Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Portalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

Só para "Ómes"-muita raça e poucos €

Tópico em 'O nosso hobby: Clássicos' iniciado por Ricardo Teixeira, 24 Jul 2008.

Tópico em 'O nosso hobby: Clássicos' iniciado por Ricardo Teixeira, 24 Jul 2008.

  1. Existem vários tipos de desportivos derivados de série:

    -os raçudos, carros que privilegiam o desempenho, o comportamento, as sensações e eficácia, sem olhar a compromissos ao conforto e à "civilização" em seu redor. (ponto final).

    -os desportivos para os "putos", que nasceram na época dos chips e só pensam em chipar tudo que lhe aparece á frente. Com vidros e espelhos eléctricos, claro, para não amarrotarem a camisa ao abaixarem-se, com teto de abrir para manter o bronze, e claro com fecho central para deixar a dama entrar no seu brinquedo sem ter que andar a destrancar as portas á unha...

    -os desportivos femininos. Desportivos só de emblema. Sem performance, sem desempenho, sem nada que indique tratar-se de uma série especial orientada para o desporto, a não ser o elegante "emblema" GTI, Sport, ou qqr coisa "R". Um bom exemplo são os Golf GTI Mk3.... com quase o dobro do peso do primeiro, com 2 litros de cilindrada, com custos de manutenção de Audis, mas com a mesma potência do primeiro Golf GTI Mk1 1600,... 20 anos mais antigo. Claro que qualquer senhora poderia contar com a sigla GTI para se afirmar na nova década de 90 como "emancipada" e "radical" sem, claro, abdicar da insonorização para ir na conversa com as sua amiga.

    Este tópico destina-se apenas aos primeiros. Desde sempre existiram! Só morreram com a difusão das electrónicas e com as pressões dos ecologistas, nos finais dos anos 80, princípios dos anos 90. Um factor primordial eram mesmo os Weber... descansem em paz.:(

    Carros como os Renault 8 Gordini, Simca Rallye 1, 2 e 3, Fiat 600 Abarth, Ritmo 105 e 130 TC, AX Sport, Talbot Sunbeam Lotus, Mini Cooper.. e claro.. o meu Peugeot 205 Rallye 1.3 com 103 cv....

    Vamos lá falar de carros, e vocês putos do tuning, abstenham-se....
     

    Ficheiros Anexados:

  2. Ricardo parece-me exagerado por as coisas neste termos.

    As pressoes ambientalistas sao mais que fundamentadas e necessarias.

    assim nao podia continuar.

    pensemos no futuro e na nossa sobrevivencia
     
  3. Muito bem sr. Ricardo. e quem fala assim não é gago... vivam os clássicos
     
  4. E lobbies também, a indústria automóvel dá muito dinheiro, evolução era necessária para manter o ritmo. Também não me parece que os GTI's fossem abrir um grande buraco no ozono, mas pronto. Falando do que é bonito, quiçá no futuro se possa ver novos GTI's simples eficazes, até porque os 80's andam aí.
     
  5. Boas. Um bom tópico. Certo que temos de ser mais cuidadosos com o ambiente, mas toda esta "campanha" por parte das marcas, não passa disso mesmo. O produzir carros ambientalmente correctos para mim não passa do que escrevi atrás. O grande factor de poluição era a presença de chumbo nas gasolinas, ora essa presença deixou de existir. Existe uma "verdade", até hoje não foi desmentida, penso que dita por Lavoisier, os anos do liceu já vão longe, que é "NA NATUREZA NADA SE PERDE, TUDO SE TRANSFORMA". Por isso um carro com 30 anos que gaste 10 litros/100 Km polui o mesmo que um da nova geração com o mesmo consumo. Vão escrever que as partículas poluentes ficam retidas nos catalisadores, blá, blá, blá, etc e tal, mas depois lá vem a "verdade", o que fazer aos milhões de catalisadores carregados de poluentes? Preocupem-se mas é com as verdadeiras fontes de poluição, tais como a desflorestação desmedida, os incêndios, o não uso de materiais recicláveis, e poderia citar aqui um rol, mas só digo mais esta pois estamos em época balnear, as beatas na areia das praias. Pois é Ricardo viram-se para o elo mais fraco, os nossos queridos clássicos. Viva os verdadeiros carros em que os CV eram "mecânicos" e não "electrónicos". Para terminar viva os Weber. Cumps.
     
  6. Os verdadeiros carros de sonho!!! Os ingleses têm uma frase que acho adequada para este tópico, " Those were the days when sex was safe and driving was dangerous"
     
  7. so por ignorancia e desconhecimento se pode pensar uma coisa dessas.
    o ambiente é uma prioridade.

    eu nao digo que nao haja oportunismo por parte das marcas, mas isso compreende-se.

    temos realmente razoes para estar preocupados com a nossa sustentaçao
     
  8. :D:D

    Olá Ricardo.

    Gosto sempre de ler as tuas opiniões, mas quando são tópicos abertos por ti, ainda tenho mais curiosidade...;)

    Eu também concordo contigo, mas já sabes que este tema vai dar que falar...:D

    Um abraço.

    Paulo Baião


    P.S.-vamos a ver o que é que a geração do "chip" argumenta...
     
