Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Portalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

Protótipos, modelos únicos ou quase únicos.

Tópico em 'O nosso hobby: Clássicos' iniciado por Manuel Ferreira Dinis, 13 Ago 2007.

Tópico em 'O nosso hobby: Clássicos' iniciado por Manuel Ferreira Dinis, 13 Ago 2007.

  1. Protótipos, modelos únicos ou quase únicos.

    Este é um tópico para colocar fotografias de modelos únicos ou quase únicos, construídos com muito esforço e dedicação na esperança de um dia poderem vir a ser utilizados e muitos foram felizmente. Vamos agora recordá-los.
     
  2. Ficheiros Anexados:

  3. Ferrari 250 GT Breadvan “Camioneta”

    Um modelo único com o Nº de chassis 2819, originalmente de um Ferrari SWB 250 de competição, tendo obtido o segundo lugar no Tour de France em 1961. Vendido mais tarde ao Conde Giovanni Volpi, termina em terceiro nos 1000 km de Monthlery.
    Este modelo nasceu entre os desentendimentos entre o Conde Volpi e Enzo Ferrari, por este não lhe ter entregue um 250 GTO, para a temporada de 1962.
    Contactado o engenheiro Bizzarrini para a porte mecânica, enquanto Piero Drogo foi responsabilizado pelo desenho e pela sua construção.
    A Scuderia Serenissima, dirigida par Giovanni Volp inscreveu a nova máquina em Brands Hatch com Carlo Abate e em Le Mans, em 1962 onde lhe foi atribuído o Nº 16, mas abandona há quarta hora, com problemas na transmissão.
    second in the 1961 Tour de France, later it was sold to Count Giovanni Volpi's "Scuderia Serenissima" and finished third in Monthlery 1000-Kilometers

    http://www.leblogauto.com/2005/07/ferrari_250_gt_.html
     

    Ficheiros Anexados:

  4. Viva!
    É realmente um belo tópico!
    Aqui deixo um dos mais belos protótipos contruídos até hoje (na minha opinião)!

    Este automóvel é um Oldsmobile Golden Rocket de 1956! E foi lançado no Auto Show de Paris em 1957.
    Este carro tinha grandes particularidades ao nível de interiores! Na foto são visíveis...

    1 - por cima do banco abria tipo uma "telha" para o passageiro ter um ângulo de saída mais ampla;

    2 - O banco subia sempre que uma pessoa se levantava, de modo a que quando alguém se sentasse fizesse o "efeito de sofá", era mais confortável;

    3 - O banco rodava sobre si num ângulo de 90º para cada lado;

    4 - Um comando no volante, fazia com que o mesmo se movesse para a frente e para trás, para criar mais ângulo de saída;

    Não encontrei muitas mais informações!

    Mas sei que foi usado numa campanha do Oldsmobile Golden Rocket dynamic 88!

    Espero que disfrutem da beleza do Oldsmobile...

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]


    [​IMG]







    Cumprimentos
    Mário
     
  5. Phantom Corsair1938

    Desenhadp por Rust Heinz e Maurice Schwartz o Phantom Corsair assenta num chassis Cord 810 e foi produzido em 1938.
    O motor Lycoming V 8 de 4.729c.c., move este automóvel futurista, com pára-choques deformável, caixa de eléctrica de 4 velocidades automática e portas comandadas por um botão colocado no tablier.
    A sua velocidade é de 115 milhas por hora (185 km/h) e custava uma pequena fortuna24.000 dólares embora tenha siso planeado para custar metade do preço.
    O coupé de seis passageiros, ainda foi estrela de Hollywood no filme 'The young at heart'.
    O único modelo completo encontra-se no National Automobile Museum (The Harrah Collection) no Reno, Nevada.
    http://www.coachbuilt.com/bui/b/bohman_schwartz/bohman_schwartz.htm
    http://www.automuseum.org/NAM_collections_phtmcsr2.shtml
     

    Ficheiros Anexados:

  6. Marcos Mantis XP 1968
    A Marcos fundada em 1959 por Jem Marsh e Frank Costin, apresentou em 1968, um belo protótipo de carro de corrida.
    Construído para participar em Le Mans, o protótipo “Grupo 6” desenhado por Dennis Adams
    somente rodou em SPA, na Bélgica, nos 1000Km de 1968, com o motor mais robusto da Formula 1, o V 8 Repco Brabham.
    Inicialmente inscrito para Eddie Nelson e Robin Widdows, mas este, alegando falta de preparação foi substituído por um dos fundadores da marca Jem Marsh .
    Sob uma chuva diluviana , problemas eléctricos originaram o seu abandono.
    Posteriormente Jem Marsh, ainda usou um motor Buick V8, de 3.5 Litros, mais adaptado para as suas novas funções como carro de estrada e vendido pouco depois para os Estados Unidos.

