Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Postalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

Nº Motor Inspeção

Tópico em 'Legislação' iniciado por A Cardoso, 14 Nov 2011.

Tópico em 'Legislação' iniciado por A Cardoso, 14 Nov 2011.

  1. Viva, alguém sabe se nas inspeções “normais” vão confirmar o nº do motor?
    Pergunto isto, porque a navegar na net tropecei com um site, onde se falava que mesmo que se mude um motor por outro igual é necessário passar pelo IMTT, confirmei no IMTT e estava lá a informação.

    Substituição do Motor

    Dizem que mesmo que o número não apareça nos novos livretes eles pelo nº de chassis tem forma de saber.
    Com os meus carros nunca verificaram o número de motor, só chassis, bem se começarem a implicar nisto, vai haver muita chatice com os nossos chassos...
     
  2. Almeida, pode-se trocar um motor sem problemas desde que seja igual, não te preocupes que na IPO eles não vêm isso.
    Abraço.
     
  3. Nunca na vida.
    Eu no meu 127 tenho o numero de motor na chapa, juntamente com o n da carroçaria.

    Claro que confirmam o n da carroçaria.

    O motor que tenho nao é o que consta na chapinha!! Nunca tive nem ninguem terá problemas...Podes simplesmente substitui-lo!
     
  4. Pois, isso é o senso comum, agora vejam o que está escrito no site do IMTT

    "O pedido deve ser apresentado junto dos Serviços Regionais e Distritais do IMTT, sendo a eventual inspecção ao veículo efectuada por estes Serviços. Consoante as situações, deve ser acompanhado dos respectivos documentos.
    Sem alteração das características técnicas (por motor igual ao de origem)
    - Formulário Modelo 9 IMTT (a entregar no Serviço Regional do IMTT da área de residência do requerente);
    - Documento comprovativo da origem e propriedade do motor;
    - Termo de Responsabilidade pela montagem do motor;
    - Termo de Compatibilidade passado pelo representante da marca, onde constem as características técnicas do motor e sua compatibilidade com o veículo);
    - Documento de identificação do veículo (Livrete+Título de Registo de Propriedade ou Certificado de Matrícula);
    - Documento de identificação do requerente (ou fotocópia).
    Taxa: € 50,00

    Com alteração das características técnicas
    - Formulário Modelo 9 IMTT (a entregar no Serviço Regional do IMTT da área de residência do requerente);
    - Documento comprovativo da origem e propriedade do motor;
    - Termo de Responsabilidade pela montagem do motor;
    - Termo de Compatibilidade passado pelo representante da marca, onde constem as características técnicas do motor e sua compatibilidade com o veículo);
    - Documento alfandegário (DAV) comprovativo da regularização do imposto devido (só aplicável nos automóveis ligeiros quando se verifique um aumento de cilindrada, das emissões de CO2, bem como das emissões de partículas);
    - Documento de identificação do veículo (Livrete+Título de Registo de Propriedade ou Certificado de Matrícula);
    - Documento de identificação do requerente (ou fotocópia).
    Taxa: € 165,00"

    Admiram-se que nos centros possam pegar nisto só para chatear e que no livrete tenha que vir que o motor foi sub. pelo xxxxxx????????? eu NAO!
     
  5. tanto quanto sei o motor é considerado peça de substituição
     
  6. O que se passa é simplesmente isto.

    A partir do momento em que não se confirma na ipo, consideramos que é legal alterar.

    E isso não é verdade. Não podemos alterar as características técnicas da viatura, a não ser que as "legalizemos".

    E apesar do nº de motor não ser controlado numa IPO normal, numa ipo B é verificado e depois as pessoas metem as mão na cabeça, pois os "homens/mulheres" do imtt conseguem ser do mais complicado possivel.

    Já tive dois casos de carros com matriculas canceladas que me vi aflito para os "legalizar" novamente devido a esse facto.

    O que é certo é que a alteração do motor, mesmo que seja por um igual, tem que ter regras e essas são:

    Saber a proveniência do motor - factura de compra - e compreende-se senão daqui a bocado andamos a comprar motores roubados

    Saber se o motor é exactamente compatível - e precisamos de um atestado da marca (ok, não precisamos, mas alguma coisa tem que dizer que é compatível, senão daqui a bocado metemos um motor mais potente ou mais moderno e o imtt legaliza tudo)

    E ter a certeza que o motor foi bem instalado ( termo responsabilidade)

    E tudo isto tem lógica, agora se concordo com a burocracia que isso obriga? Não, não concordo mínimamente, para isso servem as inspecções que deveriam ter inspectores certificados para confirmar as alterações, emitia um documento e o imtt aceitava sem reservas, como se faz com a medida de pneus....

