Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Postalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

FIAT 131 Abarth - Uma fantástica história...Quer descobrir?

Tópico em 'Rallys, Velocidade e Regularidade' iniciado por Marco Pestana, 27 Abr 2008.

Tópico em 'Rallys, Velocidade e Regularidade' iniciado por Marco Pestana, 27 Abr 2008.

  1. Amigos...

    Era uma vez...;)

    Ao ver na TV a história da jante CROMODORA e pneu PIRELLI do Markku Allen "perdidos" na Lagoa Azul e que 30 anos depois, o Português que religiosamente guardou como um "objecto sagrado", trouxe à luz do dia e na presença do Markku Allen ...

    Lembrei-me de uma outra história...;)

    Tinha eu uns 7/8 anos, portanto em 1981 quando um dos FIAT 131 Abarth participante na Edição do Rally Vinho Madeira despenha-se numa ravina, entre pinheiros e eucaliptos, numa zona de serra da Ilha da Madeira...

    E não é que eu tenho uma jante CROMODORA ABARTH ( produzida em 1978 ) e PNEU PIRELLI P7 CORSA desse FIAT 131 Abarth! ;);) Fotos mais abaixo...


    Um tributo aos FIAT 131 Abarth

    YouTube - ‪Tribute to 131 Abarth‬‏

    "Um pouco de história do FIAT 131 Abarth:Fiat 131 Abarth
    (SE031)


    ( Texto retirado do Blog indicado no fim deste post )


    Eu sabia! Eu presenti... quando escrevi que o Fiat Abarth 124 Rallye era um carro "injustiçado", perdendo espaço para o 131 - recebi uma saraivada de mensagens de admiradores deste Fiat Abarth 131... Mas... eu elogiei o 131! But... para os italianos - apaixonados pelo modelo - estes vão às armas - mesmo o carro sendo horrrrrrroroso! Ok... Vamos falar sobre o Fiat 131 Abarth - mesmo sem ter tempo para a devida pesquisa!


    Trata-se do FIAT-Abarth 131/031, Mirafiori 3500 Bertone (este Fiat tem nome e sobrenome). A história começa quando a Fiat resolve substituir o 124 Spider, e substituí-lo nas competições de rallye. Em 1975 a Fiat deu o start no programa, baseado no chassis 131 Mirafiori Special - chamado secretamente por SE031. Muitas modificações foram feitas (deixando o carro quadrado e mais feio que o 124 - a maior crítica era o arrasto da cara-chata do modelo, desenhado pela Casa Bertoni). No inverno de 1975 Giorgio Pianta e Bruno Scabin, fizeram o Giro d'Italia - primeira participação e primeira vitória, sobre as Lancias e os Porsches (principalmente sobre a Lancia - o Porsche foi um bonus). Sob o capô (aliás, capô e portas, eram todas de fibra) - para ocupar um espaço no Grupo 4 - havia um forte motor V6 IDF, com 2 Weber, gerando algo em torno de 270bhp a 6.800rpm (com rodas de aro 15" e pneus Pirelli - claro), atingindo 260kph na quinta marcha (aliás o câmbio ZF era do De Tomaso Pantera) - para parar este carro com 1.120 quilos: freios a disco nas 4 rodas ventilados! Na reta a forma encontrada foi colocar spoiler para um "effective airflow".



    A saga do 131 começou em 1976, quando foram construídas 500 unidades necessárias para a homologação e inscrição no Grupo 4 (falam que estas unidades eram mal acabadas). Inscreveu-se 3 destes modelos no duro Rallye do Marrocos, sobre o patrocino do Olio Fiat, tendo como integrantes do Time: Markku Alen, Maurizio Verini e Fulvio Bacchelli - vamos resumir que esta participação não agradou a Casa Torinese.



