Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Portalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

Quando não restauramos nós mesmos...

Tópico em 'Ajuda no Restauro e Manutenção' iniciado por Sonia Fernandes, 8 Jan 2008.

Tópico em 'Ajuda no Restauro e Manutenção' iniciado por Sonia Fernandes, 8 Jan 2008.

  1. ... e temos de entregar o nosso veiculo a uma oficina na qual não conhecemos as pessoas, confiam nela?

    Ou seja, entregamos o nosso carro com peças originais, algumas valiosas e difíceis de encontrar... corre-se sempre o risco de haver trocas por peças não originais, roubos, etc....

    Qual a vossa experiência sobre isto, dicas, conselhos, etc...
     
  2. Excelente tópico!
    É algo que já me passou pela cabeça algumas vezes... algumas peças custam os olhos da cara, muitas vezes estamos anos à procura daquela peça ou pior ainda, nem sabemos qual o verdadeiro valor de algumas delas. Confiar uns valentes milhares de euros em alguém que dizem ser de confiança é sensato?

    A única coisa a fazer é estudar muito bem o nosso clássico e acompanhar de perto todos os trabalhos...
     
  3. E mesmo assim pode ser complicado. Há peças que pode ser muito semelhantes e que nem se dê pela troca, pode dar-se o caso do sr. dizer que se partiu ou que não funcionava, na esperança de não a trazermos para casa porque está avariada e ele acaba por ficar com ela... Há inumeras situações que para quem está no ramo torna-se fácil "enganar" o cliente...

    Ainda não decidi como restauramos o nosso, se entregamos a uma oficina, se vamos nós gerindo por partes e entregamos a diferentes pessoas de confiança, mas especializadas em cada área: mecânica, electicista, bate-chapas, etc... De qualquer forma já me lembrei que caso enviassemos o jipe todo completo para uma unica oficina fazer tudo, tirar certas peças mais valiosas e guarda-las em casa... e que até mesmo nós depois as podemos instalar e algumas deles tentar mesmo restaura-las.

    às vezes nem é pelo valor monetário da peças, mas sim porque aquela peça pertencia originalmente ao NOSSO veiculo!!!!
     
  4. Boas,

    Ha sempre a hipotese de combinar com a oficina e levar o carro ja desmontado, para eles ate é bom pois ja tem o trabalho meio feito, ao dono do carro custa o trabalho de o desmontar e o valor do reboque para o levar ate la mas em compensação acaba com todas essas duvidas em relação a peças que possam desaparecer.

    Na fase de montagem, a oficina pode fazer o trabalho, por exemplo, de mecanica/electricidade e a restante montagem ser feita ja em casa do dono do carro.
    Havendo um senão, garagem, se não tivermos onde o por, voltamos a questao inicial o_O

    Abraço
     
  5. Se tiver condições (espaço) opte pela segunda hipotese! Ou seja,têm o vosso belo jipe na vossa garagem e contratam o pessoal qualificado quando necessário...bate chapas,electricista,etc,etc..;)
    Apesar de poder haver riscos na mesma...temos que confiar também em alguemo_O

    Boa sorte e boa continuação;)
     
  6. a minha opiniao pessoal é a seguinte:
    Temos de ser cautelosos em relaçao a quem entregamos as nossas coisas. tem que haver um minimo de confiança, eu m entrego nada que seja meu a qualquer biscateiro, seja carros classicos, sejam os novos.
    eu nunca entregaria um classico meu a um individuo que nao conhecesse ou pelo menos a sua forma de trabalhar. Tenho que ter referencias primeiro.
    Por isso temos de ser cautelosos, mas nao podemos viver num clima de desconfiança permanente, pois quem desconfia nao é serio
     
  7. Pois de facto esta questão aflige muita gente que por falta de condições sejam elas quais forem não pode deitar mãos à obra e dá o trabalho a fazer a outros... nesta coisa de restauros o tempo tem que ser ser sempre nosso aliado, nada de pressas e logicamente temos que escolher a quem confiar a nossa reliquia. Mesmo com tudo a correr bem e seguindo passo a passo o andamento dos trabalhos, há sempre qualquer coisa que falha, mas com calma e paciência tudo se resolve. No Dauphine tenho duas questões por resolver, os piscas laterais e a luz da matricula traseira, as que estão colocadas não são as correctas, mesmo sendo da época não são as do modelo (R1091 de 1960) , não foram montadas por "engano" foram as possíveis mas a reposição correcta chegará a seu tempo... nada de desesperos!
     
