Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Portalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

Qual a pior chapa?

Tópico em 'Chapa e Pintura' iniciado por Joao Cunha, 2 Ago 2008.

Tópico em 'Chapa e Pintura' iniciado por Joao Cunha, 2 Ago 2008.

  1. Boas caros amigos.

    Abri este tópico com o intuito de que poderá servir de ferramenta para futuras aquisições ou restauros.

    O truque está em ser sinceros como penso que o sejam sempre,digam por vossa justiça a verdade acerca da chapa dos vossos clássicos.
    Ou seja esta sondagem consiste num pequeno "estudo" acerca da chaparia dos vossos automóveis (se é boa, fraca, se oxida facilmente, para remendar é fraca ou boa,etc...tudo o que seja importante revelar,mesmo os mais insignificantes truques).
    Com certeza que irá elucidar muita gente e ajudar sobretudo.

    Não dá para fazer votação pois acho que compreendem que iria ser complicado.

    Um abraço e colaborem com sinceridade e nada de descriminações entre marcas ou modelos somente a vossa opinião é o importante.
     
  2. Começo eu ...
    Mercedes W115 chapa forte e fácil de restaurar mas esconde muitas surpresas inesperadas por baixo das portas e há volta dos vidros.

    Toyota celica Ta22 nível de chapa é franca (puxa a ferrugem) de dureza é muito rija e muito difícil de executar trabalhos de bate-chapa,muito resistente para soldadura,pontos fracos nas dobradiças das portas frente do capo (vinco) e embaladeira,também no tejadilho junto ao "corre-águas".
     
  3. KE20 , conheçidos pela fácil oxidação o_O, chapa rija , fácil de soldar ,aguenta pontos de soldadura sem a deformar ,e de razoável quinagem/dobragem ( moldagem), pontos negativos : capô , nas zonas finais embaixo, junto á grelha , dobradiças, cavas das rodas , e junto dos vidros (pára-brisas e óculo traseiro) , se bem que nunca tive este tipo de problema no meu:D, fundo da mala , onde alberga o pneu suplente :(-, á , e tambem por dentro dos guarda-lamas , em que muitas vezes entope as goteiras enchendo de lama , oxidando-as:(, não me lembra de mais nada , por agora :D
     
    José Luís Carvalho gostou disto.
  4. Audi 80 de 1983, chapa rija, vinha com garantia da marca de 6 anos contra ferrugem.
    Estado actual, começam a surgir alguns podres, fruto de uma pintura mal executada a pouco anos.
    Dou uma boa pontuação, acho que é resistente, peca na má construção da mala que sofre muitas infiltrações, inclusive ja caiu uma vez.
    Apresenta tambem alguma tendencia para criar ferrugem nas cavas das rodas e nos pilares.

    Outro que conheço bem é o Honda Accord, muito fraco de chapa, principalmente nas zonas das borrachas e vidros.
     
  5. Bem, reconhecidamente (até pela própria marca) a pior chapa da história automóvel é dos AlfaSud.
     
  6. É verdade, eu ficava espantado com algumas pessoas quando mostrava fotos desses modelos sem ferrugem e elas ficavam incredulas.
    Tenho um amigo Ingles que quando lhe mostei as fotos de um GTV6 exclamou "RUST FREE ALFA???NO WAY!"
    Ha quem diga que ja vem enferrugados de fabrica.
     

    Ficheiros Anexados:

  7. Tenho ideia que os AlfaSud nasceram de uma parceria entre a Alfa Romeo e o Governo Italiano para criar emprego e dinamizar a industria do sul de Itália.

    O problema é que (como tudo dos serviços públicos) a qualidade do aço utilizado era muito má e já com teores muito elevados de óxidos na sua composição.

    Além disso, o acondicionamento dos carro novos, parece que era feito perto das praias do Sul de Itália.

