo para peças e esperar que apareça um em melhor estado (o que não é fácil nem barato, pois quando estão direitinhos já pedem muito por eles), mas por outro lado neste momento tenho acesso a equipamento de soldadura e sempre quis aprender... por isso sinto-me tentado a ter um 125 como vítima.

    Além disso, e para minha surpresa, a patroa ao vê-lo chegar e apreciá-lo na garagem, comentou que era capaz de ficar giro em preto... nunca pensei que ela sequer sonhasse chegar perto dele, quanto mais... isso também me faz ponderar de forma diferente o futuro dele. E preto é uma das cores que estaria em cima da mesa num cenário de eventual restauro... não sei.

    Que dizem? Salva-se o monstrengo?

    Um abraço a todos!
     

    Ficheiros Anexados:

  2. Amigo Relvas,

    Não lhe vou dar os parabéns pela aquisição por ser um dilema...
    O carro parece-me que vai necessitar de MUITO TRABALHO...a todos os níveis, parafuso a parafuso, painel a painel, fio a fio, carpetes, forros, quartelas, faróis, motor, suspensão,...enfim, tudo o que um 125 possui.
    Se está interessado em recuperá-lo, nada melhor que preparar uns bons euros primeiro antes de começar e fazer uma avalição do material que vai precisar...(por alto)
    Depois acho que depende muito do seu "amor" ou "paixão" por este modelo...e isso vai concerteza ser a machadada desse dilema...e o que vai decidir e pesar mais acima de tudo.

    Que está mal está...mas sempre ouvi dizer que anda é impossível! Claro que pode ser a verdadeira odisseia mas não será isso que pretende...ter mesmo essa odisseia?

    Na minha opnião, arranjava outro em melhor estado para...tirar umas peças fulcrais, nomeadamente a nivel de chapa..que me parece péssimo. Mas acho que a decisão tem que ser exclusivamente sua, podenrando o seu tempo pessoal, o seu arcaboiço financeiro para o projecto, a sua dedicação, esforço e capacidade...e conversar com a Mulher...:)))

    Abraço

    PS: de facto era (é) um carro possante para a época, uma berlina de luxo para muito latino e é, sem dúvida um carro raro. O facto de ser nacional torna-o especial, o facto de precisar de ser restaurado é uma grande dávida mas a decisão, devido ao estado dele, passa pelo seu "coração"..
     
  3. Claro que vale a pena , é bonito !
    E nunca há de deixar se ser um classico a voltar as ruas..
    Quantos mais melhor :D
     
  4. Relvas,

    Quando um carros e ri para nós "tamos tramados".

    O martelo no capot era para "desagarrar" o fecho?

    Os manometros no centro do tablier são de origem?

    Tenho uma Gazoline recente com um artigo sobre este modelo, interessa?



    Antes de te desejar bons km vou desejar bom trabalho, bem vais precisar.

    nuno g

    P.S. O Scirocco cinza passou hoje na inspecção.... com outro bloco.
     
  5. Caros amigos,

    Obrigado pelos comentários. Amigo Hugo, de facto este é um trabalho cuja dimensão me faz pensar duas vezes... não sei mesmo. Esta foi uma compra daquelas de impulso, e as fotos que me enviaram nada tinham a ver com o estado actual do carro... por um lado, o coração e o fetiche do vermelho falaram mais alto. Por outro lado, o investimento foi pequeno, o que pelos documentos, interiores e algumas peças significa que não fiquei mal. O facto é que 125's não nascem nas árvores... andava com um S debaixo de olho, mas já foi vendido...

    Nuno, este estava a rir-se para mim nas fotos, e o meu coração falou mais alto, mas quando o bicho chegou hoje o coração foi ao fundo... estava com esperanças que fosse um projecto mais viável do que é. Como quero praticar soldadura, não sei... há aqui muito que praticar, de facto... mas é capaz de ser um projecto ambicioso demais.

    Sim, o martelo era para tentar desagarrar o trinco do capot... mas nem à marretada o gajo quis as sopas, tá mesmo coladinho... :D Só para chatear, porque as portas abriram lindamente e o porta-bagagens idem aspas. O motor, que eu queria mesmo ver, tá inacessível...

    Não, os manómetros auxiliares são extras da época, e nem sequer são Veglia... são Smiths. Curiosamente o carro já teve rádio mas foi montado do lado esquerdo em cima da prateleira que fica por baixo do tablier a todo o comprimento, pelo que o painel do rádio original ainda sobrevive (com os manómetros). Mas talvez seja simplesmente que o rádio chegou depois dos manómetros, por isso teve de arranjar casa noutro lado.

    Fico feliz por saber que a tua máquina voltou à vida e está em condições... foi uma odisseia jeitosa!

    Quanto à Gazoline, interessa sempre, devo aprender pouca coisa mas nunca se diz que não a mais conhecimentos! Tenho um dossier completíssimo numa Automobilismo D'Epoca de há uns anos atrás.

    Bem, vou xonar... amanhã há trabalho!

