Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Portalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

Reedição da Suposta Prova de 1968 - 26 de Abril'08

Tópico em 'Clubes e Eventos' iniciado por Hugo D Oliveira, 3 Mar 2008.

Tópico em 'Clubes e Eventos' iniciado por Hugo D Oliveira, 3 Mar 2008.

  1. É com enorme prazer que o Clube LusoClássicos, já no próximo dia 26 de Abril, apresentará na Vila de Luso uma nova actividade.

    Trata-se de uma “mítica” prova reeditada após 40 anos e que demonstrará variadas actividades ao longo dos antigos (mas asfaltados) troços do Rally de Portugal.

    O evento contempla o seguinte:

    PROVA DE REGULARIDADE "SPORT" (média 50km/h)
    PROVA DE REGULARIDADE "HISTÓRICA" (média 30km/h - 40km/h)
    PROVA DE PERÍCIA
    ANIMAÇÃO DURANTE TODO O DIA DE PROVA
    ANIMAÇÃO NOCTURNA

    Queremos trazer à nossa bela Vila todos os entusiastas ou principiantes que nunca participaram nas ditas "provas" dos clássicos. Mais do que a suposta competição, o interesse é sobretudo o convívio e a certeza de um dia (e de uma noite para quem quiser) realmente bem passado.

    As inscrições para a “Reedição da Suposta Prova de 1968”, estarão abertas até dia 24 de Abril de 2008, e brevemente teremos mais informações no nosso site em www.lusoclassicos.com

    Ficha de inscrição (clicar para abrir ficheiro em PDF)

    Há momentos na vida que não se podem perder, são únicos.
     
  2. Boas,B)

    Muito bom...:p

    É de facto uma bonita zona para se realizar um evento desses e com tradição nos clássicos...:feliz:

    Quanto mais iniciativas destas se realizarem em Portugal, melhor será para se divulgar os diversos automóveis clássicos que por aí existem, escondidos nas garagens...:D
     
  3. Pena é que coincida com o encontro nacional no portal o_O
     
  4. É realmente um local maravilhoso para recordar velhas tradições. Paisagens fantásticas, ambientes míticos, recordações exemplares....Enfim um local propício e chamativo... O facto de coincidir com o encontro do Portal, nada implica. Haverá espaço para todos num evento que se pretende memorável.........
     
  5. Suposta prova de 68, reeditada!!

    Reedição da Suposta Prova de 1968

    Foi no passado dia 27 de Abril que o Clube LusoClássicos inovou e recordou velhos mitos dos anos 60. Reeditou uma suposta prova, que à 40 anos estava para ser realizada, tendo como principal cenário os antigos troços do Rally de Portugal. Uma verdadeira aventura por percursos memoráveis.


