Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Postalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

Os 60 anos do Citroen 2 cv

Tópico em 'O Portal dos Clássicos' iniciado por Paulo Almeida, 30 Ago 2008.

Tópico em 'O Portal dos Clássicos' iniciado por Paulo Almeida, 30 Ago 2008.

  1. Aqui fica a minha homenagem
     
  2. Aqui fica uma igual á que restaurei há uns tempos....... Ainda com volante em ferro!!!
    Um pesadelo para restaurar....
     

    Ficheiros Anexados:

  3. Publicidade de época da Fourgonette 2 Cv

    YouTube - Anuncio citroen 2cv furgoneta
     
  4. Publicidade de época da Fourgonette 2 Cv

    YouTube - Anuncio citroen 2cv furgoneta
     
  5. Pesadelo porquê?
     
  6. Devido ao mau estado da carrinha! Já soldou e endireitou chapa ondulada??
    É terrivelmente dificil....
     
  7. Ficheiros Anexados:

  8. Sem dúvida, um grande carro. Gosto muito do 2CV, mas sou ainda maior adepto do Dyane.
    Adorava encontrar uma Dyane Caban, a minha preferida.
     

    Ficheiros Anexados:

  9. Sem duvida! Esta carrinha é muito bonita. Para mim essa cor fica-lhe a matar!

    Cumprimentos

    André Ferreira
     
  10. A AMI6 tambem e 2cv
     
  11. :D
    É que fiquei curioso pois já não é a primeira vez que me dizem que o restauro dessas carrinhas é complicado mas nunca me explicaram porquê.
    na garagem Albino em Oliveira de Azemeis uma carrinha dessas ficou mais cara no restauro do que um DS.
    O Velhote estava furioso com o filho por ter aceite o trabalho.
    Ainda por cima na montagem o carro ficou mais curto 1cm de maneira a que as mudanças nem sequer entravam bem.
     
  12. Em todo este tempo que restauro clássicos, continuo a dizer que o 2CV é o carro mais dificil de ser restaurado! Principalmente a forgunette... Para mim, foi essa e acabou!!!
     
  13. Creio que estamos a sair um pouco do topico, mas na minha opiniao o mais dificil no restauro destas maquinas deve-se a chapa ser de apenas 2 mm, e portanto a soldadura a usar nao pode atingir grandes temperaturas, caso contrario vai abrir buraco ao lado dos pontos de soldadura. Esta foi a minha experiencia com meu "Priolo" e foi dificil encontrar um bate chapas sensivel para fazer este trabalho, daí nao sair barato restaurar uma linda maquina como esta. Depois de terminado o restauro, confesso que valeu a pena...
     
  14. É mesmo esse o motivo.... Chapa demasiado fina e sensivel....
    De resto, são lindíssimos!
     
  15. "Simples e ao mesmo tempo inovador, o “dedeuche”, como era carinhosamente chamado em seu país natal, ou “dechevô” (pronúncia de 2 CV, em francês) no Brasil, foi um dos responsáveis pela motorização da França no pós-Segunda Guerra. Era um carro barato, resistente e extremamente prático.
    A homenagem é nostálgica, mas a celebração realçará, sobretudo, o espírito vanguardista do Citroën 2 CV. Um espírito profundamente cravado nos genes da Citroën, tal como pode-se verificar com o recente concept car C Cactus. Estes dois modelos, 2 CV e C-Cactus, representam duas épocas com desafios sociais, econômicos e ambientais muito diferentes, mas compartilham uma mesma preocupação: fazer mais com menos. Ambos foram concebidos para otimizar a quantidade de peças, o peso, o consumo... e o preço, permitindo propor um veículo acessível à grande maioria e concentrado em valores essenciais como qualidade, estilo e habitabilidade. Na época, o Citroën 2 CV foi projetado para poder “atravessar um campo arado com uma cesta de ovos colocada na poltrona, sem quebrá-los”.
    A simpatia do 2 CV junto às gerações sucessivas nunca diminuiu. Aqueles que o conhecem ficam rapidamente apaixonados pelas suas formas. Uma boa natureza que o Pequeno Citroën continua mostrando em todas as estradas do mundo. Não é, nada raro, hoje em dia, cruzar com um incansável 2 CV nas estradas européias e sul-americanas − o modelo foi fabricado (e vendido em grandes quantidades) na Argentina. Com seu conceito econômico e simples aliando as últimas evoluções tecnológicas da época, o 2 CV revolucionou a indústria automobilística e a sociedade ao abrir o caminho para o carro econômico, popular e polivalente. Essa vontade de inovar, que animou os engenheiros nas décadas de 1930 e 1940, permanece até hoje nos genes da marca Citroën.
    Em abril de 1976, a Citroën lançou o 2 CV Spot (com 1.800 exemplares produzidos), primeiro de uma sucessão de séries limitadas. Em março de 1985, o 2 CV Dolly e, em outubro de 1990, veio o famoso 2 CV Charleston, com carroceria bicolor. De carro-ferramenta, o 2 CV foi se transformando em carro para jovens e mulheres, razões pelas quais foi ficando mais alegre e refinado. Há de acrescentar que o 2 CV oferecia uma vantagem eminentemente feminina: ele oferecia por um preço módico, o luxo de poder andar de conversível. "
     
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página