Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Portalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

Gentlemen Drivers, Le Mans, Coiso... Outros Tempos!

Tópico em 'História e Cultura' iniciado por Carlos Vaz, 15 Jan 2014.

Tópico em 'História e Cultura' iniciado por Carlos Vaz, 15 Jan 2014.

  1. Uma das coisas que me fascina nos clássicos é que remontam a um outro tempo, um tempo em que a especialização não era a regra e que hoje é já inexistente.
    Um tempo bem ilustrado pela história de um dos meus carros preferidos de uma das minhas marcas preferidas... o Lancia Aurelia B20 GT.

    Este carro apresentado no salão de Turim de 1951 foi ainda nesse ano protagonista de uma história assaz interessante:

    Em junho de 1951 o conde Giovanni Lurani elegantemente vestido de fato completo e gravata chega a Le Mans para assistir como espectador aos treinos da já celebre corrida. Fez a viagem desde Italia acompanhado por Giovanni Bracco que algumas semanas antes tinha terminado em 2º lugar na prova das Mil Milhas (Roma/Brescia/Roma) ao volante do novo Lancia Aurelia B20 GT a "morder os calcanhares" do Ferrari de Gigi Villoresi com cerca de 3 vezes mais potencia. Os "nossos" elegantes "gentlemen drivers" fizeram a viagem por estrada ao volante de um dos 4 elegantes B20 GT que Gianni Lancia (filho de Vincenzo) tinha inscrito nas Mil Milhas por altura da sua apresentação oficial no salão de Turim.
    "Reza a história" que por altura dos treinos um dos concorrentes inscritos nas 24 horas teve problemas, pelo que a dupla foi solicitada para participar na prova... Assim, entraram em pista (sem capacete nem fato de competição) e... depois de se fazerem notados (pela elegancia e novidade da sua "montada") á partida ainda se fizeram mais notados 24 horas depois quando cruzaram a linha de meta com 3172 kms percorridos a uma média de 132,16 kms/h que lhes valeu o 12º lugar á geral e a vitória na classe (menos de 2L). Todos os carros que ficaram á frente eram potentes bolides especialmente concebidos para correr e equipados de pneus de competição. O Lancia estava montado com os recentissimos Michelin X que fizeram a viagem de Italia, a corrida de 24 horas e... foram de novo a rolar para Italia...

    São histórias deste tipo que me fazem "salivar" diante de alguns carros com a minha ou mesmo mais idade.
     
  2. Fantástica história!

    É curioso constatar que ao longo da história do automobilismo há inúmeros episódios em que a estranha mistura de carolice, humor e paixão vence a cinzenta e sisuda razão.
    Parece que há uma espécie de espírito santo da cavalagem que empurra os carros e os condutores mais autênticos.
    Uma espécie de justiça invisível que torna as coisas bem mais interessantes...

    São histórias como esta que apaixonam!
     
  3. De realçar que esta informação vinha publicada numa "Auto Retro" que tenho cá em casa e tinha por mim sido publicada num outro fórum.
    Ontem lembrei-me de ir procurar esse post e colocar aqui.

    A história é para mim, absolutamente deliciosa.
     
  4. Lembraste-te porque falámos nisso ontem.laugh.png
    Estás velho, começas a repetir a mesma história vezes sem conta...

    As tuas histórias são sempre maravilhosas de ler e são melhores quando acompanhadas de umas febras, umas cervejolas e de preferência ali para os lados da Costa Vicentina.
     
    Carlos Vaz e João Luís Soares gostaram disto.
  5. laugh.pnglaugh.pnglaugh.png E foi mesmo!

    O problema é que tenho "sobrevivido" ás histórias e comçam a haver mais primaveras do que histórias... assim acabo por me ver na contingência de ter que as repetir!

