Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Portalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

Histórias dos Nossos Clássicos

Tópico em 'O nosso hobby: Clássicos' iniciado por Filipe Fraga, 2 Abr 2008.

Tópico em 'O nosso hobby: Clássicos' iniciado por Filipe Fraga, 2 Abr 2008.

  1. Boas!!!!

    Criei este Tópico (devido à minha curiosidade) em saber histórias dos vossos Clássicos!!!!

    Como por exemplo: Em que circunstâncias o adquiriram? A (s) 1ªs fotos que lhe tiraram???Em que local foi??? O tempo que levou a ser restaurado???
    A viagem mais longa que fizeram nele??? Situações cómicas que já aconteceram com os vossos clássicos... tipo o motor aquecer demasiado, ou ficarem apeados ou sem gasolina:D:Po_O...

    Gostaria que partilhassem tudo o que acharem útil e que querem dar a conhecer aos outros Membros acerca dos Clássicos que possuem...

    Espero que este Tópico ainda nunca tenha sido criado!!!!

    E desejo a todos Muito boas histórias...
    Estou à escuta, com muita ansiedade para saber mais sobre os Clássicos que figuram no Portal:feliz:;):huh:

    Nota: não é necessário responder às perguntas que coloquei em cima, cada um é livre de responder apenas ao que quer e livre de meter o que quer...
     
  2. Ora bem... Pouco falta pra ser clássico, mas mais 4 meses e tá lá, que dizer já é clássico, fez ontem 23 anos que ele saiu da linha de montagem. Por isso já é um clássico.:huh:

    Posso dizer que foi amor à primeira vista... Estava ele numa quinta escondida, quando lá entro, lá estava ele sozinho a olhar para um casão e estava cheio de ervas à volta (ainda tinha o vidro traseiro...:wacko::wacko:) a minha reacção ao vê-lo, foi logo olhar pra ele fixamente e a dizer pra mim "hás-de ser meu..." Isto não falando nos pulos de alegria... Pois mais tarde fui encontra-lo já num local bastante visível de todos, foi graças a um amigo meu que ele veio parar ás minhas mãos (nunca eu pensei te-lo tão depressa). O Restauro começou em Agosto de 2006 mas ainda não está pronto, portanto ainda não há grandes aventuras pra contar. Quando o comprei estava em completo abandono e estava em risco de sofrer qualquer dano, devido às obras que se estavam a fazer aonde ele estava e por isso o destino dele era ser abatido, mas salvei-o a tempo. :D

    Eu comprei-o em Elvas, mas penso que veio de Lisboa ou arredores, a primeira foto é essa que se segue, esta de porta aberta porque quando a abri, as hospedes começaram logo a querer atacar mas vencias!!! O vidro não foi vandalismo mas simplesmente umas crianças acharam piada em mandar-lhe pedras, mas assim que o vidro se partiu fugiram logo.:D:D

    Então cá vai a primeira foto:
    [​IMG]

    Restauro: http://www.portalclassicos.com/forum/showthread.php?t=3379
     
  3. Para começar, uma aventura e historia foi logo a compra, comprei o carro sem o ter visto sequer... :D

    Não tenho muitas historias em andamento porque desde que o comprei em fins de Fevereiro até agora nunca tive oportunidade de andar dele (estava mesmo malzito o carro).

    Uma aventura relacionado com o carro que eu não assisti, aconteceu no dia 31 março de 2007, e foi de quem o foi buscar a Castelo Branco para a Póvoa de Varzim, uma pessoa que nunca tinha guiado um reboque, ficou logo nas mãos com uma Renault Trafic bem velhinha e sem radio onde por 4/5 horas a única musica que ouviram foi o motor muito bem rodado da Trafic... :D (eu estava no Algarve a assistir ao Rali de Portugal 2007)

    Outra aventura foi a obtenção dos documentos do carro, desde andar a correr para Castelo Branco varias vezes (o que vale é que estava e estou na Guarda), procurar porta a porta em Idanha-a-Nova informações do carro, procurar paginas brancas, e ir lá ter com dono do carro que por acaso até tive sorte.

