Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Portalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

Citröen AMI 8 Break - Restauração

Tópico em 'Citröen' iniciado por Sérgio Diniz, 10 Out 2015.

Tópico em 'Citröen' iniciado por Sérgio Diniz, 10 Out 2015.

  1. Boas a todos..

    A thread de apresentação está aqui: http://portalclassicos.com/foruns/index.php?threads/apresentação-sérgio-diniz.26697/ ( para os mais curiosos )

    Agora vamos lá ao que interessa, Citröen AMI 8 Break, comprada em 24 de Março de 1973 pelo meu avô Queiróz por um total de 70.205$60 ( yaps é isso mesmo, 70 contos, o meu avô ainda deu um Fiat 600 de retoma, que lhe rendeu 7.500$, também gostava de ter este ), mas nesse é que não cabia mesmo ( já percebem lá em baixo ).

    Vamos lá ao que interessa mas é, às fotos:
    IMG_20150906_155147.jpg
    A máquina no seu estado actual, este tem sido o sítio de repouso dela à cerca de 21 anos ( +/- ).

    IMG_20150906_155158.jpg

    IMG_20150906_155231.jpg
    Interior à frente.

    IMG_20150906_155247_retouched.jpg
    A parte pior é mesmo a mala, porque estava ao sol e à chuva ( aliás até quero ver se consigo arranjar uma porta da mala nova ).

    IMG_20150906_160218.jpg
    Esta é mesmo a parte que está pior, mas acho que tudo tem solução portanto, é seguir para a frente.

    IMG_20151002_185014.jpg
    O dono orgulhoso, e devido ao meu tamanho ( praticamente 1,90 m ) e devido a uma pequena protuberância na zona abdominal ( aka barriga de cerveja ), o espaço é um pouco para o pequeno, o volante toca-me na barriga, e a manete das mudanças está sempre a bater-me na perda direita. Solução, fazer um pouco de dieta e talvez puxar os bancos 0.5cm/1cm para trás.

    Documentação original que descobri guardada dentro do carro ( à excepção do livrete e do registo de propriedade que estava com um dos meus tios ).

    IMG_20151002_194326.jpg

    IMG_20151002_194407_retouched.jpg
    Revisões gratuitas? Espectáculo...
    IMG_20151002_194441.jpg
    Foi só mesmo a 1º revisão, porque as outras todas fez o meu avô, lembro-me perfeitamente de ser ele a trocar o óleo.

    IMG_20151002_194531_retouched.jpg
    A factura de compra.

    IMG_20151002_194721_retouched.jpg
    Licença de circulação, nem eu sabia que era preciso uma licença de circulação para além da carta ( outros tempos ).

    IMG_20151009_230231_retouched.jpg
    IMG_20151009_230308_retouched.jpg
    Algo que achei extremamente curioso, mas que no entanto já mo explicaram, é que antigamente o carro era matriculado logo no stand, e só depois é que era vendido, por isso é que a data do Livrete é de 19-01-1973, e a factura de 24 de Março de 1973.


    Não sei quantos km's tem, eu olhei para o conta km's e já não sei se vi 90000, se 40000, mas quando for ter com ela logo tiro as certezas.


    Plano de ataque:
    Estou um bocado indeciso, mas vou começar por retirar tudo do habitáculo, para ver como está a parte da mala, e depois logo se vê. Isto vai demorar um bocado porque ainda não tenho garagem em Queluz, portanto estou a pensar ir cerca de 2 vezes por mês à terra para trabalhar nele, e acabo por poupar dinheiro em tudo, visto que a família de lá conhece bate chapas, pintores etc etc, de certeza que arranjo valores mais baratos para as várias coisas que ele precisa e que não vou conseguir fazer lá do que cá.

    O que falta dizer, percebo alguma coisa de carros, mas nada que me permita fazer um restauro, portanto vai ser aprender a fazer. Ainda à bocado falei com um amigo meu ( que me deu logo os parabéns pela compra ), que me aconselhava a tratar da chapa primeiro, sem pensar em pinturas e pô-lo logo a andar depois de fazer a revisão aconselhada, para não sucumbir à frustração por estar a enterrar dinheiro e não ver o carro a mexer. Parece-me um bom plano.

    Portanto se não se importam vou já colocar aqui umas dúvidas para ver se me podem ajudar..