  8. Eu pessoalmente prefiro entregar o meu carro a pessoas conhecidas ou indicadas por amigos meus. No meu caso o carro está nas mãos de um grande amigo meu, como tal não corro o risco de ser enganado.
    No teu caso Sónia o melhor que tens a fazer é ter uma conversa séria com o responsável da garagem e acompanhar muito atentamente todo o processo de restauro, se mesmo assim tiveres receio em algumas peças o melhor mesmo será fazeres uma pequena marca nessas peças, mas acho que não seja necessário optar por esses caminhos. É a minha opinião.
     
  9. Excelente tópico, sem dúvida..
    No meu caso, posso dizer que durmo descansado todas as noites porque a minha oficina de confiança é a mesma onde trabalha o meu pai a 25 anos, mas para quem não tem essa sorte...não deve ser fácil e decerto haverá pessoas com más experiencias a este nível, sendo o suficiente para se fazer uma generalização incorrecta, surgem entao os estereotipos...
    Depois por causa de serviços "menos claros" pagam todos e toda a gente perde porque a confiança perde-se, mas é só a minha opinião..
    Cumprimentos
     
  10. Desde já os meus parabéns pelo tópico.Neste casos não há nada melhor que pedir para levar as peças velhas no final da reparação,no entanto temos de ter em atenção que normalmente colocamos um carro seja ele qual for numa oficina de confiança.Eu sou dessa opinião.Agora um caso à parte..Hoje em dia temos que ver que mta gente se preocupa nos preços e não na qualidade...muita gente não tem a noção do que é um restauro a fundo e depois ficam surpreendidos...Eu próprio já assisti a restauros que "Deus me Livre":Dmas não ficaram mal pq a oficina quis mas sim pq o proprietário dizia que estava bom.e já não tinha €€€€..O problema é que mais tarde aparecem os podres e vão dizer que a culpa foi da oficina que acaba por ficar mal vista.É uma situação ingrata...Em muitos casos é isto que acontece...Se tivermos confiança no trabalho da oficina e principalmente €€€€€ concerteza que o restauro ficará impecável;)
     
  11. realmente quando não existe uma proximidade entre o ciente e o prestador de serviços, pode tornar-se complicado o_O
    não tendo conhecimentos e/ou garagem tudo fica mais dependente de uma relação meramente profissional, torna-se fulcral acompanhar o restauro de carro ao maximo, correndo o risco de ser visto como um cliente chato , e mesmo assim a hipotese de ser enganado é viavel
     
  12. Cara Sónia

    Excelente comentário o seu. Foi bom e mau. Bom, porque nos alerta para uma situação cujo risco será cada vez maior. Mau, porque ficamos com dúvidas se não nos terá já acontecido.

    Obrigado pelo alerta.

    Um abraço

    José Poças
     
  13. Quanto a mim... estou descansado. Aquilo que não sei fazer, seja mecãnica, chapa ou pintura, tenho um familiar bem próximo que tem uma oficina. No entanto, dá que pensar um pouco... quem não tenha alguém de confiança a quem entregar o trabalho, fica com bastantes macaquinhos na cabeça, e corre-se inclusivé o risco de para quem não perceba, otrabalho parecer bem feito, mas afinal não estar nada de jeito, com algumas aldrabices...como já tenho visto alguns. :rolleyes o_O
     
  14. É verdade que só pomos o carro em oficinas de confiança, só compramos carne em sitios de confiança, só entregamos os nossos filhos a pessoas de confiança, só pedimos para reparar o nosso computador ao técnico de confiança. O problema é quando esta palavra: confiança se transforma em: afinal....

    Se calhar exagero quando penso nisto. Mas de facto quando começamos a ponderar a melhor forma de restaurar o Serie (independentemente dos euros, nem que demore 10 anos), a minha primeira preocupação foi: O que me garante que não vão trocar coisas originais do meu, por outras de outro modelo ou do mesmo modelo mas mais velhas...

    Na próxima reencarnação quero nascer filha de um homem com uma oficina!!!
     
  15. Como muitos já tiveram os seus carros em algumas oficinas, e que tal dizer como correu o serviço?

    O melhor que se poderia fazer era criar um tópico com as oficinas e dar notas ás mesmas... :huh::huh:
     

  16. aí está uma boa ideia!
     
  17. Tens sempre a ipotese de tirar umas fotos.....;) Eu não fiz isso por "desconfiar" de alguém mas por saber depois como monta-las!!:D:D
     
  18. Tirar fotos, não me garante que não as troquem... só me dá certezas.

    E depois de trocadas, gamadas, "partidas", etc.... nem as fotos as recuperam... ;)
     
  19. A idéia não seria má mas.....tornamos isto um "negócio" e depois por exemplo: "a oficina XPTO é muito porreira...por acaso até é minha...á mas a minha é que é boa e tal....." e arranjamos aqui uma "guerra" :feliz:o_O

    Por mim tudo bem...
     
  20. Mas ficas sempre com uma prova da tua palavra..;) Esquece isso e põe o canhão a andar....:D
     
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página