Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Portalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

R4 faz meio século em 2011

Tópico em 'O nosso hobby: Clássicos' iniciado por Alex Marques, 15 Dez 2010.

Tópico em 'O nosso hobby: Clássicos' iniciado por Alex Marques, 15 Dez 2010.

  1. FONTE: JN 15-12-2010


    RENAULT 4 FAZ MEIO SÉCULO EM 2011




    O Renault 4 celebra 50 anos em 2011 e a marca francesa não vai deixar passar em branco o aniversário do carro que vendeu mais de oito milhões em todo o Mundo.

    O fabricante de automóveis franceses vai festejar em 2011 o 50º aniversário do Renault 4, que vendeu mais de oito milhões de unidades em cerca de 100 países. O carro foi apresentado pela primeira vez no Salão Automóvel de Paris, em 1961.


    Mal podia imaginar Pierre Dreyfus que o carro, que havia pensado em 1956, acabaria por se transformar num dos maiores êxitos automobilísticos.

    O então presidente da Renault desejava que a construtora francesa fabricasse uma espécie de carro "calças de ganga", ou seja, um veículo versátil, barato, que se adaptasse facilmente às mudanças da sociedade e, mais importante, que fosse útil à população. Assim, e depois de cinco anos aprisionado em folhas de desenho, o Renault 4 é mostrado, em 1961, em Paris.

    Nos mais de 30 anos em que o famoso veículo foi comercializado um pouco por todo o Mundo, foram produzidas mais de oito milhões de unidades, em fábricas situadas em 27 países diferentes, desde a Austrália e África do Sul, até Espanha e Chile.

    O Renault 4 teve várias versões, donde se destaca a R4, mais conhecida por 4L, entre outras: um modelo com tracção às quatro rodas e outras edições limitadas como a Rodeo, a Parisienne, a Safari, a Jogging e a Sixties.

    A 4L, apelidada de "Sapo" em Itália e "Carro do Noddy" no Zimbabwe, tinha um primeiro motor com 20 cavalos de potência que permitia atingir uma velocidade máxima de 95 km/hora. O êxito que obteve logo desde a apresentação traduziu-se em 7500 pedidos de encomenda só em França e quase cinco mil no resto da Europa.


    No ano seguinte, foi lançado um novo motor, com mais sete cavalos, o que permitia ultrapassar a barreira dos 100 km/hora. A procura multiplicou e a marca atingiu as 500 mil unidades, matriculadas em 1964.

    Agora que se aproxima o aniversário do veículo, a Renault vai marcar o acontecimento com várias presenças e exposições em diferentes eventos: exposição Modulo 4, Rétromobile Classic Car Show, Reunião Internacional de 4L e, também, no Rali de Monte Carlo, onde o Renault 4 original competiu em 1962, não obtendo melhor resultado do que... o último lugar.

    Mas tendo em conta a história daquele que foi um dos carros mais vendidos e acarinhados em todo o Mundo, o episódio nem é assim tão relevante
     

    Ficheiros Anexados:

  2. Muito fixe!!! Sem duvida um carro icononico, mas infelizmente, ainda sem o valor que merece!
    Por um lado acho muito bom, a marca festejar os 50 anos do modelo, por outro.. é uma hipocrisia visto que eles pouco ou nada fornecem de peças para o mesmo! :p

    Sao coisas! :D
     
  3. M Bento,

    Não leves a mal mas não acho que, as queixas de que as marcas não tem peças nem ligam aos modelos mais antigos, não tem qualquer fundamento

    As marcas não são obrigadas a fornecer peças para carros com mais de 10 anos e a maioria não o faz porque não lhes convém. Apenas cuidam da sua vida o melhor que podem e na maioria dos casos consideram ser melhor opção concentrarem-se em vender carro novos e peças para os novos e semi-novos.

    Se a maioria dos "amantes" de clássicos acha que a melhor opção é andar de carro recente no dia-a-dia, porque é que uma marca não haveria de considerar a melhor opção para o seu dia-a-dia, vender carro novos e peças para os novos e semi-novos

    nuno g
     
  4. Ao contrário do que dizes, creio que a R4 tem tido sempre em conta o valor que merece(pelo menos aquelas que saíram até 1980), não em termos reais de cotização que os donos pedem por elas, pois isso são preços absurdos para carros que nunca serão raros, em Lisboa em cada esquina vez uma R4:huh: Por outro lado fico contente pela Régie comemorar este meio século deste enorme sucesso mundial que foi a R4, contudo peças para carros ditos "Populares" nunca faltou nem vai faltar;)

    As marcas não são obrigadas a fornecer peças, contudo no panorama geral, acho que ficaria bem a uma marca deste género poder ajudar da melhor forma qualquer glória da casa, mas como dizes bem, o que lhes interessa é vender, vender e vender novo.
    No que toca a Renault em termos de oficina, nunca me satisfez em qualidade de serviço, mas isso sou eu que pensoB)
     
  5. Parabéns à Catrela:D

    Oxalá se lembrem que em 2012 (altura em que é previsto acabar o mundo) o R5 faz 40 anos:huh::D
     
  6. 4L é que é! Parabéns ás quatro latas!!
     
  7. não vai haver nenhuma comemoração em terras lusas? tenho de participar! para o ano a minha já faz 25 anos :D
     
  8. aguarda-se talvez por parte da "Renault Portugal" e dos Clubes R4 de norte a sul do pais um evento "EM GRANDE" tal como seria merecido.

    Mas para tal , era necessario um enorme trabalho de equipa ...

    Mas seria no minimo hilariante ...

    do Genero : 50 Anos R4

    ... 500 R4 :)

    ou sera pedir demais para um automovel que excassez nas unidades nao tem ?
     

  9. é certo que hoje em dia existe pessoas que pedem "fortunas" por estes automoveis.

    Em 1990 o meu pai comprava estas renaults por 20 Contos ... hoje em dia 100 euros !

    Facilmente se ve preços mais exurbitantes . . . mas sera mesmo que são exurbitantes ou simplesmente é mais facil encontar quem tenha possiblidade de comprar uma R4 por 500 euros do que por 4000 ?

    Sera que nao valem por haverem em demasia ?

    Ou seja ? Se houvessem menos R4 ja valeria a pena e ja seria sensato pedir valores que nao sao para todas as "carteiras" ?

    Pessoalmente tenho uma GTL e uma 4F , ambas para venda , mas e os valores que peço ?

    Não valem ? Ou não a comprador para estes valores hoje em dia ?

    (...)

    Deixo a dica (...)

    Cumprimentos
     
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página