    Dúvidas:
    - Tipo de combustível, carro de 1973, isto bebia super, pelo que vejo nas bombas agora já não há super à venda, faz-se alguma conversão no motor? Com uma pesquisa rápida no google, parece que tem tudo a ver com a taxa de compressão do motor, e pelo que li para este motor ( antes de 1988 ) tem de ser sem chumbo 95 + aditivo, mas alguém pode esclarecer mais isto?

    - Imposto de Circulação Único:
    Segundo a simpática senhora do registo, tenho de começar já a pagar selo, mas como o registo do carro ainda não estava informatizado, este ainda não me aparece no portal das finanças, ela disse-me que iria aparecer, mas visto que o carro não está a andar, e não vai andar tão depressa. Existe maneira de não pagar selo? Visto que o selo já não era pago à 21 anos?

    - Inspecção:
    O carro nunca foi inspeccionado na vida, e algum dia o vou ter de levar à inspecção, como é que o faço na altura, é que se o for a conduzir e a Guarda me mandar parar o que é que acontece? Será que chega eu dizer que estou a caminho da inspecção?

    Por enquanto é tudo, mais tarde irão aparecer muitas mais dúvidas..

    Obrigado e um bem haja!
     
  2. Adorei a história!

    Quanto às dúvidas, amanhã o pessoal responde e eu também já estarei mais lúcido do que a esta hora.
     
  3. Ami 8 é o 4 cilindros, certo?
    Parabéns por decidir restaurar este Citroen, os papéis originais são uma mais valia, estão em bom estado ao contrário do Ami, coragem.
     
  4. Moisés este aqui, segundo os documentos é um 2 cilindros!

    Quanto ao IUC, julgo que esteja isento a ele.
    À inspeção o melhor é mesmo pagares um serviço de reboque. Podes ter a sorte de apanhar um polícia simpático que te deixa seguir caminho, como apanhar um embirrante e passar-te logo ali uma coima.
    Eu não arriscaria, a não ser que tenhas um centro de IPO aí perto de casa.
     
    Moises Trovisqueira gostou disto.
  5. Ah! Quanto à carrinha é muito engraçada :)
    Já não são nada comuns de se encontrar as AMI. O porta-bagagens é que não aparenta nada bom estado.
     
  6. Boas a todos..

    Isento do IUC, fantástico, tenho de ir ver o que é que a legislação diz sobre isso então... aqui em Queluz até tenho relativamente perto de casa, apesar de passar mesmo à porta da PSP, no entanto na terra já não faço a mínima ideia..

    Yah, Estou preocupado é com o fundo do porta bagagens, mas não há-de ser nada, daqui a 2 fins de semana já devo saber como é, visto que vou à terra para começar a desmontá-lo, elevá-lo etc etc..

    Em relação ao motor, que me esqueci de colocar no post original:
    602 cc flat-2 air-cooled - 32 hp (24 kW) @ 5750 rpm - 122 km/h ( retirado directamente da página da Wikipedia. ), se fosse a AMI 8 Super, aí é que já era de 4 cilindros. Pelo menos segundo a página da wikipedia.
     
  7. Estás como eu, mas a razão é diferente... estou farto de dizer que isto não é para assoprar, mas elas ateimam em pensar assim e depois dá nisto!!!

    Sérgio: belo carro, bela história, força nessas obras de restauro. ;)
     
    Sérgio Diniz gostou disto.
  8. Nesse caso não arriscaria muito então.
     
  9. Boa sorte nesse recente projecto.
     
    Sérgio Diniz gostou disto.
  10. Boas a todos...

    Como tinha "prometido", lá fui este fim de semana à terra para dar andamento ao restauro.

    O plano inicial era, por ar nos pneus, para o mover de sítio, para o tirar da chuva e do sol. E só depois começar a desmontar por dentro, como é lógico o plano saiu furado.

    Para aí à 2/3 semanas, vi no Lidl uma promoção para um macaco hidráulico e cavalete para apoiar o carro, e pensei ora é isto mesmo, lá fui comprar as 2 coisas.

