Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Portalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

Diabolique Motorsport

Tópico em 'Património Histórico Português' iniciado por LAGARTINHO paulo, 22 Fev 2012.

Tópico em 'Património Histórico Português' iniciado por LAGARTINHO paulo, 22 Fev 2012.


  1. A Historia


    A DIABOLIQUE nasce pelas mãos do Dr. Miguel de Oliveira um apaixonado pelos carros de corrida, ele próprio um corredor, quando decide patrocinar as suas próprias equipas com os perfumes DIABOLIQUE.


    A DIABOLIQUE é ainda responsável pela formação de inúmeros pilotos nas mais variadas categorias, tendo mesmo alguns deles chegado ao topo máximo do automobilismo, como é a Fórmula 1.


    A DIABOLIQUE foi o maior patrocinador privado de sempre da história do desporto automóvel português em todas as categorias e de entre os seus inúmeros patrocínios, está o célebre concurso que lançou para captação de pilotos "Onde Está o Ás?", de onde saíram os melhores pilotos de sempre, que ainda hoje são uma referência no desporto automóvel.

    Os amantes da DIABOLIQUE lembram-se sobretudo dos lindíssimos bólides conduzidos pela dupla Joaquim Santos/Miguel de Oliveira, que nos anos 80 e início dos anos 90 conquistaram inúmeros títulos ao volante dos Ford Escort RS 1800, 2000, Ford RS 200, e Ford Sierra Cosworth 4x4 do Team Diabolique Motorsport.

    Ao longo desde topico vamos todos contar um pouco mais da historia desta equipa automobilistica, que tanto deu ao desporto automóvel em Portugal.

    A DIABOLIQUE teve o seu fim em 1991 , o porque? , só os seus intervenientes sabem.

    O que nós sabemos é que foram sem duvida os culpados por fazerem uma geração de hoje adultos irem ver passar o rally.

    Como é natural, todas as fotos, recortes de jornais, desenhos , enfim tudo que seja publicado neste topico tem direitos de autor.

    Dentro do possível iremos identificar os mesmos.
    Este projeto encontra-se aberto a parcerias, sugestões, colaborações , aliás sem a vossa ajuda tudo se torna mais difícil.
     


  2. Rallye Portugal 1978


    Ainda antes da época DIABOLIQUE o Dr. Miguel Oliveira , ja participava em rallyes.


    Miguel Oliveira ao pé do Porsche 911 HG-39-89 com que participou no rallye de Portugal de 1978, com José Avelino Gonçalves. O carro tinha sido adquirido a Miguel Correia e até então tinha sido utilizado principalmente em provas de circuito.







     
    David Silva gostou disto.
  3. Rallye Portugal 1979



    José Gonçalves - Miguel Oliveira - Já com algumas alterações no carro e com o patrocínio da têxtil Lopes Correia, José Avelino Gonçalves chegou a rolar em segundo entre os portugueses (7º ou 8º da geral), antes de desistir com problemas no motor "boxer" 2.8 de carburadores e mais de 250 CV preparado por Luís Dias.
    Embora na altura poucos se tenham apercebido do facto, esta desistência privou a Porsche de uma pontuação que já parecia certa, no Mundial de Ralis.




     
    David Silva gostou disto.
  4. pois... este tópico da Diabolique fez-me recordar a minha mocidade e a ingenuidade da gente nova! Tinha eu os meus 18 anos quando a Diabolique concebeu um golpe publicitário genial para sacar uns dinheiros ao pessoal. Com a promessa de um sorteio de um lugar num carro da Diabolique, após compra de um perfume dessa marca (horrível aroma!) fomos todos (eram centenas) para as instalações da Ford ao pé de Loures para entregar os comprovativos da compra que nos habilitavam ao dito sorteio. Porque o desejo de entrar num RS2000 era enorme passámos a noite dentro dos carros e na rua para podermos ser os primeiros a entregar os mesmos. Claro que tudo não passou de um enorme embuste (espero que o dinheiro que sacaram lhe tenha servido para algo de positivo) e a Diabolique acabou por desaparecer. Não fosse este tópico e já nem me recordava deste episódio... :lol:
     
    LAGARTINHO paulo e Pedro A. Soares gostaram disto.
  5. Tbm vou chegar no onde está o ás , mas com calma que existe muita coisa , mas a pouco e pouco tudo sobre DIABOLIQUE vai aparecendo aki
     
    Rui M Brito gostou disto.
  6. Citando Mário Macedo in "Portal dos Clássicos":

    Boas amigos!

