Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Postalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

Rover Rover 213SE 1988

Tópico em 'Diários de Bordo' iniciado por Afonso Brito, 2 Mai 2013.

Tópico em 'Diários de Bordo' iniciado por Afonso Brito, 2 Mai 2013.

  1. Boa noite a todos! :lol:
    Venho apresentar mais detalhadamente o meu Rover. Trata-se da versão mais banal, a SE de 1988. Até Novembro de 2012 foi o daily driver cá de casa, mas depois decidiu-se mudar e usar um mais moderno e recente. Decidiu-se mudar para um Opel Astra G.
    Desde Novembro até agora está parado na garagem e eu gostaria de fazer uns pequenos arranjos até que ficasse como novo e talvez com acessórios do Rover 216 Vitesse, a versão "desportiva" do 213SE.
    Desde 88' até agora, o carro conta com 451720km. Tem motor Honda e ainda não foi aberto, nem reparado.
    Algumas das mazelas dos km e da idade são:
    -das 4 colunas, só dá uma;
    -o estofo do banco do condutor tem alguns rasgões;
    -as borrachas das portas já não seguram a água e quando chove entra água para o habitáculo;
    -pontos de ferrugem (ponto crítico nestes modelos);
    -falta do símbolo da buzina no volante;
    -frisos cromados em mau estado
    Estes são alguns dos restauros que gostaria de fazer, o objetivo mais dificil será a ferrugem, mas nada que t€mpo não resolva!
    Seguem-se algumas fotos :) :
    a quilometragem do bicho
    Ver anexo 309507
    Ver anexo 309532Ver anexo 309533Ver anexo 309534Ver anexo 309535Ver anexo 309512Ver anexo 309514Ver anexo 309513
    Alguns dos trabalho que já fui fazendo:
    Tirei as forras das portas, para ver o estado em que estava a chapa:
    Ver anexo 309527Ver anexo 309525
    Também desmontei o interior para ver em que estado estava o "chão" do carro:
    Ver anexo 309499Ver anexo 309500Ver anexo 309501Ver anexo 309502Ver anexo 309503
    Neste momento já está todo arranjadinho no interior, só as portas é que ainda estão desmontadas, porque ainda não comprei as colunas.
    Já comprei um acessório do Vitesse, o lip frontal:
    Ver anexo 309529
    Falta pintar e colocar.
    Ao longo dos arranjos vou dando notícias!
    Se o tópico não estiver no sítio correto, peço que o mudem para o sítio certo.
     

    Ficheiros Anexados:

    #1 Afonso Brito, 2 Mai 2013
    Última edição: 9 Ago 2015
  2. porra fez muito quilometro sem ser aberto... na minha opniao... nada melhor que arranjar o carro que quer.. de origem, do que estar a fazer modificação de looks.. pois muita vez ate desvaloriza o carro...
     
    Paulo Jorge Coutinho gostou disto.
  3. Correcto!
    ;)
     
  4. Muito bem vindo aos Diários de Bordo.
    Vai mantendo o pessoal informado acerca do regresso ao asfalto dessa máquina!
    ;)
     
    Afonso Brito gostou disto.
  5. Motor Honda , muito bom ^_^ ! Continuo a dizer que o motor Honda é melhor que o motor inglês que lá tinham metido originalmente !
    Meu primo tinha um desses e com motor Honda, e com perto a 200 mil nunca teve um problema que fosse no motor !
     
  6. Tive um e no pouco tempo que tive nunca deu chatices. A chapa é péssima mas o motor é 5 estrelas.
     
  7. Motor Honda é um motor sem carinho, sem alma, sem se questionar... que segue as regras por ter sido educado assim.... motor inglês é um motor que interroga... que se questiona, que quer ate atenção, e assim é.. ele é bom... motor inglês, cuidas dele e ele cuida de ti.... não cuidas dele... não esperes que ele cuide de ti...
     
  8. Pois!
    Motor Honda... funciona sempre, independentemente de tudo o resto!
    ;)
     
  9. Se forem acessórios aftermarket, também acho que desvaloriza o carro. Mas se forem peças da época de uma versão mais rara do modelo, penso que não ficaria mal e só ajudaria no look mais agressivo e moderno. Além disso, também gosto muito das modificações do 216Vitesse. :)

    Quanto à questão do melhor motor, penso que o japonês cumpre a sua função sem comprometer e o inglês tem mais alma, apesar de dar mais trabalho de manter e de durar. Para mim o inglês, o 1.6 da Rover, desempenha melhor a função do que o 1.3 da Honda. Acho este último mais molengão.

    Exato, o motor Honda é daqueles que se sabe sempre que vai andar, e a manutenção é acessível. :lol:
     
  10. Qual motor inglês?

    O 213 sempre (e só) teve motor Honda!

    O 216 Vitesse é que usava um motor inglês.


    Parabéns pelo carro, ainda por cima com tanta "história" (quatrocentos e tal mim dela)!