    Um abraço a todos!
     
  6. Finalmente chegou a casa!

    Se a patroa aprova, aproveita!

    Bota-lhe preto em cima, pimenta debaixo do capot e ficas com um lobo em pele de cordeiro...
     
  7. Um Fiat sem ferrugem é como um jardim sem flores!...
    Bella macchina!
    Força nesse restauro.
     
  8. O 125 e lindo com pou sem ferrugem :D
     
  9. Se tem tempo e €, força, ainda para mais se ficou apaixonado pelo carro, então siga para bingo B)
     
  10. Gostei do 125 apesar da ferrugem :D

    Se foi um preço simpatico e tens vontade de agarrar no maçarico, força com isso...

    São raros de se ver talvez pelo preço da época serem caros...;)

    Parece-me que o relógio analógico é igual à minha 1430 :feliz:

    Boa sorte

    (tenho um manual em inglês do 125)
     
  11. Finalmente a apresentação da máquina!

    Quanto á decisao de restaurar ou nao, o eduardo sabe melhor que nós se esse compensa o t€€mpo que precisa..o_O
     
  12. Belo exemplar e raro,seja lá que carro for custa-me imenso que seja desmontado para peças independentemente do seu estado,mas tambem tenho a noção da batalha que tem pela frente,e sinceramente admiro bastante as pessoas que compram carros em muito mau estado de chapa , agarram o touro pelos cornos e lhes dão uma vida é mesmo de louvar,mas cada um sabe de si espero que tome a decisão acertada para si e para o 125
    BOA SORTE ;)
     
  13. muito bom

    eu adoro estes carros
     
  14. Muuuito trabalho te espera.
    Boa sorte com o projecto (se fôr avante, claro)
     
  15. Caro Eduardo,

    Faço minhas as palavras do meu amigo Carvalho. Eu gosto de sujar as mãos (ambora nao o faça muito por falta de tempo e condições), e de conhecer bem os meandros das máquinas (e para tal não há nada melhor que um ferrujento a precisar de uma operação estética) por isso, se eu tivesse oportunidade para isso, nao olhava para trás!

    Um abraço.

    P.S.: O preto juntamente com os estofos vermelhos, fica que nem um MON Chèrry!!! "Cagante e elegante"! :D
     
  16. Boas, eu costumo dizer que vale sempre a pena desde que se goste.
     
  17. És um bom exemplo ;)
     
  18. Se gostas dele, salva o:D:gear_wink2: Mas se tiveres dúvidas vê esta publicidade para te dar a volta à cabeça:D
    Está em alemão mas o que conta é a intenção, se bem que este é o modelo de 67 e 68:D
    Ver anexo 164114
    Ver anexo 164117
    Ver anexo 164120
    Ver anexo 164122
     

    Ficheiros Anexados:

  19. Caros amigos,

    Hoje andei de roda dele um pedacito a sondar melhor. Há algumas zonas que não estão tão más quanto pareciam à primeira vista, a tinta levantou toda e ampolou mas a chapa está boa por baixo, não chegou a apodrecer. Sim, há podres, alguns feios, mas o pior é mesmo o tejadilho e os pilares da frente, o resto até talvez se salve...

    Já abri o capot, e lá dentro tá tudo completo e no lugar, tirando pequenos pormenores sem importância. O capot em si está bastante podre, abri-o porque uma das dobradiças cedeu... mas as abas têm salvação.

    Estou assim-assim, este fim-de-semana vou investigar tudo ao pormenor, porque tenho vontade de o salvar, mas não sei. Uma das coisas que certamente vai ter de levar é um transplante de tejadilho, porque as goteiras estão completamente podres, e os pilares A a mesma coisa, tá tudo esculpido em massa...

    Cheira-me que acima de tudo vai depender de como me ajeitar com a máquina de soldar MIG que tenho nas oficinas da escola, se vir que lhe tomo o jeito, arrisco. É impensável para mim em termos financeiros pôr um trabalho desta escala nas mãos de um profissional, isso é certo, porque me saía muito mais em conta comprar um bem preservado.

    Duque, obrigado pelo catálogo, mas tenho-o aqui igualzinho na minha colecção... só que em inglês. ;) Conheço a história do modelo muito bem (como podem ver neste tópico que criei faz algum tempo), e isso é que me convenceu a salvar um destes clássicos injustamente esquecidos.

    A indecisão continua, mas os argumentos do "sim" acumulam-se...

    Alguém sabe de um 124 para peças com um tejadilho (ou toda a parte do meio!) em bom estado? :D

    Amanhã novas fotos dos "achados"... agora vou dormir que hoje foi um dia de doidos!

    Um abraço a todos!
     
  20. mais um fiat para a garagem B)

    olha Eduardo, eu salvava claro esse carrinho, seria uma pena desmontar para peças.

    se fosse meu, mas isso era se fosse meu, fazia uma boa revisão, bem como, uma boa limpeza, rebaixado um pouco e voilá B) e talvez cromar o para-choques.
     
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página