    Como anteriormente no tópico "Team Kendall" falo desta famosa equipa, decidi abrir também este tópico...

    O piloto em destaque nesta equipa é o Joaquim Santos, sendo o seu navegador Miguel de Oliveira...

    A diabolique nasce no ano de 1978 pela mão de Miguel de Oliveira um apaixonado pelos carros de corrida, ele próprio um corredor, quando decide patrocinar as suas próprias equipas com os famosos perfumes diabolique.
    Estes perfumes "diabolique" viriam imediatamente a ser reconhecidos como marca prestigiada e conceituada, ainda hoje muitíssimo popular não só entre nós, como na vizinha Espanha.
    A diabolique é ainda responsável pela formação de inúmeros pilotos nas mais variadas categorias, tendo mesmo alguns deles chegado ao topo máximo do automobilismo, como é a Fórmula 1.
    A diabolique foi o maior patrocinador privado de sempre da história do desporto automóvel português em todas as categorias e de entre os seus inúmeros patrocinios, está o célebre concurso que lançou para captação de pilotos "Onde Está o Ás?", de onde saíram os melhores pilotos de sempre, que ainda hoje são uma referência no desporto automóvel.
    Mas os amantes da diabolique lembram-se sobretudo dos lindíssimos bólides conduzidos pela dupla Joaquim Santos/Miguel de Oliveira, que nos anos 80 e início dos anos 90 conquistaram inúmeros títulos ao volante dos Ford Escort RS 1800, 2000, Ford RS 200, e Ford Sierra Cosworth 4x4 do Team Diabolique Motorsport.

    O Joaquim Santos...

    "Natural de Penafiel Joaquim Santos é um homem afável, humilde e amigo do seu amigo Conhecido no meio dos Rallys como o Quim Santos, começou nos Rallys no seu Datsun 1200 navegado por Filipe Fernandes.
    Inicia-se na velocidade no circuito de Vila do Conde no Troféu Austin Mini,do Team Lopes Correia prova que ganha com muito mérito depois de várias escaramuças, e polémicas como era apanágio, naquele circuito, estreia um Ford Fiesta 1300 da Proloco( Promoções Lopes Correia) sem resultados expressivos, o carro não era competitivo, participa no troféu Toyota Starlet 1300, com o apoio da Diabolique Motosport com algumas vitórias, e no troféu BMW320 da Promogrupo, mas não era na velocidade que se sentia á vontade, mas sim nos Rallys, participa em algumas provas de autocross com o seu irmão Fernando, também experimenta camião racing em Lousada
    Inicia-se como piloto semi oficial nos rallys com o Opel Kadett GTE do Team Lopes Correia, ao lado de Albino Tristão, onde os capot dos carros faziam jus ao patrocinador (com um cobertor em cima deste) sem grandes resultados.
    No ano de 79 estreia um novo carro Opel Kadett GTE do mesmo Team, e com o mesmo Albino Tristão vence o seu primeiro rally Rally James.
    Dupla essa que se separou após despiste de Albino Tristão já como condutor no seu Toyota Corolla 1200 que o levou para a cama do hospital.
    Nesse mesmo ano estreia um novo navegador Paulo Brandão, e termina em terceiro no final do campeonato.
    No ano de 1982 é convidado pelo Dr Miguel Oliveira para fazer pare das fileiras da Diabólique Motosport, e aí vem ao de cima todo o seu profissionalismo, virtuosismo e potencial ao vencer por quatro anos consecutivos de 1982 a 1985 os campeonatos nacionais absolutos, no Escort RS 1800 de grupo 4. Vencendo algumas provas com o RS 200 carro do extinto grupo B com cerca de 550 cavalos, em 1992 na Toyota Salvador Caetano Motorsport com o Celica GT Four vence mais um campeonato.
    Actualmente fora do activo devido á dissolução da Diabolique Motosport, a idade também já não perdoa Quim Santos ainda hoje detêm o recorde de vitorias, trinta e nove rallys vencidos no campeonato nacional, difícil de igualar ou mesmo impossível de bater, é Pentacampeão nacional absoluto.
    Piloto que ficará para sempre nos anéis destes cinquenta anos (meio século) do campeonato nacional de Rallys, como uma referência dentro do automobilismo de competição em Portugal."

