Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Postalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

Guia Tuning Alfa Romeo 105's

Tópico em 'Clássicos na Net - Multimédia' iniciado por HugoSilva, 17 Jun 2015.

Tópico em 'Clássicos na Net - Multimédia' iniciado por HugoSilva, 17 Jun 2015.

  1. Boa... só é pena não dar para ler no meu computador!
     
  2. Tás num pc? Se clicares na miniatura com o botão direito e mandares abrir noutra janela, aparece-te a imagem no tamanho natural.

    Curioso que ainda há pouco falávamos de que pouco ou nada havia a fazer num Alfa, por serem para todos os efeitos um hot rod de fábrica, e agora temos um artigo a falar disso... :lol:
     
  3. Verdade!

    Afinal há sempre algo que se pode fazer!
     
  4. Pelo que sei existe um muito interessante do Jim Kartalamakis que se debruça ao pormenor sobre o bialbero da Alfa Romeo ;)

    %7BB562D275-BAA4-4C7B-8124-F4A0D5A43731%7DImg100.jpg
    Para além do mais basta olhar para os gajos da Petrolicious, eles devem discordar bastante do "não há nada a fazer num AR" hehe
     
  5. Esse livro é a "biblia"!
     
  6. miguelcristovao gostou disto.
  7. Eu não sou tanto ao mar nem tanto à terra.
    Gosto de originalidade, mas também gosto de tunning. Tunning de época, porque esse é que é o verdadeiro...
    Por isso mesmo, torço o nariz a coisas tipo Alfaholics... Em certo ponto, desrespeitam a história da Alfa Romeo.
    Mas se me falarem em Autodelta... é outra coisa!
     
  8. Eu acho que a maioria dos tunings (apenas um 'N' faxavor! =P) são inspirados nas versões GTA(utodelta) portanto à partida serão minimamente fiéis o que me choca mais é mesmo o que fazem aos interiores que apesar de ficarem espetaculares removem parte da mística que envolve estes carros.

    Se falarmos em swaps de motor e essas coisas aí então é para esquecer mas acho que ninguém fica indiferente àqueles cofres de motor, simplesmente juicy!

    Eles são muito bons a aplicar o conceito restomod para cliente cujos orçamentos não são um entrave, é meter tudo do melhor e 2 anos depois entregar o carro. Muito honestamente não me importava nada mas ainda estamos a falar de somas consideráveis, muito consideráveis.

    alfa-romeo-giulia-ti-super-alfaholics-06.jpgalfa-romeo-giulia-ti-super-alfaholics-03.jpgIMG_5058.jpgalfa-romeo-giulia-ti-super-alfaholics-11.jpg17.jpg
     
  9. Também não acho piada nenhuma a estas transformações recentes, quer da alfaholics, quer de outros. Acho que é sinal que quando não se consegue fazer bem, faz-se mal porque é mais fácil.
     
  10. É mais fácil, dá mais nas vistas, vende-se a imagem mais facilmente, apanha-se um público mais abrangente... ou seja, é marketing.
    Nos anos 60 a Alfa tinha um "marketing" muito diferente. Ganhava corridas e fazia carros de estrada que pareciam de corrida. "Só" isso.

    Querer reinventar uma marca com 100 anos de história modernizando peças criadas por eles há 50 anos, mais do que um desrespeito, é um insulto a quem realmente gosta da marca como ela foi.
     
  11. Sem dúvida... quando começo a ver carros rebaixados, com jantes de tamanho bem acima do que se usava na época, e tudo o mais... cheira a reinvenção forçada.

    A receita certa até pode ter uns pozinhos de modernice mas escondida e só a ajudar onde verdadeiramente pode fazer diferença, como uma bomba de gasolina eléctrica ou uma ignição electrónica, ou vedantes modernos. Mas tudo discretamente instalado para não perturbar. De resto, um Alfa já está tão certo quando sai da fábrica que não vale a pena mexer mais, a não ser que se pretenda acessorizar com algum material da época, criteriosamente escolhido.
     
  12. Para mostrar aos outros convém ter essas coisas! :)

    Eu até já com a direcção assistida embirro! Carros que andaram 40 anos sem ela e agora que todos vão ao ginásio para colocar fotos no Facebook não tem força!? Ah provavelmente são os pneus excessivamente largos. :)
     
  13. Sim, essa é outra magnífica... mas os carros em novos tinham a direcção leve, só que hoje com os compostos dos radiais modernos aquilo cola ao chão. E se tiver um pneu XXL então... deve ser jeitoso! Mas lá está, o que importa é parecer...

    Eu cá sou cada vez mais demarcado desta cultura. Prefiro um carro que não só não anuncia como até esconde os seus atributos. É muito mais divertido de enxovalhar um moderno assim... :D:
     
    Pedro Pereira Marques gostou disto.
  14. E quem diz um moderno, diz um clássico com milhares de euros (mal) investidos em que não melhoraram nada, só o consumo de gasolina com carburadores sobredimensionados e outros que tais, como já referiram..
     
  15. Eu vejo as coisas de outra forma e deixo já claro que não me considerando "alfista" porque na verdade gosto mesmo é de carros "velhos", "clássicos", "antigos" ou "retro" ou whatever e não de marcas mas a Alfa Romeo conquistou por mérito próprio um lugar eterno no imaginário de quem gosta de carros (ou devia dizer "de quem gosta de conduzir"?..) e dá-se ao luxo de enveredar por este tipo de coisas, nomeadamente o que os Alfaholics fazem.

    Sim, de facto concordo que quando se começam a transplantar motorizações "fora de época" a coisa começa a ganhar contornos mais discutíveis mas eles fazem o que o cliente pede e estamos a falar de clientes que querem armas de track day, não querem um carro clássico para além do que o design confere.

    Julgo que este projeto nacional chegou a estar aqui documentado no fórum mas não o encontro e truques de produção à parte, acho que ninguém se importava de ter um brinquedo destes para de vez em quando ir fazer umas curvas...


    Honestamente não sei como eram as unidades GTA da plataforma 105 mas aquilo por dentro devia ser um show de atrocidades ao clássico (que na altura não era clássico hehe), e estamos a falar de carros que hoje pela raridade, pedigree e história desportiva valem dezenas de milhar de euros face às suas contrapartes ditas "normais". O que os Alfaholics e demais fazem regra geral é tentar replicar essa aplicação desportiva que se fez originalmente para por a Alfa Romeo onde ela está hoje.
     
  16. Hugo, A Alfa Romeo conquistou de facto um lugar no imaginário de quem gosta de carros, mas não é a Alfa Romeo que se dá ao luxo de enveredar por coisa nenhuma.
    Por favor não mistures o que a Alfaholics faz com o que a Alfa Romeo quer ou se dá ao luxo. São coisas MUITO diferentes.

    No segundo parágrafo acertas em cheio. Falas de "clientes que querem armas de track day, não querem um carro clássico para além do que o design confere". Ou seja, não querem um Alfa. Nem um clássico. Nem um carro velho. Nem um antigo.

    Quanto ao último parágrafo, é preciso cuidado... As unidades GTA eram bem clássicas por dentro, do que eu conheço. Do que não conheço, não falo.

    Convém não nos esquecermos que, de um modo geral, a Alfa Romeo clássica está "estagnada". Só não está morta graças a entusiastas que gostam dela pelo que ela foi e a fazem reviver. E isso é bem diferente de gostar da Alfa Romeo pelo que gostavam que ela tivesse sido fazendo-a renascer.
     
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página