    Carregado de diferença e radicalmente assumido como inovador, o LusoClássicos contemplou para este encontro um programa que marca pelo dinamismo e reforça o orgulho de todos os participantes, que se assumem como protagonistas exemplares deste cenário.
    Com uma lista de inscritos que ultrapassou as duas dezenas, e com uma lista de desistências que alcançou o limite de seis, este encontro não poderia ter sido mais único, dinâmico e acolhedor. Recordar?... Reviver?.... Prova Mítica?.... 1968?.... Os comentários faziam-se sentir a partir do momento em que o mote foi lançado. Rapidamente o interesse e a vontade de participar fizeram deste evento uma prova de simbologia desportiva e logicamente social, levando todos os participantes ao expoente máximo de satisfação. Com uma componente “Sport” e uma componente “Histórica”, esta “prova” dividiu-se em 3 etapas e uma memorável prova de perícia. De organização toda agrupada e de participantes curiosos e após verificações, sente-se no ambiente “militar” da Serra do Bussaco a hora crucial… 10h e 20 minutos, e o relógio de prova assinala a saída do primeiro veículo para a primeira etapa…. “a Rampa”….. Um BMW 323i do Clube LusoClássicos (veículo 00) faz as delícias do público e abre a “prova Sport”. Rapidamente a vontade e o nervosismo dos participantes, fundiram-se num só, dando origem à concentração e vibração dos motores…. 23 minutos depois o Ford Taunus 1.6 encerra a componente Sport…. Minuto seguinte e…. “Atenção!!!” Volkswagem Carcha Oval de 1956, inicia a sua subida, de acelerador alucinantemente no fundo… A prova estava encaminhada e às 10h e 31 minutos o Mini Morris 1000 de 1968 fazia o arranque para o final da 1ª Etapa. “Excelente!!! Uma Rampa de 4 Km, que marcou tempos de duras provas em 1968!!!”
    Depois de um momento de descanso, era hora de partir…O relógio assinala 11h e 15 minutos….De road book em mão, o participante nº 01, Rodrigo Almeida em Mini Morris MKII de 72, arranca em regularidade sport para um cenário verdadeiramente desportivo e de recordações…. Para o início da regularidade histórica, o cheiro a gasolina recordava realmente épocas passadas, e colocava os veículos no ponto de elite… Acelerações marcantes, médias absolutas, controles secretos, público, enfim….. cenário instalado para recordar o passado….Já passava um pouco das 12h e 30 minutos quando começam a chegar os primeiros veículos. O calor já apertava, e os motores já se ressentiam de uma manhã em esforço e cheia de “picadas”, que se pretendiam bastante regulares. Os veículos precisavam de descansar, os participantes queriam respirar para um almoço ao ar livre bem instalado na Vila do Luso e junto ao Lago. O leitão foi servido e nem esse escapou a uma verdadeira prova de sabores e ritmos bem quentes.
    Quando o tempo é bem passado, os momentos são sempre recordados com alegria… Mas….3….2….1…..0…. 15h e 35minutos e a 3ª Etapa foi lançada. De corações mais frescos, todos os veículos rasgaram o arranque de uma forma exemplar e nem o mais antigo cedeu às vontades próprias, que desejavam uma merecida “sesta”… De controles bem colocados, de comissários já instalados, o desenrolar da tarde mais parecia uma real passagem de modelos… Triumph para cima, MG B – GT para baixo, Porsche 911 cheio de calor, juntamente com os restantes, faziam uma realidade que há muito se recordava e há muito se merecia para esta bela Mata do Bussaco. Enfim, uma sincera manifestação histórica que trouxe para este “manto verde”, símbolos, fases e tempos de uma vida que muito fazem falta nos dias que correm.
    “É pena mas o que se torna agradável termina rapidamente!!” ….Já passava das 17h e 30minutos e de “pinos” colocados, verificados e testados pelo veículo da organização, inicia-se aquilo a que se chamou de descompressão e soltar o veículo…. A Perícia tinha começado e o bailado já fazia parte da delícia do grande público que por ali passou…. Todos ficaram radiantes e nem a organização esperava tanta gente….Fantástico…. Contornar os “pinos”, e mais uma saída do trajecto, a velocidade adequada, o espectáculo estava novamente instalado e não houve momento algum em que o som de fundo não fossem as palmas e os louvores do público.
    Era tempo de contagens e de lançamento de tempos…. Passagens ao segundo, controles, tempos, erros, tudo foi levado ao pormenor…. A 1ª Etapa (prova de rampa) foi ganha pelo veículo espanhol nº 02 Luiz Garcia em Mini 1300; a 2ª Etapa de regularidade foi ganha por Fernando Ribeiro, veículo nº 10, num já conhecido Volkswagem Carocha Oval de 1956; a 3ª Etapa teve como protagonista vencedor o veículo nº 03, Albano Tomáz, em Mercedes 280 SL de 1975; A perícia mereceu destaque para Carlos Gonçalves, veículo nº 06, que em Volkswagem Golf GTI, “limpou” com facilidade os contornos de toda a prova.
    O dia estava praticamente concluído, mas o Clube LusoClássicos tinha preparado uma acolhedora festa privada, num ambiente diferente e carregado de simbologia. Com o Luso como grande envolvente, o “Allegre – Chillout Lounge Bar” fez com tudo culminasse no momento único de diferença e misticismo. A animação em redor de todo o evento, de pura adrenalina, mesclada de paz de espírito, foi, sem margem para dúvidas, um dos “troços” privilegiados de “1968” da suposta prova, cujas coordenadas resumem-se às virtudes territoriais naturais e artificiais, insinuando dinamismo, organização e inovação. Foi aqui mais uma vez demonstrado que o pormenor quando utilizado, faz a correspondência com o sucesso, garantindo um homogeneidade entre todos os participantes.
    O Clube LusoClássicos, agradece a todos os participantes pelo divertimento e dinamismo que facultaram, a todas as entidades que de resto têm vindo a marcar todos os restantes eventos e a todos os colaboradores que fizeram desta prova um sucesso, uma descoberta e uma verdadeira prova para repetir no futuro. “Há momentos na vida que não se podem perder, são únicos…”