    Mas... febras, entrecosto e entremeada... com umas cervejolas aqui para a Costa Vicentina é quando quiseres... ou nenhuma das tuas "sucatas" aguenta a viagem?wink.png
     
  6. Bela história. Alinho na churrascada ;D
     
  7. Repete as histórias vezes sem conta, são sempre um regalo de ouvir. É como as histórias para os miúdos, parece que têm sempre um pormenor que ainda não tínhamos prestado atenção.

    Está para chegar o dia em que uma das minhas "sucatas" não chegue ao destino. Em contrapartida, o novo membro da família que tem um motor JTD, já deixou-me apeado várias vezes. Carros novos nunca mais...
     
    Pedro Pereira Marques e Carlos Vaz gostaram disto.
  8. Já somos 2. O problema é a Costa Vicentina ser longe. A vantagem é que serve de pretexto para passar na Serra da Arrábida...

    Se quiserem fazer uma dessas comezainas-com-a-desculpa-de-que-é-por-causa-dos-carros cá no norte, por mim estão à vontade.
    Até pode ser um fim-de-semana, se quiserem. Conheço um sítio porreiro que até é muito seventies... O Eduardo pode corroborar esta ideia. E não há problema com os carros. Ficamos literalmente em cima deles.cool.png
     
  9. Churrascada? Onde???ph34r.pnglaugh.pnglaugh.png
     
  10. Um daqueles episódios espectaculares que pontua a história de alguns dos modelos mais marcantes de todos os tempos. Entre máquina e homens extraordinários, o resultado por vezes supera tudo e todos.

    Já conhecia a história, mas há muito que a tinha lido e já não sabia os pormenores todos. Obrigado pela partilha, Carlos.

    Outra que gosto imenso é a da vitória do Nuvolari no GP da Alemanha em 1935 (salvo erro). Tenho de ir ver do relato ao detalhe que já não sei tudo de cor, mas é daquelas que também vale sempre a pena. Quando encontrar conto aqui.

    Quanto à churrascada, é dizerem onde e quando...laugh.png

    Um abraço a todos!
     
  11. Carlos, vais gostar de ver isto...

    http://www.thornleykelham.com/restoration/lancia/1951-mille-miglia-lancia-aurelia-b20gt-series-1/#ad-image-0

    O Aurelia do Bracco esteve décadas em paradeiro desconhecido, mas há muito pouco tempo atrás foi finalmente descoberto e está neste momento a ser recuperado nestes tipos no Reino Unido. Foi decidido fazer um restauro com o objectivo de recuperar a forma em que o carro participou na Carrera Panamericana em 52.

    Deixo aqui o palmarés do carro nas mãos do Giovanni Bracco:

    23/4/1951 - XVIII Mille Miglia - 2º Absoluto

    3/6/1951 - Il Coppa della Toscana - 9º Absoluto

    10/6/1951 - Corrida Nocturna de Caracalla - 1º Absoluto

    23-24/6/1951 - 24 Horas de Le Mans - 1º na Classe

    1/7/1951 - IV Coppa Valsassina - 4º na Classe

    15/8/1951 - 6 horas de Pescara - 1º Absoluto

    11/51 - 2ª Carrera Panamericana - Não terminou

    O acidente da Carrera (enquanto mantinha uma posição elevada) ditou o fim do Aurelia nas mãos de Bracco, que o vendeu a um arquitecto mexicano que o reconstruíu e entrou na Carrera do ano seguinte, onde se classificou em 9º da Classe. Daí em diante a história perde-se, até que o carro foi descoberto na posse de um americano, e foi trazido de volta para a Europa, como conta a página do link que pus em cima.

    Estado actual...

    SetWidth900-First-stage-sign-writing.jpg

    Em breve veremos este tão famoso Aurelia de volta à acção...
     
    Camacho Cêrcas e Carlos Vaz gostaram disto.
  12. Já tenho leitura.tongue.png
     
  13. Idem, idem, aspas, aspas...
     
    Carlos Vaz gostou disto.
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página