Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Postalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

Senhor da Jaguar

Tópico em 'História e Cultura' iniciado por João Duque, 13 Dez 2010.

Tópico em 'História e Cultura' iniciado por João Duque, 13 Dez 2010.

  1. Tom Walkinshaw, um dos nomes carismáticos do automobilismo, faleceu este Domingo, aos 64 anos, vítima de cancro. Walkinshaw é recordado por ter sido responsável pela Benetton, Ligier e Arrows, na Fórmula 1, tendo sido um dos grandes responsáveis pela evolução da escuderia que permitiu a Michael Schumacher conquistar os dois primeiros títulos mundiais de F1.

    Walkinshaw foi também responsável por levar Ross Brawn (actual director da Mercedes GP) para a F1, em 1991, ele que tinha sido designer da Tom Walkinshaw Racing nos Sportscars.

    Walkinshaw criou também a Tom Walkinshaw Racing (TWR), que desenvolveu e inscreveu os Volvo no campeonato britânico de turismos BTCC.

    Como piloto, o escocês teve como ponto alto o título Europeu em turismos com a Jaguar em 1984. Anos mais tarde, levou o mítico TWR Jaguar de Grupo C, à conquista de três títulos de 'Sportscar', assim como à vitória nas 24 Horas de Le Mans em 1988 e 1990.

    Em 1996, Walkinshaw comprou a escuderia de F1, a Arrows, convencendo o campeão do Mundo em título, Damon Hill, a assinar por um ano, em 1997. O piloto britânico quase venceu na Hungria, mas o panorama financeiro da TWR já não era nada famoso – a Arrows fechou portas e a equipa de Tom Walkinshaw acabou por problemas financeiros, em 2002.

    Em 2005, o escocês renasceu das cinzas, no campeonato V8 Supercar, na Austrália, ajudando a Holden a vencer o campeonato em 2006 (Ricky Kelly) e 2007 (Garth Tander).

    A última vez que foi visto no «paddock» da Fórmula 1, foi no Grande Prémio da Grã-Bretanha deste ano, numa altura que já padecia da doença que o viria a vitimar.

    YouTube - Bathurst 1985 - Tom Walkinshaw Bio and TWR Story.

    YouTube - Tom Walkinshaw driving a qualifying lap at Bathurs

    YouTube - Bathurst 1985 TWR Jaguar XJ-S V12 in-car racecam lap
     
  2. Bem lembrado Duque!!!

    Paz à sua alma!!
     
  3. Mais uma grande figura que partiu. Descanse em paz.
     
  4. Lembro-me dos Rover 3500 V8 Vitesse a correr preparados pela TWR, o Tom era mesmo bom conseguia pegar num charuto pesado e conseguia torná-lo fiável e rápido.
     
  5. Que descanse em paz...
     
  6. Bem lembrado Duke!


    Era das figuras que mais admirava no desporto automóvel.
    Frontal, sem papas da lingua competente tanto na pista como no comando das equipas. Teve alguns fallhanços mas será sempre lembrado pelos inumeros triunfos, para mim os mais memoráveis foram as vitórias Jaguar em Le Mans, cereja em cima do bolo na recuperação da Jaguar. John Egan o pai da recuperação da marca após o período comatoso "British Leyland" disse recentemente numa entrevista à Classic&Sportscars que quando fecjou o contracto com TW acordaram as remunerações na base dos resultados e que viria a arrepender-se muito dessa opção pois TW pôs os Jags a ganhar, a um ritmo que ninguem previria.

    A capacidade de tornar vencedores, carros que à partida pareciam predestinados às pistas como Rovers, Volvos e Jaguares de turismo é outra das facetas TW que adimrava.

    Paz à sua alma.


    nuno g
     
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página