    Em 1977 - a Fiat começa a sorrir (com a preparação Abarth mais intensa), pois, vê o declínio da Lancia Stratos e a subida de rendimento de seus carros. A primeira vitória num rallye do circuito internacional acontece no Rallye de Portugal - que supera os Fords (agora, arque-inimigos da Fiat). Ficam em segundo na Nova Zelândia (mas na frente da Ford). Chega com sucesso no Canadá com Timo Salonen e Simo Lampinen (em primeiro e segundo respectivamente). No Rallye de Sanremo fazem a chamada "splendida tripletta Fiat", com Jean-Clode Andruet, Verini e Tony Fassina (no Tour de Corse a Fiat fica com o título de construtores, graças a performance de Bernard Darniche e Andruet).



    Em 1978 novas cores decoram o 131 Abarth - são as famosas cores da Alitalia e entra para o Time o experiente piloto Walter Rohrl. Neste ano a primeira vitória chega em Portugal nas mãos de Alen - o ex-piloto da Lancia - Sandro Munari - é contratado para pilotar um 131. Como dizem os italianaos "all'Acropoli si registra una doppietta torinese", com Rohrl em primeiro e Alen em segundo. No duro Rallye dos Mil Lagos, Alen ganha com uma certa vantagem, seguido de Ari Vatanen - que pilotava - agora - um 131. A terceira doppietta chega no Rallye do Canadá, com Rohrl e Alen e mesmo se não houvesse a participação no rallye africano, a Fiat já era campeã por antecipação neste ano - na frente da Ford e da Opel (agora vocês entendem porque os fanáticos por esse carro, fizeram pressão para eu escrever esse artigo?) - no Tour de Corse: 4 carros classificaram-se do primeiro ao quinto lugar (participaram Darniche, Andruet, Munari - pela ordem do primeiro ao terceiro lugar, e a ex-piloto da Lancia Michèle Mouton ficou em quinto).



    Em 1979 a Fiat anda mal das pernas - financeiramente falando - e diminui de forma drástica os investimentos no departamento de competições de rallye (Torino agora tinha 5 títulos mundiais: 3 com a Stratos e 2 com o 131). Agora a Stratos participa como time semi-oficial. Alen conquista o terceiro lugar em Monte Carlo e o primeiro sucesso do ano só acontece com Markku, nos 1000 Lakes. Ficam em segundo no Rallye de Sanremo.



    Em 1980 a Fiat volta a colocar $$ no Departamento de Competições - mais precisamente no desenvolvimento para rallyes. Teria pela frente uma nova fórmula estabelecida pela FIA, sobre o campeonato mundial de rallye (tanto de pilotos como de fabricantes - 12 provas, com início em Monte Carlo). Agora o carro branco e azul de Rohrl ganha a prova, em Portugal Rohrl fica em primeiro e Alen em segundo; na Argentina Rohrl ganha, repetindo-se o feito na Finlândia com Narkku Alen. Dentre outras provas a Fiat chega com folga para a constatação do campeonato mundial ser só seu (de construtores e de piloto). Vamos a saga toda em números:






    Ano
    Rallye
    Posição
    Piloto/Navegador
    1976 Elba Rally
    1
    Alén/Kivimäki
    1976 1000 Lakes Rally
    1
    Alén/Kivimäki
    1977 Monte Carlo Rally
    2
    Andruet/Petit
    1977 Portugal Rally
    1
    Alén/Kivimäki
    1977 Rally of New Zealand
    1
    Bacchelli/Rosetti
    1977 1000 Lakes Rally
    2
    Salonen/Markkula
    1977 Quebec Rally
    2
    Salonen/Markkula
    1977 Sanremo Rally
    1
    Andruet/Delferrier
    1977 Tour de Corse
    1
    Darniche/Mahé
    1978 Portugal Rally
    1
    Alén/Kivimäki
    1978 Acropolis Rally
    1
    Röhrl/Geistdörfer
    1978 1000 Lakes Rally
    1
    Alén/Kivimäki
    1978 Quebec Rally
    1
    Röhrl/Geistdörfer
    1978 Sanremo Rally
    2
    Verini/Bernacchini
    1978 Tour de France
    1
    Mouton/Conconi
    1978 Tour de Corse
    1
    Darniche/Mahé
    1979 Monte Carlo Rally
    3
    Alén/Kivimäki
    1979 Safari Rally
    3
    Alén/Kivimäki
    1979 1000 Lakes Rally
    1
    Alén/Kivimäki
    1979 Sanremo Rally
    2
    Röhrl/Geistdörfer
    1980 Monte Carlo Rally
    1
    Röhrl/Geistdörfer
    1980 Swedish Rally
    3
    Waldegard/Thorszelius
    1980 Portugal Rally
    1
    Röhrl/Geistdörfer
    1980 Acropolis Rally
    3
    Alén/Kivimäki
    1980 Rally of Argentina
    1
    Röhrl/Geistdörfer
    1980 1000 Lakes Rally
    1
    Alén/Kivimäki
    1980 Rally of New Zealand
    1
    Röhrl/Geistdörfer
    1980 Sanremo Rally
    1
    Röhrl/Geistdörfer
    1980 Tour de Corse
    2
    Röhrl/Geistdörfer
    1981 Portugal Rally
    1
    Alén/Kivimäki
    1981 Acropolis Rally
    2
    Alén/Kivimäki
    1981 1000 Lake Rally
    2
    Alén/Kivimaki












    Markku Alén no Rally Safari enm1979
    Markku Alén no Rally 1000 Lakes
    Jean Claude Andreut em Montecarlo 1978
    Atilio Bettega no Rally de Acrópolis em 1981

    1977 World Rally Championship for Manufacturers
    1
    FIAT
    1978 World Rally Championship for Manufacturers
    1
    FIAT
    1980 World Rally Championship for Manufacturers
    1
    FIAT
    1980 World Rally Championship for Driver
    1
    Walter Röhrl"






    Vamos as fotos
    (não estão na ordem cronológica - mas vão de works até réplicas)

    Quer saber mais sobre o FIAT 131 Abarth? Vá a :

    Fonte BLOG : http://luiscezar.blogspot.com/2007/08/fiat-131-abarth.html
     

    Ficheiros Anexados:

  2. um carro mitico!

    gostava de saber mais sobre eles
     
  3. A dúvida, é saber de que FIAT 131 Abarth ?

    Será deste :
    1982-Antonella Mandelli / Tiziana Borghi - Fiat 131 Abarth na Edição do Rally Vinho Madeira de 1982...
     

    Ficheiros Anexados:

  4. Agradeço a quem souber de toda a história do PNEU PIRELLI perdido pelo FIAT 131 Abarth de MARKKU ALLEN num Rally de Portugal, que escreva TUDO neste tópico! ;))

    Obrigado desde já! ;)
     
  5. Amigo Riacardo! Muito obrigado por essa informação!!

    Não acredito! Tenho uma jante e pneu PIRELLI P7 CORSA IGUAL ao do carro do MARKKU ALLEN!!!!!

    no futuro ficará linda na minha garagem nova!

    "Ver Exposição PermanenteVer Exposição Temporária
    | Topo |
    A Roda do Fiat 131 Abarth

    A paixão dos Portugueses pelos ralis, leva à memória de tantas e tantas histórias para contar, daquele que foi várias vezes o melhor rali do mundo, o “nosso” Rali de Portugal.

    Uma dessas histórias leva-nos ao ano de 1981.

    Estávamos na primeira etapa do Rali, na classificativa da Peninha, Markku Alen, à saída de uma curva para a direita perde o controlo do seu Fiat 131 Abarth e embate violentamente num muro fazendo-o perder a roda frontal direita do seu carro e danificando muito as suspensões.

    A verdade é que a garra, a determinação e um pouco de sorte do piloto fez com que o mesmo terminasse o que restava do troço em marcha-atrás, (conta-se que foram mais ou menos 20Km), conseguindo assim levar o carro até ao parque de assistência.

