Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Postalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

Duvida: Inspecção obrigatória de ciclomotores e motociclos

Tópico em 'Legislação' iniciado por Diogo Ramos Vieira Silva, 30 Out 2008.

Tópico em 'Legislação' iniciado por Diogo Ramos Vieira Silva, 30 Out 2008.

  1. Boas

    Foi com grande desagrado que soube que em 2009 a inspecção obrigatória anual de motociclos e ciclomotores vai entrar em vigor.

    Tenho uma Famel Zundapp, alterada...Para começar cilindrada foi aumentada para 80cc( em relação a isto sei que não é legal mas não acredito que abram o motor só para medir a cilindrada...pelo menos eu penso que não...).

    Mas este não é o meu maior problema isto porque antes da inspecção posso trocar temporariamente a cabeça do motor para uma de 50cc.O meu maior problema é que os pneus são de DT(mais largos um bocado), o depósito não é o original,o quadro também levou uns toques, a suspensão traseira foi rebaixada, os pára-lamas são diferentes, o guiador é mais largo e não tem espelhos, coloquei uma caixa eléctrica( para a chaves de ignição) acima da cabeça do motor, o acento também não é o original e é para apenas uma pessoa.

    Será que estes são motivos,exceptuando-se a alteração da cilindrada, suficientes para a reprovação do veículo na inspecção?

    Cumprimentos.

    Aguardo resposta.
     
  2. Suficientes?!?!!

    Eu diria antes, mais do que necessários!! :D

    Por exemplo, andares sem espelho é suficiente para seres multado..
     
  3. Eu diria basicamente que...tás lixado.

    PM
     
  4. Trata-se de uma medida justa, tendo em conta que os automóveis há muito que são inspeccionados, só peca por tardia.

    Esta medida por outro lado será boa na conservação das caraterísticas originais do património motociclistico.
     

  5. Não me estou a ver a ir de Solex à inspecção..! :D

    Concordo com a iniciativa, não tanto pelas clássicas que quem gosta e tem, tem-as geralmente bem conservadas e 100 % funcionais (o mesmo se passa com os clássicos), mas mais por muitas motas que andam ai a fazerem exageros de barulho..

    Mas quem não concorda pode sempre assinar uma pedição online.. mesmo para os que concordam recomento uma leitura atenta dos argumentos bem estruturados, lógicos e perfeitamente razoáveis..

    Se estiverem tristes melhor ainda, é risota garantida.. :D


    http://www.petitiononline.com/ipomoto/petition.html
     

  6. Julgo que esta questão, levanta uma outra. Eu concordo com inspecções periódicas aos veículos em geral, no entanto qual deveria ser periodicidade para os clássicos, um ano como está? Ou um período mais alargado, tendo em conta a kilometragem anual que efectuam? Dou o meu exemplo, em que o meu BMW 2002 entre Dezembro de 2007 até ao presente momento efectuou menos de 3000KM.
     

  7. Tens o mesmo "problema" que eu, muito poucos km por ano.

    Mas como o complicada acaba por ser criar excepções, porque há clássicos que andam muito, há clássicos que andam pouco, há os bem conservados, há os maus conservados, a regra mais fácil acaba por ser igual para todos, ou seja, uma vez por ano.

    Eu pessoalmente não vejo qualquer problema.
     
  8. Para ser franco, esta medida só me satisfez, no caso dos "Papa-reformas" ou "Mata-velhos" como lhes quiserem chamar, em que muitos andam por ai sem quaisquer espécie de condições de circulação, muita fumarada, muito baralho e ainda por cima os seus condutores andam sem carta de condução, ou seja, tudo lhes é permitido, enquanto que o desgraçado do automobilista ou motociclista levam com tudo em cima. O problema é que não se diferenciam as situações, ou seja, veículos de colecção de veículos de uso diário. Só mesmo para quem pode ir ao CPAA e sujeitar-se a todos as regras que eles impõem e beneficiar de inspecções por períodos mais alargados.
     
  9. Pedro, não sei se será boa em relação ás motos mais antigas, segundo deu nas noticias á pouco acerca deste tópico, as medidas de inspeção serão ( muito) semelhantes aos dos automoveis, mas os proprietários das motas mais antigas , tipo Casal Boss, Famel , Zundapp´s etc.......estão preocupados é sim com o nível do ruido que como sabemos é acentuado, e o fumo tão caracteristico delas :D, isto tendo em conta uma rígida norma Europeia acerca dos gases de escape ( para mota )já defenido!
     
  10. Carlos, isto vai ao encontro das minhas intervenções posteriores neste tópico, ou seja, haver uma diferenciação, quer por período de tempo quer pelas questões a serem analisadas entre inspecções feitas a veículos novos e a antigos. Por outro lado, os centros de inspecção deveriam estar munidos de técnicos conhecedores do panorama motorizado por época, coisa que não acontece actualmente e dificilmente acontecerá neste Portugal que cada vez regride mais.
     
  11. De acordo ,Pedro :Dmas agora com a inspeção muita gente meteu maos á obra e recuperou as suas motas paradas á Deus sabe desde quando e agora penso que muitas mesmo vão voltar ao seu antigo estado ( de abandono), penso eu de que :(-
     
  12. respondendo ao 1º topico... nao esta nada famoso para os teus lados... esta toda alterada...
     
