Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Postalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

Tópico em 'Património Histórico Português' iniciado por Francisco Lemos Ferreira, 21 Fev 2012.

  1. Jorge Pinhol

    Jorge20.jpg


    No início dos anos 70, Jorge Pinhol era um dos mais promissores pilotos portugueses e talvez aquele que mais apostava numa carreira internacional. Por isso não surpreendeu o convite para conduzir um dos Lola-BIP na campanha internacional de 73. No entanto a “malapata” que sempre o acompanhou em toda a carreira, não iria deixá-lo expressar todo o seu talento: Em Spa desistiu quando estava bem classificado, à frente do outro carro da equipa que iria vencer entre os 2 Litros; em Nurburgring, depois de ter obtido o 3º tempo entre os 2 Litros no treino de Sábado, é preso depois de uma queixa de Klaus Fritzinger que alegava que Pinhol lhe devia dinheiro referente ao Ford Capri RS de Grupo 2, destruído num aparatoso acidente sofrido no Estoril um ano antes (e que interrompeu a carreira do piloto por alguns meses…); em Agosto de 73 é à última hora impedido de correr em Vila do Conde, pois corria com licença inglesa e a prova não era internacional… Os melhores resultados da época foram por isso o 8º lugar no G.P. de Nogaro, em Outubro (Europeu de Sport) e o 3º lugar no Estoril na prova (também de Outubro) a contar para o Nacional de velocidade. Pinhol estaria parado nas épocas de 74, 75 e 76 e em 1977 para participar na prova portuguesa a contar para Mundial de Sport, tentou alugar um Lola a Alain de Cadenet e relançar a carreira, mas à última hora o negócio gorou-se. E foi com mais este azar que terminou de vez a carreira de Jorge Pinhol…
    In Sportscar Portugal

    Jorge+Pinhol+-+Carlos+Gaspar+-+Ecurie+Bonnier+-+SPA+Francorchamps+1000+km.jpg



    In Ford Cortina Brasilchico+e+jorge.jpg
    Dia 11 de julho de 2009 eu publiquei no blog um cartaz, da Ford Lusitana, sobre uma corrida que aconteceu em Monza, em fevereiro de 1973 vencida pelo piloto português Jorge Pinhol (clique aqui). A corrida durou dez dias sendo percorridos 40.000 km. Na época eu mandei um e-mail pra a Ford Lusitana tentando buscar mais informações sobre essa corrida. O resultado do e-mail enviado à Ford foi surpreendente. Não, a Ford não me respondeu, parece que é uma atitude padrão da Ford só atender seus clientes se o assunto for comprar carros novos, tanto no Brasil como em Portugal. Porém, de alguma forma foi passada pra frente e em outubro recebi um e-mail de ninguém menos que o próprio Jorge Pinhol! Primeiro JP (como ele assina seus e-mails), me fez perceber um erro no referido cartaz, já que com uma velocidade média de 159 km/h seria impossível percorrer 40.000km em 240 horas. Na verdade a velocidade média foi cerca de 170 km/h. A idéia da corrida foi, do então chefe do chefe de relações públicas da Ford UK, e amigo pessoal de JP, o Sr. Peter A Nichols para promover os carros Ford na época especialmente o Ford Cortina. No total foram três meses em Itália para os preparativos e para a corrida em si. Jorge Pinhol vinha de um ano difícil , já que em 1972 tinha sofrido um acidente grave no autódromo de Estoril, em Portugal (mesmo autódromo que anos depois Ayrton Senna viria a ganhar sua primeira corrida de F1), mas se recuperou e mostrou mais uma vez o seu talento vencendo essa difícil prova. Nas nossas trocas de e-mail vim a saber que Jorge Pinhol teve como companheiro de equipe, quando corria na fórmula Ford, Francisco Lameirão, isso mesmo o piloto brasileiro que abriu caminho para muitos das estrelas do automobilismo brasileiro, mas essa é outra história...