    De resto, todo o restauro tem sido uma aventura do qual eu estou a tirar grande aprendizagem e satisfação...

    Fica a primeira foto que tirei á bomba...

    [​IMG]

    cumprimentos.
     
  4. Este tópico vai sendo respondido ao longo de variadissimos tópicos onde vamos contando histórias dos nossos clássicos
    De forma a satisfazer a curiosidade do fantasma do Portal vou descrever algumas histórias do meu primeiro clássico, o TRIUMPH SPITFIRE MK IV de 1972

    Em Dezembro de 1992 vivia em Leiria e andava à procura dum MG B. Estava a trabalhar em Coimbra e um dia vi um carro antigo vermelho descapotável num Stand: era um Triumph Spitfire. Nunca mais quis saber do MG B ... Nesse dia à noite, devido ao vendedor ter falado demais, estava a falar com o antigo proprietário do carro (um médico de Carregal do Sal), que o tinha restaurado cerca de 10 anos antes e tinha feito desde então menos de 3000 km (o carro marcava 2937 Km pois tinha sido colocado a zero quando do restauro), tendo vendido o carro (por cerca de 1000 contos) por não o usar regularmente. No dia seguinte estava a discutir o preço com o vendedor, tendo sido acordado o preço de 1100 contos (cerca de 5500 euros) e que me ia arranjar um Hard Top para o carro. No dia 15 de Dezembro de 1992 a minha esposa foi ter comigo a Coimbra para trazer o meu carro (um VW Golf GT TD de 1988) de forma a levar o TR para Leiria. O vendedor tinha localizado um Hard Top, que era branco, pelo que fomos montá-lo no carro.
    Feito o negócio, já com a documentação em ordem, toca de meter gasolina super (13,3 litros pela módica quantia de 2.000$00, ou seja 10 euros, cerca de 0,75 euros/ L e sem necessidade de aditivar)

    Obviamente que nesse dia tinha de cair uma enorme chuvada durante os 70 Km da EN 1 entre Coimbra e Leiria. O carro era tudo menos estável, com desequilíbrio mesmo a direito, com a água a entrar por todo o lado, sobretudo pela parte superior do pára-brisas ... e lá ia eu a cheio de medo a 70 Km / h e a pensar na enorme asneira que tinha cometido.
    Só no dia seguinte descobri a razão desses defeitos: cada pneu tinha uma pressão diferente, particularmente os de trás (local da tracção) que tinham qualquer coisa como 2.5 bar num lado e 1.0 bar no outro (o normal seriam 1.8 bar). Por outro lado, o Hard Top que não era originalmente daquele carro, não tinha uma única borracha, pelo que era impossivel vedar a água. O carro revelou-se bastante estável e as capotas (a de lona e o Hard Top) capazes de vedar a grande maioria das chuvadas.
    O carro foi tendo pequenos arranjos ao longo do tempo, nomeadamente correcção do anterior restauro, como os frisos (cromados e não pretos), retirada do spoiler dianteiro (que era da 2ª série do MK IV), volante de origem, tapetes, etc. Em Janeiro de 1999, já com 19210 km, foi feito restauro de fundo da chapa e pintura, tendo sido necessário um novo capot pois o que estava no carro tinha vários Kg de massa e era impossivel de reparar. Esteve parado cerca de 9 meses, o que para mim pareceu uma eternidade

    Actualmente o carro tem 33416 Km, ou seja, já lhe fiz 30479 Km em 15 anos.
    A viagem maior que fez foi entre 4 e 11 de Julho de 2006, tendo percorrido cerca de 2300 Km para ir a Le Mans assistir às 24 horas clássicas.

