Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Postalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

sou contra..

Tópico em 'Imprensa e Publicações' iniciado por Alfredo Rodrigues, 9 Jan 2008.

Tópico em 'Imprensa e Publicações' iniciado por Alfredo Rodrigues, 9 Jan 2008.

  1. ..os comentarios negativos acerca das nossa revistas dos classicos.
    eu compro revistas inglesas de classicos e francamente a diferença não é assim tão má.
    se elas tivessem que por todos os eventos, encontros, convençoes, automibilias que acontecem semanalmente então teriam que ser mais periodicas e será que compensaria??
    eu pessoalmente já gasto mto dinheiro nessas revistas e dou-lhes mto valor, tambem vou a tudo o que é portais de classicos cá e fora.
    aprende-se mto a não ser que já se nasça ensinado, e errar é humano.
    se calhar não vos passa pela cabeça o trabalho que dá recolher dados para no fim do mes sentar-mos na sala a a deliciar-se a desfolhar uma revista.
    quero só para terminar que não tenho nada a ver com qualquer negocio de revistas.
    AR
     
  2. Os comentários que foram feitos uns penalizadores outros nem por isso e alguns até se revestiram de caractér construtivo. A critica é sempre boa e por muito que se melhore há sempre aspectos onde melhorar.

    O que foi discutido amplamente aqui no Portal foi a comparação entre as revistas nacionais e as estrangeiras, onde estas últimas estão uns furinhos acima das nossas.

    Há uma grande lacuna nacional no que concerne à prospecção da vontade do leitor, leia-se, conteudos que nas suas opiniões deveriam ser alvo de maior cobertura. A Motorclássico talvez seja a única que está a dar voz aos seus leitores, estando predisposta a rever os seus conteudos em prol duma maior abrangência de interesses.

    Uma coisa é criticar faltas de menções a este ou aquele clube, site, fórum, etc, outra coisa é a forma amadora como se constroem as nossas revistas, através de leitores, traduções doutras revistas etc. O amadorismo nacional tem de acabar, há que profissionalizar. Reconheço contudo que por muito profissionais que sejam irão sempre acontecer situações em que alguém fica de fora desta ou daquela edição, porque cada vez há mais clubes, mais sites, mais fóruns.

    Caro amigo, julgo que o tempo de aprendizagem em Portugal para as nossas revistas há muito que se esgotou sobretudo para a publicação mais velha a operar no mercado. Teima-se em continuar a dar maior importância á margem de vendas em detrimento do referenciado profissonalismo da revista.

    A carga de trabalho à qual os poucos colaborares das revistas são sujeitos, é culpa única e exclusiva das suas entidades patronais que não lhes dão condições humanas em número suficiente capaz de garantir a execução de diversos trabalhos, por causa da redução das margens de lucro.

    Este tema já foi muito discutido noutros threads e acho que vamos apontar as mesmas conclusões a que chegámos.
     
  3. A meu ver criticar é sinal de evolução pois sem criticas não se pode saber o que está bem ou mal,penso eu de que....
    Vou dar um exemplo:
    Como alguns sabem sou admistrador de um forum,voçes acreditam que falo com os membros por MSN e peço as suas criticas? :D
    Pois é mesmo verdade e assim tenho avançado aos poucos,mas também é verdade que não se pode agradar a Gregos e Troianos:feliz: é dificilimo, mas quem corre por gosto não cansa,talvez um dia tenha uma medalha de cortiça :huh:
    Um abraço;)
     
  4. A "minha oponiao" deve se saber criticar,as criticas devem ser construtivas quando assim é
    tudo funciona para melhor.Um abraço
     
  5. Nem mais, a critica é sempre bem vinda! O problema é que volta e meia aparecem ataques pessoais que em nada valorizam a discussão.
    Para além do mais, para quem não está a par do sucedido, fica a "nadar"...
    o_O
     
  6. A critica é de tal modo importante que a Motor Clássico começou com erros graves e melhorou substancialmente ;)

    Qualquer que seja a revista, se estiver sozinha no mercado e/ou não conhecer o que os leitores pensam, começa a "adormecer" piorando de publicação para publicação. Isso estava a acontecer com a T&C.

    Posto isto, devo dizer que concordo em absoluto com as criticas às publicações, principalmente às nacionais para que não baixem o nível e, se possível que subam a fasquia para a excelência.

    As estrangeiras... Não é bem o nosso problema, até porque na origem devem ter muito quem os espevite.

    Que dá trabalho fazer pesquisa, não tenho duvidas, mas é por isso que as editores se devem rodear de gente competente e conhecedora. Só que para isso, têm de abrir os cordões à bolsa em vez de contar com a boa vontade dos colaboradores que têm apenas umas luzes sobre o tema que a revista aborda,sejam carros, aviões ou relógios.
    Não basta ter o curso de jornalista para se poder fazer qualquer trabalho na imprensa especializada.