    Sábado acordei cedo, fui pegar no macaco, ora toca de subir o carro, e resultado? O macaco sobe 36,5cm, não chega nem de perto para tirar os pneus do carro, nem à frente nem atrás, e os cavaletes que comprei também só têm 35cm ( ou parecido ), e como não tinha mais nada para por baixo do carro, lá tive que começar a desmanchar tudo da parte de dentro. Entretanto também tinha comprado uma capa no Lidl, só mesmo naquela, então toca de tapar a traseira ao carro e proceder ao retirar de tudo o que estava no interior. Portanto aqui vão algumas imagens que é isso que a malta gosta.

    P1020007.JPG
    Banco da frente

    P1020009.JPG
    O fundo do banco, nem sei como é que não fui parar de rabo ao chão quando me sentei nele da última vez, visto que as molas são de borracha, e como se pode ver, já poucas restam.

    P1020010.JPG
    20 anos parado dá nisto....

    P1020016.JPG
    Afinal tem 92000Km, fartou-se de andar o bicho..

    Várias coisas que encontrei no porta-bagagens:
    P1020021.JPG
    Kit de ferramentas, 2 tampões das rodas ( já encontrei o 3º, faltam-me encontrar o último ), o espelho do lado direito, um espelho que não sei de que carro é, triângulo, o macaco e chave de bocas que também serve para ligar o motor.

    P1020031.JPG
    Pormenor do macaco, não faço ideia de como isto trabalha, visto que supostamente a parte que está baixo, é a que deveria estar em baixo, só que o apoio de metal que estou a segurar está ao contrário, portanto não consigo levantar o carro. !?!

    Tapetes, não se se são originais ou não, não consegui perceber:
    P1020032.JPG
    P1020033.JPG
    Mas tinham qualquer coisa que as formigas hoje de manhã estavam lá todas de volta deles a curtir milhões.

    E agora vem a parte pior, a mala:
    P1020039.JPG

    P1020040.JPG

    Até verdete já tinha nalguns sítios.. depois de lhe dar uma esfregadela valente com uma vassoura ficou assim:
    P1020066.JPG
    P1020067.JPG

    Muita ferrugem, até porque não era chapa logo que estava à vista, tinha uma espécie de alcatifa, que não consigo explicar bem o que é, e que com o passar do tempo acabou por colar à chapa, que ainda piorou...

    P1020049.JPG
    Pormenor da porta da mala por dentro, só estes buracos, por fora é que está bastante pior.

    Vista a partir da mala, já sem bancos:
    P1020051.JPG
    Não consegui foi retirar o apoio dos bancos, tive para aí 2/3 horas à briga com eles e nada, estão ferrugentos e acho que isso também não ajuda.

    Durante o dia de sábado esteve a chover um pouco, e apesar de ter posto a capa enquanto estive a trabalhar, não a coloquei bem, e resultado, já sei que tenho um furo algures na chapa nos 2 lados ainda por cima!
    P1020102.JPG
    P1020117.JPG

    Os pontos de entrada são iguais dos dois lados:
    IMG_20150906_155247_retouched_v2.jpg
    Não é na borracha ( pelo menos não me pareceu ), parece-me é que é mesmo na junção da cava exterior ao resto da chapa, tem uma ranhura mas não consegui ver bem.

    Também já retirei as coberturas das cavas da roda, aquela espécie de alcatifa e uma chapa metálica que estava à segurar, e acho que encontrei o que permite retirar a cava da roda, pelo menos a parte externa, só que já não tive tempo de ver com atenção, para além de que o tenho de ver por baixo, porque deve haver mais coisas a segurar para além dos 4 ou 5 parafusos que lá estão:
    P1020116.JPG

    Ou seja, ainda muito trabalho pela frente, próxima ida à terra, para continuar a guerra, será daqui a 2 ou 3 semanas ( ainda não sei bem ), e se calhar ainda vou meter um dia de férias para poder estar mais tempo ( isto é uma cegueira só me dá vontade de desmontar tudo ). Estou a tirar montes de fotografias para ficar tudo documentado ( e para saber onde encaixa tudo no final ) e também no caso de perder alguma coisa, já se sabe que perde-se sempre qualquer coisa.

    Mais dúvidas que me surgiram, o macaco, olhando para um original ( este é o do 2CV ), mas é igual ou muito idêntico, parece estar correcto, o meu no entanto parece ter o gancho ao contrário, alguém conhece os macacos destes carros que me possa elucidar?


    macaco_original.jpg

    Preciso de comprar um macaco novo, e também cavaletes novos, valerá a pena? Alguém sabe onde consigo arranjar um macaco que dê para levantar a altura necessária? E os respectivos cavaletes, isto para não arranjar uns tijolos ou parecido e pimba.