    O maior susto que alguma vez apanhei foi por avaria do manómetro de gasolina. Marcava ainda 1/4 quando comecei a ultrapassar um carro numa recta entre a Marinha Grande e Leiria. O carro começou a engasgar-se e o motor parou enquanto o carro que eu ultrapassava diminuia a velocidade para supostamente ajudar a minha manora. Tive de travar bem para conseguir ficar atrás desse carro antes de que chegasse o que vinha em sentido contrário. Não tinha nem uma gota de gasolina no depósito.

    Outra história engraçada passou-se com o meu filho, quando este teria uns 5 anos. Fomos os dois para a zona de Aveiro e ele perguntou o que eram os números ao lado do velocimetro. Expliquei-lhe que era para ver a rotação do motor mas ele quis saber para que era a linha vermelha depois do "60" (o limite de rotação é às 6500 rpm) tendo de lhe explicar que era o máximo que a podia ir. "Mas" perguntava ele "e se passares dessa linha". Sem vontade de dar mais explicações, disse-lhe que se passasse dessa linha o carro explodia. É importante referir que o conta-rotações do carro está a marcar cerca de 1,5 vezes o valor real (às 6000 rpm o valor real é de 4000 rpm). Nunca mais me lembrei da conversa e, no caminho de regresso, ao ultrapassar uma camioneta começo a ouvir o meu filho aos gritos pois eu tinha quase explodido o carro (tinha chegado cerca das 5000 rpm reais ou seja às 7500 rpm no manómetro)

    O Spit é um carro muito baixo (1.20 m). Em 1993 fomos de férias para um Parque de Campismo com o Spit. Surpreendentemente o carro passava por baixo da barreira da entrada do Parque pelo que era frequente vermos várias pessoas a admirar a nossa entrada e saída do Parque

    Um Clássico encerra muitas histórias. Estas foram apenas algumas
     

    Ficheiros Anexados:

  5. Essa parte da Traffic:D:D:D pobre homem que foi buscar o carro....
    mas no fim valeu o esforço pois tens um carro muito lindo...

    Cumprimentos
    FF
     
  6. O meu Cortina GT MKI, foi comprado por obra do acaso.
    Foi em 2000, o meu pai andava à procura de um Fiat 600. Surgiu um para venda em Leiria, em boas condições e preço acessível. Combinou-se com o vendedor e, num domingo pela fresca lá fomos os dois até Leiria para ver o 600. Já em Leiria encontramo-nos com o sujeito como combinado e seguimos para uma zona de prédios, mais concretamente para uma garagem.
    Era um portão de garagem normal, entrámos e deparamo-nos com uma garagem cheia de clássicos, cerca de 30 carros, entre os quais o Fiat 600 e o Cortina GT.
    Examinou-se o 600 e, chegou-se a acordo. Mas desde que tinha entrado naquela garagem não conseguia tirar os olhos do Cortina e, então perguntei ao senhor se queria vender também aquele, ao que ele respondeu prontamente que sim. Com isto, fizemos negócio pelos dois por 500 contos, menos 100 contos que ele pedia.
    O carro estava muito bom de chapa, via-se que tinha sido sempre um carro bem tratado, todo alinhado, sem amolgadelas, os cromados muito bons. O motor parecia um relógio. Apenas os interiores necessitavam de um restauro profundo, pois os bancos já não eram os de origem. E o pior de tudo era a cor, com podem testemunhar na foto.
    Assim me tornei o feliz proprietário de um dos carros de sonho desde criança.
     