    Garantidamente pela parte que me toca, quanto mais parvo for o erro maior será a pedrada.
    Erros e enganos todos têm e são desculpáveis, mas o ano passado li coisas inqualificáveis...:rolleyes
     
  7. neste topico (in engles..thread)
    http://www.portalclassicos.com/forum/showthread.php?t=6830

    atacam o sr duma maneira coitado se calhar ate se pos debaixo da mesa....
    pra mim não é critica é metralhar o homem...só porque não se lembrou do Portal dos Classicos...
    in Engles ...PLEASE...
    tenho muito mais que me preocupar...
    eu estive no passeio, adorei estar lá e não fiquei minimamente procupado se o meu carro não veio na revista, ou as fotos em grupo onde estava ficaram escuras...eu fui lá para me divertir e não pra FOTO.
    refilei com a organização porque achei que a minha classificação no slalon não estava bem...já tive a resposta..cantando e rindo...
    é assim a minha forma de estar.



     
  8. Se houve alguém que metralhou o António Gil, eu não fui de certeza. Defendi-o, afirmando entre outras coisas, que ele não possui as condições que no meu entender seriam as necessárias para ele desempenhar de uma forma independente e com maior qualidade as suas funções. Julgo que a não menção do Portal, foi por lapso editorial, não acredito que foi propositado. Acho que o que está em causa, é as condições da Revista dadas pelas Publicações Dacosta, sua detentora e não a capacidade e profissionalismo do António Gil, que é uma pessoa que já anda nisto há muitos anos e é possuidor de um vasto curriculo no jornalismo automóvel.

    Acho que a colocação de mais um tópico sobre um assunto que já possui um próprio é estar a duplicar a mesma matéria e muito "pano já lá existe para muitas mangas".
     
  9. Sou contra.. à desigualdade!!

    ao "desprezo dado" a algumas marcas apenas por não "serem consideradas" tão clássicas ou tão antigas como as "marcas da praxe" inumeras vezes repetidas mudando apenas as matriculas ou proprietários!!

    Clássicos no meu ver são todos os veiculos ou objectos que tenham uma determinada idade e que façam parte na história ou das nossas vidas,idependente de custar 0€ ou 20.000€...estes ultimos não são mais clássicos por serem mais caros,procurados ou vendavéis!

    É o meu ponto de vista..não me levem a mal :huh:
     
  10. Concordo...

    Inclusive já me encontrei em situações dessas onde o meu Simca era desvalorizada pois era considerado um carro velho e sem valor, mesmo restaurado, e que um Ford Capri ou um Mini é que eram clássicos mesmo estando podres:wacko:...

    É pura discriminação:wacko:...
     
  11. As criticas devem ser ser sempre pedagógicas, no sentido de construir e não destruir. As opiniões são legitimas, conquanto não agridam os outros.
    Houve algo que aprendi ao longo da vida; não que seja muita; é que não podemos impedir que outros falem bem ou mal de nós...
    Por isso é aqui bem aplicado este pensamento:"(..) rápido no ouvir, vagaroso no falar."
    E esta hein???!!!
     
  12. Muito bem Jorge!B) Eu não diria melhor. :huh:
     

  13. mais nada... quem fala assim não é gago!!!!:D:D
     
  14. Meus caros a uns dias li algo assim:

    - Na epoca do fabrico de VW carocha e Fiat 600 estes foram a par de mais alguns modelos considerados carros do povo. Actualmente só uma faixa elitista da sociedade consegue comprar e manter esta viaturas em perfeito estado de manutenção e restauro....


    Estranho mas real pensamento, eu como não sou nada elitista e tenho pouco "graveto" afirmo que se a malta deixa-se tanto de só dar valor a alguns modelos e de dedica-se a recuperar outros menos "habitue" nestas lides de classicos e com valor de mercado menos elevado iam ver o que os "elitistas" fariam com as viaturas que compram porque tem valor de mercado....;)

    É curioso ver como existe ai muito pessoal que se diz amante de classicos a vender autenticos queijos suiços (coitados dos carros que não têm culpa) a preços que não lembra o diabo e depois dizem que até têm pena de se desfazer deles....

    Se tivessem pena.... reparavam ou vendiam a quem desejar obter um carros destes para o voltar a colocar na estrada para circular nas devidas condições.

    ESTE ASSUNTO SIM GOSTAVA DE VER TRATADO NAS REVISTAS DA ESPECIALIDADE, agora se eu e os meus amigos aparecem na foto de familia e se comentam o meu carrito porque é mais bonito que o do vizinho... Sinceramente e dizem algumas pessoas que são amantes dos carros classicos.:))

    Até dá pena...
     
  15. Nem mais! ;)
     
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página