    40+hrs.jpg

    Promoção da Ford com a presença de Peter A. Nichols, chefe de Relações Públicas da Ford Motor Co. Europa, com Sir Jackie Stewart e Jorge Pinhol, após Jorge Pinhol ter vencdo as 240 de Monza. Em memória de David Bartropp Infelizmente nem tudo deu certo nas 240h de Monza. Jorge Pinhol dirigia o Cortina e David Bartropp dirigia um Escort 1100, bom melhor transcrever o que Jorge Pinhol me mandou... "Caro Manuel, Que tal o Carnaval ? Por pensar em Carnaval , e principalmente nesta altura do ano quando temos dias lindos azuis e frios e noites sem nuvens cheias de estrelas que penso muito no silencio do parque de Monza , fez agora no dia 16 de Fevereiro as 04:40 hrs da manha, anos que o David Bartropp deixou a nossa equipe tragicamente quase no final do seu turno de 4 horas consecutivas . Se me perguntar em que dia da semana , eu não sei , pois ao fim de 2 dias eu já não pensava se estava a almoçar ou jantar ou se era Domingo ou outro dia da semana , sei eh que o nosso ritmo era terrível e não dava espaço para a mínima distracção , Nos estavamos a trocar de piloto 4 em 4 horas , quer dizer que conduzia 4 horas, e depois voltava outra vez 3horas e 50 min mais tarde, para não haver atrasos. Nessas 3hrs e 50 min de descanso tínhamos que ter tempo para o que fosse preciso. Havia um serviço de "chauffers" de pessoal Americano , com os seus chapéus brancos ah cowboy , parecido com a Marlboro , cada piloto tinha a sua tradutora italiana , que traduziam pouco , pois não havia tempo para muitas conversas , quem tirava mais partido era o pessoal que não conduzia...... Quanto as boxs/pits , normalmente se não houvesse complicações , o carro não estava parado mais do que 20 a 25 segundos, tempo suficiente para mudar de piloto , verificar todos os níveis de óleo , agua , mudar de pneus, limpar os vidros e encher o tanque com mais de 200 litros de gasolina . Era o começo da Primavera , ah noite o ar era mais puro , silencio total , só se ouvia o som monótono dos carros, era cansativo e portanto perigoso , era necessário um grau elevado de concentração pois ao mínimo erro podia ser a morte do artista. Mas um piloto profissional não pensa na morte , não olha para trás só para a frente... Naquela altura entre pessoal administrativo da Ford Motor Company , havia sempre anedotas e brincadeiras, sem intenção de maldade, só que havia ,um dizer, que ninguém pensou ligar a uma a tragédia enfim, era uma piada de mal gosto, assim ..... '' QUANDO SE TRABALHA PARA FORD... QUANDO MORRE VOCÊ SÓ FICA COM OS OSSOS... A CARNE É PARA A FORD...'' era assim mais ou menos em inglês. É claro que com a decisão da Ford nos USA de não promover o nosso record mundial ao ponto de não autorizar a sua inclusão nos livros históricos internacionais , como o ''Guiness book of records '', deu serias desilusões e mau estar , pois não seria isso que David desejava . Finalmente só agora eh que se esta falando mais do nosso record , por um lado de certeza que você contribui agitando o pessoal da Ford Lusitana. Mas o grande pioneiro para que a historia não se esquecesse, foi o Nanni Dietrich que criou o Motor Sport Memorial ." Um trágico acidente, mas assim como não vamos deixar cair no esquecimento as 24oh de Monza não vamos deixar cair no esquecimento os seus herois como David Bartropp.

    Fotos de Jorge Pinhol: em perfis Google

    Jorge%2BPinhol%2B-%2BFord%2BGRD%2B-%2BMonaco%2BGrand%2BPrix%2BCircuit.jpg2348050134_ebdf7ce01a.jpgFoto%2B1%2B001.jpg

    Clique aqui para ver a noticia completa
     

    Ficheiros Anexados:

    Vitor Dinis Reis gostou disto.
  2. 240 H de Monza, o reavivar de um episódio há muito esquecido e do qual já me não recordava nada.
     
  3. Desconhecia por completo. Aparentemente passou ao lado do que podia ser uma carreira feita de muitos sucessos....
     
  4. As minhas fotos do capacete do Pinhol ;)

    Jorge20.jpgJorgePinholFirstBellHelmetDamagedAtTheEstorilCrashDrivingTheFordCapri26RS.jpgHELMET.jpg
     

    Ficheiros Anexados:

  5. %2520GRD%2520car%2520show%2520with%2520President%2520of%2520turism%2520and%2520Playboy%2520girls.jpg
    The President of the Tourist Board Mr Jorge Dias in London
    with the new GRD F3-Ford for Jorge Pinhol to drive in the European Chanpionsh​ips

    Fotos: Jorge Pinhol > Picasa
     
  6. Ficheiros Anexados:

  7. Ficheiros Anexados:

  8. Ficheiros Anexados:

  9. GRD , the first car produced by Jo Marquart and the ex Team Lotus engeniersJP%2520%2527s%2520GRD%2520on%2520pole.jpg
     

    Ficheiros Anexados:

  10. Ficheiros Anexados:

  11. Jorge4.jpg



    Francisco Lameirao
    Jorge Pinhol
    Truxton Circuit
     

    Ficheiros Anexados:

  12. Foto%25201%2520010.jpg


    Driving at Monaco for Team GRD Ford
    with team mates
    Andy Sutcliffe, Alan Jones and Pierre Francois Rousselot
    Masami Kuashima.
    Team Manager Gordon Huckle.
    Car designer Jo Marquart
     

    Ficheiros Anexados:

  13. 6027833015_f29f310c1a_z.jpg
     

    Ficheiros Anexados:

  14. Jorge21.jpg


    The Ford -Elf- Capri RS 2600
    At the Estoril Circuit
    For the ACP G2 Touring Car Race
    Jorge Pinhol
    pole position , race leader and Lap Record Holder
    Still On Today
    Lap 1.08.27s at the average speed of 153,765 Kms/h
    Jorge Pinhol
    Still holds the Lap record of
     

    Ficheiros Anexados:

Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página