    Ficheiros Anexados:

  7. Grandes historias.....

    Até hoje tive apenas 2 classicos...um ha muitos anos, q era meu e da minha irma...(citroen visa)...carro fantastico! e este agora...q é apenas a menina/o dos meus olhos, custe a quem custar!B)
    O actual foi comprado aqui, no portal...infelizmente a um preço superior ao que tinha sido ja vendido aqui tb! ou seja...ja o tinha visto, mas como estava de olho noutro nao liguei..entretanto, passado um tempo vi q ele ja tinha sido vendido! Tornei a vê-lo novamente mas muito mais caro...mas na altura nao se me fez luz...telefonei ao rapaz e fui vê-lo...xiii...fiquei apaixonada!! se calhar por ser de noite:D...parecia q nao tinha defeito nenhum....qdo entao decidi comprar, fui busca-lo e vi os pequenos defeitos do carro..mas o querer ter foi maior ...mas fiz questao q ele me baixasse o preço devido a coisas q nao estavam bem!
    E pronto lá vim eu, Ines e carocha em plena Ic19...sem nunca ter conduzido um...fogo, q stress!
    Até hoje ja tive uns 4 interessados no carro, mas nao lhes liguei nenhuma...:huh::huh:
    Hoje vou finalmente mostrar o carro ao meu pai, pois merece recordar o carro em q ele tirou a carta e que lhe ganhou um odio enorme...mas ainda o vai adorar!
    Portanto FF como vês, ainda tens tempo para decidires, pensares no carro que queres...eu só agora c esta idade é q me decidi a comprar:D... Mesmo assim a linha de pensamento foi a mesma...carocha 4 ever! since 1990
     
  8. Á muitos muitos anos.... (sim, é assim que devem começar as histórias:D) um rapaz que gostava imenso de carros, brincava dentro de um fiat 600 abandonado, vezes sem conta, nas férias do verão etc.. grandes derrapagens e aceleradelas imaginárias dei nele.. até que um dia a escuridão se abateu sobre esse fiat 600... foi cortado ás postas e assim acabou a sua triste vida..

    Anos mais tarde, esse mesmo rapaz, sempre apaixonado pelo Fiat 600... fez uma aposta com o seu pai... entre passar o 9º ano com as notas desejadas, ou não... em jogo estava ou um fiat 600 ou um carro telecomandado.. (clara está a escolha....:D)
    Bem, foi então que o tal rapaz se matou a estudar e lá passou o 9º ano com as notas desejadas, e foi então que o Fiat 600 veio para casa, ou o que restava dele..
    Chamava-se Fiat 600 (oh, a sério?:huh:) e era um lindo carrinho branco e côr-de-laranja/acastanhado (da ferrugem).
    nada nele deixava alguém pensar que um dia ele voltaria á estrada, começou a trabalhar nele, desmontou, limpou, recuperou o que se pôde, mas nunca foi acabado.. ele voltou á estrada, mas não nas minhas mãos..:(


    Entretanto apareceu outro Fiat 600, o LF com um aspecto menos mau, a trabalhar certinho, enfim... para o que estava habituado.. estava bem bom e foi comprado..

    Levou uma reparaçãozita, e cá anda ele na estrada..


    Mas...... a história não acaba aqui e faltam ali muitos contornos que não vou acrescentar..

    Antes da dita aposta do 1º fiat 600, tinha eu 13 anos, tinha visto um outro fiat 600 abandonado também.. e já nessa altura, resolvi imprimir uma folha para colocar no vidro com o meu numero de telefone.. claro está que nunca me ligaram e o carro desapareceu..

    Anos mais tarde e já depois de ter tido 3 fiat's 600, encontrei o fiat numa oficina abandonado e consegui entrar em contacto com o dono, que vivia no norte, e pronto... cá está ele em casa... com isto, passaram-se 7 ou 8 anos..
     

  9. Uau!!!!:oo:oo

    Se o meu Pai me prometia essas coisas....ta bem tá!
    a unica coisa q me dizia era: se passares o 9º ano nao vais de castigo!!:D:D
    Nada de carrinhos ....se as filhas quisessem, q trabalhassem para isso...

