Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Postalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

Restauro Fiat 850 Special

Tópico em 'Ajuda no Restauro e Manutenção' iniciado por Rui Nelson Silva, 9 Jul 2014.

Tópico em 'Ajuda no Restauro e Manutenção' iniciado por Rui Nelson Silva, 9 Jul 2014.

  1. Vou dar continuidade ao restauro do 850 para ver se o trago de novo a estrada.

    o que à um ano era um carro que circulava na rua, hoje é um autentico esqueleto.
    Um dia deu-me na cabeça e desmontei o carro todo para o arranjar de vez, pelo menos a chapa, só que entretanto entrei na faculdade e não havia tempo para continuar o trabalho, acabei por colocar todas as peças dentro do carro e por o encostar a um canto da garagem e aí ficou ate agora.


    À uns dias, depois de terminado este ano lectivo, decidi que já era altura de me agarrar a ele de novo, tirei as peças lá de dentro, organizei tudo, puxei-o para o meio da garagem e estou decidido a andar com isto para a frente. Já comprei a lixa e tudo.

    À um ano quando o desmontei mandei-o para um chapeiro para o endireitar e arranjar os podres que tivesse, hoje reparei que havia ainda alguns podres que não foram vistos, pelo menos nos côcos das luzes da frente.

    servirá este tópico para ir relatando o avanço do restauro e para tirar algumas duvidas que surjam.

    Desfrutem
    Ver anexo 342340Ver anexo 342341Ver anexo 342342Ver anexo 342343Ver anexo 342344 . :)
     

    Ficheiros Anexados:

    Miguel L. Catarino gostou disto.
  2. Não sei se estes frisos são seguros desta forma (com rebites), alguém sabe?
    Ver anexo 342346

    Quem arranjou o carro antes decidiu colocar estes frisos com parafusos, não sei se agora têm arranjo.
    Ver anexo 342347
     

    Ficheiros Anexados:

    Miguel L. Catarino gostou disto.
  3. Os frisos dos Fiat normalmente assentam nos vincos da chapa e são presos por molas de plástico ou de metal...
     
    Claudio Vilas gostou disto.
  4. Para deixares o carro de chapa a 100% tens de desmontar tudo, há sítios escondidos que só desmontando tudo se tem acesso, mas vai dar muito trabalho, nada que não se faça.

    Esses frisos já eram, ou compras uns usados numa sucata ou automobilia ou tens de mandar fazer.

    Bom restauro :)
     
  5. Que posso eu desmontar mais daqui?

    Mais para a frente possivelmente vou tirar o motor fora para o pintar tambem.
     
  6. Outra duvida que surgiu,

    Estarei eu a fazer bem isto? Ou seja, lixar todo o carro, como se fosse a despolir depois aplicar o primário e pintar ou devia decapar o carro todo, deixá-lo mesmo em chapa viva e depois pintar?
     
  7. Tudo se pode desmontar, é importante depois é conseguir fazer o inverso ;)
     
  8. Depende do estado da chapa.
     
  9. Eu acho que a chapa em si esta boa, tirando um ou outro ponto mas nesses sítios mais críticos vou mais a fundo.
     
  10. Neste momento tenho o carro neste estado.

    queria entregar o trabalho a um pinto profissional, alias, até já chamei um cá a casa para analisar o carro, mas como todos os outros disse-me: " Não te posso dar um orçamento para isto, tanto podes gastar 1500€ como 3000€ como 5000€". escusado será dizer que fiquei apavorado com estes numeros.
    Eu não pretendo fazer um restauro a fundo em troque cada parafuso minusculo e cada peça do carro, eu quero arranjar o carro a todos os niveis (motor, interior e pintura) para poder andar com ele diariamente.

    O carro já foi endireitado, tem mais um ou outro podre para arranjar, vai todo desmontado e regressa desmontado, acho um pouco exagerado levarem-me no minimo 1500€ para o pintar e nem sequer dão garantias do trabalho feito. O meu pai tem um mercedes c220 de 1998, tinha as 4 portas amolgadas, um guarda lamas, a mala e o capô, todo o carro foi reparado, pintado e ainda colocaram um vidro original a frente da mercedes e o custo foi 750€ e tiveram de desmontar e montar. pergunto me como é que num carro tao pequeno como o 850 uma pintura que não é para ficar perfeita fica tão cara assim.

    o 850 foi sempre guardado em garagem, ja estive a ver aqueles paineis por dentro dos guarda lamas e estao sólidos.

    a pergunta é: será normal este preço para uma pintura? será que devo procurar melhor?
    quero mesmo dar continuidade ao restauro porque preciso de um carro para me poder deslocar, espero eu que no futuro seja de 850. :)

    Ver anexo 347197Ver anexo 347198

    Ver anexo 347199Ver anexo 347200

    Ver anexo 347201Ver anexo 347192

    Ver anexo 347193Ver anexo 347194

    Ver anexo 347195Ver anexo 347196
     

    Ficheiros Anexados:

  11. Rui,

    Restaurar um carro devidamente é um trabalho caro, não tenhas dúvidas disso. Não podes comparar isso com ajeitar meia dúzia de pormenores num carro completo e dar um banho de tinta no exterior. Restaurar o carro todo implica refazer tudo, a carroçaria é toda pintada por dentro, tem de ser isolada, aplicados vedantes, etc. Basicamente o carro tem de ser reconstruído.