    O que precisava mesmo era de um elevador, mas isso deve ser caro de mais para o meu bolso.

    Fiquei a perceber que também preciso é de arranjar um compressor para ajudar nas tarefas. para lixar e afins...

    Obrigado e um bem haja!

    PS: Eu precisava era de ganhar o euro-milhões para só me dedicar a isto, isso sim!
     
  11. Não é preciso comprar nenhum macaco novo, é mesmo assim. A Citroen deverá ter uns encaixes para o macaco, é só enfiar. Se pensares bem no mecanismo, sei que estás a fazer confusão, verás que tem toda a lógica. O macaco dentro dos encaixes próprios do carro nunca fará o que pensas que vai fazer, antes pelo contrário. A peça em questão que desce será impossibilitada de o fazer pelo peso do carro e encaixe próprio.

    Boa continuação de trabalhos. Vai precisar de uns trabalhitos de chapa, coragem.
     
    Jorge Viegas e Sérgio Diniz gostaram disto.
  12. Parabéns, pelo clássico, pela historia e... força com esses trabalhos!;)
    Se fosse meu era revisão geral, e colocar em condições de circular, depois , ipo com ele.
    Cumprimentos
     
  13. Bem.. Há muito que fazer.
    Na verdade não convem desanimar. Um restauro não se faz em dois dias.. Leva anos e muito € .
    Não desistas porque no fim tudo vai valer a pena!
     
    Sérgio Diniz gostou disto.
  14. Boas, vamos por partes (vou tentar explicar algumas coisas, vou ser extenso certamente, mas valerá a pena ler, acho eu :D:).

    Antes de mais, queria felicitar aqui o conterrâneo pela compra e salvação da Ami :thumbs up: ainda para mais, tem outro "sabor" quando se tem memórias de infância vividas na mesma e, pertencendo a mesma a um avô, é sempre de se louvar, ir em busca destes momentos passados e devolver este carro à estrada. ;)

    Indo pelo início... um Fiat 600 a 7 contos e 500?? (à volta de 35€ e uns pós, seriously??) :huh: se fosse hoje, comprava "paletes" de Fiat's 600 semanalmente :lol: (estou a brincar, pois sei que na altura seria bastante dinheiro... a Ami então, 70 cts deve ter doído :blink:)...

    Quanto ao estado geral da carrinha, nem parece nada muito má de chapa, os anos debaixo do telheiro, salvaram-na e bem :thumbs up: (se estivesse a céu aberto, a esta hora, pouco ou nada restaria :mellow:), claro que a mala ao sol/chuva, não poderia estar nova... Muito bom o facto de ter essa documentação toda da carrinha, é de se guardar preciosamente.

    O plano de ataque não está nada mal, se não há garagem em Queluz, deixe-a ficar onde está, já deu para entender que tem espaço que chegue e, quem olhe por ela durante a semana... é que em Queluz, se fosse ficar na rua (duvido que o fizesse), mas lá iriam algumas peças e o vandalismo atacava em força :( Além de que é ótimo que a família conheça os tais bate-chapas / pintores, nas terriolas deve sair bem mais em conta, do que nos centros urbanos ;) e, se for daqueles caso amigo do amigo, ou amigo do vizinho, pode ser que ainda mais em conta fique...:thumbs up:

    Quanto às dúvidas falou corretamente... 95 + aditivo, convém é tirar o reservatório da gasolina (tanque fora) e lavar tudo muito bem lavadinho, para não ir porcaria para o carburador e, retirar a gasolina velha que lá esteja (se é que ainda está lá alguma :rolleyes:) pois já não faz lá nada...