    http://marcosmantis.mysite.wanadoo-members.co.uk/
     

    Ficheiros Anexados:

  7. Lincoln Futura de 1955

    Projectado em Dearborn e construído por Ghia em Italia, segundo os moldes do departamento de engenharia da divisão Lincoln Mercury , da Ford Motor Company
    O audacioso projecto aplicado sobre um chassis Continental Mark II, começou a ser exibido no Chicago Auto Show de 1955 e continuou a sua digressão durante mais quatro anos.
    A característica mais original, consistia num microfone da aproximação situado na parte traseira e que amplificava o sinal do som de todo o carro que aproximasse pela retaguarda.
    A transmissão automática era operada por teclas e movido como não podia deixar de ser por um V-8 Lincoln.
    “O carro do amanhã” como era apresentado na altura participou em 1959 no filme “It Started with A Kiss” com Glenn Ford e Debbie Reynolds.
    O Lincoln Futura não foi conservado mas, uma das formas de o poder apreciar é uma miniatura à escala 1/8, exposta no museu Henry Ford, em Dearborn, Michigan, próximo ao quartel-general da Ford nos Estados Unidos,.
    http://www.1966batmobile.com/background.htm
    http://www.portalclassicos.com/forum/showthread.php?t=3542
     
  8. As imagens do Lincoln Futura de 1955.
     

    Ficheiros Anexados:

  9. Batmobile
    Em 1966, o mago de Holliwood, George Barris, foi autorizado a converter para a 20th Century Fox , o distinto Lincoln Futura no famoso Batmobile. O carro foi totalmente construído em apenas duas semanas e participando nas filmagens na semana seguinte. Três réplicas com chassis e motores Ford Galaxie “1965-1966” foram então construídos.
    Algum tempo depois, muitas crianças brincaram com a miniatura da Corgi Toys, acompanhada do atrelado e do respectivo barquinho e ainda agora continua a ser um motivo de orgulho para muitos coleccionadores.

    http://www.1966batmobile.com/
     

    Ficheiros Anexados:

  10. Fiz um tópico só com ele :D Excelente, Unico, Fantastico!
     
  11. Este carro é conhecido como a "BreadVan" em alusão á sua peculiar traseira em forma de carrinha de padeiro!
     
  12. Super Isetta 700
    A história verdadeira por detrás do Super Isetta 700 era um original altamente classificado mas recentemente encontrou-se à venda no eBay Alemão (onde mais!) e a história por detrás deste projecto é incrível.....

    Um alto executivo da BMW quis impressionar uma senhora que tinha conhecido e decidiu leva-la a dar uma passeio no mais recente BMW, a escolha da garagem da BMW era óbvia, um 328… não, um MM 328… não, um 327… também não, 700CS também não, a escolha era... um Isetta naturalmente!!! Em vermelho Japão muito desportivo!!!.

    A plano era perfeito: um dia lindo, uma mulher bonita, Champagne junto ao rio… o amor estava no ar...

    Após terem terminado uma garrafa de vinho branco e quando estavam a regressar em direcção à casa da senhora em questão, pensando em passar umas horas debaixo dos lençóis, algo estranho e rápido apareceu no retrovisor do Isetta! Era um Messerschmidt! Mas não um qualquer… era um Tiger 500! O Tiger passou a uma velocidade incrível, deixando para trás apenas um rasto de pó… e essa foi a ultima coisa que o executivo viu nessa noite… pois enquanto mirava o Tiger a desaparecer no horizonte a Senhora esgueirou-se para casa fechando a porta atrás de si…. O Executivo ficou com o seu coração destroçado e nascia a necessidade de vingança….

    Imediatamente convocou uma reunião da emergência com o departamento de projecto e deu-se ordens para criar um Isetta capaz da bater o Tiger 500, mas era necessário ser um segredo absoluto, pelo que a decisão era fazer este projecto do Super Isetta nos Estados Unidos na garagem de RIMSPOKE (o designer de Isetta’s nos E.U.)! Usar-se-ia a carroçaria com janelas em forma de bolha do Isetta e o motor mais pequeno e poderoso da BMW na altura, o motor do CS 700 com uma potência de 40 Cavalos. A combinação era imbatível! O fim do Tiger 500 com apenas 25 cavalos estava próximo!!!...

