Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Postalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

Ford Capri - Clássico do Mês de Novembro 2009

Tópico em 'História e Cultura' iniciado por Andre.Silva, 6 Nov 2009.

Tópico em 'História e Cultura' iniciado por Andre.Silva, 6 Nov 2009.

  1. Ford Capri (1968-1986)


    Clássico do Mês de Novembro

    -1.886.647 Produzidos
    -4.310 unidades vendidas em Portugal
    -As primeiras 115 chegaram logo em 1969, de Inglaterra


    [​IMG]

    CAPRI20Hi204.jpg

    [​IMG]

    caprihis.jpg

    Como a comercialização do Ford Mustang na Europa não era bem vista por causa do elevado preço e consumos altos devido as potentes motorizações, a Ford quis criar um coupê que tivesse o sucesso do seu primo Americano designado "o Projecto Colt".
    Depois de um ano onde várias propostas e desenhos foram analisados, surgia a interpretação britânica daquele modelo de produção norte-americana. No início de 1966 tomaram forma os primeiros mock-ups à escala, mostrados em clínicas realizadas em várias cidades europeias, para em Julho desse ano a Ford dar o aval ao início do desenvolvimento do projecto, com um investimento inicial de 20 milhões de libras.

    Em Novembro de 1967 apurava-se, em definitivo, o design da carroçaria e, em virtude da designação Colt estar registada por outro construtor, a Mitsubishi, o nome escolhido passava a ser Capri, proveniente da ilha sita ao largo de Itália e que a Ford já havia utilizado noutro modelo, o Consul Capri.

    Quanto a conteúdos, muitos eram oriundos de outros modelos da marca, como os motores, do bloco 1.3 litros do Escort MKI, ao 2.0 do Corsair, passando pelo 1.6 do Cortina, de onde provinham também as transmissões.

    No mesmo mês de 1968 arrancava na fábrica de Halewood em Inglaterra a produção do Ford Capri, de modo a assegurar que todos os concessionários tivessem pelo menos uma unidade em exposição nos seus stands no lançamento. O seu posterior sucesso faria com que passasse também a sair de Dagenham em Inglaterra, Genk na Bélgica, Colónia e Saarlouis na Alemanha, de modo a dar resposta às encomendas.

    A apresentação pública do modelo far-se-ia, assim, a 24 de Janeiro de 1969, por ocasião do Salão de Bruxelas na Bélgica. Três dias antes o Ford Capri havia estado exposto numa pré-mostra em Bona na Alemanha, para um grupo restrito de convidados. Pouco tempo antes houvera outra em Chipre, só para a imprensa e com total embargo à publicação do que quer que fosse antes do seu lançamento ao público na abertura do salão automóvel.

    Depois de três gerações – MKI, MKII e MKIII – a 19 de Dezembro de 1986 saía da linha de montagem na Alemanha o último dos Ford Capri, a unidade nº 1.886.647.

    Daquele total produzido, 4.310 unidades foram matriculadas no nosso país. As primeiras 115 foram importadas de Inglaterra em 1969, para no ano seguinte se iniciar a produção do Ford Capri na Fábrica de Montagem de Azambuja, o que sucederia até 1976, último ano da comercialização do modelo em Portugal.

    Em Portugal só se comercializaram variantes com motorizações de origem britânica, como sejam os Capri 1300, 1600, 1600GT e 3000GT, mas outras motorizações o equiparam como o 1.3 V4, 1.5 V4 e 1.7 V4 (Cologne-Alemão) que só foi comercializado na Alemanha e França o 2.0 V4 e 2.0 V6 e o 2.3 e 2.6 ambos V6 . Em 1973, no face-lift do modelo (que entre nós ficaria a conhecer-se como Capríssimo), foram introduzidos os motores de árvore de cames à cabeça, os conhecidos motores 'Pinto' para os modelos 1600, 1600GT, 2000GT e 3000GT.

    Em 1974 surge o Capri MKII com as motorizações anteriores. Refira-se que neste ano é importado para Portugal – via Alemanha, para o gerente da Auto Neofor, então Concessionário Ford na Guarda – o único Capri 2600 RS Injection, a jóia da coroa da gama.

    Algumas séries deste emblemático carro que foram comercializados como "série limitada".

    O cabrio designado "The Crayford Capri"
    Foi lançado em Outubro 1971 . Apenas 30 Crayford capris foram feitos.
    O carro foi equipado com motores 1600GT e 2000GT.

