Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Postalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

tracção traseira

Tópico em 'Mecânica' iniciado por José Pedro Lopes, 21 Abr 2007.

Tópico em 'Mecânica' iniciado por José Pedro Lopes, 21 Abr 2007.

  1. Boas

    gostava que alguém me esclarece-se numa dúvida que tenho há já algum tempo.

    sempre tive a noção de que os carros com maior cavalagem tinham tendencialmente tracção traseira, mas nunca soube o porquê disto, ou até se é verdade ou se é só impressão minha.

    mas recentemente enviaram-me um video do programa top gear onde estavam a fazer o teste ao Saab 95, e onde mencionaram esse promenor, o que me reavivou a pergunta, e como eu sou um nabo no que diz respeito a mecânica gostava de saber o porquê disto. :D
     
  2. É uma boa questão, mas o facto da tracção ser á frente ou a trás depende principalmente das marcas. Posso dizer por exemplo a VW usa no mesmo modelo e para cilindradas e potências diferentes a tracção dianteira. Por sua vez a BMW usa a tracção traseira. A OPEL variou com o tempo (antigamente era traseira). Mas na América eles são mais pela tracção traseira, assim como pelas caixas automáticas. Penso que é mais uma questão de engenharia. Os Muscle Cars são de tracção traseira (porque geralmente os modelos usados usam esse tipo de tracção). Cumps.
     
  3. Pode tambem dever-se a factos mecanicos, pois normalmente um carro com tracçao a tras ou tem motor a frente ou central salvo algumas excepçoes isto pode-se dever a haver menos perdas nomeadamente de atritos, porque a força proveniente do motor, que e trasmitida a cambota, seguido da caixa, eixo e diferencial...
    Pode-se dever tambem ao facto de haver menos perdas de potencia devido a falta de aderencia ao solo, quando é tracçao a frente o carro e puxado, pois o peso esta para tras da tracçao, ao contrario da tracçao a tras onde o carro e empurrado pois o peso esta para a frente...

    nao sei se estou a dizer alguma asneira, mas... espero ter sido explicito...
     

    Ficheiros Anexados:

  4. pois isso até consigo perceber, a minha questão era mais porque naquele video que vi, supostamente os engenheiros diziam que o máximo que um carro com tracção a frente aguentava seriam supostamente entre 200 a 250 cavalo, tudo pralem disso teria que ser servido de tracção traseira.

    dai a minha curiosidade
     
  5. Bem vindo ao cantinho dos clàssicos:D
     
  6. Boas,

    eu sou novo aqui no portal mas pelo que sei de tracção traseira ou dianteira é o seguinte:

    tracção dianteira "puxa" o carro como já foi dito mas há um "problema"...as rodas da frente têm que "puxar" o carro e virar...quando existe muita potência (esses tais 200 cv), as rodas não conseguem virar e puxar...ou seja...vais a direito numa curva por exemplo penso que o nome é sobreviragem; este efeito já está bastante diminuido com alguns eixos "especiais" (penso que o ford focus rs tem um desses eixos).

    a tracção traseira empurra o carro e etc (tudo o que já foi dito e penso que bem) o ponto positivo é que as rodas da frente ficam livres apenas para fazerem o trabalho de virar; o ponto negativo é que com essa potência se não tiver controlo de tracção (e mesmo tendo pode ocorrer) o carro vai muita vez sofrer de subviragem, ou seja, a traseira vai derrapar fugir.

    penso que estas são as principais diferenças...perda de potência etc penso que é irrelevante supondo que os eixos caixa etc estão em condições.

    Cumps
     
  7. Está-se aqui a cometer um erro... Tracção é apenas à frente... O eixo dianteiro puxa o carro. Atrás chama-se Propulsão e não tracção traseira. O eixo traseiro empurra o carro...
     

  8. Esses eixos "especiais" chamam-se autoblocantes.
     
  9. Há também uma coisa chamada inércia.

    Quando um carro arranca tende a levantar a frente e baixar a trazeira, seja qual for.

    Ora, no arranque, se temos muitos cavalos à frente ( sem controlo electronico de tracção ) as rodas ficam com melos peso ( massa ) e logicamente perdem aderencia e patinam.

    Se os cavalos forem direcionados para a trazeira, as rodas tendem a ter mais peso sobre elas, aumentando a aderencia.

    Outra justificação é em torno da distribuição de massas no carro, um carro com muitos cavalos tende a ter um motor maior e mais pesado, assim com o motor à frente ou central, usa-se a caixa mais atraz do motor e o diferencial no eixo trazeiro, distribuindo as massas.