    - Quanto ao imposto de circulação, a senhora das Finanças está redondamente enganada ;) a lei é explícita : "Carros matriculados antes de 1981 estão isentos do pagamento de IUC" portanto, quando mudar os documentos para seu nome, a Sra que informatize a carrinha nos registos, que irá ficar a "chuchar no dedo" pois o amigo não tem nada a pagar, dado que a carrinha é de 1973. Confronte-os nas Finanças com isso, se vierem novamente com a conversa de ter de pagar IUC, existe por aí na net os artigos em que fala sobre isso, imprima-os e apresente-lhes, remédio Santo. ;)

    - Quanto ao Ipo sim, é um risco um pouco grande :( se ela estivesse 100% restaurada, talvez nem mandassem parar, pensavam "ahh e tal, está nova, tem tudo legal, este não é para parar" a não ser que o Sr Agente goste de Clássicos e o queira ver ao pormenor. :D: De qualquer forma, em Queluz, é de esquecer... se te referes aos tipos atrás dos Bombeiros, são extremamente exigentes...-_- se a Ami ainda se encontrar na zona que consta nos recibos acima, sei que há algures em Almeirim um centro de Ipo, fica perto ;) no dia de ir, se quiser correr o risco, é ir um amigo um pouco adiantado a dar indicações sobre se avista autoridade em algum percurso do caminho até ao centro de inspeções (ambos em alta voz, irem falando se avistam algo :rolleyes).

    (Continua...)
     
    Sérgio Diniz e Nelson C. Santos gostaram disto.
  15. Belos avanços que foram feitos na Ami durante o fim-de-semana :thumbs up:

    O plano inicial era o ideal, encher os pneus e abrigar a Ami, para um sítio onde pudesse trabalhar com as melhores condições... encha os pneus e toca a empurrar (a não ser que os travões estejam colados, aí nem para a frente, nem para trás...:rolleyes:).

    O macaco que adquiriu, tem de ser mais que suficiente para colocar a roda no ar ;) algo está a falhar na colocação do mesmo, bem como os cavaletes, colocados no eixo da frente, chegam para espreitar o motor por baixo e colocar-se debaixo do mesmo (mas muito cuidado com isto, ou são bem colocados, ou há azares grandes :ph34r: tenho pouca coragem em me colocar lá em baixo...). Mas sou franco, não entendo porque quer retirar os pneus, eu não os tirava nesta fase, pois fazem falta para deslocar o carro a qualquer momento e, se os retirar, vai deixar a Ami em cima de 4 cepos? :ph34r:

    Eu começaria por pegar na tal chave de bocas e, colocava no local certo e, tentava rodar o motor, a ver se está desbloqueado ou não (sem forçar nada, ver se dá uma volta completa com a chave, sem grandes resistências ao movimento da mesma, não force se oferecer muita resistência... antes de fazer isto, veja se tem óleo no motor (já lá não faz nada também ao fim dos 21 anos :lol: mas antes esse que lá está, do que fazer isto a "seco").

    Quanto ao macaco :lol::lol: o Fiat 127 tem um sistema muito parecido, também perdi algum tempo a ver se percebia como funcionava, liguei ao anterior dono que me explicou... esse macaco, não é para colocar em baixo do carro e fazê-lo subir (acho que é isto que pensa) este macaco fica lateralmente ao carro (entre a porta da frente e trás normalmente) a peça que segura com a mão e, julga estar ao contrário, terá de ser enfiada na totalidade num "bocal" que tem no piso inferior da Ami (1 de cada lado do carro, conforme queira levantar a lateral esquerda ou direita) e depois é dar à manivela para subir ou descer o carro (a única coisa que mexe para o fazer subir ou descer, é a peça que segura com a mão, aí na foto :thumbs up: corre somente nessa calha, até ao topo ou até cá abaixo. Nada de comprar um macaco novo, quer-se é a originalidade, é pintar e lubrificar essa calha B) (Se pretender, diga que eu tiro e ilustro com fotos como faço no 127, aí será igual)
    P.S: Este macaco levanta muito mais que o do Lidl, mas não exagere :D:

    Os tapetes não sei ajudar, só posso dizer que tiveram grande parte da culpa da mala estar nesse estado. Pois a água a entrar para a mala, ia ensopar os tapetes, que ficariam dias ou mesmo semanas a causar estragos na chapa, até que se lembrassem de apanhar algum calor e acabar por secar :( muita sorte as tampas de escoar estarem retiradas nessa zona, senão volta e meia teria um lago na mala da Ami :rolleyes

    A porta da mala não está péssima, um chapeiro habilidoso, coloca isso impecável ;) a não ser que optem pelo modo "preguiçoso" encontrar uma porta sem ferrugem e trocar (talvez se poupe uns € do que mandar remendar esta, é certo, é preciso é encontrar uma em condições)...