    Quanto a garantias, se o trabalho não for feito na íntegra (ou seja, totalmente decapado e tratado de raíz), é natural que não te sejam dadas garantias, porque para o pintor está-se a fazer um trabalho sobre uma carta fechada, e nunca se sabe se daí a pouco tempo não vem alguma coisa que estava oculta lá debaixo dar cabo do trabalho que ele fez. E depois quem se amola é ele...

    Francamente temos de começar a pensar nestas coisas como deve ser e não apenas pelos mínimos tostões e querendo a papa toda feita e assegurada. Se queres um trabalho a 100% e para durar uma vida, mentaliza-te que tens de largar no mínimo algo entre 3 a 5 mil euros. E sim, isto porque é um carro pequeno e simples.

    Se este tipo de mentalidade continuar, é natural que daqui a amanhã ninguém na comunidade de pintores profissionais se disponha a restaurar clássicos... são sempre retratados como os maus da fita.

    Não tenho nada a ganhar com isto, mas tenho pessoas conhecidas que trabalham neste ramo, e sei o que passam a aturar mentalidades desse género e piores. São pessoas com paixão, que se esmeram no que fazem, e que são repetidamente maltratados por gente que não sonha metade do que custa fazer o trabalho que se apresenta no final. E a factura não reflecte nada que se pareça com a mão-de-obra real que entra num destes serviços... vocês também gostavam de ser pagos por menos de metade daquilo que fizeram?

    No caso do teu 850, pede a um chapeiro que te repare as zonas afectadas e dê uma inspecção no resto. Os painéis que não estejam mal, limpa tudo bem e dá um despolimento. Pede depois ao pintor que te faça um orçamento para pintar o carro, sem mais nada à mistura. Será provavelmente a opção mais económica, mas ainda assim não é dado nem nada que se pareça.

    Espero que não leves a mal o desabafo, mas este tipo de discursos são extremamente comuns por aqui e são totalmente injustificados. Quem não tem dinheiro não se mete em trabalhos, mais vale isso do que depois andar a enganar quem trabalhou e não recebe...

    Eu falo por mim, os meus carros são arranjados para andar, uso-os todos os dias e faço quilometragens exorbitantes para carros desta idade, mas têm sempre um ar deslavado e descuidado, porque nem gosto nem tenho disponibilidade financeira para os ter em melhor apresentação. Um clássico não tem de ser um pano de amostra reluzente, de que serve investir rios de dinheiro em algo que não tem retorno?

    Um abraço!
     
  12. Eduardo antes de mais obrigado pela resposta.

    Eu compreendo o que dizes, já restaurei uma florett de 1960 e só na pintura foram 500€ ou mais e estamos a falar numa motorizada.

    Agora o que eu pretendo fazer no 850 é pô-lo utilizável, poder andar com ele diariamente. Não quero fazer um restauro desses em que o carro fica como novo. Isso será mais tarde quando trabalhar e puder pagar as coisas por mim.

    O 850 tem o motor a trabalhar e a andar, o interior também está bom, falta me tratar a pintura e claro dar um jeito ao resto. Tenho mais ou menos 4000€ para gastar, isto não da para deixar o carro minimamente aceitável para uso diário?

    Continuo a dizer a intenção não é por o carro novo, é deixar o carro pronto para andar no dia a dia.
     
    Silvio gostou disto.
  13. Boa noite:

    Gastar 4000 euros para o carro nao ficar em condiçoes, desculpe-me que lhe diga é deitar dinheiro fora.
    Nestas coisas, quando se mexe, ou fica bem feito ou entao, é torrar dinheiro ate mais nao.
    Se acha que as coisas sao caras( e sao) e o carro estava mais ou menos nao o tinha desmanchado.
    Ja imaginou, o que é gastar 4000 no carro e sentir que o trabalho que esta feito nao presta para nada?
    Sabe quanto custam os cocos onde encaixam os farois?
    Pelas fotos, um deles esta podre. O que acha que se faz com aquilo?
    Sabe quais sao os pontos fracos do 850?
    Ja imaginou o que é ter pintado o CARRO, vir uma chuvada e a ferrugem aparecer?
    O que vai dizer?

    Conheço um pessoa que talvez o possa ajudar, mas.......................................
     