    Claro que existem excepções, caso do Porsche, mas sabemos que ficam sem direcção num arranque mais frenético......
     
  10. E viva a tracção traseira :huh:
     
  11. Quantas marcas hoje em dia fabricam automoveis com o sistema convencional de motor a frente e diferencial na traseira?Com a excepcao de camioes , tractores e automoveis desportivos (nao todos), tracao traseira e quase inezistente.A principal razao pela adopcao de tracao dianteira, foi para o aproveitamento de espaco para passageiros e a segunda, pela melhor facilidade de controlo pelo operador.No futuro proximo tracao as quatro sera a talvez a unica opcao.
     
  12. "empurrar", ou "puxar" podemos falar deste dois conceitos, o primeiro, tracção traseira é substancialmente mais caro de produzir, mais usado em automoveis desportivos, tecnicamente e dinamicamente mais elaborado, e em marcas menos generalistas, (A Alfa Romeu perdeu uma boa parte da sua mistica, prestigio, imagem e vendas, quando deixou de a utilizar..)
    Alguem poderá imaginar um Porsche, Ferrari, Aston Martin, Lotus, Maserati, Lamborghini, ou até BMW M3 ou M5, ou Mercedes SLR com tracçao á frente, tipo carroça (???)
    Na essencia a tracção traseira é tambem uma forma exclusiva, de conduzir e fazer automoveis.
     
  13. Pensa num carro FWD a arrancar de modo mais tenaz e e na mesma situação com um RWD e facilmente percebes porque raio é que os carros com maior potencia têm tendência para usar a propulsão atrás.
    O chamado arranque a partir num FWD é... deprimente... he he he he...
    Obviamente esta é uma visão muito básica tendo em conta a evolução automóvel e a tecnologia que é aplicada em cada um, pois hoje em dia há FWDs mais potentes que se aguentam muito melhor do que outros RWD.
    No entanto carros potentes, mas mesmo potentes, não usam tracção à frente, quanto muito a tendência do momento que é às 4 rodoas.

    No meio disto tudo há muito mais historia sobre o assunto porque as rodas a puxar tornam a condução mais facil, por isso a malta dos "avantes" e não falo de politica :feliz: ficam em broa quando esbarram com este boneco :D :D :D :D

    trac%C3%A7%C3%A3o%20frente%20meninos.jpg

    Em contrapartida os condutores dos rwd julgam-se pilotos e muitas vezes... não são :D :D :D :D :D

    Uma coisa é certa, NA GENERALIDADE, um carro com propulsão atrás tem umas reacções e uma maneira de conduzir mais divertida.
     

    Ficheiros Anexados:

  14. Obrigado eu sabia o nome mas na altura não me ocorreu :)
     
  15. Estão a esquecer que por alguma razão mesmo nos carros com tracção integral normalmente a repartição de potência e sempre maior percentagem para trás porque isso dá mais controle á trajectória em curva , por exemplo a minha 325IX tem em condução normal uma repartição de potência de 67% a trás e 33% á frente quando sente um eixo patinar automaticamente passa a tracção para o outro eixo , dá bastante gozo mas mesmo assim não há prazer melhor que fazer uma rotunda em derrapagem controlada com um tracção traseira coisa que um tracção á frente nunca proporciona , e ainda há outras razões que me levam por só comprar carros com tracção traseira mas isso ia demorar a explicar , só pessoalmente e com demonstração .
     
  16. Propulsão traseira é que é.

    Até a minha scooter eléctrica tem propulsão traseira , heheheheheheh !!!!!!!!!!!!!
     
  17. Na WRC os kit cars de a uns anos atras com traccao a frente eram mais rapidos em tarmac stages do que os carros de AWD(nao me lembro de ver nehuma marca de traccao traseira).Subaru,Honda,Audi e Volvo AWD (all wheel drive) sao essencialmente de traccao a frente com Traccao auxiliar na traseira.Ha diversos tipos de diferenciais .LSD (com discos de friccao tipo embreagem que patinam dependentemente da afinacao initial destes) Torsen (carretos de transferencia que transferem a energia da roda que patina para a roda que esta no pavimento).Autoblocante ( que bloqueia por completo com friccao de carretos de forma espiral do mecanismo interno).Outra forma de autoblocante (um cilindro de discos de friccao subergidos em oleo "clutchpac"que ao patinarem entre si, espandem e agarram tipo embreagem).A tambem outros tipos mais recentes e mais avancados controlados electronicamente (o mais popular e o sistema "Haldex").Os primeros Audi quattro tinham um sistema mecanico de bloqueio separado ao diferencial do meio e ao traseiro activado manualmente por vacum.
     
