Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Portalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

Seguro para clássico com 25 anos

Tópico em 'Legislação' iniciado por Valadas Sousa, 17 Fev 2016.

Tópico em 'Legislação' iniciado por Valadas Sousa, 17 Fev 2016.

  1. Olá a todos!

    Há uns tempos que cá não venho, volto por bons motivos. Estou a finalizar a compra de um clássico e estou a ficar maluco com a treta dos seguros.
    Umas companhias dizem que fazem e depois só com homologação do CPAA, outras só para carros de uma certa lista, já não sei em quem confiar.

    Cá vai, o carro é um E30 cabrio e tem matrícula (a primeira e portuguesa) de Maio de 1990. Estou a tentar fazer um seguro de clássico. Podem dar uma ajuda/partilhar a vossa experiência? Em que condições e que companhias têm seguro de clássico?

    Obrigado
     
  2. Vê aqui vitorinos-seguro classicos é onde tenho feito os seguros, tanto de carro como moto e as motos como já têm mais de 20 anos, têm o protocolo de clássicas
     
  3. Allianz, prémio anual 46,25 euros...carro de 1972. Nada de exigências complicadas.
     
  4. O seguro do Vitorinos o que que não me levou a fazer lá foi :
    Condição Particular:

    Este tipo de contrato destina-se a veículos que circulam ocasionalmente, nomeadamente por força da necessária conservação ou para participar em manifestações desportivas, exposições ou cortejos, não podendo nunca ser utilizados como meio de transporte habitual.


    Este protocolo destina-se a veículos de uso ocasional, sendo que o mesmo não limita quilómetros nem dias possíveis de circulação.

    Isto porquê? Porque se não acontecer nada, perfeito, mas isso também para que queremos um seguro? O problema é quando há feridos no acidente... justificar que o carro estava a andar... as companhias não são parvas.
     
  5. Naturalmente se o carro não for de utilização diária, o risco de acidente diminui..daí o prémio ser mais barato. Não podemos querer pagar pouco pelo seguro ( ou pelo risco coberto) e usá-lo normalmente na vida diária...
     
    Hugo Viana da Silva gostou disto.
  6. Duarte o seguro da Allianz é seguro de classico? Obriga a ter outro carro seguro na mesma companhia?
    Obrigado
     
  7. Não me fizeram essa exigência. O seguro foi via mediador. Pediram-me fotos do carro e se estava inscrito nalgum clube ou associação de viaturas clássicas. Disse-lhes que tinha uma página no Face sobre Opel classicos... Perguntaram-me ainda em que companhia tinha seguro o outro carro de uso diário. Devem ter ido lá fazer perguntas depois suponho eu
     
  8. Tenho o seguro das motas com o protocolo igual e já tive um acidente, o facto de justificares como tens outro seguro de outra viatura em teu nome é a maneira de saberem que não é carro de uso diário, visto teres outro.
     
  9. Também tens este, que até paga a actores de hollywood para fazer publicidade em Portugal:
     
    João Luís Soares gostou disto.
  10. Duarte, obrigado pela dica da Allianz
    Nas vossas apólices os carros estão com um valor realista de classico ou estão com o valor calculado pelas companhias com base nas tabelas de desvalorização?
    Exemplo: no meu caso numa simulação de um seguro normal puseram valor em novo 30000 eur, valor atual 645. Assim não serve de nada, porque se alguém me desfaz o carro recebo um valor muito abaixo do valor de mercado
     
  11. O seguro de clássico serve essencialmente para poderes circular legalmente a um preço baixo com direito a reboques em caso de avaria...ou pagar danos a terceiros. O resto esquece!
     
    A Cardoso gostou disto.
  12. Não diria melhor ....
     
    Hugo Viana da Silva gostou disto.
  13. Ok! Estava a bater no ceguinho...

    Obrigado pela informação
     
  14. O meu seguro é o normal, responsabilidade civil obrigatória contra danos em terceiros ..
     
  15. Os valores pagos por clássicos acidentados depende muito da vistoria do perito, há quem se safe porque o mesmo considera que o carro estava impecável e terá calculado um valor qualquer X para manter/restaurar um carro àquele nível mas de certeza há quem tenha ficado sem carro e sem dinheiro...
     
  16. Pessoal, cada um sabe de si, e se há por aqui algum especialista em seguros que se acuse. Mas as companhias de seguros não estão para perder dinheiro.
    Enquanto forem pequenas batidas e avariadas a necessitar de reboque, qualquer seguro serve. O problema é quando o acidente é grave e envolve feridos. Aqui as companhias vão fazer tudo para não terem de pagar indemnizações se for o caso.
    Se não, para que servem os seguros?

    Como se costuma dizer, my 2 cents. E cada um sabe da sua carteira e sabe de si.
     
  17. Batidas pequenas e reboque não é bem assim, de qualquer forma existem seguros de protecção juridica sem ser o que é incluido no pacote normal dos seguros,assim caso exista alguma situação em que o tomador de seguro tenha de exercer os seus direitos e/ou salvaguardar-se de situações menos claras pode usar este tipo de seguro para pagar um advogado,pagar custas de tribunal etc.E falamos de seguros bastante baratos que se formos a pagar uma primeira consulta a um advogado,pagar custas em tribunal o seguro paga-se automaticamente,mas obviamente que este tipo de seguros tem de ser feitos antes e não já depois dos problemas existirem.
     
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página