    João Luís Soares gostou disto.
  14. Investe primeiro no trem mecânico todo para o pôr como deve ser (e quando me refiro a trem mecânico é TUDO, desde motor até aos cubos das rodas, não é só mudar o óleo), repara os podres e pinta só essas zonas em vez de pintar o carro todo. Limpa bem toda a carroçaria, verifica se todos os canais de drenagem de água estão desimpedidos, e protege a chapa onde quer que haja falhas de pintura.

    Não fica todo pipi, mas com esse orçamento dá perfeitamente para ter um carro fiável e utilizável no dia-a-dia. Estás a fazer conservação em vez de restauro.
     
  15. Já andei a sondar varios pintores e a expor aquilo que pretendo, a ver vamos no que isto da, parece que pelo facto de o meu avô sempre ter guardado o carro na garagem longe do tempo humido, me vai poupar algum dinheiro a retificar podres que eram normais aparecer.

    Entretanto andei a fazer uma especie de lista de peças que preciso para o 850, quer me parecer que ainda faltam algumas, mas a medida que me for lembrando vou apontando.

    para já a lista é a seguinte:

    - Frisos laterais
    - Frisos de baixo das portas
    - Côco da luz do lado do passageiro
    - Aros das luzes da frente (os meus foram pintados de cinza)
    - Grelha da frente (tinha a do 127)
    - Elevadores dos vidros (dos 2 lados)
    - Torneira da saufagem
    - Corpo e termostato
    - Travões da frente e de trás
    - Frisos do tejadilho

    Amortecedores não sei se devo ou não trocar, na ultima inspeção tiveram pressão suficiente para passar, não sei se é necessário trocar.

    Pedia então ajuda a quem tem conhecimento nestas peças se me podia ajudar a saber onde as posso encontrar, sei que existe uma casa chamada bertoricambi, mas nao sei se tem tudo e se os preços são acessiveis.

    Já agora, outra questão, penso eu que a caixa de direcção tem alguma folga, isso pode ser reparado ou é para esquecer?

    Abraço!
     
  16. Acho que da para reparar,mas os mais entendidos dão já uma opinião.
     
  17. Para peças procura com calma nos classificados, aparece muita gente a vender peças de carros desmontados que são acessíveis. Os preços do BertoRicambi costumam ser criticados, mas eu sinceramente não noto muitas diferenças em relação ao que custa mandar vir de fora.

    Os aros de farol são iguais a vários outros Fiat, nomeadamente os 124, por isso são fáceis de encontrar. Eu devo ter um par na garagem, mas não estão perfeitos. Desconfio que os "côcos" são a mesma história, mas não sei se tenho.

    Agora deu-me uma branca e não me lembro se o 850 tem caixa ou cremalheira na direcção, se for caixa tem afinação. Mas o melhor é inspeccionar tudo.

    Na generalidade os preços das peças são acessíveis, mas convém procurar com calma e ver o que é realmente necessário antes de começar a comprar a torto e a direito.

    Se o carro não tem uso há muito tempo, a nível mecânico eu revia:

    - Carburador (jogo de juntas, limpeza e verificação de folgas);
    - Ignição (platinados, condensador, tampa e rotor, limpeza e verificação, velas e provavelmente cabos);
    - Motor (trocar óleo e filtro, afinar folgas de válvulas);
    - Corrente de distribuição (verificar folga, e se existir, trocar);
    - Circuito de arrefecimento (drenar, trocar relas no bloco e bomba de água, lavar bem, verificar radiador, trocar termostato e atestar com anticongelante de qualidade);
    - Travões (limpar tudo, rever pinças e trocar bombitos, tubos flexíveis e bomba central);
    - Sistema eléctrico (rever dínamo, verificar se tudo funciona);
    - Correia de acessórios;
    - Escape;
    - Suspensão e direcção (verificar folgas, lubrificar o que se puder, e alinhar tudo);
    - Pneus (nunca fiar em pneus de idade incerta).

    Isto é a lista que me ocorre assim de repente, mas há sempre algo mais que nos recorda que existe quando falha, é o costume. Mas se passares por todos estes itens, já é uma boa garantia que vais ficar com um carrinho capaz de aturar muitos km sem chatices.

    Um abraço!
     
    Claudio Vilas e Hugo_Fiat 242 gostaram disto.
  18. Amigo rui efectivamente e assim o carro e pequeno mas com grandes custos
    possuo muitas peças novas e usadas para esse modelo se precisar de ajuda
    estamos ca
     
  19. Eduardo mais uma vez obrigado pela ajuda!

    Armando Pereira, da lista que indiquei quais as peças que tem?

    Acho que já cheguei a acordo com um pintor, a ver vamos...
     
  20. Já agora, como posso saber qual o codigo da cor original do carro?

    Posso perguntar na fiat? existe alguma chapa no carro onde tenha essa informação?

    Outra coisa, encontrei umas quartelas em napa mas são camel, da para as pintar de preto? é que as minhas estão todas rotas e eu queria manter as linhas originais, pelo que me disseram não podem ser reproduzidas porque são vulcanizadas de origem.
     
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página