Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Postalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

Cintos de segurança

Tópico em 'Legislação' iniciado por Alberto Reis, 11 Abr 2010.

Tópico em 'Legislação' iniciado por Alberto Reis, 11 Abr 2010.

  1. Olá!

    Estou com uma dúvida que talvez alguém me saiba responder.
    Tenho um carro clássico (fiat 600) que não tem cintos de segurança nem a trás nem à frente. Até aqui tudo normal... e então se eu quiser levar a dar uma volta o meu filho que tem 9 meses? Pode ir na cadeira sem ela estar fixa? Ou pode ir ao colo da mãe (como se fazia antigamente)?

    Obrigado e cumprimentos.
     
  2. Penso que a resposta a essa pergunta seja que não se pode ...

    ... e na minha opinião nos dias que correm e da forma como se anda na estrada eu nem sequer equacionaria essa hipotese, mas é a minha opinião pessoal :huh:

    Cumprimentos
     
  3. Se a viatura não tem cintos pode circular assim legalmente, mas se quiser transportar uma criança tão pequena eu fazia um "upgrade" e colocava uns cintos sem disvirtuar a viatura para poder levar em segurança o pequeno B)
     
  4. na minha opiniao é facil de resolver, pura e simplesmente nao ande com as crianças dentro do carro, os puristas que me perdoem, mas a segurança que estes tipos de carros oferecem nao sao compativeis com as fragilidades de um bebé.
    se quiser garantir alguma segurança pelo menos adapte uns cintos de segurança nos bancos de traz do seu classico para de pois colocar uma cadeirinha apropriada.
    apesar de acreditar que nao andará em" grandes corridas" com passageiros no seu carro, é de todo imprudente e falsa segurança pensar que o colo ou os braços da mae irao amparar algo que possa correr mal.
    cumps
     
  5. Olá boa noite e desde já agradeço a quem comentou.
    A minha questão não se centra no âmbito do que seria mais ou menos apropriado. É claro que todos temos a máxima preocupação com as crianças, no entanto, queria saber se legalmente posso, ou não, circular com uma criança num carro nestas condições.
    E no caso de "adaptar" cintos, quem é que me garante que essa adaptação possa ser segura e também não menos importante se essa adaptação é legal...

    Obrigado e agradeço desde já as respostas.

    Cumprimentos.
     
  6. Se uma viatura não vem equipada com esse acessório, que são os cintos de segurança, legalmente pode...(eu não o fazia) mas...

    Adapte uns cintos, numa boa oficina de certeza que os aplicam e garantem a segurança em casa de necessidade.

    Exemplo: numa 4L (excepto nas mais recentes, que são do inicio dos anos 90) não trazem cintos traseiros, mas é possivel os adaptar, e há casos em que foi feita essa adaptação para circular com uma cadeirinha devidamente fixa ao cinto e assim a criança viajar em segurança B)

    Boa sorte.
     
  7. O eterno problema dos cintos de segurança...não imaginam as discussões que já tive com autoridades sobre este assunto...

    No meu caso, tenho cintos à frente e até à pouco tempo transportava o meu filho na cadeirinha à frente. Mas o problema é que cada um interpreta a lei "à sua maneira" e já quase fui multado por várias vezes. Agora como vou ser novamente pai e vou precisar de usar 2 cadeirinhas, acabei de vez com este problema e adaptei uns cintos atras. Já não me chateiam...
     
  8. Mas se o veículo não trás cintos atrás, o indicado é transportar a cadeirinha à frente ;)

    A melhor opção é essa: colocar uns cintos traseiros!
     
  9. Boas.
    Tenho o Carocha e de facto gostaria de levar a sua legítima proprietária, a minha pulguita, a uns passeios. Não posso pois não tenho cintos traseiros e ela tem pouco mais de 2 anso e 1/2.
    Alguém tem conhecimento de outro alguém que tenha adaptado cintos neste modelo ou pode dar-me algumas orientações? Não estou a ver a colocação de cintos no banco traseiro ser uma tarefa fácil... Conselhos aguardam-se.
     
  10. ;)
    amigo eu tambem tenho o mesmo problema no meu mini e vou ter de adaptar uns cintos atras as multas sao pesadas por isso nem olhes para traz adapta uns cintos abraços ;)
     
  11. Existe aqui uma certa confusão, pois se o carro não tem cintos traseiros de origem e isso deve-se ao ano, não há multa para quem circule atrás!

