Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Portalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

Duvidas Em Aplicação De Verniz

Tópico em 'Chapa e Pintura' iniciado por Fernando G Augusto, 21 Abr 2013.

Tópico em 'Chapa e Pintura' iniciado por Fernando G Augusto, 21 Abr 2013.

  1. Boas.
    Então e o seguinte não sou pintor mas sim mecânico e como alguns sabem tento fazer o restauro completo na minha garagem, já pintei com tinta acrílica e core bem, mas com aquosas pintei um guarda lamas no meu R5 e o verniz ficou um pouco com casca de laranja tive que lixar com uma 2000 e polir para disfarçar mas agora tenho que pintar o outro R5 que estou a restaurar é se tiver que o lixar e polir todo... :unsure:


    A pintura não foi em estufa, a diluição foi de 2-1 (dito pelo homem das tintas) a pressão utilizada na pistola foi regulada a 2 bares.

    Se alguém entendido poder dar umas dicas agradecia :D
    Que pressões se utiliza na tinta aquosa e no verniz, diluições, bicos da pistola, a alguns truques

    Obrigado,
     
  2. Amigo Fernando,

    Eu sou pintor, gerente e freelancer. pelo que pude observar do que me descreve do que já pintou, fez asneira da grossa logo à entrada.
    Senão tem uma estufa logo terá que criar a mesma. As tintas aquosas só são aplicadas se a chapa estiver quente, caso contrário vai acabar uma pintura muito mal feita.
    Se tiver uma garagem tem que arranjar meio de a limpar bem limpa. Depois terá que arranjar um aquecedor de 2 varetas por cada parede e dispor estes na altura de 90 cm acima do solo. Note bem que no mesmo espaço não pode haver caixas nem embrulhos quanto mais qualquer forma de arrumos que originem pó.
    Lave antes de qualquer coisa que faça o chão com mangueiradas de água ou então com baldes. Varra bem a água. Ligue os aquecedores e feche o portão. Espere meia hora.
    Siga agora os seguintes passos:
    1 - Empurre à mão a viatura até ao interior da garagem ou espaço destinado à pintura. Se ligar o motor libertará monóxido de carbono que se irá depositar (acentar) em cima da pintura.
    2 - Deixe que a viatura fique cerca de 20 minutos a ser "seca" pelos aquecedores. Não há qualquer perigo de incêndio desde que mesmo com a viatura já mascarada com papel se encontre a 1 metro a um 1 metro e meio das varetas dos aquecedores.
    3 - Examine nesse tempo em que o carro está na garagem se o seu compressor não tem água no interior. Abra a válvula de purga que se encontra no fundo de cada depósito. Deixe escorrer a água e entretanto vá mudar de roupa e calçado para uma aparência limpa e livre de pó.
    4 - Aperte a válvula do compressor no sítio. Começe a preparar as tintas e/ou vernizes. lembre-se que as tintas aquosas só levam água desionizada especialamente para o efeito. Os vernizes levam somente as medidas de 2:1 na seguinte medição correcta e sem falahas: Verniz+Endurecdor+Diluente e jamais ao contrário. Mexa com a própria régua graduada e deixe descansar 5 minutos.
    5 - Encha a pistola e use os respectivos filtros tanto para tintas quanto para vernizes. Afine a pistola antes a aplicar em qualquer superfície. Pinte e cubra as superfícies com calma e de forma uniforme sempre distanciando 1 palmo da superfície e com mão firme fazendo movimento de cobertura de uma ponta à outra sempre a 1 palmo de distância e mantendo sempre a mesma velocidade, ritmo e movimento. Basta que se aproxime e já tem um belo escorrido ou então que se afaste e terá uma bela névoa.
    Se não possuir compressor capaz de satisfazer as suas necessidades queira fazer o obséquio de ler o meu capítulo sobre compressres e ai pode ver como é que pode pintar toda uma viatura mesmo estando limitado a um compressor pequeno. Truques e dicas estão lá. Bom proveito e boa sorte na sua obra. :)
    Se no final tiver problemas a rectificar terá que recorrer a um polimento total, mas há um segredo: eu utilizo lixas TRIZAC que cada uma está avaliada em 25 euros e utilizo massa de corte e polimento ao valor de 80 euros por cada frasco de 500 ml. :)
    Eu possuo um compressor de 500 litros com 2 motores e rede de ar. Você ficar pelos 20 bares e controlar leque da pistola de forma a boter uma pulverização uniforme. Depende agora da sua metodologia de uso e materiais que usa porque não depende só do compressor e bares de ar mas também da qualidade dos produtos. Um jogo que é preciso muita atenção. Julgo que tem compressor e pistolas mas eu tenho 5 pistolas e um aerografo. A pistola para verniz é só uma e as restantes consoante o trabalho a fazer.
    Cumprimentos.
     
  3. Saudacoes a todos.Caro Luis C Matos,tenho feito leitura daquilho k escreve e bem,agora tenho uma duvida.Quando fala em 20 bares de pressao no compressor fiquei surpreso.Entao E dificil um qualquer compressor(100l,200l,etc)conseguir fazer uma pintura com tinta aquosa de forma aceitavel,pra nao dizer impossivel.Que eu tenha conhecimento os compressores desligam o carregamento ainda antes desta pressao ser atingida,Sera possivel me esclarecer sobre este ponto_Obrigao.
     
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página