Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Portalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

Toyota MR2 222D - Grupo B

Tópico em 'História e Cultura' iniciado por Carlos Alberto Macedo, 23 Jun 2010.

Tópico em 'História e Cultura' iniciado por Carlos Alberto Macedo, 23 Jun 2010.

  1. Ver anexo 176877

    Com a eminente falta de competitividade do Celica Twin Cam Turbo nas etapas europeuas a TTE (Toyota Team Europe) começou a desenvolver um novo modelo para usar em rally mas com base num modelo já existente. embora o Celica tivesse boas prestações nas competições africas na europa ficava muito aquém dos seus homologos de grupo b como o Peugoet 205 T16 e o Lancia Delta S4.


    Ver anexo 176878



    Com a criação do Grupo S a TTE decidiu desenvolver um carro para essa categoria e para participar no Grupo B porque ambas a categorias eram muito semelhantes.

    Ver anexo 176879

    Tendo como base o Toyota MR2 MKI, com motor central e tracção traseira, a TTE criou o projecto MR2 222D, foram construídos 3 exemplares deste projecto que apenas tinham em comum o chassis tubular e a carroçaria feita em Kevlar e fibra de carbono. um dos exemplares tinha motor central montado transversalmente e tracção traseira enquanto que os 2 tinham motor central mas montado longitudinalmente, sendo que um deles tinha tracção traseira e o outro tracção integral, este ultimo utilizava uma caixa de velocidades especial desenvolvida pela Xtrack.



    Ver anexo 176880


    Todos os motores eram de turbo comprimidos de 4 cilindros e de 6 cilindros em V com uma cilindrada de 2100cc. Calcula-se que tinham uma potência de 750cv, valor esse que seria reduzido nas unidades para o Grupo S com imposição de cilindrada de 1200cc para os motores turbo e restrição da potência para 300cv no máximo.


    Ver anexo 176881


    Dos 3 protótipos construidos apenas existem 2, um preto com motor transversal de 4 cilindros em linha turbo comprimido e com 2100cc com tracção traseira e um protótipo branco, igual ao preto mas com tracção integral permanente e motor longitudinal de 6 cilindros em V turbo comprimido de 2100cc. O peso dos protótipos situa-se nos 750kg.


    Ver anexo 176882


    Em 1985, um destes protótipos (o preto) foi testada na floresta de Eskdalemuir na Escócia, com a presença de Ove Anderson (patrão da TTE) e de Bjorn Waldegard. Posteriormente, foi testadi na base militar de Bagshot, em Inglaterra, sendo que após este teste, nunca mais se falou do MR2 222D. Fala-se que a Lotus esteve envolvida no desenvolvimento do 222D.


    Ver anexo 176883

    Segundo as declarações de Ove Andersson (uma das pessoas envolvidas que mais testou o MR2 222D) o carro tinha um comportamento imprevisível visto que tinha uma distancia entre eixos bastante reduzida, elevada potência e um peso muito baixo. O MR2 222D podia sobrevirar a qualquer momento, sem qualquer aviso, em resumo, era um carro bastante nervoso e muito dificil de controlar.

    Ver anexo 176884


    Tal como muitos projectos do Grupo B, o MR2 222D foi abortado após o cancelamento do Grupo S e B em 1987. Os protótipos que sobreviveram, ficaram guardados nos armazens da Toyota em parte incerta.


    Ver anexo 176885



    No entanto vindo do nada, o Toyota MR2 222D foi avistado na edição de 2006 do Rally da Alemanha onde foi utilizado como carro para os VIP. além disso o carro também correu no Goodwood Festival Of Speed nesse mesmo ano.




    Ver anexo 176889



    Finalizando, na internet existem fotografias do protótipo branco numa qualquer exposição japonesa, (fotos acima) confirmando a sua sobrevivência.


    só não se sabe do paradeiro do 3 protótipo....
     

    Ficheiros Anexados:

  2. Esta historia foi lixado para procurar informações
     
  3. Estás a ficar uma enciclopédia, pá!
     
  4. Boa investigação.
    Obrigado pela partilha.
     
  5. Ola... Carlos ja agora a versao do MR2 "de estrada" nao tinha turbo pois nao ?
     
  6. Muito fixe a informação! Estás um profissional!
     
  7. adorei...

    realmente nao abunda informação sobre este "monstro"
     
  8. penso que são todos atmosféricos.
     
  9. As únicas fotos que tinha visto deste carro foram as de Goodwood Festival Of Speed acho eu. É sempre bom ficar a saber um pouco mais dos candidatos ao gr.B.
     


  10. Bem me parecia tinha quase a certeza tambem aquela aerodinamica e quase tanto como um turbo ... :D
     
  11. Belo tópico.Um carro muito giro.Eu tb sou da opinião que a maior parte pelo menos não trazia turbo. Penso que montavam motores 4Age na versão 1.6, ou estarei enganado!?
     
  12. estas certo

    era o 4A-GE e que rico motor...
     
  13. Gosto do carro , mas embirrei com ele numa coisa, ele não é simétrico ou seja o lado direito é diferente do lado esquerdo , só tem entrada de ar num dos lados , nesse aspecto o X1/9 é mais bonito, a versão MR2 MKII é um espectáculo e tenho um lugar vazio na garagem só que ainda não o encontrei €€€€€€€€.
     
  14. Fantástico!
    Desconhecia por completo!!!
     
  15. bom topico!! ;)
     
  16. Parece que houve Turbo no Mark 1 também ...

    Supercharged Power and Model Year Changes

    In 1987 (1988 for the US market), Toyota introduced a supercharged engine for the MR2. Based on the same block and head, the 4A-GZE was equipped with a Toyota SC-12 Roots-type supercharger manufactured by the Ogura industrial Corp and a Denso top mount intercooler. The compression ratio was lowered to 8:1 for the supercharged model, which also was not equipped with TVIS. The engine produced a maximum power of 145 hp (108 kW) and accelerated the small car from 0 to 100 km/h (0 to 62 mph) in 6.7 to 7.0s[7]. In addition to the new engine, the MR2 SC was also equipped with stiffer springs and rear stabilizer bar, and all MY1987+ cars received unibody reinforcements to improve rigidity as well as revised rear suspension. The supercharged models came with special "tear-drop" aluminium wheels. The engine cover had two "bumps" which distinguished it from the normally aspirated models. It was labeled "Supercharged" on the rear trunk and body mouldings behind both doors. Unfortunately, this model was never sold in European markets, although some cars were privately imported. Naturally aspirated cars also received a bump from 112 hp (84 kW) to 115 hp (86 kW) and received a host of miscellaneous changes, including the air filter relocated to the trunk. The interior was also significantly updated with a new center console, steering wheel, and seat colors. For 1989, an LED strip in the spoiler replaced the incandescent third brake light.

    Muito gostava de ter um MR2 (Mark 1) ... pode ser que um dia venha a surgir um bom negócio ...
     
  17. tem um vizinho meu que tem um. está como novo é pena o carro ter matricula francesa, ele vive aqui há mais de 2 anos e o carro veio com ele só não sei o porque de nunca o ter legalizado
     
  18. Parece que os Japoneses da Toyota se limitaram a copiar a papel químico o Fiat X1/9 Prototipo ....

    A Abarth também lhe enfiou com um motor maior, cabeça de 16v... e esses alargamentos... só que 10 anos antes....
     
  19. bem interessante este MR,nao conhecia obrigado pela apresemtaçao...
     
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página