  13. Julgo que os motociclos, à semelhança dos automóveis, também devem ser abrangidos por aquela legislação (Decreto Lei n.º78/2008) dos 5 anos sem inspecção, fica com a matricula cancelada, mas apenas para as motos construídas entre 1 de Janeiro de 1980 e 31 de Dezembro de 2000. Neste último caso acredito que poderá ser o fim das motos contemporâneas (as que estão em fase de restauro prolongado ou em vias de), agora as clássicas, anteriores a 1980, não abrangidas por esse decreto lei, poderão perfeitamente continuar os seus processos de restauro independentemente do tempo que levará. Mesmo as clássicas que estejam ao abandono, poderão ser restauradas ou não no imediato, sem que com isso vejam as suas matriculas canceladas.
     
  14. Eu acho que aqui temos a prova de que quem fala e mesmo quem decide nada percebe de motas.
    No caso das 50cc há efectivamente muita alteração, muitas deveriam ser alvo de atenção da policia em vez de se transferir a responsabilidade para o centro de inspecções.
    Quanto às cilindradas não estou a ver à semelhança do que se faz com os carros os centros a fazerem testes no sentido de verificarem os aumentos da cubicagem do motor.
    ainda no que toca às cinquentas não esqueçamos que o limite de velocidade é de 50 Km/h e quem não andou a essa velocidade de bicicleta? Mais do que isso deveria ser com a policia :rolleyes

    As outras as motos maiores, então é completamente ridiculo. Claro que há inconscientes parvos que se cortam na manutenção mas esses são insignificantes em numero num universo de motociclistas que tem a perfeita consciência que que uma moto mal mantida é meio caminho andado para o acidente. E, a chapa somos nós :rolleyes
    As revisões das motos é feita de 6000km em 6000km só em alguns casos, muito poucos, passam os intervalos para os 10000km e só isso dá para perceber que a grande maioria das motos anda em perfeito estado de circulação.
    As motos nada têm a ver com os carros que muito podem esconder e se baterem provavelmente será chapa.
    eventualmente o que vamos ver é motos com escapes menos barulhentos mas isso também deveria ser da responsabilidade da policia que insiste em ficar escondida à cata de quem vai em excesso de velocidae. Se o sitio for daqueles que convidam a andar mais depressa melhor.
    eu diria:
    Mascarado de prevenção rodoviária vêm aí mais um imposto para as motos. De acordo com a FEMA só 0,7 % de acidentes se devem ao mau estado da moto.

    Para quem quer dar uma vista de olhos no que se faz a nível motociclistico na Europa pode dar uma vista de olhos no site da FEMA

    http://www.fema.ridersrights.org/index.php

    Importante e sério, entre outras coisa era um IVA mínimo para o Equipamento de Segurança (vestuário e capacetes). A substituição completa dos rails e acesso a via do BUS.
    Mas isto apenas poderia ser assim se a intenção fosse a segurança do cidadão, neste caso, é apenas mais um imposto mascarado, desta vez para motos

    Como estamos em Portugal já nada me admira, nem a falta de discernimento do cidadão que como se costuma dizer "empranha pelas orelhas" não pensa e só diz bacoradas.:wacko:
     
  15. Boas,

    Mais uma vez vou ser "apanhado"...
    Para além de ter que gastar dinheiro (e não é pouco) com a questão do cancelamento de matriculas dos veículos registados entre 1980/ 2000... e com selo pago no tempo certo, agora (2009) terei que levar a minha Casal Boss de 1992 à inspecção.:(-

    Na altura e "com algum sangue jovem na guelrra " fiz umas pequenas alterações como era costume fazer "saltar" o guarda lamas de trás, o rectrovisor e pouco mais.
    Agora mais uma carga de trabalhos, procurar o material em falta e repor tudo no sitio.

    Quanto à questão do ruido e dos gases, o que é que se pode fazer neste tipo de veículos, na altura era quase tudo permitido, não havia controle sobre o ruido nem dos gases.
    E mais, relativamente aos gases e nos casos em que os motores de alguns ciclomotores gastam "mistura", como se vai diminuir o tipico fumo azul???...

    Só trabalhoso_O:wacko:

    Abraço
     
  16. Essa "mota" é alguma experiencia ou foste aproveitando peças que ias encontrando...?????

    Poe-te de fora da situaçao e le bem o que escreveste... a tua mota está completamente alterada, ate no quadro que é a parte mais importante... é evidente que estas basicamente lixado...
     
  17. as revisões da minha até são de 3000km em 3000km...


    e da porcaria das passadeiras em calçada que eles teimão em fazer...:wacko:
     
  18. Porra, afinal de contas o que é que essa mota tem da Famel Zundapp!!???:ooo_O
    Pelos vistos nada. :D:D:D
    Pois é, eu tambem vou ter problemas desse género com uma casal que nao consigo encontrar uma roda para traz com a medida 22*2.25o_O:wacko:
     

  19. Não acredito que alguem que esteja a recuperar uma mota por gosto, seja isto da inspecção que o vá demover.. pelo menos assim espero!
     
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página