Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Portalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

Fiat 600 - Ignição electrónica

Tópico em 'Fiat' iniciado por Jorge Filipe Luis, 26 Out 2010.

Tópico em 'Fiat' iniciado por Jorge Filipe Luis, 26 Out 2010.

  1. Olá,
    Ultimamente como tenho um tempo livre decidi fazer uma ignição electrónica para o meu 600. Aqui vou colocar o desenho, esquemas e alguma teoria, peço a ajuda de todos pois posso tar a meter os pés pelas mãos.

    O sistema generalista de ignição do 600 é basicamente este, a bateria está ligada a chave de ignição, esta liga a bobina, ou por outras palavras um auto-transformador. A bobina por sua vez liga ao distribuidor, que de seguida liga as velas. No esquema seguinte dá para ver como é o esquema do circuito.

    [​IMG]


    Recorre-se a este transformador uma vez que é necessário uma voltagem muito elevada para produzir faisca na câmara de combustão, sendo sensivelmente de 30/40 Kv. Do lado primário do transformador está a 12v e do lado secundário está a 30/40 Kv. Não tenho a certeza da bobina instalada no meu 600.

    Os platinados permitem o controlo deste sistema, ou seja graças ao rotor do distribuidor é possível abrir e fechar os contactos dos platinados de forma a poder dar a faisca necessária as correspondentes velas.

    Geração da voltagem do lado secundário é conseguida através dos platinados. Durante os intervalos de ignição, ou seja de faisca nas velas, os contactos dos platinados encontram-se fechados. A corrente circula através do primário, e um campo magnético.
    Quando é necessário a faisca, os contactos dos platinados abrem devido a rotação do motor através do rotor, e impedem o fluxo de corrente através do primário da bobina. Por sua vez o campo magnético colapsa, e induz um pico de alta voltagem no secundário que através do distribuidor é conduzido até as velas. O condensador absorve a corrente do primário que continuar a circular mesmo quando os contactos estão abertos, permite também limitar o arco eléctrico entre contactos dos platinados.

    Na imagem dá par ver a forma da corrente.

    [​IMG]

    Contactos fechados a corrente sobe, ponto a, os contactos abrem a corrente cai, e existe o disparo, ponto c, contactos fecham, repetindo-se o ciclo.

    [​IMG]

    Para amanha começo a desenhar o circuito, também verificando circuitos já desenhados.
     
  2. Boas

    À uns vinte e tal anos, quando estava a fazer o curso, fiz uma igniçao electronica.
    Apliquei a mesma no 850 e dava resultado, o carro tinha mais alguma força, pegava melhor e consumia menos.

    Recentemente numa casa de elctronica no Porto vi um kit à venda.

    Vou monta-lo..
    Cump

    Claudio
     
  3. Olá Claudio,
    em que loja do Porto viu isso? Já agora ainda tem os desenhos?
     
  4. Em lojas de Electrónica talvez na aquário ou mesmo na supertecnica.
     
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página