    E ainda vos digo mais....um dia, a minha irma num concurso de beleza ganhou o 1º premio que foi na altura um maravilhoso clio...ehehehhe...isto em 1992! na altura ambas estudavamos e nao tinhamos rendimentos...e sabem q é q o meu pai fez?!
    Vendeu o carro novissimo e comprou um visa...para q sobrasse $ e ela pudesse tirar a carta e sustentar o carro!!!ahahahahah
    Nunca me hei de esquecer desta historia!
     
  10. Eu ganhei o gosto por clássicos a ver o foose. Que maravilha, ficava sempre todo babado. A cada episódio que passava estava mais apanhado. Foi então que comecei a olhar para os clássicos de forma diferente. Andava na rua sempre de olhos abertos a procura de um. Foi então que descobri a Renault 4 GTL =)
    Já muita gente me disse "existem carros muito mais bonitos, foste a escolher esse calhambeque, etc etc", eu não liguei, ela tinha algo que me cativava. Algures no mes de Novembro de 2007, uns amigos meus dizem haver uma Renault 4 a venda parada a +/- uma semana em frente à estação de Castelo Branco.
    Não faço mais nada, saio das aulas, lá vai ele. Fiquei deslumbrado. A minha avó sabia desta minha paixão.
    Cheguei a casa da minha avó, "eeeeee avó, esta uma 4L espectacular a venda em frente a estação de Castelo Branco" ao qual ela me responde "oh filho, nós já a estivemos a experimentar e tudo, já está quase comprada" eu fiquei :huh::oo:feliz:
    Pois bem, compramo la, o meu pai deu uma volta ou duas, o meu primo que veio do luxemburgo tambem andou com ela.
    À alguns meses resolvi trazela para Alcains, limpei algumas coisas, por baixo dos tapetes encontrei ferrugem, fiquei :wacko:o_O
    Decidi então comecar a juntar dinheiro para o dia do restauro.
    1 de Abril chega à oficina. Neste momento está quase concluida. Foi mais para meter algumas coisas ao meu gosto e reparar os podres (eram muito poucos) e algumas amolgadelas.
    Podem ver os avanços no link abaixo do meu restauro:D;)
     
  11. Bom topico FF B)

    A minha história com o Portaro 240 nasceu na fusão do gosto por 4x4 + clássico + 1978 ano do jipe ( e ano em que nasci também )

    Fui ve-loVer anexo 51729
    e fui dar uma volta..Ver anexo 51731

    Digo vos que não foi "amor" à 1ª vista B) mas com o tempo e muita pesquisa na net sobre este jipe português, fui ganhando gosto e afeição ao Portaro e sua história..

    Mais tarde..devido ao seu estado menos bom (tipo vindo da guerra) achei necessário arranjar um "amigo" para o ajudar a subreviver :D

    e aqui está ele o Portaro 260Ver anexo 51734

    Neste momento está à espera que o dono arranje um pintor porreiro com vontade de trabalhar e não ganhar muito € :D :D

    Abraço
     

    Ficheiros Anexados:

  12. Porreiro!!!

    Quanto aos novos foristas, se quiserem contar a história estão à vontade;):D:feliz:

    Cumprimentos....

    P.s: Espero em breve poder contar a minha:))B):))
     
  13. "cada um é livre de responder apenas ao que quer e livre de meter o que quer..." A sério???:p

    F.F...pensa antes de escreveres:huh::D

    Bem, cá vai...não me perguntem como, nem porquê mas no ano passado (2007) por volta de Setembro: isto porque faço anos de casamento a 13; é costume eu e a minha mulher, por volta desse dia( depende quando calha, se for no dia de semana fica para o fim de semana) costumamos passá-lo só os dois, sem filharada atrás:D

    Então eu queria fazer uma surpresa, pensei em comprar um carrito antigo, visto que ela também aprecia e lá andei a fazer uma sondagem de um carro que fosse em conta, estivesse pronto a circular e que fosse de fácil manutenção e a escolha recaiu sobre a famosa Renault 4 GtlVer anexo 79974 B)

    Bem, conforme já tive oportunidade de referir apenas comprei esta apenas pela côr...amarelo, que é a minha côr preferida...

