Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Postalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

Ser ou não ser... quais os pneus que devo escolher?

Tópico em 'Off-Road' iniciado por José Luís Serôdio Nunes, 4 Mai 2011.

Tópico em 'Off-Road' iniciado por José Luís Serôdio Nunes, 4 Mai 2011.

  1. Olá pessoal, bom dia a todos

    Ser ou não ser... quais os pneus que devo escolher?

    O ser ou não ser é só para rimar com o escolher, a frase pareceu-me bem como tema de abertura.

    Bem a questão é a seguinte, estou neste momento a meio do precesso de troca das jantes e pneus da minha carrinha mercedes (sim, com o novo acordo ortográfico, mercedes deverá ser com letra minuscula), e vou trocar as actuais jantes de 16" para umas de 17", e vou equipar estas jantes com pneus 225/45/17.

    Ora, é aqui que começam a minhas dúvidas, pois tenho que escolher os pneus dentro das marcas que estão disponiveis na oficina onde vou comprar as jantes, que são os seguintes:

    Infinity INF 050
    Continental Contact 3
    Michelin Pilot Suport 3

    Todos eles, é claro, com medidas 225/45/17 e com indice de velocidade W (270 Km).

    Das 3 marcas, os Infinity são os mais baratos mas, segundo o já pude ler na internet, a aderência em piso molhado deixa muito a desejar.

    Depois temos as marcas Continental e Michelin, em que a diferença de preços é de somente 5 euros por pneu, mas que custam mais 45/50 euros que os Infinity, e isto por cada pneu.

    Daí a minha indecisão, será que alguém me pode ajudar e dar a sua opinião sobre qual será a melhor escolha?

    Qual será a melhor opção "qualidade/preço"?

    É que tenho que tomar uma decisão até às 16 horas de hoje, 14/05/2011.

    Obrigado e cumprimentos a todos
    Luís Nunes
     
  2. Na minha BM já tive michelin e agora tenho continental e não quero outra coisa.
     
  3. Mete uns Bridgstone Potenza re 050 na medida 205 50 17, e vais ver a maravilha que é um pneu.
     
  4. Olá Pedro e Rafael

    Muito obrigado pelas vossas dicas.

    O problema (se é que é realmente um problema) é que tenho que optar até hoje ao final da tarde e, nesse caso, penso que a escolha deverá cair sobre os pneus Continental ou sobre os Michelin.

    Como estamos a falar de pneus e, consequentemente, de segurança rodoviária, optar pelos Infinity estará fora de questão para mim.

    Por outro lado, penso que, tanto com os Continental como com os Michelin, em termos de segurança, ficarei bem servido.

    A minha maior questão será mesmo em termos fiabilidade e durabilidade, serão também semelhantes as duas marcas? ou haverá diferenças a tomar em consideração?

    Por exemplo, com o piso molhado, qual das duas marcas será a mais segura?

    Cumprimentos
    Luís Nunes
     
  5. Onde vivo faço 10Kms de estrada de serra em que a maior parte do ano a estrada está molhada e sinto muito mais confiança nos continental do que nos michelin, em conforto não noto grande diferença em durabilidade não posso dizer nada pois meti os pneus há 6 meses...
     
  6. Eu no E60 tenho Michelin,no Alfa Romeo Bridgestone e no Honda BF Goodrich. O BF é um óptimo pneu! Mas como o Pedro disse,o Bridgestone é muito bom! Mas um Goodyear Eagle F1...ou uns Toyo r888...Mas uns Pirelli PZero Nero (salvo erro),como tinha no Honda...grandes pneus!
     
  7. Viva, Luís!

    Sendo da marca que é, deves encontar fóruns na net a falar sobre os melhores pneus para a tua carrinha. Vê isso que pode ser uma boa ajuda.

    Os pneus é das coisas onde não me importo de gastar uns quantos €€ a mais.

    São o único ponto de contacto dos nossos carros com o chão; por isso é preferível gastar 200€ num jogo de pneus de qualidade e sentir segurança, do que poupar 70 ou 80€ para comprar os mais baratos e depois ter más surpresas.
    (Atenção que os valores de que falo são para os "raquíticos" 135 R13 do meu Fiat Panda... :huh:)
     
  8. continental estao a dar barraca aqui nos States.Deformam o piso em poucos kilometros.Michelin sao os melhores mas ,Yokohama "S drive"sao uma boa alternativa.
     