    3614725408_232a341ee1.jpg

    RS 2600
    O milionésimo Capri foi um Ford Capri RS2600, e foi construído em agosto de 1973. Nunca foi oficialmente vendido no Reino Unido, embora alguns já foram importados. O RS2600 foi introduzido à Ford Motorsport em 1971, com o objectivo de levar a Dieter Glemser ao ETC Drivers Championship e em 1972 foi igualmente bem sucedida, mas em 1973 o BWM CSL foi o carro mais competente.
    Foram produzidos o total de 3532 RS2600.

    "The Perana"​

    Entre 1970 e 1973, um engenheiro com base Johannesbury, Basil Green, foi autorizada pela Ford (África do Sul) Engenharia de Produto para produzir uma versão modificada do 3000GT Capri. Green já havia produzido um tweaked MkII Cortina que foi irrigado com um motor V6, por isso era um natural pogression para ele para produzir uma modificação do Capri com um motor do Mustang V8 (5 litros). Foram convertidas para o Essex V6 e foi equipado com um Motorsport árvore de cames, sólidos lifters e quatro barril carburador Holley 460 CFM. Este motor é capaz de mais de 280 cv, mas foi detuned a cerca de 240 cv para a produção automóvel, com carona altura por 50 milímetros e baixou a carroçaria reforçada a fim de ter o enorme torque fornecido pelo motor Mustang.

    Embora a produção original foi executada por 800 "Perana" capris, estima-se que apenas 500 tenham efectivamente saído da fábrica. O nome Perena foi derivada do peixe Pirana. O Perena foi o único oficialmente Capri fornecido com um motor V8, e, como tal, foi perfeito para a corrida. Os 500 ou mais carros produzidos homologados significava que não era um problema, e os Perena foi comercializado na África do Sul sob o nome Z181. Basil Greeen venceu o Campeonato Sul Africano três vezes, mas infelizmente o Z181 foi proibido de concorrer depois de 1970, uma vez que tinha vencido todas as corridas do ano!

    "The Perena" Capri 1970-1973

    Motor: 8 cilindros em V, 60º
    Bore x Stroke; 101.6mm x 76.2
    Capacidade: 4949cc
    Taxa de compressão: 9.3 : 1
    Sistema de carburação: 4 Carburadores 460 CFM de corpo único
    potência máxima: 281cv às 5800rpm (SAE)
    Torque máximo: 431Nm às 3500rpm (SAE)
    Cixa: 4 velocidades (Relações: 4th 1.00, 3rd 1.29, 2nd 1.69, 1st 2.32)
    Autoblocante (LSD): Borg Warnerl
    Em 4 velocidade, atingia os 35.4kmh por cada 1000rpm
    Travões: Disco à fente / Tambores atrás
    Jantes/Pneus: 5x13 Rostyle / 185/70
    Comprimento:4262mm
    Distância entre rodas (Frente/trás): 2559mm
    Largura: 1646mm
    Distância entre eixos:1275mm
    Peso: 1067kg
    Velocidade máxima: 231kmh
    0-100km/h: 6.6 segundos

    gunston%20saloons.jpg

    2007-11-17-09-59-32_IMG_1686.JPG

    racing.jpg

    TopCarPerana3.jpg

    Resizeofperanatest1.jpg

    Resizeofperanatest2.JPG


    texto fornecido por Rafael S Marques

    ______________

    Excerto de uma revista da época:

    [​IMG]


    Um folheto publicitário:

    VF136.jpg


    Alguns comerciais televisivos:

    YouTube - ford capri commercial

    YouTube - Ford Capri Mk1 adverts
     

    Ficheiros Anexados:

  2. Re: Ford Capri - Cl

    Ó André!!!! tu escreves de cr...%#/ :);)

    Abraço
     
  3. Re: Ford Capri - Cl

    Isto não fui eu que escrevi, foi o Rafael S Marques. A minha parte está a ser preparada e o tópico ainda nao está a 100%. ;)

    É só para causar um pouco de impacto.
     
