Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Postalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

MABECO - Jovem Lobo

Tópico em 'O nosso hobby: Clássicos' iniciado por Francisco Lemos Ferreira, 25 Set 2008.

Tópico em 'O nosso hobby: Clássicos' iniciado por Francisco Lemos Ferreira, 25 Set 2008.

  1. MABECO - CARLOS ALBERTO OLIVEIRA

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]
    No mesmo ano em que ganhou a primeira corrida em Cabinda (1972) também ganharia , com o 2600 GT, os Iniciados dos Circuitos Automobilísticos de Nova Lisboa, organizados pelo Clube Taki-Talá. Nessas jornadas automobilísticas perderia para Gil Morgado a prova dos TT, ficando em 2º.

    in revista Equipa
    Grelha dos Inciados com Zeca Gomes, Hernani e Mabeco

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    Ricardo Duarte/ Kadypress/Revista Equipa in "Mazungue"
     
  2. Re: MABECO - Carlos Alberto Oliveira

    CITANDO: RUY TURZA in "Mazungue" ... sem sombra de dúvida deve ter sido aquele que mais de perto me influenciou na paixão pelo esporte. Acostumei-me a vê-lo competir desde os meus 10 anos. Vi muitos outros antes dele, mas este era o que estava mais perto de mim. Apesar disso nunca privei de sua amizade ou intimidade.

    Eu era somente um garoto que ficava olhando para aquele cara baixinho treinando de moto lá junto do Colégio Marista de Luanda, e para o ver fugi muitas vezes das aulas, e outras nem sequer no colégio eu entrava. Ficava horas sentado num morrinho de areia o vendo treinar. Resultado: tomei bomba no terceiro ano, e por causa dos treinos dele e minhas fugidas, fui parar em Nova Lisboa interno aos 12 anos.

    Assim como eu, era morador da Vila Alice, para ser mais exato ele morava na Rua Eugênio de Castro, e eu na João de Almeida.

    Acostumei-me a vê-lo desde quando corria de Honda, e foi daí que nasceu minha paixão por essa marca de motos. Depois que me apaixonei por elas, ele acabou me traíndo e foi correr de Suzuki na Equipe Moto Delta lá pertinho do Cine Império, no início da Vila Alice.

    Depois de encher os olhos de todos nós em Luanda, e também em Angola correndo de moto-cross, nosso baixinho migrou para os carros.

    Foi para o TROFÉU NSU, pintou e bordou. Seu carro foi inpugnado, desmanchado de cabo a rabo, tamanho era o banho que dava em seus concorrentes.

    Por volta de 1972 ou 1973 após o carro ter passado por uma vistoria e nada ter sido descoberto, surgiu no pequeno circuíto de Nova Lisboa com a inscrição na lateral do carro: NSU PURO. E voltou a vencer. Confesso que me espelhei nele quando exatos 20 anos depois no autódromo de Caruaru no Brasil, fiz o mesmo em meu FIAT.

    Depois do troféu NSU, seu pai um ourives de Luanda, que um dia disse: "meu filho foi oitomo porque teve problemas no carro", resolveu comprar aquele que deve ter sido o primeiro, e foi com certeza absoluta o mais famoso OPEL COMODORO GSE de Angola.

    Esta semana dedico a José Alberto OLiveira, o nosso "Pequeno Gigante MABECO".

    Agora por favor me ajudem com tudo que tiverem de material sobre ele.

    Amigo Milímetro, esta é a oportunidade de prestar uma homenagem a seu pequeno grande amigo.
     
  3. Re: MABECO - Carlos Alberto Oliveira

    Citando:
    Ruy não poderia ser maior e tão merecido o teu elogio ao Mabeco, um piloto tão versátil que nasceu uns anos antes do que devia e no país errado, senão teria certamente sido falado internacionalmente tal como o Surtees, Hailwood ou Cecotto, também eles ases tanto nas 2 com nas 4 rodas! E o Sr Armando Lacerda também lá esteve em Cabinda. Ora vejam (leiam)!!

    in revista Equipa
    [​IMG]

    [​IMG]

    Ricardo Duarte in Mazungue
     
  4. Re: MABECO - Carlos Alberto Oliveira

    No motocross - Cazenga '72

    in revista Equipa


    [​IMG]