  18. Conclusão?! Tracção (ou propulsão) traseira é que tá a dar eheh
     
  19. Caros amigos,

    Vamos aqui esclarecer o tópico, que já há por aqui algumas incorrecções:

    - Primeiro, pode dizer-se tracção traseira ou propulsão. Os dois termos são equivalentes, o que é redundante é dizer-se propulsão traseira, porque se é propulsão já é traseira... ;)

    - Segundo, o principal problema dos carros de tracção dianteira que limita a potência que podem ter é a questão da interferência entre a transmissão da potência e a direcção. Rodas que viram são atrapalhadas pela entrega da potência do motor em simultâneo. Hoje em dia isto controla-se através dos inúmeros "comités electrónicos" que governam o carro, e que não deixam transmitir potência em grande escala às rodas quando a direcção está a fazer o seu trabalho. Além destes há depois também os diferenciais assim e assado, mas isso é outra guerra... ;)

    - Outro problema da tracção dianteira é o chamado "torque steer", ou seja, a reacção da direcção à entrega da potência. Como geralmente o diferencial não está ao meio do eixo dianteiro, os semieixos tendem a ser diferentes. Isto causa uma diferença de aceleração quando o motor transmite o esforço para eles, um acelera inevitavelmente mais depressa que o outro e isso causa o dito fenómeno, em que ao se acelerar bastante se nota o carro a querer virar o volante sozinho.

    - O dilema básico entre dianteiro e traseiro tem muito que ver depois com a chamada transferência de massas. Um carro em aceleração transfere momentaneamente o seu peso para trás, e em travagem para a frente. Este último é o factor de segurança que levou à adopção da tracção dianteira como sistema de eleição para os carros para a população em geral, já que ao tirar o pé do acelerador o carro ganha aderência nas rodas da frente e ajudam um condutor menos experiente a controlar o carro numa situação de emergência.

    - Obviamente há outras considerações a ter. Como foi dito, o layout do "tudo à frente" tem vantagens no empacotamento, criando um habitáculo mais generoso num mesmo espaço, mesmo que a tracção dianteira tenha alguma desvantagem em custos de produção (apesar da massa extra, o sistema mecânico da transmissão para o eixo traseiro foi durante muito tempo mais económico de produzir porque evitava as juntas homocinéticas).

    Ao ter um carro de tracção traseira, a condução é notoriamente mais envolvida para o condutor. As reacções do carro são mais "puras" ao não corromper o feedback do volante com a interferência da transmissão de potência pelas mesmas rodas. Também a melhor distribuição de pesos cria um carro mais equilibrado, e na generalidade mais agradável de conduzir para o condutor mais exigente.

    O carro de tracção dianteira, ao ter mais peso na dianteira devido á concentração de todo o trem mecânico nesta zona, é marcadamente subvirador (ou seja, foge de frente ao entrar mais rápido em curva), obrigando a abrandar para conseguir corrigir a trajectória da curva (tornando por definição o carro de tracção dianteira "mais seguro"). O carro de tracção traseira não tem um comportamento de subviragem tão marcado (obviamente a suspensão aqui pode ajudar alguma coisa cada um deles, mas traços gerais é isto), e ao acelerar em curva o condutor experiente pode neutralizar alguma subviragem que exista e tornar o carro mais neutro sem ser obrigado a perder velocidade. Obviamente tem ainda a opção de aumentar ainda mais o peso do pé direito e causar sobreviragem (pôr o eixo traseiro a apertar a trajectória mais do que era a linha traçada pela direcção), controlando a trajectória entre o volante e o acelerador, manobra que dá bastante gozo... mas que pode apanhar desprevenidos os mais incautos e inexperientes.

    Grosso modo acho que é isto, se tiverem mais alguma dúvida digam...

    Um abraço a todos!
     

  20. Existe aqui um ligeiro equivoco, fazer curvas em drifting pode ser espectacular para quem faz e quem vê, mas perde tempo, em competição isso acabou, os ultimos anos em que apareceram veiculos de tracção traseira no Rally de Portugal eram espectaculares, o publico batia palmas mas andavam afundados na classificação geral.

    A questão é que depois apareçem os Renault 11 turbo de tracção dianteira e cerca de 200cv, e conseguem meter a potencia no chão e ganhar tempos a viaturas bem mais potentes, a viatura do Jean Ragnotti fica em segundo no Rally de Portugal de 1987.

    Apartir daqui vieram os AWD para ficar.

    Isto só para dizer que tracção traseira pode não ser a melhor solução, cá por casa hà tracção traseira e dianteira, mas dizer qual a receita melhor em absoluto é complicado, depende muito do que se pretende e de quem conduz.
     
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página