  9. Bem, eu sei que é tarde mas não posso deixar de comentar (resmungar, talvez) que vais dar cabo do conforto do carro... precisas MESMO de jantes de 17 polegadas??

    Esta mania de montar jantes enormes e pneus finos é horrivelmente mal informada, não melhora rigorosamente nada a segurança do carro, e deteriora o conforto de rolamento. Já para não falar da maior vulnerabilidade a buracos, que uma lateral maior consegue tolerar, e que num baixo perfil convida logo a um corte no pneu. No mundo real, as jantes mais pequenas vencem sempre.

    Claro que se o carro for só para mostrar e andar só de vez em quando, enfim... menos mal. Mas para um carro de uso regular, é uma má aposta.

    Eu no E39 da patroa uso jantes 16, e já experimentei carros iguais com jantes de 17 e 18... e a experiência deu-me razão. Tanto que o meu colega que tinha as jantes 18 (que "adorava"...), já as trocou... por umas 16 como as minhas! Nada supera a qualidade, conforto, segurança e eficácia geral daquilo que são as medidas base de fábrica. Essas são as designadas pelos engenheiros. As outras são designadas pelos idiotas do departmento de marketing. Eu sei em quais confio... o_O

    Bem, já tou com a rabuginha do sono... vou xonar!

    Um abraço a todos!
     
  10. Pensaste bem no que escreveste? Estas a dizer que uns R888 (semi-slicks com duração de de 10 a 15k km) são óptimos pneus para uma Mercedes do dia-a-dia? Ou mesmo para um carro de uso "normal"? :D Já andaste com eles a chuva? :D

    Então porque não os tens nos teus carros todos? :D

    José, quanto aos pneus, eu optava pelos Michelin, pois penso que serão o melhor compromisso (nunca experimentei os de marca "branca").
     
  11. Off topic ON

    Não podia concordar mais, Eduardo. Nos anos 60 os Ferrari e afins tinham jantes de 15 polegadas e pneus 245 ou perto disso... e andavam bem na mesma!

    Hoje uma caquinha de um plástico de gama média mais desportivo já leva com uns pneus 225 e uma jantes de 17.

    Enfim...

    Off topic OFF
     
  12. Olá a todos, bom dia

    Primeiro que tudo, muito obrigado pelas dicas e conselhos que todos deram. Concordo que no que respeita a pneus, não vale a pena poupar, pois deles muitas vezes dependem a nossa vida e a vida de quem viaja conosco.

    Assim, quando cheguei à oficina, ainda ia indeciso entre os Michelin e os Continental, mas acabei por optar pelos

    Continental ContiSportContact

    A minha escolha teve dois critérios, que foram os seguintes:

    a) Testes comparativos em piso seco e em piso molhado (medição de quantos metros um carro necessita para parar quando circula à velocidade de 100 Km/H).

    b) Qual dos dois fornecia melhor protecção às jantes (por exemplo, quando a estacionar tocamos com as rodas no passeio)

    Após a troca, fiquei um pouco na expectativa quanto à eventual perca de conforto, pois sempre tinha trocado umas jantes de 16" por umas de 17".

    Sinceramente, poderia ter optado por jantes de 18", pois o documento único contempla essa possibilidade, portanto poderia ter equipado a minha carrinha com pneus 245/35/18.

    Mas aí, pensei que a carrinha ficaria com um comportamento muito de "cepo", e não optei por uma medida de jante tão grande.

    Assim, optei pela medida 225/45/17, que substitui os meus anteriores pneus 205/55/16 e sinceramente, pelo menos até agora já andei +/- 70 Km, e não senti nenhuma diminuição de conforto em andamento.

    Também o facto de ter escolhido uns bons pneus, deverá contribuir para um bom conforto em andamento.

    Já experimentei curvar um pouco mais rápido (saí da autoestrada Setubal/Lisboa para a via rápida da Costa) em que fiz uma curva de 180º sempre à velocidade de +/-90 Km/h, e nenhum queixume nem nenhuma chiadela, curvou sem fugir um milimetro.

    Enfim, penso ter feito uma boa opção. O que é que voçês acham, concordam?

    Abraço a todos
    Luís Nunes
     
  13. É assim:

    - Aumentaste a largura do pneu, o que aumenta a superfície de contacto com a estrada. Tens um nível de aderência ligeiramente maior que antes (mas de um 205 para um 225, sejamos francos, é pouco), mas ao mesmo tempo tens mais atrito de rolamento (=mais consumo) e tornas o carro mais vulnerável ao aquaplanning, porque tens menos pressão na superfície de contacto (o mesmo peso distribuído por uma área maior).