    O apoio dos bancos, só com muito WD-40, várias pulverizadas durante alguns dias, para "amolecer" e paciência (nada de forçar, senão parte os parafusos a meio, sou perito nisso :lol:), os parafusos que vê de lado, tiram os guarda-lamas do carro sim, muito WD-40 neles também e sim, espreite na cava da roda se encontra mais parafusos de fixação para tirar.

    Nesta fase, se fosse a si, tratava de atacar o motor, uma boa revisão a tudo e ver se o coloca a trabalhar ;) quando obtiver sucesso, pode sim desmontar o resto todo (guarda-lamas, vidros com muito cuidado, etc...) para se preparar para tratar da chapa e posteriormente a pintura (se for avançar com a mesma), no fim disso tudo, atacava-se os travões, ver se as suspensões estão ou não Ok e, montar tudo e bons kms :thumbs up: parece tudo tão fácil, mas vai faltar/custar tanto :rolleyes

    Um abraço e boa sorte!
     
  16. Boas a todos..

    Peço já desculpa pela demora na resposta, mas isto anda complicado de trabalho, e tenho visto as respostas, mas responder mais depressa é que foi impossível.

    Citando e respondendo a alguns de vocês, deixando já o meu obrigado..

    Peço desculpa, o macaco novo a que me referia era o hidráulico, aquele é para restaurar claro :), queria era recomendações de onde comprar um macaco hidráulico que desse para aquela altura toda, e uns cavaletes também. ( Tenho que dar uma olhadela no OLX a ver se encontro alguma coisa )

    Sinceramente Pedro, já estou farto de olhar para as fotografias, e pensar como é que aquilo funciona e não chego lá.... é pena o carro estar longe.. senão fazia já um vídeo. É que não consigo chegar lá, mas quando lá for da próxima vez vou olhar para aquilo com atenção e vou descobrir como é que aquilo trabalha.

    Não existe garagem em Queluz, mas algures no tempo, vai ter de existir porque o carro há-de vir para cá, e sim, tem que ser em garagem claramente não há outra hipótese, nem pensar em deixá-lo na rua aqui à porta de casa, só se for por minutos e mesmo assim tremo, e o plano de ataque, está a ficar tremido mas já explico lá mais em baixo..

    Perfeito, e era isso mesmo que ia fazer.

    Ah... então está tudo tranquilo, ela realmente disse que ia informatizar a carrinha, e que iria demorar, aliás o documento que tenho tem a validade de 1 ano, e ela disse que provavelmente tenho que ir lá outra vez para voltar a carimbar.

    É mesmo esse centro do IPO que estava a falar.


    Eu acho que eles estão mesmo colados, porque tentando empurrar com os pneus vazios, o gajo não mexeu nem um milimetro ( o que achei estranho, não é que seja o super homem, mas.. )

    Eu acho que não falhei na colocação do macaco hidráulico no carro, mas.. é que nem no da frente consegui que a roda saisse do chão.. ou seja o carro levantava, mas o curso da suspensão é que era longo... mas eu também às vezes sou nabo, portanto..

    A razão de querer tirar os pneus, é quando a tiver completamente abrigada, a partir daí é que vou poder começar a mexer em tudo, e o tirar os pneus/jantes é só para facilitar a desmontagem e afins.

    Há uns anos atrás ( 4/5 ) o meu primo tentou por o motor trabalhar, sem sucesso, mas ele rodava livremente segundo o que ele me disse. Esperemos que ainda continue assim.

    Foi exactamente como eu vi que ele funcionava, fica colocado ao lado da porta e fica preso nos bocais, e a Ami, tem lá os bocais que eu já os vi, agora aquela peça que levanta o carro parece estar ao contrário, porque ela roda livremente para baixo em vez de ser para cima, vou mostrar uma fotografia para ser mais fácil explicar, e assim o Pedro também percebe a minha explicação:
    macaco_rotacao.jpg
    Ou seja se tirar a mão, a peça, cai livremente em direcção ao chão, ou seja na minha cabeça, deveria ficar presa, e claro, este é para restaurar, dar-lhe uma lixadela, e pintá-lo, e pronto, o restauro impera, o macaco novo a que me estava a referir era o hidráulico.