    Classificações

    1ª Etapa – RAMPA

    1º - Veículo nº 02, Mini 1300, 1972, de Luiz Garcia (Espanha)
    2º - Veículo nº 07, Chevrolet Corvette, 1987, de Augusto Carvalho
    3º - Veículo nº 04, Porsche 911 Carrera, 1986, de António Santos

    2ª Etapa – Regularidade

    1º - Veículo nº 10, Volhswagem Carocha Oval, 1956, Fernando Ribeiro
    2º - Veículo nº 13, MG B – GT, 1972, Abel Noronha Soares
    3º - Veículo nº Volhswagem Carocha 1300, 1966, Eduardo Silva

    3ª Etapa – Regularidade

    1º - Veículo nº 03, Mercedes 280SL, 1975, Albano Tomáz
    2º - Veículo nº 08, Ford Sierra Cosworth, 1988, André Marça
    3º - Veículo nº 01, Mini Morris MKII, 1972, Rodrigo Almeida

    PERÍCIA

    1º - Veículo nº 06, Volhswagem GTI 1800, 1988, Carlos Gonçalves
    2º - Veículo nº 08, Ford Sierra Cosworth, 1988, André Marça
    3º - Veículo nº 01, Mini Morris MKII, 1972, Rodrigo Almeida

    O Clube LusoClássicos quer desde já agradecer a todos os que participaram neste fantástico dia de prova.... Foi um dia verdadeiramente cheio de recordações e memórias de outros tempos.
    Brevemente todas as classificações em http://www.lusoclassicos.com
     
  6. Uma abordagem muito interessante e muito esclarecedora sobre o desenrolar da prova,
    Obrigado
     
  7. Na narração só faltaram mesmo umas fotos, mas mesmo assim foi esclarecedora, sem duvida
     
  8. Ora finalmente cá chegam algumas fotos da Mítica Prova.
     

    Ficheiros Anexados:

  9. E aqui seguem as classificações gerais de todas as provas
    Informaçõs em http://www.lusoclassicos.com

    Classificações

    1ª Etapa – RAMPA


    1º - Veículo nº 02, Mini 1300, 1972, de Luiz Garcia (Espanha)
    2º - Veículo nº 07, Chevrolet Corvette, 1987, de Augusto Carvalho
    3º - Veículo nº 04, Porsche 911 Carrera, 1986, de António Santos

    2ª Etapa – Regularidade


    1º - Veículo nº 10, Volhswagem Carocha Oval, 1956, Fernando Ribeiro
    2º - Veículo nº 13, MG B – GT, 1972, Abel Noronha Soares
    3º - Veículo nº Volhswagem Carocha 1300, 1966, Eduardo Silva

    3ª Etapa – Regularidade


    1º - Veículo nº 03, Mercedes 280SL, 1975, Albano Tomáz
    2º - Veículo nº 08, Ford Sierra Cosworth, 1988, André Marça
    3º - Veículo nº 01, Mini Morris MKII, 1972, Rodrigo Almeida

    PERÍCIA

    1º - Veículo nº 06, Volhswagem GTI 1800, 1988, Carlos Gonçalves
    2º - Veículo nº 08, Ford Sierra Cosworth, 1988, André Marça
    3º - Veículo nº 01, Mini Morris MKII, 1972, Rodrigo Almeida
     

    Ficheiros Anexados:

Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página