    - Reduziste a lateral do pneu, o que torna a resposta mais "imediata" à direcção, embora a diferença seja pouca. Pelo contrário, retiraste mais de 1,25 cm na lateral, e isso retira amortecimento natural ao pneu, o que o torna mais rígido, dificultando tanto a resistência dos pneus a um impacto (que no mundo real acontecem com frequência, há muito buraquinho por aí) como o trabalho dos amortecedores.

    - Quanto à pouco notória diferença de conforto, lembra-te que os pneus são novos... e quando uns pneus são novos, parece sempre que andamos "nas nuvens" durante uns tempos porque entre a goma e a flexibilidade da borracha nova versus a borracha velha endurecida com que andavas antes, a diferença parece sempre maior do que é na realidade. Quando os pneus fizerem uns km, aí é que vais saber a realidade de viver com eles no dia-a-dia. Claro que o fabricante ainda deixa usar maior, senão os parvinhos escravos dos catálogos de acessórios iam ver de carro para outras paragens... "Eh pá o meu tem que ter as jantes maiores com uns 335/30ZZZZR20!!! Não tem? Já não quero!"

    De um ponto de vista técnico, quer-me parecer que os ganhos não justificam as perdas... especialmente para um carro de uso diário, como se discutia aqui. Mas isto sou eu, que sou formado em engenharia, e não em design ou em marketing...

    Um abraço!
     
  14. Eu falei em Mercedes nessa frase?Os primeiros sim,eram para o Mercedes. Depois disse
    Uns bons pneus,ou não são?! Claro que para um uso mais desportivo...

    Cumprimentos.
     
  15. Olá Eduardo, boa tarde

    Concordo absolutamente com tudo o que escreves-te, daí ter optado por uma jantes de 17" e não por umas de 18".

    O meu pré-classico (que é o consta no meu avatar) está equipado com uma jantes de 18" mas, é um carro desportivo, e aí pretende-se mais segurança em detrimento do conforto.

    No ponto de vista técnico, realmente tens razão, não se justificam as perdas, mas no ponto de vista estético, já a coisa é um pouco diferente.

    É que troquei as jantes normalissimas que equipam as carrinhas mercedes 220 CDI por uma jantes da AMG e digo-te, as jantes da AMG não têm absolutamente nada a ver com as anteriores, são bem mais desportivas e bonitas.

    Poder-me-ás dizer, vaidades...

    Concordo, mas a beleza e a estética num carro também nos satisfaz a alma.

    As jantes num carro, são equiparáveis aos sapatos num homem, poderás estar vestido com um fato impecável e uma gravata bonita e moderna mas, se depois estiveres calçado com uns sapatos gastos e sujos... aaarrggg.:no::no::no:

    Abraço
    Luís Nunes
     
  16. Continental é muito bom! Agarra muito bem à estrada! Em compensação, gastam-se num instante! :x
     
  17. Até aqui tudo bem... mas há jantes bonitas em todos os tamanhos.

    O E39 da patroa tem umas jantes que são o mesmo desenho das do M5 desta série, mas em 16". Assim mantém o tamanho de pneu de origem, mas são bonitas na mesma. Aliás, gosto muito mais destas do que as 18" do referido M5. O carro tem um comportamento exemplar em todos os aspectos, e é supremamente confortável.

    Por acaso não fui eu que as escolhi, já vinham no carro quando o comprei, mas elogio a escolha, porque quem as escolheu teve bom gosto e uma decisão sensata, tudo de uma vez.

    Um abraço!
     
  18. Agora é que reparei numa coisa que tu disseste... pneus 245 nos anos 60?? Querias!

    Os Ferrari calçavam uns 195, ou na melhor das hipóteses uns 205... e isso já estamos a falar de algo como um Daytona, não seria um dos modelos de base... nem sequer existiam pneus dessa medida.

    Um abraço!
     
  19. Por falar em pneus, tive de meter agora uns no plástico 275/35 R18... Que tiro. EHEH
     
  20. Na estrada... Eu "atirei" a medida por umas fotos de Ferraris de corrida, pá!

    Eu sei que, por exemplo, o 275 GTB/4 (1967) calçava 205 e já eram uns pneus bem grandes para a altura!
     

Partilhar Página