Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Portalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

Importar MGB GT V8

Tópico em 'Legislação' iniciado por JFelizardo, 5 Nov 2011.

Tópico em 'Legislação' iniciado por JFelizardo, 5 Nov 2011.

  1. Boas...
    Tenho acompanhado o Portal há algum tempo, pois há algum tempo que penso comprar o meu primeiro clássico.
    Tenho alguma facilidade em comprar aqui no UK ou na Irlanda pois passo aqui a maior parte do meu tempo, e daí estar a equacionar comprar um MGB GT de preferencia o V8 para restaurar. A ideia é restaurar aqui, mas com o objectivo de qualquer altura levar para Portugal tal como já fiz com a minha HD ( Sim tenho dois amores :D ou mais ...)
    Será que alguém tem uma ideia de como legalizar um clássico em Portugal, e quanto é que me custa? Já tive a ver os simuladores, mas como diabo vou arranjar as emissões de CO2 de um carro com 40 anos ? Li qualquer coisa também que o CPAA pode passar um documento de interesse museológio e assim não se paga IA, isto é verdade ?
    Bem, o texto já vai longo... Cumprimentos a todos no portal!
     
  2. :D se for a versão V8, vai custar-te os olhos da cara..
     
  3. Pois Virgilio,
    Por isso queria saber mais informação antes de fazer o "estrago".
    Em alternativa posso comprar o 1.8, legalizar e depois mudar o motor para o V8.
    Mas se essa hipótese de não pagar o IA for verdade preferia tentar comprar logo com motor 3.5 ( Sei que não é tão fácil de encontrar.. 1.8 há aos montes por aqui )
     
  4. Mas, julgo que se residir mais de dois anos no UK tem direito a trazer um veículo com todos os custos de importação pagos. Ou estou errado?
     
  5. Boas André,
    Não sei muito sobre isso. Isso não é só se voltar a Portugal de vez ?
    É que eu por acaso tenho residencia fiscal aqui..
     
  6. És um Felizardo :D:D:D
    Olha que "agora" não fica nada "barato" importar carros para PT.
    E ....... depois atenção ao "investimento"; vai ficar "depreciado" rapidamente ...
    "Gajos" como eu têm a mania de olhar para ver de que lado está o volante; e não gosto mesmo nada de RHD; apesar de gostar de carros daí ...
    Boas compras ... :D:D
     
  7. Isso agora é que já não sei, infelizmente. Por acaso gostava de trabalhar uns anos aí quando acabar os estudos, e voltar com um bom clássico britânico. B)
     
  8. Estudas o quê André ?
     
  9. Boas Guilherme,
    Pelo que tenho lido mudar de RHD para LHD num MG não é uma tarefa complicada. De qualquer modo a depreciação não me preocupa, quando comprar um clássico não faço intenção de vender!
    Mas voltando ao tópico, como raio calculo as emissões de CO2? é que se calhar sai-me muito mais barato comprar um 1.8 e levar um motor para fazer a alteração..
    O que é ponto assente é que tem que ter muitos cavalos :D
     
  10. Por muito que tentes será sempre um RHD; ou vais mudar os limpa vidros também ?? :D
    E depois os fechos de segurança das portas ..........
    Pequenos pormenores que ao olho critico de um "fanático" não passam despercebidos.
    Sobre o CO penso que é a marca que fornece esses dados (ficha de homologação); e se vais mudar o motor ......... bem ....... mais confusão; ainda se vier já com o V não sei quantos (daí) "acho" que dá menos trabalho.

    Mas que isso vai ser uma grande "trabalheira", lá isso vai.
    E no que respeita a preços é sempre a somar euros :(
     
  11. O peoblema é que ao que consigo perceber dos simuladores, a diferença entre o motor 1.8 e o motor 3.5L é de mais 4 mil €... mas é dificil de confirmar sem saber quais as emissões de cada um dos motores..
     
  12. Penso que se for anterior a 1970, só paga a cilindrada, do CO2 está isento, mas requer confirmaçao.
    O CO2 é medido num banco de rolos (inspecçao B), esse motor deve emitir mais de 300 g/Km, digo eu...
    Boas compras
     
  13. Sei de um MGB GT V8 para venda aqui em Famalicao..;)
     
  14. Uiii,

    300 ? nem quero fazer as contas ...
    Acho que vai mesmo ser o 1.8L, e depois se vê se leva outro motor depois de legalizar...
     
  15. Boas! Se voce tem residencia ai no UK, nao precisa de legalizar. Anda cá com a matricula do UK. Deve ser a maneira mais facil, e assim nao paga impostos ca, paga os impostos no Uk (que certamente serao muito mais baratos).


    Cumprimentos
    Antonio Santos
     
  16. Boas António,

    Olhe que não, o nosso Portugal tem alguns impostos mais baixos... ainda!
    Dou-lhe o meu exemplo, o meu carro de dia a dia tem motor 3L e paga 1300€ (Sim € porque a minha residencia fiscal é Irlanda). Porém se calhar tem razão porque os clássicos por aqui não pagam imposto de circulação e não precisam de inspecção.
    Mas eu acho que não posso andar aí com o carro com matricula estrangeira, ou posso ?
    Aqui só se pode andar com um carro de matricula estrangeira 6 meses, não sei como é em Portugal
    Cmps
     
  17. Boas! Segundo este artigo:
    Buzina - o seu mecânico de família

    O carro com matricula estrangeira so pode circular no maximo 180 dias em portugal, mas como nao existe fronteiras torna-se muito dificil controlar se o carro realmente esteve sempre cá ou se foi ao seu pais de origem. Sendo assim, cumprindo os restantes pontos, e sendo o carro para andar esporadicamente (so quando vem a portugal) Penso que nao havera problema.


    Cumprimentos
    Antonio Santos
     
  18. Vivendo no estrangeiro tem "facilidades" que os de cá não têm. Por exemplo a de andar cá com o carro com matricula estrangeira.
    O meu Pai viveu no estrangeiro e quando voltou de vez legalizou um carro sem para o Imposto Automóvel. Era um beneficio que se dava aos emigrantes.

    Agora, se quiser legalizar cá o carro sem recorrer ao beneficio de viver no estrangeiro, pode simular aqui o custo:

    Declarações Electrónicas

    Se o carro for anterior a 1970 pode clicar no respectivo campo no fim da página.

    Cumprimentos,
     
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página