Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Portalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

Moçambique a terra de muitos vós

Tópico em 'Off-Road' iniciado por João Duque, 1 Fev 2011.

Tópico em 'Off-Road' iniciado por João Duque, 1 Fev 2011.

  1. Nunca estive em Moçambique, terra que outrora pertenceu a Portugal e que anos mais tarde foi abandonada por todos nós Portugueses, aqui fica uns vídeos memoráveis de outros temposB)

    Quem nasceu ou viveu em Moçambique, que conte aqui um pedaço da sua história.
    O que me leva a gostar desta terra são os relatos do meu pai e tios que serviram Portugal na guerra do ultramar em Moçambique, juntamente com muitas fotos, creio que passados estes 37 de não presença mandatária Portuguesa no solo Moçambicano muitos de vós não esquecerão os bons momentos que lá passaram, vejam os vídeos e se quiserem partilhem também os vossos, este é um tópico para lembrar e relembrar;)

    YouTube - Moçambique, Lourenço Marques, 1970

    YouTube - Praias - Moçambique

    YouTube - moçambique70.wmv

    YouTube - QUELIMANE

    YouTube - Ilha de Moçambique - Moçambique

    YouTube - Ilha de Moçambique 1960

    YouTube - Ilha de Moçambique
     
  2. Nos 1ºs vídeos aparecem muitos e bons clássicos, espreitem vale a pena;)
     
  3. "....Nunca estive em Moçambique, terra que outrora pertenceu a Portugal e que anos mais tarde foi abandonada por todos nós Portugueses, ..."

    Duque, que eu saiba não abandonamos qualquer colónia, apenas as devolvemos, e que as recebeu não soube as gerir, salvo algumas excepções.

    ( os videos vou ver mais logo, porque onde estou não dá para ver, também gosto de ver fotos/filmes das ex colonias.) ;)
     
  4. Em Portugal passou se o mesmo, e vê lá como estamos...

    Mas isto é politica que ao qual é passado e não me interessa fomentar;)

    Vê os vídeos que são bastante engraçados, que belíssimos carros clássicos e culturas bastante parecidas com as nossas de Portugal;)
     
  5. Eu nasci lá,mais propriamente em Lourenço Marques que agora lhe chamam de Maputo.
    Infelizmente tenho em mente mais coisas más do que boas,melhor mesmo é não dizer pois são mesmo muiitttooo más das quais tenho problemas de foro psicológico (nervos) por causa desses traumas :D:D,mas pronto...
    Adorei aquelas praias sobretudo Bilene (dei um susto de morte aos meus pais por ser maluco por água :D),adorava os macacos a roubarem a comida na marmita da minha Mãe,adorava dormir na parte detrás do carro (entre o vidro e o banco) :huh: adorava limpar o ranho aos meus amigos de cor,adorava ir ao cinema ao ar livre (passava-os a dormir),sei lá tanta coisa boa.
    O meu Pai conta que bebia a "Laurentina" e traziam um pratinho de camarões para acompanhar. ;)

    Tenho uma promessa feita a mim mesmo e familia claro,que espero não morrer até lá ir novamente,já conto com 33 a 34 anos depois da minha vinda para P.T.

    Pouco mais há a dizer é uma terra de sonho,palavras para quê.
     
    Helder Manuel Oliveira gostou disto.
  6. Pois ............:D
    Montes de clássicos ..............
    Com volante à direita :D:D
    E ainda diziam que era Portugal :D
     
  7. Terra onde nasceu a minha mulher ( Lourenço Marques ) ;)
     
  8. Podiamos ser tão grandes...

    É "agradecer" a crápulas como o Almeida Santos e outros da mesma igualha.
     
    Carlos Ferreira Barbosa gostou disto.
  9. Há quem diga que esse Almeida Santos e a Família Jardim eram senhores da terra de Moçambique...

