Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Postalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

Clássico + Seguradoras

Tópico em 'Legislação' iniciado por Sérgio Fernando Santos, 3 Nov 2006.

Tópico em 'Legislação' iniciado por Sérgio Fernando Santos, 3 Nov 2006.

  1. Boa tarde,

    Tenho um carro clássico de 1972 que está em fase de restauro. Quando tiver pronto para circular, vou fazer o seguro, Inspecção, etc (O normal). Mas tenho uma duvida, se por acaso algum dia(espero mesmo que nunca aconteca) alguem bate no meu clássico. O arranjo deste veículos normalmente é muito dispendioso, normalmente é maior que o valor do clássico.

    Nestas situações as seguradoras fogem com o "cu a seringa" e dão apenas o valor comercial do veículo. A minha duvida é esta aqui... Gastei eu rios de €€€ para reparar um clássico, sem culpa nenhuma estouram-me o carro e depois?!?!

    Existe algum Artigo que diga que os carros clássicos, têm de ser reparados até ao ultimo pormenor nestes casos?!?!

    Obrigado
     
  2. Acho que o que se pode negociar nesses casos é o valor do carro. Podes pedir um seguro com um valor superior ao que eles dão. Vais pagar mais, mas se algo acontecer ele vão pagar pelo valor que esta assegorado.

    Para eles nunca vale a reparação ....
     
  3. Mas está mal....... Tudo está mal, muito mal neste país.
    Alguem já teve um problema parecido?!

    Vou tentar saber melhor, como isto funciona.. E como podemos salva-guardar os nossos clássicos, numa situação destas.

    Abraços.
     
  4. Com as seguradoras é sempre o mesmo. O valor do carro é que manda, seja ele novo ou velho. A unica safa é que as seguradoras já estão a perceber que um carro restaurado tem um valor diferente de um carro "velho", e que há gente que os tem como veiculos de colecção dando-lhes mimos que nunca tiveram em novos. Mas nada de ilusões porque quem gasta 10 000 euros num carro que restaurado apenas vale 4000 euros... fica por sua conta e risco.
    O ultimo caso que conheci (há mês e meio) foi com um datsun 1200, não foi avaliado como um mero carro velho, mas mesmo assim o dono viu-se obrigado a procurar peças usadas para conseguir arranjar o carrito na totalidade.
     
  5. se o carro estiver homolgado pelo cpaa as seguradores sao obrigadas a pagar o arranjo todo!
     
  6. Caros amigos isto funciona mais ou menos assim, um indivíduo tem um veículo seja ele qual for novo ou velho, tem um acidente, a companhia vai fazer uma peritagem ao veículo e ver se a reparação é superior ao valor do mesmo, se for superior, o que nos classicos quase sempre acontece, eles preferem dar o valor comercial ao proprietário, só que depois aí surge um problema a companhia tem que indeminizar o proprietário num montante que lhe permita adquirir um veículo em idênticas condições no mercado ou então reparar o velhinho, por isso amigos não se deixem enganar.

    Um abraço
     
  7. bons dias.
    expliquem-me como se eu fosse muito burro!
    eu tenho 1 mini de 1974. ainda nao ta totalmente restaurado. vai estar e vai ficar bastante caro. tenho seguro atraves do clube mini portugal da zurick. o mais caro de todos que abrange td.
    se tiver o azar de me baterem e a culpa n for minha nao me vao reparar o carro???
     
  8. Pois...
    Primeiro e tal... é um carro velho... Bla, bla, bla, blá... depois tu argumentas e eles vão perguntar se o carro está inscrito nalgum clube de antigos depois "Há!... então traga um papel com essa indicação" mas o que vão pagar será sempre com base no valor comercial do carro que é abaixo do que gastaste no restauro do carro.o_O
    Se a mossa for grande provavelmente dão o carro como salvado e dão-te algum dinheiro como indemnização. Ou seja, ficas tu com a criança nos braços a fazer contas de cabeça para conseguires arranjar o carro.
    Podes sempre ir para tribunal mas para isso tens de estar bem documentado com facturas e afins que provem um valor maior do carro, caso contraio não vai compensar a espera e as dores de cabeça.
    às vezes o facto de ir para salvado é vantajoso, outras... nem por isso.
    Uma coisa é certa as chatices vão ser muitas.
     
  9. Colegas,
    Tudo o que diz o amigo Jorge está certo, estamos no país da burocracia. Mas em caso de conflito com as seguradoras existe uma entidade reguladora que se chama Instituto de Seguros de Portugal que normalmente ajuda o mais pequeno. Eu já tenho uma boa experiência com o ISP.
    Cumpts.
     
