Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Portalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

tratar do parachoques no interior como?

Tópico em 'Chapa e Pintura' iniciado por carlos fradinho, 9 Abr 2008.

Tópico em 'Chapa e Pintura' iniciado por carlos fradinho, 9 Abr 2008.

  1. bem pessoal está na altura de desmontar os meus dois parachoques cromados... no exterior o cromado está exelente! no interior a que já começa a tar amarelado! e antes que passe pra parte exterior está na hora de lhes dar uns tratamentos ;) a minha ideia seria lixa los por dentro com lixa de agua finissíma, para tirar aquele amarelado,impurezas e tirar lhe uma tinta propria que está lá agarrada á 30 anos que parece ser zinco... e zincálos de novo com spray de zinco novo! teem alguma ideia melhor? ou o que estou a pensar fazer é o mais correcto?

    ex o estado do da frente:
     

    Ficheiros Anexados:

  2. Amigo, experimente a bezuntar com massa consistente!! Fiz isso nos parachoques do meu gt quando os tinha e duraram anos sem uma ponta de ferrugem.
    Basta simplesmente colocar um bom bocado e depois com uma trincha espalhar em toda a área
     
  3. Ola. Eu acho que é o mais correcto. No que diz respeito aos nossos classicos as coisas devem ser bem feitas.
     
  4. força, manda esse amarelado embora;)B)
     
  5. Boas os meus também estão assim por dentro...

    O que vou fazer nos meus é:

    Levar a chapa com o berbequim e escovilhões de arame, e depois dou primario, por fim anti gravilha cinzenta...Tudo isto só na zona interior, penso que nunca mais terei problemasB)
     
  6. que tipo de massa consistente amigo? :) e a massa é superior ao spray de zinco? a massa com o tempo depois nao salta do parachoques? cumprimentos e mais opinioes pessoal :huh: ver se faço isto até domingo;)
     
  7. Amigo a massa consistente que me refiro é aquela que se coloca normalmente nos carros!! A massa pode durar anos e anos. é um óptimo anti-corrosivo
     
  8. eu comprei á pouco tempo uma bisnaga de massa consistente... que é pra por no fole da direçao! estamos a falar do mesmo ou de outra massa? se for de outra , ver se amanha passo pela feira nova e veijo se á alguma coisa na parte dos automóveis;) desculpa a azelhice:D:D
     
  9. Boa tarde,

    A massa consistente por vezs nao é a mlhr solucao... por exemplo, se tiver em contacto com cloretos tem tendencia a secar com facilidade. Mas sp é uma solucao menos dispendiosa.
    Boa sorte com isso.

    cumprimentos,
     
  10. A massa consistente serve só para isolar a chapa, da agua e do ar, é uma boa solução, mas a ideia do spray de zinco também é muito boa talvez tente pôr as duas (1º zinco 2º massa consistente) ou então dar o spray de zinco e um primário por cima quanto mais porcaria em cima melhor :)

    Mas na minha opinião e para um trabalho bem feito seria:

    1º Com um escovilhão de arame num berbequim retire a ferrugem.
    2º Aplique um removedor ou conversor de ferrugem para eliminar as partículas de ferrugem que o escovilhão não conseguiu retirar.
    2º Aplique um spray de zinco.
    3º Por fim um Bom antigravilha deve chegar para proteger tudo.

    Cumps
     
  11. Colegas,
    Esta parece-me uma boa solução e foi o que fiz:
    1)Remover ao máximo a ferrugem
    2) 2 camadas de primário p/ ferro sintético (zarcão), a 1ª bem diluída para entrar nos poros do ferro.
    3) 2 camadas de uma boa tinta ou anti gravilha sintética.
    Cuidado com os removedores de ferrugem, alguns têm reacções esquisitas com as tintas e não as deixam aderir ao ferro.
    Sobretudo recordem que para existir oxidação tem de haver contacto com o ar ou àgua (o nosso bom oxigénio).
    Cumps.
     
  12. um conversor de ferrugem, também seria bom para converter o que o escovilhão n consegue retirar, além disso muitos deixam uma camada de zinco o que é ideal, aplicando-se aqui a lei, do metal menos nobre (zinco) protege o metal mais nobre (aço por ex), depois aplica-se o zarcão ou antigravilha que serve para ajudar a isolar e a proteger a chapa de projecção de gravilha, e de agua e oxigénio, se o antigravilha for de boa qualidade.
     
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página