    De momento estou indeciso se a vendo ou nãoo_O

    Mas até agora portou-se muito bem, apesar de estar apenas a trabalhar a 3 cilindros :D é um verdadeiro carro de guerra ;)
     

    Ficheiros Anexados:

  14. Mas até agora portou-se muito bem, apesar de estar apenas a trabalhar a 3 cilindros :D é um verdadeiro carro de guerra ;)[/QUOTE] Jorge ´isso é mesmo 3 cilindros :Dtavas á espera de mais :huh::p:D:D
     
  15. Este tópico esta engraçado, mas o pessoal nao participa... :wacko:

    Vamos lá contar as historias dos nossos classicos...

    cumprimentos.
     
  16. São uns verdadeiros "coninhas" (atenção vem no dicionário...:feliz:) :D:D
     
  17. quem me dera que o meu pai fizesse uma aposta dessas comigo..
     
  18. ora bem entao aqui vai!!


    o taunus foi comprado a muitos anostinha eu os meus 15/16 anos (mais ou menos... nao me recordo) foi o meu avó que o comprou a um emigrante que o tinha parado na rua a chuva e ao sol, so trabalhava quando ele vinha da alemanha!! após o negocio comprei o carro ao meu avó por um preço simbolico (para os outros netos nao dizerem que tinha sido dado... :D )

    entretanto o carro foi todo limpo e mudadas algumas peças que estavam danificadas, após essa fase foi encostado num barracão e la ficou muitos anos :D (pois as prioridades que eu tinha nesse tempo eram outras:D :D :D é a juventude:D:D :Randy-git:

    com os meus 20 anitos comçei com ideias de o por a andar d vez enquando e com a historia das inspeções la punha o carro a andar a caminho do Fundão para a inspeção, passou sempre sem anomalias!!

    depois em 2006 rgistei-me no forum e decidi colocar o carro a serio nas estradas e o gosto pelo carro começou a aumentar cada vez mais!!


    tenho 3 historias engrassadas:

    1- preparei o carro todo "maricas" para o dia do casamento para tirarem fotos com o carro (pois na altura as empresas pediam cerca de 60 contos para levar a noiva ate a igreja e da igreja ao restaurante....:wacko:)
    bem carro todo preparadinho e pronto para as fotos, no entanto apanhei uma valente bebedeira ao almoço que ja não deu para ir com o carro ao castelo de leiria tirar as fotos, so tiramos la na quinta:D :D :D :D


    2- uma historia tragica em que o taunus aprendeu a nadar....
    foi durante as cheias de 2006 estava o carro na cave (garagem) e com a chuvada toda alagou aquilo tudo... e eu estava em castelo branco a trabalhar... quando soube do que tinha acontecido cairam-me as bolas ao chão... :wacko: :( :( la foi o carro para a oficina de reboque felizmente o motor nao apanhou muita agua:D :D desmontei os interiores todos e la ficou a secar durante dias e dias:D :D:D é um bom nadador!!!!

    3- track a day ralie:p :p :p foi um dos dias em que usufrui inteiramente do classico:p :p apesar do ultimo lugar gostei bastante e é para repetir:huh: :huh: foi um dia bem passado com malta 5 estrelas!! :huh: :huh:

    um classico da muitas alegrias;)
     
  19. HI
    Bem história; hoje vou só ficar por documentos:
    vais a http://www.vauxhall.com e ves as primeiras fotos, tiradas anos depois de o comprar, no dia do baptizado do filho.
    Nos proximos capitulos ha mais :):)
     
  20. nao esta facil de começarem a aderir a este topico. de certeza que em anos e anos ao volante de classicos o que nao lhes falta e historias para contar. comecem la a aderir em força ao topico
     
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página