    Pode-se ve-lo a andar em:
    [ame="http://www.youtube.com/watch?v=jXO6by7Zn1s"]YouTube - BEHIND THE WHEEL OF THE ISETTA 700[/ame]
    [ame="http://www.youtube.com/watch?v=JprlyZrQpSA"]YouTube - SUPER-SETTA ON THE ROAD[/ame]
     

    Ficheiros Anexados:

  13. muito bom.... espectacular ....;)
     
  14. Bugatti Type 41, "Royale"
    Depois de ter dominado as provas automobilísticas, Ettore Bugatti no auge da sua actividade, pensou em construir o maior, o melhor, o mais caro e o mais bonito automóvel do mundo.
    Desenhado e construído para ser usado pelas cabeças coroadas da Europa, somente o rei da Albânia se mostrou interessado, mas Bugatti não considerava o monarca daquele pais digno de possuir um Royale.
    O carro pesava mais de três toneladas e custava tanto como três Rolls-Royces Phantom II.
    Com o comprimento 4,57m, um motor de 8 cilindros em linha de 14726c.c. e uma caixa de três velocidades, utilizava uma suspensão muito simplista, aliada uma sistema de travagem algo deficiente, necessitava de 33,3 metros para parar a uma velocidade de 70Km/h, mas os cerca de 300 cv, eram capazes de o fazer rolar a mais de 200 Km/hora!

    Os conhecedores e os investigadores transformaram estes automóveis em verdadeiros mitos, aliados ao perfeccionismo e à personalidade do seu autor.
    O abandono e o estado de sucata de alguns, encontraram em coleccionadores e homens de negócio a forma de ocupar o lugar de destaque na história da indústria automóvel.
    Quando Ettore Bugatti faleceu, ainda possuía três exemplares.
    Seis chassis extraordinariamente longos (4,30m e 4,57m) foram então construídos embora actualmente existam sete modelos, tendo sido realizadas no total 11 carroçarias.
     

    Ficheiros Anexados:

  15. Chassis nº. 41100 – 1926 “Torpedo Packard”
    O primeiro chassis teve cinco carroçarias.

    O protótipo do Royale, construído em 1926 e a sua carroçaria Packard, para os testes de aperfeiçoamento.
     

    Ficheiros Anexados:

  16. Chassis nº. 41100 –1928 “Coupé-Fiacre”.
    Apresentada em 1928, com uma carroçaria de duas portas que não agradava nada a Bugatti, retomava o aspecto das carruagens do século XIX. Pouco tempo durou esta carroçaria pintada de preto e amarelo.
     

    Ficheiros Anexados:

  17. Chassis nº. 41100 –“Berline-Fiacre” ou "Double Berline de Voyage"

    No ano seguinte, uma nova carroçaria de quatro portas foi realizada. Era um prolongamento da ideia do "Coupé Fiacre", provavelmente primeiro, pintada em duas cores, preto e amarelo e depois, somente em preto.
     

    Ficheiros Anexados:

  18. Chassis nº. 41100 – 1929 “Coach Weymann coupé”.

    Agora é a vez de Weymann , de lhe aplicar uma elegante carroçaria coupé de quarto lugares e duas portas.
     

    Ficheiros Anexados:

  19. Chassis nº. 41100 –1931 ” Coupé De Ville”ou “Coupé Napoleon”

    Vítima de um grande acidente entre Paris e Estrasburgo foi recuperada em 1931. Reduzido o seu comprimento de 4,57m para 4,27m, e carroçada na forma actual e também a mais conhecida de todas, o” Coupé De Ville” mais conhecido por “Coupé Napoleon” . Desenhada por Jean Bugatti, com apenas 21 anos, onde o longo“ capot”, o tejadilho envidraçado, o prolongamento do guarda lamas da frente até ao eixo traseiro, as enormes rodas e o tecto transparente, são as características estilísticas deste mítico automóvel.
    Utilizada frequentemente por seu pai e escondida no seu Castelo continuou na família até 1963, ano em que foi comprada por Fritz Schumpf.
    A sua cor original era preto e o azul escuro lateral, foi uma escolha dos irmãos Schumpf.
     

    Ficheiros Anexados:

  20. Chassis Nº.41111 -1932 “ Roadster Esder”.
    O costureiro parisiense Armand Esder encomendou este automóvel à Bugatti
    O primeiro Royale a ser vendido, foi desenhado por Jean Bugatti conseguindo na sua ousadia estilística superar o “Coupé Napoleon” e torná-lo no mais desportivo de todos. Este elegante “roadster” de dois lugares seguiu as instruções do seu cliente. Sem faróis - o seu proprietário não gostava de viajar à noite – mas, quando o “chauffer » tinha de regressar à capital francesa, colocava as luzes, escondidas cuidadosamente no porta-bagagem, numa elegante mala de cabedal. Uma sóbria combinação de dois tons de verde foi a sua cor até ao final dos anos 30.
     

    Ficheiros Anexados:

Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página