    Por haver complicações é que passamos a considerar de "senso comum" o alterar o motor, sem dar cavaco a ninguém.... e depois há problemas no futuro, seja numa ipo B, seja num acidente em que tenha apreensão de documentos, seja em comprar "gato por lebre" em que pensamos estar a comprar um matching numbers e depois o motor até é parecido e foi lá adaptado....
     
  7. Pelo que tenho percebido nestes ultimos anos, os motores deixaram de ter numero de série. Tenho 6 carros e nenhum tem numero nos motores. Tem lá uns numeros gravados, em relevo feito nos moldes, que são iguais em três deles.
     
  8. Todos os motores tem numero, não há outra hipotese.

    Se houver um problema em garantia, há que verificar se o numero de motor coíncide, não fosse alguém o trocar por outro.

    Acham que isso não acontece? Acontece sim, pensem só no caso de haver pessoas a alugar carros semelhantes aos que tem para poderem trocar peças e mais não digo.

    Os numero cada vez mais vêm é escondidos em sítios de dificil acesso.
     
  9. Parece que tem percebido mal... todo o motor tem um número de série. experimente ir ao seu concessionário comprar peças para esse motor com esse argumento do código igual no molde de plástico para ver o que lhe dizem.

    Quanto à questão inicial do tópico, já quase tudo foi dito com um minimo de objectividade e fiabilidade, só resta acrescentar que a mudança de motor pode implicar também fraude fiscal, se aumentarem a cilindrada e não pagarem o imposto a mais devido por isso. e isto é válido também para as modificações de motores mantendo o mesmo bloco.
     
  10. Pode até ter razão. Mas como já referi, tenho três carros com os numeros de motor iguais. Já estiveram desarmados para limpeza e manutemção e vi esses pormenores.
    Tenho em restauro um BX 1.6 GTi, em que o blocor que vai levar é de um BX 16 TZS, portanto a carburador, e vai levar o resto do GTI. Ninguém vai ver se é o de origem.
    Sendo iguais não conheço ninguém com problemas desse género. Mesmo iguais de cilindrada diferente ninguém vai ver.
    Eu sei que pelo numero de chassi dá para saber tudo do carro, até a marca das lampadas, tudo.
    Tou a restaurar um motor diesel para outro BX, actualmente sem motor e caixa, GTi de origem há alguns anos transformado a diesel, legalmente, que não dá para saber que motor lá foi montado. Qualquer motor 1.8 a 2.0 dá para lá montar, inclusive dos modernos HDI.
    Em caso de queixa ou denuncia por terceiros a coisa é diferente. Mas mesmo assim se o motor fôr igual não dão por ela.
     
  11. há motores de origem (recondicionados) que não tem numero de motor, para poder ser gravado o numero que estava no motor antigo, mas claro que ninguém faz isso. tanto quanto sei(digo eu) só é pedido o numero de motor para carros a legalizar e quando não tem é gravado a matricula (acho eu)
     
  12. Posso não ter razão, mas um motor é uma peça (composta por muitas mais peças) de produção tão complexa como o próprio carro. Tradicionalmente os fabricantes de automóveis produzem os motores de forma independente dos carros onde os montam, daí serem numerados univocamente, isto é com um numero único para cada um, para se poder identificar o modelo do motor, variações nas especificações ou caracteristicas, onde foi produzido e por quem, peças, etc. Isto não é só coisa de hoje com sofisticados sistemas informáticos que guardam toda a informação, é assim praticamente desde o inicio da industria automovel. Claro que nem todos os fabricantes têm isto disponivel ou sequer conseguiram preservar essa informação até hoje. Para afirmar isto baseio-me no que tenho visto em alguns museus de automoveis, onde para a mais arcaica máquina com 4 rodas consta um nº de chassis e um nº de motor. Alguns fabricantes (de repente lembro-me da Peugeot) faziam coincidir o nº do motor com o do chassis, mas o motor tinha sempre um nº unico, e não um nº que se repetisse por mais meia dúzia de vezes como refere acontecer nos seus carros. Aliás não percebi ao certo se são seis carros sem nº de motor se são três com nº de motor igual. Coisa estranha essa, e para afirmar isto baseio-me na observação e estudo que faço relativamente a este hobby, e também na minha experiência profissional em ver e analisar diversos números existentes nos carros. Daí achar que deve existir aí alguma confusão.

    Essas trocas e baldrocas entre Gti e TZS, diesel e não diesel não vêm muito ao caso, pois para as finanças não lhes interessa se o motor é de carburador ou de injecção, a originalidade só lhes interessa na cilindrada pois é a partir daí que calculam o imposto.

    Pode ter sim vários exemplares do mesmo modelo de motor, com algumas nuances, mas com nºs de série diferentes.
     
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página