  10. Saudaçoes.
    Ora como Agente de seguros e sendo essa a minha profissao disponobilizo-me desde ja a esclarecer qualquer duvida (desde que eu tambem saiba).
    Ora pois bem os Classicos e nao os carros velhos tem seguros proprios ou garantias proprias, um classico sendo classico devera estar inscrito em qualquer entidade (clube,associaçoes,etc) de classicos, logo por ai tem algo que comprova o verdadeiro valor do veiculo, nao sendo apenas mais um carro "velho".
    Se fosse de tao facil resoluçao este tipo de problemas entao qualquer pessoa com um carro velho diria que é um classico e tudo seria pago, como podem compreender tambem nao pode funcionar assim. Tudo tem resoluçao.
    Tal como disse o nosso colega Rogerio Simoes, o ISP existe para ajudar a resolver este tipo de situaçoes.

    Cumprimentos.
     
  11. Pois, pois tem um valor diferente mas a questão é a mesma do costume. Por exemplo:
    Só em material já coloquei 4500 euros no meu 1602. Não estou a contar com a mão de obra que foi quase toda minha, nem com o preço do carro.
    O carro está inscrito no clube BMW oficial.
    perante uma seguradora ele tem de ter um valor determinado e é com base nesse valor que a seguradora faz as contas. Estou convencido que o valor será abaixo do valor que eu paguei por ele, como é?
    Em caso de uma batida mais forte o mais certo é ter de partir para outra :(- estarei errado?

    Por outro lado a lei diz que o cidadão não pode sair lesado, tudo bem, e os que pegam num clássico e gastam 10000 euros no restauro e na personalização? é que esses a principio nem são aceites num clube de clássicos...o_O
     
  12. Caro Jorge Faustino vejamos uma coisa, voce tem razao no que diz, mas eu posso pegar num carro que gosto bastante e gastar imenso dinheiro nele, mas isso nao engloba que o carro seja melhor ou tenha mais valor para os outros certo?um carro com 15anos pode ter imenso valor para mim e eu gastar bastante €€ nele, mas provavelmente para alguem ele nao passara de um carro com 15anos e uma pintura nova ou pouco mais, alem de que o seguro para um classico normalmente so cobre o ele andar esporadicamente, e nao todos os dias, dependendo da utilizaçao,sim tambem concordo consigo, mas para nos o carro tem sempre mais valor do que realmente tem.

    Abraço
     
  13. Infelizmente isto é uma tristeza:(- faz-se das tripas coração para se restaurar um carro, se fosse mos a somar tudo era um problema e quando há azares fica mos sempre mal, é mesmo uma tristeza. Penso que pelo menos deveriam ser obrigados a colocar o veículo nas condições em que se encontrava, digo eu... isto dos seguros é muito bonitos para os fazer mos, depois é que são elas, andou aí uma fase que nem podia mos escolher a oficina, queriam-nos "inpingir" oficinas com protocolo, o carro é meu vai para onde quero...
    Enfim é só um desabafo, não quero ofender ninguem, a culpa não é de ninguem, só do sistema que não protege quem deve... podem ter a certeza e deus queira que não, mas se me acontecer algo vou lutar até ao fim, até ter um NÃO definitivo e sem hipotese de qualquer recurso
    Pelo menos temos o direito de mostrar a nossa indignação, claro em termos moderados e respeitosos.

    Um abraço
     
  14. ERRADO :wacko:

    É evidente, mesmo para quem nem liga "as latas velhas" que se o carro for restaurado fica melhor e a valer mais do que o que valia.
    Se essa valorização é proporcional ao que se gastou, isso já é outra história.
     
  15. É um facto isto, mas mesmo o mais parvo que acredita na própria avaliação do carro descobre que não é assim se algum dia decide vendê-lo. Mas isso nada tema ver com a conversa deste tópico:rolleyes

    Eu apenas referi o dinheiro que tenho gastei no carro como exemplo, não por achar que o carro vale 10000 euros :rolleyes aliàs eu sei bem os 2 valores comerciais dos carros que me interessam, eu fiz uma pergunta dei um exemplo e fiquei à espera de uma resposta que nunca consegui.

    Pelos Vistos
    Um "maluco" gasta uma pipa de massa num carro MELHORANDO-O e Valorizando-o e isso aplica-se não só aos clássicos mas mesmo ao tunig, depois vêm os iluminados dizer que teve azar e que se agarre às ervas... para esquecer...