    Vamos a fotos...

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]
     
    Francisco Costa e David Silva gostaram disto.
  7. Francisco Lemos Ferreira gostou disto.
  8. Citando David Silva in "Portal dos Clássicos":

    Colocado 22 Setembro 2010 - 20:44

    Há cerca de um ano tive o prazer de ter esta linda perspectiva em plena A3 a caminho de Braga... Achei esta carrinha fabulosa... Terá concerteza servido em tempos, para o transporte do staff do Team Diabolique... E moviam-se em grande estilo...

    [​IMG]
    [​IMG]
    [​IMG]
    [​IMG]
     
    David Silva gostou disto.
  9. Pois estas fotos ja sao da equipa espanhola que actualmente corre com um ex carro da DIABOLIQUE , mas fica o registro pois tbm fazem parte do perpetuar da DIABOLIQUE
     
    Francisco Lemos Ferreira gostou disto.
  10. Parabéns pelo topico, venha a história desta grande equipa.
     
    Francisco Lemos Ferreira gostou disto.
  11. Um relato que mostra a paixão Diabolique in "Auto Sport"

    Ford RS 200 - Diabolique MotorSport Nº 15 - QR-25-52


    [​IMG]Entrei e logo algo me chamou a atenção, eu sei que nunca o tinha visto ou ouvido, infelizmente nunca chegou a passar por mim, mas lá estava Ele.

    Aproximei-me, olhei-o nos faróis redondos, Ele encolheu-se, Ele sabe que não serve de nada pois já tinha tentado o mesmo naquela manhã de Março.

    Fiquei parado a vê-lo, Ele suspirou, senti a sua desilusão, Ele que tinha chegado com o objectivo realístico de ser o melhor luso no mais difícil do mundo.

    O seu Piloto era dos melhores que havia e Ele era garboso e cheio de ilusões.

    Toquei-lhe, tinha sido ali onde na curva anterior Ele tinha batido nos fãs que o idolatravam fazendo com que tivesse derrapado e entrado pela multidão matando os 3 espectadores.

    Senti a sua dor, por ter acabado com o Melhor do Mundo, por ter iniciado o fim dos seus congéneres.

    Nunca chegou a ter a fama do Primo Italiano, Francês ou Alemão, mas se, eterno se, calhar podiam os seus irmãos lá ter chegado.


    Carrega com Ele a Culpa sem qualquer culpa e nem a placa "Para Restauro" alivia o seu sentimento.

    Tem saudades que lhe mexam nos inúmeros interruptores, de soltar os cavalos, mas Ele sabe que embora os mais novos o olhem apenas com curiosidade, os mais velhos reconhecem-no logo.

    Afasto-me um pouco, as memórias de Sintra invadem-me, Ele que nunca lá chegou.

    Aproximo-me novamente, sorri, só para mim, toco levemente no seu corpo e sinto a sua Raiva por ter de ser Ele a desviar-se daqueles que o Idolatravam e não o contrário, sinto a sua Frustração por não ter conseguido parar antes de sair da Estrada.

    O nome do Piloto e do Navegador, o malfado número na porta, Ele que gostava de ser recordado como o Melhor no Mais Difícil Rally do Mundo, apenas é recordado como o carro que matou no Rally de Portugal de 1986, e todos sabem o seu Numero.

    O 15, eterno 15 para sempre ligado á tragédia da Lagoa Azul.

