Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Portalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

Classico deve ser apenas uma compra emocional?

Tópico em 'O nosso hobby: Clássicos' iniciado por Luis fernando Silva, 17 Mai 2008.

Tópico em 'O nosso hobby: Clássicos' iniciado por Luis fernando Silva, 17 Mai 2008.

  1. :feliz:
    Estive á pouco a falar com um amigo meu e participante deste forum fui tentar adormecer sem grande sucesso...
    o assunto da conversa éra classicos e a nossa grande duvida centra-se no porquê das pessoas escolherem este ou outro carro como classico.
    de um modo geral os veiculos que no seu tempo éram os mais modestos são neste momento os mais procurados.
    já vi fiats 125 impecaveis vendidos por 1000€ e fiats 600 por 6000€
    ambos são contemporanêos com tecnologias incomparaveis. o 125 tem prestações superiores a um 600 e no entanto podem ir para a sucata que ninguem os tenta salvar.
    porque será que alguns dos carros mais cobiçados no seu tempo se tornam agora ostracizados em relação aos populares?
    será que escolha de um classico deve ser apenas meramente emocional?
     
  2. caro Luís.

    Para mim a compra de um clássico não passa de um acto emocional, pois representa um desejo, uma imagem de miúdo, uma recordação, ou algo similar.

    Gastar dinheiro numa coisa que à partida nós sabemos que nunca iremos ter recompensa monetária pela mesma e somente iremos ter um sonho/desejo cumprido, só pode ser um acto emocional...

    Estar neste meio e gostar dos automóveis clássicos, independentemente do poder de compra de cada um, só pode ser visto como aquelas pessoas(como eu) que vão uma noite inteira à pesca, não apanham nada mas estão prontos para amanhã irem outra vez sabendo que o resultado poderá vir a ser o mesmo.

    Para compra racional já nos basta as compras do supermercado em que temos ou devemos comparar os melhores preços para produtos similares, comparar roupa, comparar preços da gasolina e por aí fora.

    Por exemplo, falando por mim, quando comprei o meu carro do dia a dia, olhei para o espaço, conforto, consumos, preço, e no meio disto tudo descurei uma coisa que dou sempre bastante importância, a estética, ou seja comprei uma Picasso...

    Portanto, quando um de nós se aventurar na compra de um "carro velho" ou para quem tem mais dinheiro, um "clássico", não venham depois falar num bom negócio, porque de certeza que não o é.

    É somente um sonho ou desejo realizado!!!
     
  3. Julgo que para aqueles verdadeiramente aficcionados por automoveis antigos, a escolha será sempre emocional, pois prende-se com o desejo de ter um modelo marcante, seja ele modesto ou menos modesto.
    Mas também aconteçe o inverso. Há aqueles que por "status" apenas lhes interessa ter um clássico de prestígio. Mas aí já não é uma escolha emocional, é pura vaidade.
     
  4. na minha opiniao ha aqueles que compram por gostarem (compra emocional), aqueles que compram como ja disseram por vaidade mas esses nao duram muito porque as modas passam depressa, e aqueles que compram apenas porque sabem que e um bom investimento e antes de comprar um classico pensam primeiro em quanto vao lucrar quando o venderem e esses nao sao assim tao poucos. no fim disto tudo so ha um tipo de pessoas que gosta mesmo de classicos que sao os primeiros. quando a compra nao e emocional acho que e impossivel gostarem de classicos
     
  5. Considerar se deve ser apenas uma compra emocional implica que se se responder que sim é aceitar que será sempre uma compra emocional. E como a maior parte das coisas na vida, sempre ou nunca raramente poderá ser aplicado.

    Penso que é muitas vezes uma compra emocional e raramente é racional. E é quanto mais emocional quanto mais se vai poder aproveitar de se ter um clássico. Uma compra emocional consegue esconder durante muito mais tempo todos os eventuais defeitos, que serão sempre desculpabilizados. Quando o deixarem de ser, a compra passou a ser irracional e estaremos arrependidos de ter-mos sido emocionais.

    Comprar um clássico de forma racional é coisa de que não tenho (ainda ?) experiência, pelo que será mais difícil conseguir explicar. Mesmo assim arriscaria a dizer que apenas será racional para quem compra um clássico como investimento.
     
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página