    [​IMG]

    Ricado Duarte in Mazungue
     
  5. Re: MABECO - Carlos Alberto Oliveira

    No mesmo ano em que ganhou a primeira corrida em Cabinda (1972) também ganharia , com o 2600 GT, os Iniciados dos Circuitos Automobilísticos de Nova Lisboa, organizados pelo Clube Taki-Talá. Nessas jornadas automobilísticas perderia para Gil Morgado a prova dos TT, ficando em 2º.

    in revista Equipa
    Grelha dos Inciados com Zeca Gomes, Hernani e Mabeco

    [​IMG]

    Ricardo Duarte in Mazungue
     
  6. Re: MABECO - Carlos Alberto Oliveira

    Citando: Angelino Neves ( Milimetro ) in Mazungue

    Bom já que o Turza é tão pedinchão,e não vá ele fazer beicinha,chorar,enferrujar e depois ser dificil de lixar,lá vai uma.eheheheh
    Reencontro Milimetro,Mabeco 30 anos depois.
    Já procurava o Mabeco em Luanda desde 2005,e não conseguia falar com ele.
    Até que resolvi chamar a velha raposa Peras e saber do Mabeco,o que de pronto foi feito ,hora marcada e sitio.
    Bar S.João junto ao antigo liceu feminino,tinha que ser.
    Eu,o Peras,mais alguem junto da porta do S.João e de Mabeco nada.Bom entramos,colocaram-me logo de má fé em posição de não vêr nada na rectaguarda,e há que pedir umas a estalar,lá se acabaram,mais uma rodada,e eis que entra alguem que se senta na mesa na minha rectaguarda.
    Até aí tudo bem,o que estava mal era o Mabeco que não chegava.Até que eu digo:mas esse animal do Mabeco anda fugido com medo dos automóveis ou quê?.
    Pronto estava a levar um valente cachaço,e quando me levantei para vêr quem era lá estava o amigo Carlos com o tal tipo que eu tinha visto passar.Agora é só vêr a jagunçada que aquele reencontro deu.
    A dada altura o peras só dizia,mas eu não sou vosso pai e tenho que estar a aturar esta cachupada.
    Bom começou por volta das 20 horas e cerca das 2 horas da manhã o dono do bar já pedia por favor que queria fechar.
    Lá falamos do troféu TT,e eu e o Peras a pegar com ele quanto á legalidade do TT, mas aquela calma do Mabeco não passava cunfia ás provocações.
    Já nesta altura o Carlos estava um bocado abatido,mais ainda conversador.
    Bom vamos guardar mais duas para a próxima jornada,se não lá se vai o arquivo.ahahah
    Olha Turza já existe bons antiferrugem,não oxides.eheheh
    Um abraço.
    ANGELINO (MILIMETRO)

    Enquanto ele não vem Milímetro , tu que tens procuração dele, vai escrevendo, vai contando, só não vale inventar, nem falar de Maserati.

    Um abraço, e valeu pela notícia da recuperação do Piloto da Semana.[/quote]
    Amigo Ruy Turza.

    Sem dúvida que tenho que ser mesmo massacrado com provocações,e desta vez vindo de quem vem.
    Bom mas porque está em causa o Mabeco,vou responder a mais uma provocação.
    O Carlos Oliveira tambem (Mas e rati)do deserto, modelo Mabeco com ano de fabrico por volta de 1951/52,do qual não tenho em meu poder o livrete,vulgarmente conhecido por B.I.,tem tambem mais uma história para aqui ser contada.
    Um certo dia estando no intervalo das aulas na E.I.O.S. no intervalo maior que eram 20 minutos,eu com mais colegas que estavamos a ouvir o gritar dos megafones das moturuz,corremos para o portão em frente ao cine império,e eis que:
    Três mosqueteiros ,Mabeco,Russo e Márito,fuchindo na frente do Drácula Barbosa,
    e o Mabeco vendo que estavamos no portão,com o braço no ar, a fazer sinais mas sem nenhum de nós entender coisa alguma.
    Eis que curvam depois do império em direcção ao local onde o Casal tinha a oficina . Até aí tudo bem ,só que o Drácula não conseguiu fazer a dita curva e seguiu pela Eugénio de Castro.
    Eis quando se ouve de novo o mega a roncar, e o Mabeco sai quase em frente do Drácula que estava parado antes do cruzamento da oficina do Casal,daí para a escola foi um saltinho.
    Mabeco entra, e o portão fechou.
    Agora imaginem o chui a ser barrado no portão,e o mabeco a sair pelas trazeiras da escola sem mais ser incomodado.
    No final da tarde lá estava o Mabeco sem moturu claro, a rir com o pessoal,depois do baile que deram ao chui.eheheh