  4. Re: Ford Capri - Clássico do mês de Novembro

    André, excelente, mas umas fotos do Crayford e do Perena caíam como "ginjas". (Adoro o Perena...);)
     
  5. Re: Ford Capri - Clássico do mês de Novembro

    Em alguns sitios chamam Perana, noutros Perena... :))

    Obrigado pela ajuda amigo. E também podem postar informações adicionais e corrigir o que estiver mal, pois a ideia é contribuirmos todos para termos uma informação perfeita! B)
     
  6. Re: Ford Capri - Clássico do mês de Novembro

    excelente informação, obrigado pela partilha ;)
     
  7. Re: Ford Capri - Clássico do mês de Novembro

    Mais umas imagens:

    2181527388_968f61a6b5_b.jpg

    2167902963_1b97d84c20_b.jpg

    [​IMG]

    [​IMG]

    2548469963_faf8f27c37_b.jpg

    3592764421_bb2e7c9375_b.jpg

    3515215713_3471875f12_b.jpg

    3617788832_7a551b3396_b.jpg

    [​IMG]

    3617916136_961d212273_b.jpg
     

    Ficheiros Anexados:

  8. Re: Ford Capri - Clássico do mês de Novembro

    Amanhã dou a minha contribuição, houje não porque aqui em casa a net tanbém é classica, lenta como o caraças...
     
  9. Re: Ford Capri - Clássico do mês de Novembro

    André,obrigado pela partilha de informação!
    Esse Perana tira-me do sério...
     
  10. Re: Ford Capri - Clássico do mês de Novembro

    Para criar suspence, sabem que houve outra versão do capri com uma motorização também de meter respeito para o mercado europeu claro, mas que se deixou ficar pelas 33 unidades???
    Até amanhã...
     
  11. Re: Ford Capri - Clássico do mês de Novembro

    Gostariamos de saber... :p
     
  12. Re: Ford Capri - Clássico do mês de Novembro

    Calma, não desesperes...:huh::D
     
  13. Re: Ford Capri - Clássico do mês de Novembro

    Já que insistes...

    Ford Capri Mako V8

    O mais conhecido Capri com motor V8 na Alemanha é o Mako.
    O ex-engenheiro de corrida da Ford, Gerd Knözinger apresentou o Super-Capri, em 1975, com a sua empresa MAKO Automóveis em Rösrath-Kleineichen. A base foi o Capri S.
    O nome vem da Mako-tubarão e Knözinger disse, que foi escolhida entre outras razões, porque ele precisava de um nome com 4 letras para substituir o Ford-assinatura, sem problemas.
    Como motor Knözinger tomou o Boss-302-polegadas cúbicas da Ford E.U.A., um motor de corrida provisória Caseiro para as ruas, que teve muito sucesso no Mustang Boss.
    Depois disso, fica mais difícil. Como a transmissão não havia nem uma ZF-5-velocidade ou um Mustang-4-velocidade, o Mustang, aparentemente, com proporções diferentes.
    Houve carburretors diferentes, também. O Solex 4A1 com um colector de admissão alterada ou Holley (600cfm, 750cfm, 780cfm)
    No pedido você pode obter 4 ligações à direita, Panhard e molas helicoidais no eixo traseiro por um preço mais elevado. A relação do eixo traseiro de 2,79:1 ou 3,00:1.
    Parece que sempre as peças foram criadas, o que Mako-Automobiles got barato. Embreagem hidráulica da Mercedes, freio de alimentação da BMW (?), Freios dianteiros jantes da Peugeot ou Granada, em diferentes marcas e aproveita ...
    O Mako foi construído também em 1978, o que significa que é também como Capri 78 (III). Misterioso ainda é o número de Makos construído. Oficialmente, existem 33 Mako Capri II e 17 Mako Capri III, Gerd Knözinger fala de um máximo de 33 ou de outro time de 36.

    Tech specs:

    Motor: V8 Boss 90 ° 302
    cilindrada: 4949ccm
    Potência: 250 cv a 5800 rpm
    Torque: 360 Nm @ 4300 rpm
    Relação de transmissão: Mustang 2,32 - 1,69 - 1,29 - 1: 1
    em folheto: 2,78 - 1,93 - 1,36 - 1: 1
    Aceleração 0-100 km / h: 6,9 seg
    Alta velocidade: 240 km / h




    Tradução do folheto original:


    MAKO - esse é o nome de uma espécie de tubarões gigantes. Rápido como uma flecha. Com um enorme poder. O V8 MAKO não só tem o seu nome. Também as qualidades: Rapidez, potência superior e elegância.
    O homem que desenvolveu o Super-Capri é Gerd Knözinger (37), ex-engenheiro do departamento de corrida da Ford. Dessa equipe, que conquistou 130 vitórias, dois europeus e dois Campeonatos Alemão para a Ford.
    A idéia por trás do V8 MAKO: Para construir um carro de alta potência, que pertence ao clube exclusivo de carros de sonho por causa de suas qualidades de condução. Mas sem o suspectiblity e elevados custos para a manutenção de uma técnica complicada. E por um preço não apenas para milionários.
    O coração forte do V8 MAKO é uma elevada capacidade americana Ford-8-cilindros. SAE-290 cv de 4949 ccm. A robustez e longa vida útil destes motores nos EUA é proverbial. Poder de capacidade e rodadas não penal por minuto.
    Como o motor, todos os agregados importantes e as peças são da Ford de produção em série. As vantagens: não há problemas com peças de reposição, problemas com manutenção. Na República Federal (da Alemanha), existem 2000 oficinas Ford , cerca de 70 deles são especializados em modelos americanos Ford e peças.
    MAKO V8: Isso é o poder de um corredor de exóticas. Com a aptidão para o cotidiano de um adulto Car Series.
    Prazer sem arrependimento.

    (A propósito: a TÜV (alemão MOT, MFK ...) do curso deu o seu ok para cada V8 MAKO.)

    Espero ter contribuido pela positiva.;)

    Agora as fotos...
     

    Ficheiros Anexados:

  14. Re: Ford Capri - Clássico do mês de Novembro

    Excelente tópico!

    Obrigado a todos os que contribuiram..
     
  15. Re: Ford Capri - Clássico do mês de Novembro

    O Capri MKI

    Fevereiro 1969 viu o primeiro Capri vendidas, os preços variaram de £ 890 para o 1300, £ 936 para o de 1600, £ 985 para o modelo GT 1300 e 1000 £ para o GT de 1600. A Ford introduziu também uma grande variedade de adição extra, o "pacote de X 'em pouco mais de £ 30 incluídos poltronas reclináveis, duas colunas de som, twin luzes interiores, imersão retrovisor, luz de marcha atraz etc ... O "pacote de L 'acrescentado ao longo de pilotos, rodas brilhantes e guarnições do corpo, tampa de gasolina e crachás extra mais tomadas de ar em R $ 15, o pack XL combinado custar apenas £ 44. Também um 'pacote de R' em £ 39 para o modelo GT deu cinco rodas de aço, volante desportivo, e para as luzes do ponto, mapa leitura leve e Matt áreas pretas ao redor do carro. O "pacote de R 'também poderia ser combinada com o' X 'e' L 'pacotes para dar ao modelo XLR ..


    Maio de 1969 e Ford anuncia a introdução do 2,3 litros V6 GT alemão motor de 108 cv.


    Setembro de 1969, o 3000 GT Capri foi anunciado e incorporou o V6 Essex, que desenvolveu 120 cv, que precisava de carroçaria reforçadas e suportes de suspensão, suspensão mais dura, revistoamortecedores e barras estabilizadoras. O Capri 3,0 litros também incluiu a bossa no capot, mais potência e rodas mais largas com pneus radiais.


    Outubro 1969 alemão 2,3 litros V6 de 125 cv

    Março 1970 no salão automóvel de Genebra viu a introdução do luxooso E 3000 com o pacote de GT XLR como padrão, incluindo a instrumentação completa, abrindo janelas traseiras, aperte o botão de rádio, desembaciador trazeiro, tapete de arranque, luzes no compartimento do motor e bagagem e compartimento. Teto de vinil era o único opcional disponível extra para este modelo e custo £ 1.463. Também no Salão Automóvel de Genebra o RS2600 alemão com 2,6 litro de combustível injectado motor V6 que dá 150 cv com suspensão modificada, portas com fibra de vidro, capô e tampa da mala mais leves.


    Abril 1970 Primeiras importações dos Estados Unidos Federal Capri com diferentes tratamento frontal que incluía quatro faróis redondos dentro de cerca retangular pára-choques mais pesado etc ... estreia no Salão Automóvel de Nova York mostram construído com a British 1,6 litro de fluxo cruzado 'Kent' motores. Até agora 275.000 Capris, foram construídas


    Setembro 1970 e Ford da Alemanha introduz a 2600 GT V6 com 125 cv, a mesma potência que o 2300 GT, mas com mais torque. Servo-freio e pneus radiais agora um padrão no 1600 e 1300 nos modelos GT


    Setembro de 1971 e de produção do RS 2600 é iniciado. Primeira produção da serie especial do Capri anunciou baseado na V4 2000 GT, 1.200 produzidos todos em Vista Orange com muitos extras opcionais como padrão.


