Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Postalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

Um mal nunca vem só - pressão de oleo baixa

Tópico em 'Mecânica' iniciado por Alexandre Vaz, 24 Mai 2009.

Tópico em 'Mecânica' iniciado por Alexandre Vaz, 24 Mai 2009.

  1. Boa tarde pessoal!

    Pois é, depois de um problema resolvido, aparece outro!

    Tenho no meu escort mk2 um manómetro de pressão de oleo, além de da luz normal avisadora. Nos ultimos dias tenho notado que ao por o carro a trabalhar a luz de pressão de oleo demora mais a apagar, e o manometro demora uns instantes até o ponteiro subir para a pressão habitual. Depois fica tudo normal. Mas quando o carro atinge a temperatura normal de funcionamento (ponteiro no meio do manómetro), com o carro ao relenti, a luz do oleo por vezes pisca e no manómetro leio valores por volta dos 10 PSI (0,7 BAR) que penso ser abaixo do valor normal.

    Penso que isto poderá ser capas de biela com desgaste, ou bomba de oleo danificada. Gostava de verificar primeiro a bomba de oleo, porque é mais facil de demontar. Como posso testá-la? Além destas duas coisas, pode ser outra coisa?

    Agadeço desde já as respostas! Obrigado pessoal!
     
  2. Vê se não tens o ralenti muito baixo e que oleo tens no carro?
    Quantos kms já tem?
     
  3. Para dizer a verdade não sei bem quantos Kms tem o carro, muito menos o motor que lá está, que era de um mk1 GT.

    Quanto ao relenti não está nada baixo, até está um pouco alto.

    O motor foi reparado há pouco tempo, ainda não deve ter feito 1000 Km. Mas na altura só mudei segmentos e junta de cabeça, não troquei as capas de biela (eu sei que devia, mas os euros não abundam e pareciam boas...). Meti um oleo mineral 15W40 para gasolina e troquei o filtro de oleo.

    Agora, o carro parece-me um pouco preso (pode ter sido de meter 2 pneus novos, ou o distribuidor não estar bem a ponto) mas não faz a batida caracteritica de capas de biela gastas.

    Os sintomas são: a luz do oleo demora a apagar depois de pegar, a frio está normal, e a quente a luz de oleo pisca e a pressão e mais baixa que o nomal.

    O que gostaria de saber é se tenho maneira de testar a bomba de oleo, ou se pode ser outra coisa simples, antes de partir para a aventura de tirar o motor, abrir carter, ver capas, etc...
     
  4. Olá Alexandre,

    Lamento, mas para este problema não há solução simples, a não ser que tenhas usado um óleo demasiado fino - tens a certeza que o 15w40 é adequado para este motor?

    Entre a bomba de óleo e as capas de biela ou apoios de cambota, tudo pode ser responsável. Esta é a parte crítica de um motor em termos de alta pressão.

    Não sei como é com o motor Ford, mas nos Fiat o primeiro sinal de falha iminente é exactamente a demora em atingir a pressão ideal quando o motor pega (idealmente a luz deve extinguir-se no momento em que o motor arranca), e geralmente é culpa das capas de biela ou apoios da cambota, pois são estas peças as principais responsáveis pela manutenção da alta pressão no motor.

    A questão de a frio o motor manter a pressão é simples de explicar: O óleo está mais frio e custa mais a escorrer, por isso ao fluir menos também aguenta pressões mais altas por se escapar menos óleo do circuito. Além disso, as peças do motor em frio têm tolerâncias mais apertadas, que vão aumentando com o aquecer, daí também reduzir a pressão do óleo.

    Deves abrir o cárter, verificar a bomba de óleo, e substituir as capas de biela e as da cambota também. Convinha era medir a cambota para ter a certeza de qual a medida a usar, pode haver algum desgaste ou rectificação anterior que obriguem a um tamanho não standard... mas para isso é preciso um micrómetro.

    Um abraço!
     
  5. Obrigado Eduardo, em princípio é o que vou fazer.

    O estranho é que em tempos tive um Fiat que gripou uma capa de biela, até já fazia a batida característica, e a luz do oleo apagava imadiatamente após o motor começar a trabalhar. Neste é o contrário; não há batida mas a luz do oleo demora a apagar e "ameaça" com o motor quente...
     
  6. O Eduardo disse tudo, mas eu antes ainda fazia uma coisa, trocava a valvula por uma nova, só depois partia para o que o Eduardo disse, e bem.
     
  7. Penso que o problema não será da válvula, pois tenho um manómetro de pressão de oleo que também me indica pressão de oleo baixa. É independente da válvula, pois tem um T onde costuma estar só a valvula, e dpois tem a valvula e o sensor do manómetro nesse T...
     
  8. Se achas que não é da valvula faz o que o Eduardo disse.
    Cumprimentos.
     
  9. pelo sintoma que me apresentas, só te dou 1 concelho: bomba de oleo nova já, vai ver que ficas com o problema resolvido, já me aconteceu o mesmo no meu carro, quanto a em frio estar em boa pressao, isso tem a ver com a viscosidade do oleo, que como é ovio ao aquecer fica mais fino, como a bomba de oleo trabalha atraves de força centrifuga, a estrela deve de estar riscada, por isso o oleo quando fica mais fino nao cria tanta resistencia ao entrar na bomba e escapa-se pelos riscos.
     
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página