  9. como toda a população mundial, estou curioso em saber quais as energias alternativas ao petróleo, mas num futuro próximo, porque todos sabem que o petroleo vai acabar um dia eventualmente.
    tenho consciência dos perigos ambientais que atravessamos, mas apenas um pequena minoria não consegue fazer a diferença.
    tem que se adoptar medidas mais firmes, mas não é só no que respeita ao mundo automóvel.
    mas voltando aos verdadeiros GTI's, como tenho um ax gt de carburador duplo solex, sem catalizador, adoro andar com ele e curvar. é tecnologia dos anos 80 com cara dos anos 90.
    viva a potencia sem viagra:D
     
  10. :D:D:D

    Agora da era dos chips ou dos tuning... pah eu sou desta epoca e podes acrediatr que muitos desses chips fazem milagres e em muitos casos dao "cuecas" aos tais carro com os Weber.

    Cumprimentos

    André Ferreira
     
  11. mesmo assim prefiro os antigos aos novos..


    onde é que se ve comparar por ex um Seat Leon a um R5 GT Turbo..
     
  12. e os carros eletricos que um dia destes estao por ai!! :rolleyesB)
     
  13. :feliz:Tudo é uma questão de perspectiva.
    Um dia vou ter um carro electrico pois acho que neles está um futuro muito adiado pelas petroliferas.
    Acredito que vou ser ostracizado e gozado e que os carros electricos vão ser feios e inesteticos como os prototicos estranhos que vemos em feiras de invenções.
    Agora pergunto. Como vou fazer a manutenção das beterias? Onde vão ser depositadas?
    Existem combustiveis organicos capazes de fazer funcionar os nossos actuais carros.
    São tambem maus para o ambiente?
    As fabricas que produzem as baterias de litio e os novos carros não são poluentes?
    E a energia que carrega as baterias do carros electrico vem exclusive de barragens ou parte é importada de centrais nucleares espalhadas pela europa?
    O isolante dos cabos electricos tem origem onde? No Plastico e o plastico vem de onde? a produção do plastico não polui?
    Depois disto tudo penso assim...
    Tenho 4 classicos bonitos com uma utilização racional que não se estão a degradar para o ambiente, não cultivo a compra de novos carros com frequencia logo não estou a contribuir para a sua produção logo não contribuio para a poluição associada á sua produção.
    Ou seja divirto-me e ainda sou amigo do Ambiente.:feliz:
    Vivam os Classicos!
     
  14. Obvio que sim!

    Os classicos sao para ser gozados.

    O que esta em causa neste topico, nao é isso, é referirem-se a protecçao ambiental como um mal.
     
  15. Gostava de saber quanto poluem EXACTAMENTE os modelos que compoem o parque automóvel dos politicos que criaram e votaram as referidas leis. Sabemos que as cilindradas são elevadas, e que seja que combustivel usem, será sempre proporcional a cilindrada.

    Pareceme evidente que os tais politicos provavelmente nunca conduziram por prazer, quando muito são conduzidos...
     
  16. eu faço a minha parte.

    agora ate ando menos de carro, ando so quando tenho tempo livre porque entendo que os carros sao para gozar.
     
  17. Digam-me se existem diferenças significativas na emissão de poluentes, usando motores da mesma cilindrada, mas de gerações diferentes (ex. um de 1970 e outro de 2000), bem afinados, mesmo regime de rotações, o mesmo combustível, o mesmo período de tempo, com o mesmo consumo. Sabendo que tendo a mesma cilindrada, o ar aspirado será igual. Cumps.
     
  18. A malta ambientalista é um pouco exagerada, diga-se!!!
    Nos estados unidos, acabaram-se com os tais veiculos electrico, foi tudo para a prensa! Agora, um tal motor da chevy, que é o 572, com 600 e tal cavalos, vende como pãezinhos quentes!
    Que dizem os ambientalistas disso????
     
  19. sem duvida o ambiente tem de ser protegido e faço por isso mas nao consigo evitar um passeio de classico para relaxar... sobre a disputa chip/carb é assim, faço parte da geraçao chip mas sem duvida que prefiro um classicos uma conduçao mais brutal que nos obriga aprender mesmo as reaçoes do carro, nao nego a potencia que se pode retirar com os chips mas tentem andar num bom carro antigo que descobrem logo o prazer de que estamos a falar... agora falando do meu caso em concreto, digam quantos carro novos tem 132cv turbinado com 900Kg e sem qualquer ajuda eletronica? É tao simples como ou te agarras ou vais ver melhor o muro :p:p
     
  20. irao desculpar a minha lenha para essa fogueira, respeitando, chips vs carb

    mas aqui entramos se calhar num contexto mais de mecanica , do que outra coisa!
    qualquer motor com weber ou outra marca, quando é que precisava de um reboque porque nao funcionava? e com os chips?

    que alegria, gozo, etcetc, estarmos a passar horas a tentar afinar motores L4, V6 ou ate V8 com uma bateria de carbs, e tentar pôr tudo a foncionar com uma sonoridade impar? e os chips?

    e depois a simplicidade de construçao! motor com carbs, tem corrente nas velas e gasolina trabalha sempre! e os chips?

    atençao quando me refiro a chips, estou a falar de tudo o que seja "electronica"
    Eu proprio, o meu carro do dia a dia, um Chrysler Sebring, ja me deixou na estrada por problemas electricos, e eu abri o capot, e ....... fechei-o !!!!
     
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página