    Passo a mão pelo seu corpo, reluzente, vejo e revejo o seu coração onde quase 500 cv repousam á espera que alguém os acorde.

    Vejo as suspensões, as bacquets, os autocolantes, os pneus vejo e revejo tudo.


    Sou chamado á realidade e afasto-me está na hora de ver o resto.

    Na hora de partir, faço questão de me despedir.

    Ele vê-me e resplandece.

    Assusto-me e dou um pulo, afasto-me um pouco.


    Juro que ouvi alguém a gritar.

    "Saiam da estrada vem aí o Quim Santos no RS200".


    Não posso ter ouvido aquilo, ou posso?



    Contribuído por Jójó , Quarta, 13 de Abril de 2011 às 20:41


    Ler mais: http://autosport.aei...3#ixzz1n9oJoT1N


    in "Auto Sport"
     
  12. Boas recordações
    miniaturas da colecção
    Os Nossos Campeões de Ralis – da Altaya
    Fascículo 1
    Ver anexo 265220
    15 Ford Escort RS1800 1983- J.Santos – M. Oliveira

    Fascículo 21
    Ver anexo 265219
    15 Ford Rs200 - Rally Portugal 86 - J.Santos – M. Oliveira
     
  13. Muito bom tópico. Parabéns aos intervenientes.

    Um abraço
     
    Francisco Lemos Ferreira gostou disto.
  14. [​IMG]
    Rali do Algarve 1984 Foto :João Fontainhas


    1981-JoaquimSantos-FordEscortRSDour.jpg
    1981-Douro Sul

    in ralisasul.com
     

    Ficheiros Anexados:

  15. Joaquim Santos

    1982-Camélias
    1982-JoaquimSantos-FordEscortRS1800.jpg

    1982-Figueira da Foz
    [​IMG]
    [​IMG]

    1983- Rali de Portugal
    1983-JoaquimSantos-FordEscortRS1800.jpg

    1984-Rali de Portugal
    jsantos001-portugal1984.jpg

    1985 - Rali de Portugal
    1985-JoaquimSantos-FordEscort16002.jpg

    1985-Rali do Algarve
    1985-JoaquimSantos-FordEscortRSAlga.jpg
    [​IMG]

    in ralisasul.com
     

    Ficheiros Anexados:

  16. Joaquim Santos

    1986-Rali de Portugal
    [​IMG]

    1986-Sopete
    1986-JoaquimSantos-FordRS200Sopete.jpg

    1986-Rali Vinho Madeira
    jsantos001-madeira1986.jpg

    1986-Rali do Algarve
    [​IMG]

    1987-Rali de Portugal
    [​IMG]

    1987-Rali do Porto
    [​IMG]

    1988-Rali de Portugal
    1988-JoaquimSantos-FordSierraCoswor.jpg

    1989-Rali do Algarve
    [​IMG]

    1990-Rali das Camélias
    1990-JoaquimSantos-FordSierraRSCosw.jpg

    1990-Alto Tamega (Testes e Prova)
    [​IMG]
    [​IMG]
    1991-JoaquimSantos-FordSierraCos-1.jpg

    1992-Rali de Portugal
    1992-JoaquimSantos-ToyotaCelicaGT-4.jpg

    1992-Alto Tamega
    [​IMG]


    in ralisasul.com
     

    Ficheiros Anexados:

  17. [​IMG]
    Foto :João fontainhas
     
  18. Citando José Correia in ralisasul.com

    Rali da Figueira da Foz de 1982:
    [​IMG]

    Duas fotos ao ataque no Rali de Portugal de 1983:
    [​IMG]

    [​IMG]

    Na única prova disputada com o Ford Escort RS1600i, o Rali de Portugal de 1985:
    [​IMG]

    Na única época com o Ford RS 200, no Rali Rota do Sol de 1986:
    [​IMG]

    Também na única prova (e última da Diabolique) que disputou com o Ford Sierra Cosworth 4x4, o Rali do Alto Tâmega de 1990:
    [​IMG]

    Um abraço do

    José Correia

    Vilamoura

    Algarve
     
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página