    Eu não faria o "up grade" estético para o Vitesse... Estes 213 SE chegaram a ser a melhor relação custo/equipamento em Portugal e foram sucesso de venda. Hoje é já quase impossivel encontrar um em bom estado (quantos terão ido para abate?) e é interessante preservar um exemplar original! (caramba... nem pareço eu a defender a originalidade :lol: )
     
    Paulo Jorge Coutinho gostou disto.
  11. Concordo!
    Mas também defendo que o carro deve estar ao gosto do dono!
    ;)
     
  12. Correto, os 213 usavam motor Honda e os 216 XH usavam motor da Rover ;)
    As únicas modificações que poderei fazer são o lip e as jantes 14'. Claro que posso alterar sempre que quiser, podendo ter uma versão a meu gosto, ou uma toda original de uma só versão :)

     
  13. Caro Afonso, antes de mais, esclarecer que sou adepto de que os carros devem estar ao gosto dos donos, depois esclarecer ainda que eu sou uma espécie de "estranho" neste espaço (obrigado por manterem uma certa "latitude" nisto) porque desde o "restomoding", até swaps de motor, eu sou um grande defensor das mais variadas alterações.
    Daí ter achado graça ao facto de eu proprio estar a defender a originalidade no caso em questão.
     
    Paulo Jorge Coutinho gostou disto.
  14. Bons kms e queremos mais novidades :)
     
  15. Viva,

    Esse Rover já fez muitos quilómetros! Mas se está bem de saúde, é o que interessa. Com alguma manutenção, pode ser que faça outros tantos! ;)
    Pelas fotos fiquei agradavelmente surpreendido quanto ao estado da chaparia. Pela descrição, estava à espera de pior.
    Quanto às modificações, sou da opinião que o dono albarda o burro à sua voltade. Dado que estamos a falar de um pré-clássico, convém manter alguma congruência e bom gosto, mas também umas jantes e um lip não podem fazer muita moça! :lol:

    Venham mais fotos e reports. :)
     
    Paulo Jorge Coutinho gostou disto.
  16. Eu também tenho essa opinião, cada um deve ter o carro ao seu gosto!
    O facto da originalidade depende de veículo para veículo, claro que um original é mais valorizado, mas o dono é que sabe e faz o que pensa que melhora o aspeto do carro: quer estética ou mecanicamente.

    Neste momento não irão ser muitos os km, já que está parado na garagem.
    Sempre que houver, eu apresento aqui! ;)

    Na parte mecânica está bem de saúde! :lol:
    Quanto ao estado de chapa, o mecânico disse-me que as longarinas da suspensão estão em ferrugem, fora isso são pequenas partes danificadas por este mal.
    Já agora, eu não percebo muito de mecânica e pedia ajuda quanto às longarinas. Qual é a função delas? Se realmente estiverem em ferrugem, como é que se podia restaurar/arranjar? E o custo?
    Desde já, obrigado! :)
     
  17. Eu não sou nenhum especialista, e por essa descrição (longarinas da suspensão) não estou a ver exactamente a estrutura que está podre. Como o 213 é FWD (tracção dianteira), e deduzo que atrás a suspensão seja independente, acho que as longarinas da suspensão serão os "braços" da suspensão, nas rodas traseiras, e que sobem e descem, acompanhando o movimento da roda conforme passa em lombas e buracos. Se estiverem em mau estado, o melhor é arranjar-se umas em melhor estado ou novas e substituir. Não penso que tentar reforçar, soldar e reinventar seja melhor do que substituir por umas novas ou usadas mas melhores.
    Se estiver enganado, peço desculpa pelo mau palpite, mas mais alguém se há de pronunciar. ;)
     
  18. Atualizações:
    Comprei umas jantes do 216 Vitesse!laugh.png

    -----

    No fim de semana de 7 e 8 de setembro, o Rover foi a Torres Vedras para um encontro da marca. Como era de esperar correu tudo bem.laugh.png Fez uma média de 6.8l/100km!biggrin.png Quanto às longarinas, no encontro estivémos a observar isso e está tudo impecável. O mecânico não deve gostar de Rovers...wacko.png


    Ver anexo 321003Ver anexo 321002

    -----

    No dia 13 de setembro a minha mãe bateu com o 213!angry.png Bem, mas agora estou a tratar de arranjar um dador e aos poucos irá tudo ao sítio!laugh.png


    Ver anexo 321004Ver anexo 321005

    -----

    Também consegui arranjar uns folhetos da marcabiggrin.png

    Ver anexo 321006

    E uma preciosidadelaugh.pnglaugh.png

    Ver anexo 321008Ver anexo 321009Ver anexo 321007


    Por enquanto é tudo, vou atualizandowink.png
     

    Ficheiros Anexados:

    #18 Afonso Brito, 21 Set 2013
    Última edição: 9 Ago 2015
  19. Gostei deste diário de bordo. Também tenho um Rover e com bastantes Kms, não tantos mas bastantes. Espero que o(a) condutor(a) que conduzia na altura do acidente esteja bem por que o Rover há de se reparar sempre, é mesmo só uma questão de peças.
     
  20. Que modelo é?
    A condutora, minha mãe, está bem não lhe aconteceu nada.
    O Rover já está num chapeiro para arranjar a chapa em si, peças acho que o melhor é comprar outro para peças, a ver vamos...
     
    #20 Afonso Brito, 22 Set 2013
    Última edição: 9 Ago 2015
    Paulo Jorge Coutinho gostou disto.
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página