    Não fosse a excelente mecânica do 131 Abarth, e talvez o Rali tivesse terminado logo ali. A verdade é que para além dos mecânicos terem conseguido reparar o carro, Markku Alen ainda conseguiu sagrar-se vencedor da edição desse ano do Rali de Portugal Vinho do Porto..

    Muitas são as histórias que se contam desse ano, mas há pelo menos uma que continua bem viva. A roda do Fiat 131 Abarth, 26 anos depois e propriedade de António Figueiredo, foi por este temporariamente cedida ao Museu, tornando-se em um dos muitos atractivos do Museu da Miniatura Automóvel..."
    http://www.museuminiaturaautomovel.com/exposicoes_curiosidades.htm

    Roda do Fiat 131 Abarth de Marku Allen
     

    Ficheiros Anexados:

  6. Pessoal!

    Não estou em mim!:D:D:D

    Acabei de descobrir que tenho um PNEU PIRELLI P7 CORSA igual ao da histótia do MArkku Allen, no Rally de Portugal!

    MAs de um FIAT 131 Abarth que correu na Madeira nos anos 80!

    Para mim tem um "valor" histórico significativo!:oo
     

    Ficheiros Anexados:

  7. Ainda bem que há coisas que não se perdem... Parabéns!
     
  8. Caro amigo Fábio Silva;

    Deixa a tua opinião...;):D


    Abraço
     
  9. Olá, acerca desta roda, eu já tinha posto alguns posts. Ela esteve de facto na loja do Filipe, M43, na Expo. Procura no forum das reliquias do mundo automóvel o qq coisa parecida, e à bem pouco tempo também, eu, já aqui tinha informado que ela se encontra em Gouveia.
    A diferênça é que a do Marku ainda tem parte da suspenção e travão. Está é muito corroída.
    É uma peça mt interessante.
    Abraços
     
  10. tens essa jante do abarth montada no teu bmw?
     
  11. Já agora umas fotos do "dono" da jante, o Fiat 131 Abarth que se despistou no Rali Vinho Madeira de 1981, tripulado por Vudafieri (aqui inteiro, participando em outras provas).:D

    Este mesmo carro já havia participado e ganho o Rali de Portugal de 1978, com Markku Alen ao volante.:feliz:
     

    Ficheiros Anexados:

  12. Amigo Fábio;

    Exacto.

    Corresponde à Matrícula que enviei via SMS.

    Também pesquisei e tenho umas interessantes fotos, mesmo de 1981.

    O acidente ocorreu em Agosto de 1981.

    Abraço
     
  13. FIAT 131 Abarth do qual tenho o PNEU PIRELLI P7 Corsa e Respectiva Jante CROMODORA Abarth...

    Algumas datadas de ABRIL 1981.

    Um "Souvenir" desse Rally Vinho Madeira de 1981, apelidado pela sua dureza e imensas desistências que provocou de " Inferno Calcetado".

    Abraço
     

    Ficheiros Anexados:

  14. marco eu tive o prazer de me sentar ao volante destes carros quando eles estavam no hotel com a autorização do chefe dos mecanicos.um abraço.
     
  15. Amigo Aires, Estás em todas!

    Grande Aires! A Bordo dos OFICIAIS FIAT 131 Abarth!


    Abraço
     
  16. Caçando nos álbuns fotográficos, encontrei as fotos do acidente, no Rali Vinho Madeira edição de 1981...

    Vudafieri em FIAT 131 Abarth do TEAM Jolly Club - é vitima de despiste. Vencedor na edição de 1980, era o piloto favorito a ganhar em 81!
     

    Ficheiros Anexados:

  17. Fosse de quem fosse, por si so ja tem valor esse achado... Parabens.

    cumprimentos.
     
  18. estou aqui sempre a aprender!
     
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página