Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Portalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

L. Magalhães: A grande corrida de vencer o Cancro

Tópico em 'Miniaturas' iniciado por Fernando R Soares, 14 Ago 2007.

Tópico em 'Miniaturas' iniciado por Fernando R Soares, 14 Ago 2007.

  1. [​IMG]
    Antigo adversário de Pedro Lamy no karting, Luís Pedro Magalhães viu a sua carreira interrompida por falta de apoios e voltou mais tarde, até um cancro lhe trocar as voltas aos 34 anos. Vai correr no circuito da Boavista para angariar fundos para a Liga Portuguesa Contra o Cancro.

    Foi campeão nos karts, perdeu e ganhou batalhas, ainda adolescente, frente a adversários como Pedro Lamy, Manuel Gião ou Pedro Couceiro, mas estava longe de imaginar que aos 34 anos teria de enfrentar o maior desafio da sua vida: lutar contra um cancro. Luís Pedro Magalhães, já então afastado das competições, venceu essa corrida e esta época decidiu-se pelo regresso às pistas, colocando acima do seu prazer pela pilotagem de automóveis uma causa nobre: a angariação de fundos para a Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC). No próximo fim-de-semana, no Circuito da Boavista, na jornada do Mundial de Turismos (WTCC), Luís Pedro Magalhães estará ao volante de um Seat Leon oficial ostentando as siglas da LPCC, num projecto apoiado por diversas empresas, entre as quais o jornal O Jogo.

    "Quando me sento ao volante do carro, transformo-me e depois de tudo o que passei no combate à doença, os meus adversários em pista ficam muito pequeninos. Sinto que já venci uma causa muito grande e, portanto, agora, nesta corrida que tem sido longa desde o lançamento do projecto, o objectivo é passar a mensagem de que se pode superar uma doença como o cancro", sublinha Luís Pedro Magalhães, licenciado em economia e que exerce funções numa financeira.

    Foi em Março do ano transacto que lhe foi diagnosticado um tumor no brônquio direito, depois de alguns anos anos antes ter perdido um irmão com pouco mais de 40 anos vitimado por cancro.

    "O tumor era de origem benigna, mas quando foi descoberto já estava em mutação. Foi inevitável ficar sem o pulmão direito. Como sempre pratiquei desporto, dispunha de uma boa condição física e, portanto, nunca notei muito a diferença...", acrescentou. Sem nunca ter levado um cigarro à boca, Magalhães via-se numa situação inimaginável, embora nunca tivesse baixado os braços. Apenas deixou de lado as práticas do squash e da corrida, dada a diminuição da sua capacidade cardiovascular.

    Submetido à intervenção cirúrgica para extracção do pulmão direito em Maio, no mês seguinte fazia radioterapia e em Dezembro último o resultado de um TAC dava-lhe a certeza de ter debelado a doença. A vontade férrea de vencer levou-o a nunca baixar os braços, como sucedeu durante os tratamentos.

    "Não deixei de andar de moto4 ou de ir para o rio fazer esqui, o que contrariava as indicações dos médicos. Mas eu, perante essas observações dizia-lhes 'se eu não morrer de uma coisa, morro de outra, deixem-me viver, por favor'. E foi com este espírito que fui vencendo a doença", recorda Luís Pedro Magalhães.

    Fonte: O Jogo


    Eu sei que não ficou grande coisa, e este Homem merecia uma melhor, mas aqui fica a minha homenagem a um Lutador.
    [​IMG]
    [​IMG]
    [​IMG]
     
  2. Mais um vencedor desta dura corrida que é o cancro, nem todos têm a força e resistencia necessária para vence-la, é um exemplo de força de vontade e espirito de vencedor, muitos ficaram para trás , mas acredito que com o tempo haja mais vencedores e o unico vencido seja a própria doença.
     

  3. Este é daqueles que nem com bandeira preta, abandonam a corrida
     
  4. Força e coragem amigo. As melhoras e que voltes com força ás competições
     
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página