    Fomos outrora descobridores e donos de muita terra, hoje essas terras é que nos ajudam a sobreviver no meio desta selva criada à 37 anos atrás, como se diz por aí, salve-se quem puder:DB)
     
  10. Desculpa lá a correcção mas eu nunca tive propriedades (prédios) a não ser no Concelho da Figueira.
    :D:D
     
  11. É a velha expressão máxima de que um fala por todos:D
     
  12. Então dos que nasceram/viveram em Moçambique não querem deixar aqui um testemunho?

    Não sei porquê mas dos locais que irei visitar em África sem dúvida que será Moçambique,
    algo me puxa para lá irB)
     
  13. Vivi em Vila Pery e na Beira durante 10 anos. Estive uns dias em Quelimane. Fui para lá com 3 voltei com 13, ainda antes da descolonização. Tenho algumas recordaçôes, todas boas e ainda gostava de lá voltar.
    O Almeida Santos e os outros que fizeram a entrega dos territórios, foram forçados pelas circunstancias e pela pressão internacional a proceder como procederam. Fui um dos prejudicados por isso, pois o meu pai deixou lá uma vida de trabalho e veio com uma mão atrás e outra á frente, como se costuma dizer quando se ficou sem nada, e não culpo ninguém. Agora é fácil falar mal, mas naquele tempo não havia outra hipotese.
     
  14. Nesta temática encontrei esta página no Facebook. Fotos actuais de Moçambique.
    Algumas fotos lembro-me dos locais, outras nem por isso.
    Panoramio - Photos by Pedro007
     
  15. Nasci em Lourenço Marques, infelizmente não conheço, vim de lá com 2 anos...
     
  16. Fui para Moçambique com 6 meses, em 1960 com a minha familia, e voltei com 13 anos, fruto das circunstancias politicas da epoca, e partilho da opinião do F.V.Paixão, é facil á posteriori cruxificar quem conduziu a descolonização, mas quem lá viveu, sabe que dificilmente poderia ser feito de forma diferente...

    Tenho hoje 50 anos e muito "sangue" africano, ja voltei a Africa, ao Kenia e Tanzania, mas sempre com Moçambique na mira, porque vou voltar.

    É uma terra inimaginável para quem não conhece.
     
  17. Vão a Moçambique !!!!!!!!!!!!! Continua lindo ! E aquela gente é "maningue" boa e acolhedora..
    Voltei lá o ano passado, depois de mais de quarenta anos de ausência. Lourenço Marques está pobrezinha, mas continua linda.
    A famosa marginal acabou. Agora são quilómetros de bairros de caniço e perigoso de guiar pois aquela gente fez da praia em frente o seu local de diversão e convívio, atravessando a estrada de qualquer maneira. O autódromo desapareceu no capim....
    Lá fui visitar a minha sala de aula no Liceu Salazar e tomar um gin no Hotel Cardoso ao fim de tarde. Aqui parecia que o tempo tinha parado com o Sol a pôr-se na Catembe.
    A minha casa na rua Nevala, deixou de ter jardim e nunca mais viu uma mão de tinta. As ruas não estão más, mas os passeios não existem.Pilhas de lixo. Mas, atenção, ninguém nos incomoda e podem passear á vontade.
    A Baixa está muito degradada, mas lá fui mostrar à família o Mercado ( decadente) e comprar umas capulanas em frente, para fazer cortinas e toalhas de mesa como a minha Mãe fazia À noite, tomar uns copos no Bar da Estação . Super in e com belas tombazanas.
    O Polana foi todo restaurado mas os monhés tomaram conta daquilo e mudaram a decoração toda. Está foleiro..Fui encontrar criados do tempo de antigamente....Fartámo-nos de recordar as vidas de outros tempos.
    E depois foi voltar ao Kruger Park, sempre fabuloso e em seguida voar para Vilanculos e Bazaruto. Aqui descobri o Paraíso. Aquele aldeamento do Pestana, sem luxos, é uma delícia. Praias e dunas enormes e desertas a perder de vista.Mar transparente cheio de peixes e corais.E perto, uma pequena aldeia de palhotas, de onde nos vêem visitar, miúdos alegres e comunicativos que falam um português esplêndido. Belo professor tem aquela escolinha, na qual faltam cadernos e lápis.
    Voltem a visitar Moçambique. Bilene e Xaixai ficaram por ver, mas eu vou voltar!
     
  18. Nasci na Beira onde vivi até aos 14 anos. Também vivi em Chupanga perto de Marromeu e estive um ano na antiga Rodésia a estudar. Ainda me lembro do aeroporto da beira edificado com uns barracos de chapa :)

    Voltar??? Prefiro guardar as recordações de tudo como estava. A casa que tinhamos foi completamente destruída e saqueada.

    Abraços.
     

Partilhar Página