    Um abraço.
    ANGELINO (MILIMETRO)
     
  7. Re: MABECO - Carlos Alberto Oliveira

    Que engraçado teres lembrado do "Mabeco" fazes-me retornar a minha juventude (Bem ... eu ainda me acho jovem ;))

    Privei com ele muitas vezes e tornei-me amigo pessoal, há muito que não o vejo , mas ele mora ou morava em Mira mesmo no Centro da Vila.

    O Mabeco foi o melhor vendedor da Renault em Aveiro durante os anos 80 e principios de noventa, fiz um part-time na Renault enquanto estudava na Univ. e era o Benjamim lá do sitio :D

    Andei muitas vezes ao lado dele , com muito gás , num R5 GT Turbo (II) branco Pérola, o Mabeco conduzia aquilo como ninguém ...... até dava calafrios :p:huh::huh:

    Saudades desses tempos de garoto, afortunado, por ter amigos nos automovéis com quem privei e muito aprendi e ainda por cima me meteram o bichinho das corridas B)B)
     
  8. [​IMG]

    O mais famoso OPEL COMODORO GSE de Angola

    Ruy Turza in "Mazungue"
     


  9. E o Mabeco que era pequenito, quase nem se via dentro do Commodore :D:D
     
  10. ScannedImage-16.jpg

    Mabeco na 2º linha ao lado do Tino Pereira em Moçamedes 74, acabou em 3º lugar na celebre corrida TCA que o nosso amigo Helder se "esqueceu" de dar a ultima volta.

    ScannedImage-17-1.jpg

    Ei-lo no podium com Valdemar Teixeira (1º) e Larama (2º)


    Pedro Ilha in Mazungue
     

    Ficheiros Anexados:

  11. Mabeco, aí está um nome que me era completamente estranho. o_O
    Mais uma para enriquecer os nossos conhecimentos.
     
  12. os nomes sao do melhor...

    :D:D:D
     
  13. Mais uma bela lembrança, caro Francisco, o Mabeco foi dos pilotos mais espectaculares de Angola no primeiro e penso que único Commodore GSE que correu em Angola.
    Muitos anos depois (anos 90) reencontrei-o em Portugal, a correr em Autocross, fez inúmeras provas do Campeonato Nacional de Autocross com um Renault 5 Alpine, chegando a ser terceiro classificado num dos anos.
    Antes disso fez o Circuito de Vila do Conde com um Simca Rallye 2 e fez um excelente resultado.
    Em Portugal correu sempre com o nome Carlos Oliveira e actualmente encontra-se outra vez na sua terra de paixão Angola, novamente ligado ao sector automóvel.
    Mais um grande piloto dos anos 70.
    E aqui vai uma dica para mais um, Manecas Pereira da Silva, também andou nos Capri e no último ano correu em Angola com um Mustang que dava grande espectáculo.
     
  14. A imagem que demonstra que as corridas eram uma forma de estar e de ser, uma competitividade nao agressiva, todos eram amigos, todos se ajudavam, nao havia disputas fora da pista, apenas dentro dela e sempre com o respeito e cuidado, e mesmo assim dava-se show a quem via, como eu gostava de ter presenciado isso... Só sou do tempo dos quequezinhos, com uma panóplia de tias nas bancadas a acenar para dentro da pista ao berros, como se aquela pessoa que la ia era o melhor piloto do mundo... Outros tempos...

    cumprimentos.
     

    Ficheiros Anexados:

  15. ScannedImage-9-2.jpg

    #20 (em pião) Mabeco
    #30 (a bater) José Abelheira
    Autódromo de Luanda

    Pedro Ilha/ Ricardo Duarte in Mazungue
     

    Ficheiros Anexados:

Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página