    Os resultados foram catastróficos.:(-
     
  8. Caro,

    A minha opinião é que se um clássico não for levado totalmente à chapa, sem esta ser alguma vez tocada com as mãos, tratado com resina epoxy e devidamente pintado com uma demão a frio e outra a quente, vai passar a vida a enferrujar.
    Digo isto por ter um Citroen ao qual ainda não fiz o tratamento e que regularmente me presenteia com algumas bolhas na tinta, o que sigifica, obviamente, ferrugem.
    Tenho lido que, em Inglaterra, alguns restauradores já pintam as carroçarias por mergulho em tinta, o que não deve ser nada barato.
    No entanto, não sou nenhum especialista e o que aqui disse resulta de algumas leituras e conversas com técnicos de chapa e pintura.

    Cumprimentos
     
  9. FIAT 600

    A ferrugem entra por todo o lado, principalmente nas embaladeiras e fundos, que são as primeiras partes a apodrecer e a abrir buracos. A ferrugem chega com muita facilidade aos pilares! Como soldo sempre com maçarico de oxi-acetileno, posso dizer que a chapa aguenta o calor, mas em muitos sitios, deforma com alguma facilidade. É preciso martelar muito e aquecer, pelo que por vezes, entramos numa espécie de ciclo vicioso de "aquece-martela". Uso a chamada chapa de 20 para tapar os buracos....
     
  10. Citroen 2cv AZU

    Restaurei um modelo destes há uns tempos e posso dizer que foi o mais dificil que já fiz!
    A chapa é terrivelmente fraca e ao mais pequeno encosto do maçarico, abre um buraco!
    Além do pesadelo que é a chapa ondulada! Também não aguenta muito bem os pontos de solda com a MIG! É um carro muito trabalhoso, que em termos de restauro, não me deixou grandes saudades! Torna-se muito dificil moldar a chapa, pois damos calor num sitio e empena logo noutro! Um pesadelo de restauro....
     
  11. Concordo com o Ricardo, já tive um 75 (2.0) de 1987(!!!), e é melhor nem falar nas ferrugens/podres que o carro trazia...Chapa muito fraca...

    Entretanto o Capri (1972) que está em fase final de restauro, toda a gente fica espantada porque não tinha nenhum podre!!!
     
  12. Eu tenho um Fiat 127 I 3P, aquilo esburaca-se por tudo quanto é lado, além disso tem a chapa exterior lisa, e por dentro a chapa a grosso da qualidade mais miserável. Aquilo já devia vir ferrugento, digo eu!

    Mas isto já todos os 127istas sabem, infelizmente xD
     
  13. FIAT! OS ecologicos pois são totalmente biodegradaveis! XD
     
  14. o meu teve anos a chuva, desmontei interior todo, cavas de rodas e assim e nada tem podres, so havia pequenos pontos de ferrugem k ja foram resolvidos :p
     
  15. O meu Fiat 127 não deu muito trabalho a restaurar! A chapa é boa e aguenta bem o maçarico!!! É claro que existem partes mais sensiveis como em qualquer carro, mas de modo geral, foi um restauro de chapa fácil! Nem se pode comparar ao 2 cv.....
     



  16. bem mas a marzia tambem nao ajuda muito o teu classico...:wacko:
     
  17. bem o meu taunus posso dizer que esta muito bom de chapa... esteve anos a fio a chuva e ao sol antes de ser meu... so tem dois podres no fundo no final das rodas de traz... nao sei se foi de acomular terra ou outras sujidades, de resto nao tem mais podres:feliz:

    Ver anexo 64553

    Ver anexo 64554

    Ver anexo 64555
     

    Ficheiros Anexados:

  18. Gostei muito do boneco de triste :D:
     
  19. Mercedes W123, grelha secundária , a que fica abaixo do pára-choques , é de plástico, mas nos pontos de fixação oxida um pouco e junto ás entradas de ar ,(pára-brisas):(-
     
  20. é verdade há muito tipo de chapa, as vezes o ser mais grossa nao conta ...,conta mesmo a qualidade, algumas mesmo nao despenção a colocação da resina de fibra e betume de ferro...
     
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página