Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Postalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

Motores Fiat Projectados Por Aurelio Lampredi

Tópico em 'História e Cultura' iniciado por António Barbosa, 17 Mar 2013.

Tópico em 'História e Cultura' iniciado por António Barbosa, 17 Mar 2013.

  1. Um dia vocês, pessoal dos Fiat hão de me dar uma ensaboadela sobre os vossos motores, pelo que estou a vêr tudo o que é pré-FIRE é Lampredi? Como é que um motor 1100cc chega aos mil trezentos e... do Turbo IE?
     
    Rafael S Marques e Jorge Viegas gostaram disto.
  2. Não. Há muito mais motores.

    O Lampredi trabalhou na Ferrari e na FIAT também.
    Um dos motores foi este 1116 de uma árvore de cames e 2 válvulas por cilindro no final dos anos 60, já com cabeça em Alumínio, que depois tem várias variantes jogando com diâmetros e cursos.

    Os principais:

    1.1 - 1116 (80,0 x 55,5)
    1.3 - 1290 (86,0 x 55,5)
    1.3 - 1301 (86,4 x 55,5)
    1.4 - 1372 (80,5 x 67,4)
    1.5 - 1498 (86,4 x 63,9)
    1.6 - 1581 (86,4 x 67,4)
     
    Rafael S Marques e Jorge Viegas gostaram disto.
  3. 1 - Estes são todos SOHC?

    2 - O motor 903cc do 127 e outros não é Lampredi?

    3 - De 1290cc para 1301cc é só alargar 0,4mm no diametro, num Mini é a 3ª rectificação...(1ª - 0,020"; 2ª - 0,040"; 3ª - 0,060") a cilindrada total passa dos 1273cc originais para 1301cc com pistões de 3ª rectificação.


    O minha inveja continua a ser a relação diametroxcurso, mesmo na 'pior' das hipóteses, é sempre sub-quadrado!
     
    Jorge Viegas gostou disto.
  4. Sim, António. a família dos SOHC Lampredi veio até aos dias de hoje, vai havendo versões sucessivas na mesma base desde 1969.

    O 903 em nada é relacionado com estes, esse é um descendente do motor OHV dos 600 e 850, que é um desenho mais antiquado (o 600 foi lançado em 55), e que antecede a entrada do ingegniere Lampredi na Fiat. Mesmo esse ainda foi utilizado e evoluído durante décadas, sendo a base de muitos modelos populares, mas é completamente distinto.

    Os italianos sempre tiveram como leit-motiv a simples extracção do máximo desempenho do mínimo de cilindrada, devido às pesadíssimas taxas sobre a cilindrada que existiam em Itália. No caso dos ingleses, o horsepower tax era baseado no diâmetro de pistão, o que levou a que durante décadas tudo o que era inglês fosse ridiculamente subquadrado.

    Nestes motores, a relação diâmetro / curso é sempre fortemente sobrequadrada, para beneficiar a alta rotação com velocidades baixas de pistão, daí a camisa de grande diâmetro.

    Um abraço!
     
  5. Uau, o que se aprende por aqui :)
     
    Rafael S Marques gostou disto.
  6. Obrigado aos FIATistas pelos esclarecimentos mas ainda não esclareci tudo:

    1 - São mesmo consideradas como diferentes as versões 1290cc e 1301cc?

    2 - Dentro da linha do 903cc, de árvore de cames lateral, aparece no inicio dos anos 70 um 1049cc que equipa, entre outros, o A112 Abarth, para aumentar a confusão percebi que no Brasil houve uma versão deste 1049cc com 5 apoios da cambota.
     
    Rafael S Marques gostou disto.
  7. António, o Eduardo deve saber melhor que eu, mas tenho quase a certeza que esse 1049cc brasileiro é SOHC e o do A112 é OHV, tal como o 903cc do 127.

    O 1290cc surgiu no início dos anos 70 nos Fiat 128 Rally e SL (Sport Coupé) e nos Fiat X1/9. Os códigos desses motores são 128.A1.000 (Rally e SL) e 128.AS.000 (X1/9)
    O 1301 surgiu mais tarde, penso que em 1978. Foi criticado na altura pelos italianos por "subir de escalão" por apenas 1 centímetro cúbico. Equipa os Ritmo 65 e 75 Super, respectivamente com os códigos 138.A1.000 e 138.A3.000. O Uno 70 tem o mesmo bloco com o código 138.B2.000. Se não estou em erro, o Uno Turbo também usa o mesmo bloco.