    Outubro 1971 'Capricho' o conversível por Crayfords de Kent, em exibição na mostra de motor de Earls Court. Motores V6 receber modificações para as cabeças de cilindro, manifolds, árvores de cames e jorrando carburador ea relação de caixa superior aumentou a fazer uso integral do 10 cv extra. Os modelos de 3 litros também recebem uma melhor refrigeração freios dianteiros maiores e servo, bem como a suspensão traseira amolecida e ventilador viscoso montado automáticas. RS2600 também recebeu tratamento semelhante e novas jantes de liga leve e pára-choques dianteiro e traseiro (quarter bumpers ).


    Modelos de junho 1972 Limited corrida de alta especificação 1600, 2000 e 3000 GT todos produzidos com capotas de "power bulge" anteriormente usado apenas nos Capris 3 litros.


    Agosto de 1973 e os 000 Capri 1000 é construído um RS2600


    "Facelite" Setembro de 1972 »Capris introduzida com 151 alterações ao caderno de encargos. Importantes mudanças na suspensão, único anti roll bar, passeio amolecida, todos Capris com gorros bojo de energia, mais potentes faróis retangulares (com exceção de 3 litros que têm a 4 unidades de halogéneo redondos) indicadores instalados em pára-choques frontal, luzes traseiras maiores, melhores lugares com mais espaço para as pernas na concepção e traseira revisada interior. Estes eram baseados no mptor de 'Árvore de cames Pinto' overhead com motores de 1600. Todos os capris 3 litros equipado com ventiladores tipo viscoso, automatics agora disponível em todos os modelos, exceto 1300cc. A gama de modelos simplificados para 'L' e GT e mais 3 L 'GXL.


    Dezembro 1973 RS3100 começou a produção na fábrica de Halewood, com base no GT de 3 litros, com represa de ar dianteira e aerofólio traseiro, quarter bumpers, faróis quádruplos e similares de rolamento para o V6 RS2600 3091 cc dando 148 cv e quase 125 mph velocidade máxima .


    Produção do MK I acabou por aqui.
     
  16. Re: Ford Capri - Clássico do mês de Novembro

    Capri MKII

    Fevereiro de 1974 e do Capri MK II vai na venda, agora com linhas mais nítidas e carroçaria hatchback e dobrar os bancos traseiros, ligeiramente mais largo, mais também mais longo e pesado que o modelo anterior. Fevereiro de 1974 e do Capri MK II vai na venda, agora com linhas mais nítidas e carroçaria hatchback e dobrar os bancos traseiros, ligeiramente mais largo, mais longo e também mais pesado que o modelo anterior. Alterações também incluía freios melhorados, alternadores padrão como e amolecimento da suspensão. Alterações também incluía freios melhorados, alternadores como padrão e amolecimento da suspensão. Dois modelos litro tinha agora o "Pinto" overhead camshaft motor. Dois modelos litro tinha agora o "Pinto" motor overhead camshaft. Modelo de gama agora consistia em L, XL, GT e topo de gama Ghia disponível apenas em dois dos três forma litro com mais opcionais como padrão, incluindo uma divisão bancos traseiros Rebatíveis, C3 automático da 'Ford transmissão Bordeaux'. Modelo de gama agora consistia em L, XL, GT e topo de gama Ghia disponível apenas em dois dos três forma litro com mais opcionais como padrão, incluindo a divisão bancos traseiros rebatíveis, C3 'da Ford transmissão Bordeaux' automático. A linha de alemão até começou com o modelo de quatro cilindros 1,3 litro até 2300 GT V6 / Ghia mais seu topo de gama com motor de três litros do britânico "Essex". A linha de alemão até começou com o modelo de quatro cilindros 1,3 litro até 2300 V6 GT / Ghia mais seu topo de gama com motor de três litros do britânico "Essex".


    Março de 1975 nova versão do modelo Capri fez sua estreia um S no Salão Automóvel de Genebra com uma escolha de compradores para os 1,6 do Reino Unido ou o V6 de 2,3 para os compradores europeus. Março de 1975 nova versão do modelo Capri S fez a sua estreia no salão automóvel de Genebra com uma escolha de 1,6 para os compradores do Reino Unido ou o V6 de 2,3 para os compradores europeus.