    O que se deve fazer no caso de crianças é viajar à frente com o sistema de retenção adequado, com o cinto devidamente colocado.

    Para melhorar a segurança da criança, deverão ser adaptados cintos traseiros.
     
  12. sim amigo jorge agora o meu carro de 67 nao tem cintos atras tenho o meu filho com 3 anos nao o posso tranportar no banco de tras porque nao tem cintos para prender a cadeirinha tambem nao posso colocar a frente é proibido nao ! so a uma maneira adaptar cintos abraços
     
  13. Não tendo cintos atrás não é proibido transportar a criança na frente! mas a melhor opção como disse é adaptar atrás ;)
     
  14. Caros amigos,

    Cuidado com toda esta questão, pois há vários pormenores que não podem ser descurados. Vamos tentar pôr ordem nestas ideias todas:

    i) se o veículo não estiver equipado com cintos de segurança, não é possível transportar crianças no mesmo;

    ii) havendo apenas cintos nos bancos dianteiros, pode proceder-se ao transporte da criança nestes, mas penso que legalmente o limite mínimo de idade é os 3 anos, embora não tenha a certeza;

    iii) querendo montar cintos de segurança num veículo que não os trazia de fábrica, devem ser utilizados sempre que possível pontos de fixação destinados a esse propósito na estrutura do carro, caso contrário existe a possibilidade de isso vir a causar problemas num eventual controlo dos mesmos em IPO (atenção que alguns veículos, especialmente a partir da década de 70, embora não os trouxessem de fábrica, possuíam já os pontos de montagem para cintos dianteiros e traseiros - o Fiat 127, por exemplo, já tem estes pontos, mesmo atrás);

    iv) não havendo estes pontos de fixação de fábrica, deve procurar-se executar a montagem dos cintos em pontos estruturalmente fortes da carroçaria, e se possível recorrendo a reforços destas zonas com placas de fixação de grandes dimensões por forma a dispersar a carga da ligação mais eficazmente na estrutura. Em caso de dúvida, deve-se consultar alguém especializado nesta área, como um engenheiro mecânico.

    Posto isto, não é de facto um risco assim tão grande transportar crianças num clássico, obviamente fazendo as devidas ressalvas relativamente à ausência de equipamento de segurança activa. Desde que instalados correctamente, os sistemas de retenção são igualmente eficazes num embate. E estatisticamente os clássicos são menos vulneráveis a acidentes, dado o maior grau de cuidado com que são conduzidos pelos seus proprietários, que neles praticam uma condução mais alerta e defensiva.

    O problema de tudo isto é também um alarmismo exagerado pelas autoridades e pelos próprios fabricantes, com o intuito encapotado de gerar maior consciência relativamente à condução segura (pouco eficaz) e um incentivo extra para a compra de automóveis modernos (bastante mais eficaz, e que acaba por contrariar a ideia anterior).

    No meu Spider, por exemplo, não faz sentido utilizar a cadeirinha para os miúdos no banco de trás. Os cintos em si são pequenos, pelo que não os apoiam de forma incorrecta, negando assim o propósito da cadeira. Aliás, o DUA refere claramente que o banco traseiro se destina apenas a crianças, por isso é entendido que está adequado apenas à sua fisionomia. Para quê então usar uma cadeira que não melhora a colocação do cinto e os faz subir de tal forma no banco que os pode pôr em risco de cair para fora do carro? É um contrasenso. Mas como já desabafei antes, senso é coisa que hoje em dia já pouco vai havendo...

    Um abraço a todos!
     
  15. Bom dia a todos,
    este é sem dúvida um tema que tem muito que se diga.
    soube ontem por exemplo para os carochas existem uns cintos de segurança ventrais que não estando instalados atrás podem ser colocados pois a partir de 70 (pelo que percebi) os carochas vêm com os pontos de fixação preparados para o efeito.
    numa loja um conjunto de 2 custam 120€ (60€ a unidade).
    os pontos de fixação do carocha são dentro do forro a seguir às janelas traseiras e no centro da carroçaria (por baixo do banco).
    ainda não tive a oportunidade de confirmar no meu (pois está na oficina) mas se de facto pretendo transportar a minha pulguita de quase 3 anos será por aí.
    já agora JV peço-te uma dica - a partir de que idade / peso se troca da cadeirinha para aquele banco sem costas?
    abraço.
     
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página