    E eu que antes de me vir embora, pensei comigo próprio, tenho que por um pouco de WD-40 nestes parafusos todos, e depois esqueci-me..

    Pois, aqui é que o plano treme bastante, estou muito indeciso, há 2 pontos decisivos:

    O primeiro é a localização, se o tivesse cá em Queluz numa garagem, estava sempre à mão de semear para ir trabalhar nele, estava completamente resguardado de tudo e mais alguma coisa, e qualquer coisa que surgisse era mais rápida de resolver, porque tenho tudo aqui ao pé, se preciso de ir comprar algo mais específico, durante a semana vou comprar, e no outro dia já o posso utilizar, e depois tem os contras, tudo o que seja a nível de mecânicos e bate chapas é mais cara de certeza, visto que lá na terra, amigos de amigos dos vizinhos, safam sempre as cenas, ainda agora o meu primo está a pintar o BMW dele, e lá conseguiu desencantar um amigo de um amigo para tratar disso..

    O outro é, que tipo de restauro fazer, se faço já um exaustivo, ou seja desmontar tudo, e correr tudo de uma ponta à outra, e resolver todos os problemas que ele tem. Ou como me disseram no inicio, resolver os problemas de chapa mais preocupantes, fazer uma revisão de motor, pastilhas e suspensão e pô-lo a andar o mais depressa possível. E sinceramente estou mais inclinado para a 1º opção, fazer o restauro completo, a única coisa, é que só fica pronto a andar daqui a uns tempos valentes, mas a minha lógica é a seguinte:
    Se resolver apenas os problemas de chapa mais preocupantes agora e não mexer no resto, algures no tempo vou ter de o pintar de uma ponta à outra. Isso significa mais tempo parado lá para a frente, em vez de só o ter parado agora de uma só vez, e além disso, corrijam-me se tiver enganado, com o passar do tempo, mais problemas irão surgir, então porque não tratar logo tudo de uma ponta a outra?

    Decisões, decisões decisões... tenho que ir investigar as garagens em Queluz, para ver que tipos de preços tenho..

    Mais uma vez obrigado a todos pela ajuda..
     
    Nelson C. Santos e afonsopatrao gostaram disto.
  17. Bom dia,
    Sergio desenvolvimentos desta maquina?
     
  18. Boa tarde Francisco,

    Ainda não, ainda não tive oportunidade de ir a Santarém desde o fim de semana de 25 de Outubro, e também não vou poder ir neste próximo, estou a pensar ir no outro a seguir.

    Obrigado e abraço.
     
  19. Dúvidas:
    - Tipo de combustível, carro de 1973, isto bebia super, pelo que vejo nas bombas agora já não há super à venda, faz-se alguma conversão no motor? Com uma pesquisa rápida no google, parece que tem tudo a ver com a taxa de compressão do motor, e pelo que li para este motor ( antes de 1988 ) tem de ser sem chumbo 95 + aditivo, mas alguém pode esclarecer mais isto?

    Sem chumbo 95 e aditivo.

    - Imposto de Circulação Único:
    Segundo a simpática senhora do registo, tenho de começar já a pagar selo, mas como o registo do carro ainda não estava informatizado, este ainda não me aparece no portal das finanças, ela disse-me que iria aparecer, mas visto que o carro não está a andar, e não vai andar tão depressa. Existe maneira de não pagar selo? Visto que o selo já não era pago à 21 anos?

    A mulher deve estar com os copos. Carros anteriores a 1981 estão isentos de IUC.

    - Inspecção:
    O carro nunca foi inspeccionado na vida, e algum dia o vou ter de levar à inspecção, como é que o faço na altura, é que se o for a conduzir e a Guarda me mandar parar o que é que acontece? Será que chega eu dizer que estou a caminho da inspecção?

    Por enquanto é tudo, mais tarde irão aparecer muitas mais dúvidas..

    Depois de estar em condições, reboque com ele, do sitio que está à IPO é perto logo não é uma fortuna. A multa da falta da IPO e Seguro são pesadas e dão apreensão de viatura.
     
    tiago salsa gostou disto.
  20. P1020031.JPG

    Ora bem, ele é colocado ao lado da porta e esse ferro onde tens a mão encosta num tipo de ranhura/engate, depois para o subir encaixas a chave de rodas ou uma de roquete na porca e ele sobe.
     
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página