    Junho e os "S Capri JPS 'está com 1,6, 2,0 e versões disponíveis 3,0 litro. Junho e os" Capri JPS' S está com 1,6, 2,0 e 3,0 litro versões disponíveis. A pintura do Capris JPS baseou-se em torno da fórmula de uma equipe Lotus e foi complementada com cedidas de Ouro painel, rodas de interior e Ouro Preto guarnição também foi destacada pelos insere Pano de Ouro, vidros fumados e volante desportivo também foram normais. A pintura da JPS Capris baseou-se em torno da fórmula de uma equipe Lotus e foi complementada com guarnições de ouro painel, rodas de ouro e interior preto guarnição também foi destacada pelos insere pano de ouro, vidros fumados e volante desportivo também foram normais.


    Outubro 1975 o novo L 1300, L 1600 e os modelos GL substituiu os anteriores modelos XL e estava disponível nas versões 1,6 e 2,0 litro. Outubro 1975 o novo L 1300, L 1600 e os modelos GL substituiu os anteriores modelos XL e estava disponível nas versões 1.6 e 2.0 litro. Estes tinham assentos de pano GT estilo, saias laterais e volante desportivo. Estes tinham assentos de pano GT estilo, saias laterais e volante desportivo. Base modelo 1300 Imagens cedidas tinha Preto, não os bancos traseiros Rebatíveis etc ... Base modelo 1300 tinha guarnições Preto, não os bancos traseiros rebatíveis etc ... Modelos passa agora S como versões GT e agora tinha o Ghia espelho porta remota e drivers junto com os modelos S agora tinham poder de direcção. Modelos S agora passa as versões GT e agora tinha o Ghia espelho porta remota drivers e junto com os modelos S agora tinham poder de direcção. Quilometragem ilimitada garantia de 12 meses também introduzidos. Quilometragem ilimitada garantia de 12 meses também introduzidos.


    Instalados Fevereiro Kent 'de 1.976 motores »Carburador de e revista' Idle 'Sonic em 1300 e 1600 modelos para Melhorar o consumo de combustível", transmissão automática de Bordéus e janelas coloridas disponíveis todos os modelos, exceto uma de 1300. Fevereiro de 1976 »Kent "motores de revista e 'carburador Idle' Sonic instalados em 1300 e 1600 modelos para melhorar o consumo de combustível", transmissão automática de Bordéus e janelas coloridas disponíveis todos os modelos, exceto uma de 1300.


    Maio 1976 versões de baixa compressão dos alemão 1,3 e 1,6 litros disponíveis. Maio 1976 versões de baixa compressão dos 1,3 alemão e 1,6 litros disponíveis. Nova 90 cv dois litros V6 alemão introduzidas. Nova 90 cv dois litros V6 alemão introduzidas.


    Outubro 1976 e Halewood cessou uma produção do Capri, após 337,491 veículos. Outubro 1976 e Halewood cessou a produção do Capri, após 337.491 veículos. Todos Capris Construído Já na Alemanha Ocidental. Todos Capris já construído na Alemanha Ocidental.


    Novembro 1976 pequenas alterações aos modelos S incluídas Represa de ar Adequado spoiler dianteiro e traseiro para ajudar uma estabilidade. Novembro 1976 pequenas alterações aos modelos S incluídas represa de ar adequado spoiler dianteiro e traseiro para ajudar a estabilidade.


    Produção de agosto de 1977 do 'Capri Federal' para o mercado EUA cessou em Colónia. Produção de agosto de 1977 do 'Federal' Capri para o mercado E.U.A. cessou em Colónia. Um total de 513,449 Capris foram vendidos nos Estados Unidos. Um total de 513.449 Capris foram vendidos nos Estados Unidos.


    Produção da MK II acaba aqui.
     
  17. Re: Ford Capri - Clássico do mês de Novembro

    Um grande clássico, uma história muito interessante. Obrigado pela partilha!
     
  18. Re: Ford Capri - Clássico do mês de Novembro

    O tópico está a enriquecer rapidamente. Obrigado aos que contribuíram!
     
  19. Re: Ford Capri - Clássico do mês de Novembro

    Se amanhã tiver tempo meto as fotos...
     
  20. Re: Ford Capri - Clássico do mês de Novembro

    É verdade, não sei se já repararam mas a foto do meu avatar também é dum capri, dum coupê qualquer coisa que já há 3 anos que ando a pesquisar sobre ele pouca ou nenhuma informação sobre ele consegui reonir, mas não desisto.
     
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página