    Se eu estiver errado, corrijam-me por favor.
     
    Rafael S Marques e Jorge Viegas gostaram disto.
  8. Fiatfamilyofenginesstartedwith128A000ldquoFIATSOHCrdquo_1_zps285c2e60.jpg

    Fiatfamilyofenginesstartedwith128A000ldquoFIATSOHCrdquo_2_zpsd607787b.jpg

    FiatSOHCfamilyofenginesoriginatedas128A_9_zps9d5e90ec.jpg

    FiatSOHCfamilyofenginesoriginatedas128A_10_zps6fccfe6f.jpg

    FiatSOHCfamilyofenginesoriginatedas128A_11_zps46f8ba50.jpg

    FiatSOHCfamilyofenginesoriginatedas128A_12_zps1b9fe239.jpg

    Acho que mais completo que isto é difícil.... ;)

    Um abraço!
     

    Ficheiros Anexados:

  9. Fantástico!

    Eu pus a leitura e o Eduardo fez a homilia.
     
  10. Eu não consigo ler de tão pequeno que está!
     
  11. Eu gosto mais do 1.3 do que do 1.4.

    O 1.4 é quase diâmetro do 1100 com curso do 1600.
     
    Rafael S Marques gostou disto.
  12. É verdade, não percebo o que se passou, mas as imagens estavam bem maiores antes de as mandar para o photobucket... vou ver se soluciono, mas entretanto podem ler tudo direitinho aqui, onde fui buscar.

    Um abraço!
     
  13. Agradeço imenso a vossa paciencia e o vosso saber, mas...

    1 - os motores 1049cc vieram todos do Brasil?
    2 - foram criados lá e depois importados para o mercado Europeu?
    3 - há versão com 3 e com 5 apoios da cambota?
    4 - lembro-me desta cilindrada nos seguintes modelos: A112 Abarth; 127 70HP; Y10 Turbo, é tudo o mesmo motor?

    Se ainda estiverem para me aturar ainda tenho mais uma 'carrada' de duvidas que enche outro post!
     
    Rafael S Marques gostou disto.
  14. Depois da conversa no tópico do 128 do Paulo, achei que era melhor a informação estar compilada num tópico próprio bem identificado.
     
  15. É verdade, só é pena ser sobre Fiats... :p :lol: :lol:
     
  16. Não sejas mauzinho :lol:
     
    Rafael S Marques gostou disto.
  17. Segundo o apêndice relativo a este motor Brasileiro, efectivamente é um motor distinto, e que nada tem em comum com o da geração 128, a não ser o layout básico. E sim, é este motor que se encontra em todas estas derivações do 127. Pelo que sei, no entanto, todos têm cambota de 5 apoios. O motor de 3 apoios é o tipo 100.GL (903 cc) e seus derivados.

    Existem na família do 903 várias derivações também (não relacionadas com o motor brasileiro), particularmente um 965 (Autobianchi) e um 1010 cc (Seat), mas neste último caso foi um motor que não teve muito sucesso. A própria Fiat não quis desenvolver mais o motor porque estava nos limites da configuração, e os derivados da Seat sofriam de falta de rigidez, provando a opinião da casa-mãe.

    O motor "brasileiro" foi também um projecto do ingegniere Lampredi, mas é dedicado a esta aplicação, e pensado para uma linha de produção distinta, com técnicas diferentes. O bloco tem sempre o mesmo espaçamento de cilindros, com camisas de 76 mm, e as variações só dependem do curso. O bloco em si é mais curto e rígido que o do 128, e a came é montada directamente na cabeça, ao invés dos motores do 128 e twin-cam, que têm a(s) came(s) alojada(s) em invólucro(s) independente(s).

    Mais questões... venham elas! ;)

    Um abraço!
     
    Marco Pereira e Jorge Viegas gostaram disto.
  18. Não te preocupes, falei baixinho e eles não ouvem... :lol: :lol:
     
    Jorge Viegas gostou disto.
  19. A gente sabe o que é bom, e o que vem de baixo não nos afecta... :p
     
  20. E o motor 'Bialbero'? O motor do 600 Abarth e o motor do FIAT Abarth 1000 Bialbero GT Coupé são o mesmo?
     

    Ficheiros Anexados:

    Rafael S Marques gostou disto.
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página