Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Portalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

Porque é que adoramos clássicos?

Tópico em 'O nosso hobby: Clássicos' iniciado por Ricardo M C Martins, 17 Mai 2010.

Tópico em 'O nosso hobby: Clássicos' iniciado por Ricardo M C Martins, 17 Mai 2010.

  1. Olá a todos novamente.
    Desta vez gostaria de deixar esta questão para debate:
    Porque é que adoramos tanto os nossos clássicos:huh:
    De onde vem este fascínio:huh:
     
  2. porque muitos dos clássicos que hoje as pessoas têm, na altura em que eles estavam à venda podia ser algo inatingível para alguns e por serem os carros das nossas infâncias quando os temos ganhamos afecto a estes (acredito que os carros possam transcender a sua utilidade e ganhar personalidade) por serem os carros de sonho da nossa infância e/ou por motivos pessoais certos carros significam certas etapas da nossa vida/infância que nos deixou saudades.
     
  3. Quanto a mim, e porque os carros que gostava quando tinha 15/16 anos (ainda a bem pouco tempo) estão longe de serem clássicos, o que me atrai mais é a alma que um carro destes transmite.
    Ainda hoje estive com um amigo meu que comprou um série 1 todo artilhado e a primeira coisa que lhe disse foi "não é um clássico"... ehehe.
    O que mais adoro num carro clássico é o detalhe e a fiabilidade. Antigamente os carros pareciam que eram feitos ao detalhe e para durar, hoje em dia parece que o único objectivo é meter a maior quantidade de tecnologia para durar no máximo oito anos, será uma opinião só minha?
    Hoje em dia cada vez se vê mais jovens a aderir a esta "mania", pelo menos o pessoal da minha geração cada vez se interessa mais.
     
  4. Gostamos do que temos e não somos afectados pela onda publicitária que incentiva cada vez mais as pessoas a endividar-se para ter tudo novo, do bom e do melhor (segundo eles).
     
  5. acertas -te em cheio
     
  6. O melhor não é o novo... pelo menos neste campo.
    Quanto às campanhas publicitárias eles fazem o que mais lhes convém... aqui a uns meses vi um spot do novo opel corsa em que eles faziam uma pequena corrida num parque de estacionamento com um opel kadett B coupe... se por um lado eles incentivam a deitar o "velho" fora por outro promovem o seu passado.
     
  7. Porque sempre andei em carros com mais de 25 anos, é genético.
    Ha uns dias dizia um distribuidor de peças para mim no meu mecanico:
    "-Amigo, esta na hora de trocar de Audi não acha? Ja não arranjo peças para isto!
    -Acha? Diga-me então onde estão estes novos Audis que valem milhares de euros daqui a 10 anos? feitos em parafusos? Descontinuados porque a demanda por veículos é novos é cada vez maior? Uma cosia lhe garanto, nenhum deles tem a integridade e carisma que o meu me desperta, fazem parte de gerações automóveis totalmente diferentes em que o carinho que temos pelos mesmo em nada se compara.
    - Tem razão, já não se fazem automóveis como antigamente. hoje em dia é tudo para consumir e deitar fora."


    Acho que é isto que nos move, a nossa paixão sem qualquer tipo de limites e constrangimentos.
     
  8. Não há maior verdade que essa.
    Mas por outro lado não podemos ser radicais também... é certo que uma das maiores necessidades das pessoas é a mobilidade e ter um carro antigo para o dia-a-dia poderá nem sempre ser confortável para quem faça 30, 40, 50 ou mais kms... mas o que é certo é que quando vou na VCI na hora de ponta e vejo um carro mais "carismático" até parece que o dia ganha cor.
    Infelizmente cá em casa mandamos um carro para abate no ano passado, mas se o arrependimento matasse eu tinha-me algemado ao carro para evitar, sinto muitas saudades do velhinho, o novo que o veio substituir é um tédio.
     
  9. Ficheiros Anexados:

  10. Eu, por e simplesmente, adoro clássicos porque não há nada na vida que me consiga transmitir e proporcionar momentos tão únicos e singulares de prazer, como conduzir um carro que tem a capacidade única de me fazer recuar no tempo.
    Logo, na minha opinião, os clássicos são a máquina do tempo que o homem, apesar de tentar, nunca conseguiu criar;)
     
  11. eu gosto do cheiro a vinil e a napa dos interiores, coisa que os de hoje não têm :D
     
  12. Ou talvez porque é algo que só nós entendemos e apreciamos verdadeiramente e mais ninguém entende como nós... eu ainda não tive esse gostinho mas espero que não falte muito mais para tal;)
     
  13. Espero que não;)
     
  14. Boas.Porque sim, porque sim e porque sim!Os carros de hoje em dia não valem nada!
     
  15. Eu adoro os clássicos não à muitos anos, mas desde que me conheço sempre gostei de automóveis sejam antigos, clássicos ou recentes(dependendo da marca e modelo e ano), já fui mais dado e selecto a certo tipo de viaturas, agora e com o passar do tempo fui e continuo a moldar mais o meu gosto em certos modelos com certos design´s, se bem que dos normais o que mais me encantam da Régie são o R5, R8, R11, R14, R15 e o R18(1ª Série), com alguns Gordinis e Alpines à misturaB), mas também adoro todos os modelos do Facel Vega, como também de alguns carros de outros patamares, posso dizer que dou me ao luxo de poder sonhar e concretizar os gostos à minha medida, sem nunca me arrepender;)
     
  16. Por causa da diferença :)
     
  17. Algumas razões:

    O som de um motor a carburador(es) a entrar no habitáculo, mesmo que seja um simples 1100;

    O cheiro a napa e a plástico antigo;

    A visibilidade que temos para a estrada (os modernos têm uns vidros minúsculos);

    O desenho único que permite distinguir qualquer clássico ao longe (hoje em dia os carros são todos iguais);

    A vontade de ir à garagem nem que seja só para olhar para eles;

    A possibilidade de com "umas luzes" de mecânica desenrascar uma solução provisória ou definitiva;

    O carisma específico de cada carro;

    A intemporalidade e o revivalismo que fazem com que os outros virem a cabeça, olhem e digam: "Eu lembro-me de ter um daqueles... Que máquina!";

    A sensação de liberdade e de "ser diferente" que temos ao conduzi-los...

    É fantástico ter um clássico!
     
  18. Não considero que os carros actuais tenham assim tantos defeitos, antes pelo contrário, na maioria dos casos são excelentes.
    Se os carros actuais fossem tão maus e os classicos tão bons, como por vezes aqui se escreve, a maioria dos membros do forum passava das declarações à prática. E a grande maioria anda de carro recente.


    Gosto dos meus carros por 3 motivos...

    1/3 por snobeira e armanço

    1/3 pelo prazer que me dão a conduzir e a olhar para eles

    1/3 são meus, estão pagos e andam


    nuno g
     
  19. Porque faço 400km por semana de clássico de penamacor a coimbra e vice versa e não é mais desconfortável que um desses carros de plástico que existem hoje em dia no mercado. Sei do que falo? O meu velho tem entre outros 2 passat's, 1 golf, 1 206 e outras modernices e nenhum me dá 1 décimo do prazer que o meu 131 delta ou niissan me dão... não são esses carros k fazem as pessoas parar quando se ouvem a cantar entre as 3500 e as 4000RPM's.... Porque AMO os meus clássicos? Porque definem sem dúvida a minha personalidade e fazem acreditar que nesta m€£?@ de mundo em que vivemos, ser um sonhador ainda é possível
     
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página