    Cada vez que vejo um "overhaullin'" ou um "rides" com trabalhos finais a custarem para cima dos $100000 só pergunto se lá, nas amaricas as companhias de seguros também têm a lata de dizer que o carro Não está melhor nem que vale mais e portanto... Toma lá $500 que é o que isso valia antes do trabalhito...:wacko:

    Por causa destas me@das é que Portugal não passa da cepa torta.
    Reparem bem que por causa deste estado de coisas a maioria não arrisca. Se altera um assento ou um volante chega à inspecção e não passa, Se tem o azar de levar um toque num carro restaurado a 100% perde quase tudo...
    E assim continuamos por cá sem aproveitar um negocio de milhões de euros/ano e a dizer : "Os inglese é que têm tudo, eles defendem-se...aquilo é um mundo".
    Imaginem se lá também fosse tudo proibido, nem a Classic Ford existia...
     
  16. Falei com um amigo que tem uma oficina e ele disse a melhor solução é mandar reparar o clássico sem esperar pelas seguradoras e depois apresentar a conta e entrar em litigio que eles pagam sempre, achei estranho, mas ele diz que sim
     
  17. Meus amigos; Houve alguem aqui que ja falou nisso, mas creio que ninguem ligou. Acho muito importante que primeiro o veiculo esteja Homologado como veiculo antigo, quem tem autoridade para o fazer e´o Clube Portugues de Automoveis antigos ou o ACP. Feita a vistoria, obtendo a homologaçao e melhor ainda se for socio destes clubes, tem assistencia juridica para este fim. O clube vai defender o socio e acho que o conselho anteriormente ja aqui descriminado de reparar a viatura e entrar em litigio com a companhia será o melhor (depois de muitas chatices e apoguentaçoes) mas acabam sempre por pagar, tarde mas pagam.
    Nao quero aqui fazer publicidade, nem vou auferir qualquer comissao, mas descobri que na Seguradora Lusitania, que para os classicos tem uma atençao particular e otimos preços anuais e cuidados que outras companhias nao teem, logo que ja tenhamos la outro veiculo do dia a dia la segurado. Existem restriçoes creio que so podem sair aos finais de semana e feriados, concentraçoes e exposiçoes ou exporadicamente para ir a Oficina. Mas um premio anual de 37€, creio valer a pena.
     
  18. Eu tenho o meu seguro do meu BMW 2002 na Lusitânia, via José Mata pelo HACETS, e não tenho qualquer restrições de circulação. Pago 65€/ano (50€ do seguro e 15€ de assistência em viagem), tenho protecção jurídica oferecida e o seguro conta com uma cobertura de responsabilidade civil no valor de até 2.500.000€. A Lusitânia não requer que o proprietário tenha lá outro veículo segurado, o do dia a dia, pelo menos tendo em conta o valor que pago. Para valores mais baixos, desconheço.
     
  19. Caro Pedro;
    Isso contradiz um pouco o que o meu agente me informou. Tanto e´que com a apolice que eu tenho o sistema nem permite que tenha assistencia em viagem. O que nao implica que nao o possa fazer a assistencia em viagem noutra companhia. Agora estou curioso, o seu BMW ja esta Homologado pelo CPAA ou ACP, como veiculo antigo? A discrepancia do valor anual e´grande e gostaria de saber o porque e que criterios.
     
  20. Daniel, o protocolo entre o HACETS e a corretora José Mata / Lusitânia, prevê o que anterioremente referi. Sei disto pois colaboro com a Direcção do clube.

    Mais informações em http://www.hacets.pt/inscricao.htm#Benefício_do_Associado.

    A margem negocial dum clube relativamente ao preço e benefícios oferecidos no seguro poderá depender da capacidade que o Clube tem em colocar veículos na seguradora. Em números redondos, o HACETS deverá ter aproximadamente 700 veículos lá assegurados neste momento.

    O valor base para quem tem um veículo inscrito anterior a 31-12-1980 é de 50€, e se para além deste quiser inscrever um com idade entre 20 e 25 anos paga 75€/ano. Na segunda situação é obrigatória a condição de ter outro veículo assegurado anterior a 1980. Nunca há restrições á circulação para ambas as situações. Para além desta situação qualquer sócio com carro antigo inscrito, poderá beneficiar de descontos noutros tipos de seguro como habitação, seguro de vida, até seguro para veículos recentes.

    O meu BMW não está homologado por nenhuma das entidades mencionadas.
     
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página